SlideShare uma empresa Scribd logo
VIDRARIA NO
LABORATÓRIO DE
QUÍMICA
Profa. Lucy Rose Moreira
 Balão de fundo chato: Utilizado como recipiente
para conter líquidos ou soluções, ou mesmo, fazer
reações com desprendimento de gases. Pode ser
aquecido sobre o tripé com tela de amianto.
 ALMOFARIZ COM PISTILO : Usado na
trituração e pulverização de sólidos em
pequena escala.
 BALÃO DE FUNDO REDONDO Utilizado
principalmente em sistemas de refluxo e
evaporação a vácuo, acoplado a
ROTAEVAPORADOR
ROTAEVAPORADOR
 BALÃO VOLUMÉTRICO Possui volume
definido e é utilizado para o preparo de soluções
em laboratório.
 BECKER É de uso geral em laboratório. Serve
para fazer reações entre soluções, dissolver
substâncias sólidas, efetuar reações de
precipitação e aquecer líquidos. Pode ser
aquecido sobre a TELA DE AMIANTO.
 BURETA Aparelho utilizado em análises volumétricas
não tão precisas. Apresenta tubo de parede uniforme
para assegurar a tolerância estipulada com exatidão e
gravação permanente em linhas bem delineadas afim de
facilitar a leitura de volume escoado.
Buretas automáticas
 CADINHO Peça geralmente de porcelana cuja
utilidade é aquecer substâncias a seco, podendo fundi-
las, e com grande intensidade de calor (acima de
500°C), por isto pode ser levado diretamente ao bico de
bunsen. Pode ser feito de ferro, chumbo, platina e
porcelana.
 CÁPSULA DE PORCELANA Peça de porcelana
usada para evaporar líquidos das soluções e na
secagem de substâncias. Podem ser utilizadas em
estufas desde que se respeite o limite de no máx. 500°C
 CONDENSADOR Utilizado na destilação, tem
como finalidade condensar vapores gerados
pelo aquecimento de líquidos.
 DESSECADOR Usado para guardar
substâncias em atmosfera com baixo índice de
umidade.
 ERLENMEYER Utilizado em titulações,
aquecimento de líquidos e para dissolver
substâncias e proceder reações entre soluções.
 FUNIL DE BUCHNER Utilizado em filtrações a
vácuo. Pode ser usado com a função de
FILTRO em conjunto com o KITASSATO.
 KITASSATO Utilizado em conjunto com o
FUNIL DE BUCHNER em FILTRAÇÕES a
vácuo.
 FUNIL DE SEPARAÇÃO Utilizado na
separação de líquidos não miscíveis e na
extração líquido/líquido.
 FUNIL DE HASTE LONGA Usado na filtração e
para retenção de partículas sólidas. Não deve
ser aquecido.
 PIPETA GRADUADA Utilizada para medir
pequenos volumes. Mede volumes variáveis.
Não pode ser aquecida
 PIPETA VOLUMÉTRICA Usada para medir e
transferir volume de líquidos. Não pode ser
aquecida pois possui grande precisão de
medida.
 PROVETA OU CILINDRO GRADUADO Serve
para medir e transferir volumes de líquidos. Não
pode ser aquecida.
 TUBO DE ENSAIO Empregado para fazer reações em
pequena escala, principalmente em testes de reação em
geral. Pode ser aquecido com movimentos circulares e
com cuidado diretamente sob a chama do BICO DE
BÜNSEN.
 VIDRO DE RELÓGIO Peça de Vidro de forma
côncava, é usada em análises e evaporações.
Não pode ser aquecida diretamente.
 PISSETA OU FRASCO LAVADOR Usada para
lavagens de materiais ou recipientes através de
jatos de água, álcool ou outros solventes.
OUTROS EQUIPAMENTOS
 ANEL OU ARGOLA Usado como suporte do
funil na filtração.
 BALANÇA DIGITAL Para a medida de massa
de sólidos e líquidos não voláteis com grande
precisão
 BICO DE BÜNSEN É a fonte de aquecimento mais
utilizada em laboratório. Mas contemporaneamente tem
sido substituído pelas MANTAS E CHAPAS DE
AQUECIMENTO
 ESTANTE PARA TUBO DE ENSAIO É usada
para suporte de os TUBOS DE ENSAIO.
 GARRA DE CONDENSADOR Usada para
prender o condensador à haste do suporte ou
outras peças como balões, erlenmeyers etc.
 PINÇA DE MADEIRA Usada para prender o
TUBO DE ENSAIO durante o aquecimento.
 PINÇA METÁLICA Usada para manipular
objetos aquecidos
 SUPORTE UNIVERSAL Utilizado em operações
como: Filtração, Suporte para Condensador,
Bureta, Sistemas de Destilação etc. Serve
também para sustentar peças em geral.
 TELA DE AMIANTO Suporte para as peças a
serem aquecidas. A função do amianto é
distribuir uniformemente o calor recebido pelo
BICO DE BUNSEN.
 TRIPÉ Sustentáculo para efetuar aquecimentos
de soluções em vidrarias diversas de
laboratório. É utilizado em conjunto com a TELA
DE AMIANTO
 Espátulas : serve para retira amostra
Pêra
Placa de Petri
PIPETADOR MANUAL
PIPETADOR AUTOMÁTICO
 Barras Magnéticas (Peixi-nhos)
Agitador Magnético com aquecimento
Manta
 Reservatório de Água Destilada
Lâminas e lamínulas para
microscopia:
 Mufla é um tipo de estufa para altas temperaturas usada
em laboratórios, principalmente de química. Consiste
basicamente de uma câmara metálica com revestimento
interno feito de material refratário e equipada com
resistências capazes de elevar a temperatura interior a
valores acima de 1000 °C. As muflas mais comuns
possuem faixas de trabalho que variam de 200°C a
1400°C.
Mufla
ESTUFA :Com controle de
temperatura através de
termostato é utilizada para
secagem de material; costuma
alcançar até 300°C.
Obrigada !
FIM

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 0_Aula_Vidraria_UEMA_2023.pptIIIIIIIIIIIII

Procedimento ii desenhar os materias que se encontram numerados e expostos na...
Procedimento ii desenhar os materias que se encontram numerados e expostos na...Procedimento ii desenhar os materias que se encontram numerados e expostos na...
Procedimento ii desenhar os materias que se encontram numerados e expostos na...
Edgley Xavier
 
Vidraria.
Vidraria.Vidraria.
Vidraria.
heitormonteiro
 
aulademateriaisdelaboratrio-100223155939-phpapp01.ppt
aulademateriaisdelaboratrio-100223155939-phpapp01.pptaulademateriaisdelaboratrio-100223155939-phpapp01.ppt
aulademateriaisdelaboratrio-100223155939-phpapp01.ppt
AssisTeixeira2
 
2ª AULA - MATERIAIS DE LABORATÓRIO (17 FEV).ppt
2ª AULA - MATERIAIS DE LABORATÓRIO (17 FEV).ppt2ª AULA - MATERIAIS DE LABORATÓRIO (17 FEV).ppt
2ª AULA - MATERIAIS DE LABORATÓRIO (17 FEV).ppt
Elifabio Sobreira Pereira
 
Vidraria 9 ano
Vidraria 9 anoVidraria 9 ano
Vidraria 9 ano
Andrea Ternero
 
Materiais de laboratório.ppt
Materiais de laboratório.pptMateriais de laboratório.ppt
Materiais de laboratório.ppt
AuriciaFariasBezerra1
 
Vidrarias de laboratório
Vidrarias de laboratórioVidrarias de laboratório
Vidrarias de laboratório
evelizebarbosa
 
Substâncias e Suas Transformações.ppt
Substâncias e Suas Transformações.pptSubstâncias e Suas Transformações.ppt
Substâncias e Suas Transformações.ppt
Claysson Xavier
 
Introdução ao laboratório de química
Introdução ao laboratório de químicaIntrodução ao laboratório de química
Introdução ao laboratório de química
curtindoaquimica
 
Vidrarias
VidrariasVidrarias
Aula vidrarias
Aula vidrariasAula vidrarias
Aula vidrarias
Lucas Costa Guimarães
 
Vidrarias e equipamentos de laboratório.pptx
Vidrarias e equipamentos de laboratório.pptxVidrarias e equipamentos de laboratório.pptx
Vidrarias e equipamentos de laboratório.pptx
rickriordan
 
Apostila de análise orgânica e análise qualitativa
Apostila de análise orgânica e análise qualitativaApostila de análise orgânica e análise qualitativa
Apostila de análise orgânica e análise qualitativa
♥Mischelle Santos
 
Vidrarias e Equipamentos de Laboratório de Citologia EEVMF 3º e 2º anos 2016
Vidrarias e Equipamentos de Laboratório de Citologia EEVMF 3º e 2º anos 2016Vidrarias e Equipamentos de Laboratório de Citologia EEVMF 3º e 2º anos 2016
Vidrarias e Equipamentos de Laboratório de Citologia EEVMF 3º e 2º anos 2016
José Antonio Paniagua
 
Apresentação das vidrarias
Apresentação das vidrariasApresentação das vidrarias
Apresentação das vidrarias
PriscilaUFGD
 
material_laboratorio.pptx
material_laboratorio.pptxmaterial_laboratorio.pptx
material_laboratorio.pptx
MariaFloradeSousaBri
 
Material laboratorio
Material laboratorioMaterial laboratorio
Material laboratorio
Maria Joao Ramalho
 
Manual de utilizador
Manual de utilizadorManual de utilizador
Manual de utilizador
andrepaiva7a
 
Vidrarias(l)
Vidrarias(l)Vidrarias(l)
Vidrarias(l)
Fabiano Araujo
 
Principais vidrarias e equipamentos de laboratório
Principais vidrarias e equipamentos de laboratórioPrincipais vidrarias e equipamentos de laboratório
Principais vidrarias e equipamentos de laboratório
Fabiano Araujo
 

Semelhante a 0_Aula_Vidraria_UEMA_2023.pptIIIIIIIIIIIII (20)

Procedimento ii desenhar os materias que se encontram numerados e expostos na...
Procedimento ii desenhar os materias que se encontram numerados e expostos na...Procedimento ii desenhar os materias que se encontram numerados e expostos na...
Procedimento ii desenhar os materias que se encontram numerados e expostos na...
 
Vidraria.
Vidraria.Vidraria.
Vidraria.
 
aulademateriaisdelaboratrio-100223155939-phpapp01.ppt
aulademateriaisdelaboratrio-100223155939-phpapp01.pptaulademateriaisdelaboratrio-100223155939-phpapp01.ppt
aulademateriaisdelaboratrio-100223155939-phpapp01.ppt
 
2ª AULA - MATERIAIS DE LABORATÓRIO (17 FEV).ppt
2ª AULA - MATERIAIS DE LABORATÓRIO (17 FEV).ppt2ª AULA - MATERIAIS DE LABORATÓRIO (17 FEV).ppt
2ª AULA - MATERIAIS DE LABORATÓRIO (17 FEV).ppt
 
Vidraria 9 ano
Vidraria 9 anoVidraria 9 ano
Vidraria 9 ano
 
Materiais de laboratório.ppt
Materiais de laboratório.pptMateriais de laboratório.ppt
Materiais de laboratório.ppt
 
Vidrarias de laboratório
Vidrarias de laboratórioVidrarias de laboratório
Vidrarias de laboratório
 
Substâncias e Suas Transformações.ppt
Substâncias e Suas Transformações.pptSubstâncias e Suas Transformações.ppt
Substâncias e Suas Transformações.ppt
 
Introdução ao laboratório de química
Introdução ao laboratório de químicaIntrodução ao laboratório de química
Introdução ao laboratório de química
 
Vidrarias
VidrariasVidrarias
Vidrarias
 
Aula vidrarias
Aula vidrariasAula vidrarias
Aula vidrarias
 
Vidrarias e equipamentos de laboratório.pptx
Vidrarias e equipamentos de laboratório.pptxVidrarias e equipamentos de laboratório.pptx
Vidrarias e equipamentos de laboratório.pptx
 
Apostila de análise orgânica e análise qualitativa
Apostila de análise orgânica e análise qualitativaApostila de análise orgânica e análise qualitativa
Apostila de análise orgânica e análise qualitativa
 
Vidrarias e Equipamentos de Laboratório de Citologia EEVMF 3º e 2º anos 2016
Vidrarias e Equipamentos de Laboratório de Citologia EEVMF 3º e 2º anos 2016Vidrarias e Equipamentos de Laboratório de Citologia EEVMF 3º e 2º anos 2016
Vidrarias e Equipamentos de Laboratório de Citologia EEVMF 3º e 2º anos 2016
 
Apresentação das vidrarias
Apresentação das vidrariasApresentação das vidrarias
Apresentação das vidrarias
 
material_laboratorio.pptx
material_laboratorio.pptxmaterial_laboratorio.pptx
material_laboratorio.pptx
 
Material laboratorio
Material laboratorioMaterial laboratorio
Material laboratorio
 
Manual de utilizador
Manual de utilizadorManual de utilizador
Manual de utilizador
 
Vidrarias(l)
Vidrarias(l)Vidrarias(l)
Vidrarias(l)
 
Principais vidrarias e equipamentos de laboratório
Principais vidrarias e equipamentos de laboratórioPrincipais vidrarias e equipamentos de laboratório
Principais vidrarias e equipamentos de laboratório
 

Mais de MarcioNascimento873348

1.0_aula_ Medidas SI.ppt jjjjjjjjjjjjjjjj
1.0_aula_ Medidas SI.ppt jjjjjjjjjjjjjjjj1.0_aula_ Medidas SI.ppt jjjjjjjjjjjjjjjj
1.0_aula_ Medidas SI.ppt jjjjjjjjjjjjjjjj
MarcioNascimento873348
 
2.0_aula_Materia,substancia e mistura.ppt
2.0_aula_Materia,substancia e mistura.ppt2.0_aula_Materia,substancia e mistura.ppt
2.0_aula_Materia,substancia e mistura.ppt
MarcioNascimento873348
 
Slides com conteúdo - Unidade I.pdfkkkkkkkkkkkkkk
Slides com conteúdo - Unidade I.pdfkkkkkkkkkkkkkkSlides com conteúdo - Unidade I.pdfkkkkkkkkkkkkkk
Slides com conteúdo - Unidade I.pdfkkkkkkkkkkkkkk
MarcioNascimento873348
 
Fichas-de-leitura-simples Cursivashhhhhhhhhhhh 24.pdf
Fichas-de-leitura-simples Cursivashhhhhhhhhhhh 24.pdfFichas-de-leitura-simples Cursivashhhhhhhhhhhh 24.pdf
Fichas-de-leitura-simples Cursivashhhhhhhhhhhh 24.pdf
MarcioNascimento873348
 
Modelo de Slide de Apresentação.pptxkkkkkkkkkkkkkkkkk
Modelo de Slide de Apresentação.pptxkkkkkkkkkkkkkkkkkModelo de Slide de Apresentação.pptxkkkkkkkkkkkkkkkkk
Modelo de Slide de Apresentação.pptxkkkkkkkkkkkkkkkkk
MarcioNascimento873348
 
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovadoApresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
MarcioNascimento873348
 
Ciências.pptxbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
Ciências.pptxbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbCiências.pptxbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
Ciências.pptxbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
MarcioNascimento873348
 

Mais de MarcioNascimento873348 (7)

1.0_aula_ Medidas SI.ppt jjjjjjjjjjjjjjjj
1.0_aula_ Medidas SI.ppt jjjjjjjjjjjjjjjj1.0_aula_ Medidas SI.ppt jjjjjjjjjjjjjjjj
1.0_aula_ Medidas SI.ppt jjjjjjjjjjjjjjjj
 
2.0_aula_Materia,substancia e mistura.ppt
2.0_aula_Materia,substancia e mistura.ppt2.0_aula_Materia,substancia e mistura.ppt
2.0_aula_Materia,substancia e mistura.ppt
 
Slides com conteúdo - Unidade I.pdfkkkkkkkkkkkkkk
Slides com conteúdo - Unidade I.pdfkkkkkkkkkkkkkkSlides com conteúdo - Unidade I.pdfkkkkkkkkkkkkkk
Slides com conteúdo - Unidade I.pdfkkkkkkkkkkkkkk
 
Fichas-de-leitura-simples Cursivashhhhhhhhhhhh 24.pdf
Fichas-de-leitura-simples Cursivashhhhhhhhhhhh 24.pdfFichas-de-leitura-simples Cursivashhhhhhhhhhhh 24.pdf
Fichas-de-leitura-simples Cursivashhhhhhhhhhhh 24.pdf
 
Modelo de Slide de Apresentação.pptxkkkkkkkkkkkkkkkkk
Modelo de Slide de Apresentação.pptxkkkkkkkkkkkkkkkkkModelo de Slide de Apresentação.pptxkkkkkkkkkkkkkkkkk
Modelo de Slide de Apresentação.pptxkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovadoApresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
 
Ciências.pptxbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
Ciências.pptxbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbCiências.pptxbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
Ciências.pptxbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 

Último

Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 

Último (20)

Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 

0_Aula_Vidraria_UEMA_2023.pptIIIIIIIIIIIII

  • 2.  Balão de fundo chato: Utilizado como recipiente para conter líquidos ou soluções, ou mesmo, fazer reações com desprendimento de gases. Pode ser aquecido sobre o tripé com tela de amianto.
  • 3.  ALMOFARIZ COM PISTILO : Usado na trituração e pulverização de sólidos em pequena escala.
  • 4.  BALÃO DE FUNDO REDONDO Utilizado principalmente em sistemas de refluxo e evaporação a vácuo, acoplado a ROTAEVAPORADOR
  • 6.  BALÃO VOLUMÉTRICO Possui volume definido e é utilizado para o preparo de soluções em laboratório.
  • 7.  BECKER É de uso geral em laboratório. Serve para fazer reações entre soluções, dissolver substâncias sólidas, efetuar reações de precipitação e aquecer líquidos. Pode ser aquecido sobre a TELA DE AMIANTO.
  • 8.  BURETA Aparelho utilizado em análises volumétricas não tão precisas. Apresenta tubo de parede uniforme para assegurar a tolerância estipulada com exatidão e gravação permanente em linhas bem delineadas afim de facilitar a leitura de volume escoado.
  • 10.  CADINHO Peça geralmente de porcelana cuja utilidade é aquecer substâncias a seco, podendo fundi- las, e com grande intensidade de calor (acima de 500°C), por isto pode ser levado diretamente ao bico de bunsen. Pode ser feito de ferro, chumbo, platina e porcelana.
  • 11.  CÁPSULA DE PORCELANA Peça de porcelana usada para evaporar líquidos das soluções e na secagem de substâncias. Podem ser utilizadas em estufas desde que se respeite o limite de no máx. 500°C
  • 12.  CONDENSADOR Utilizado na destilação, tem como finalidade condensar vapores gerados pelo aquecimento de líquidos.
  • 13.  DESSECADOR Usado para guardar substâncias em atmosfera com baixo índice de umidade.
  • 14.  ERLENMEYER Utilizado em titulações, aquecimento de líquidos e para dissolver substâncias e proceder reações entre soluções.
  • 15.  FUNIL DE BUCHNER Utilizado em filtrações a vácuo. Pode ser usado com a função de FILTRO em conjunto com o KITASSATO.
  • 16.  KITASSATO Utilizado em conjunto com o FUNIL DE BUCHNER em FILTRAÇÕES a vácuo.
  • 17.  FUNIL DE SEPARAÇÃO Utilizado na separação de líquidos não miscíveis e na extração líquido/líquido.
  • 18.  FUNIL DE HASTE LONGA Usado na filtração e para retenção de partículas sólidas. Não deve ser aquecido.
  • 19.  PIPETA GRADUADA Utilizada para medir pequenos volumes. Mede volumes variáveis. Não pode ser aquecida
  • 20.  PIPETA VOLUMÉTRICA Usada para medir e transferir volume de líquidos. Não pode ser aquecida pois possui grande precisão de medida.
  • 21.  PROVETA OU CILINDRO GRADUADO Serve para medir e transferir volumes de líquidos. Não pode ser aquecida.
  • 22.  TUBO DE ENSAIO Empregado para fazer reações em pequena escala, principalmente em testes de reação em geral. Pode ser aquecido com movimentos circulares e com cuidado diretamente sob a chama do BICO DE BÜNSEN.
  • 23.  VIDRO DE RELÓGIO Peça de Vidro de forma côncava, é usada em análises e evaporações. Não pode ser aquecida diretamente.
  • 24.  PISSETA OU FRASCO LAVADOR Usada para lavagens de materiais ou recipientes através de jatos de água, álcool ou outros solventes.
  • 25. OUTROS EQUIPAMENTOS  ANEL OU ARGOLA Usado como suporte do funil na filtração.
  • 26.  BALANÇA DIGITAL Para a medida de massa de sólidos e líquidos não voláteis com grande precisão
  • 27.  BICO DE BÜNSEN É a fonte de aquecimento mais utilizada em laboratório. Mas contemporaneamente tem sido substituído pelas MANTAS E CHAPAS DE AQUECIMENTO
  • 28.  ESTANTE PARA TUBO DE ENSAIO É usada para suporte de os TUBOS DE ENSAIO.
  • 29.  GARRA DE CONDENSADOR Usada para prender o condensador à haste do suporte ou outras peças como balões, erlenmeyers etc.
  • 30.  PINÇA DE MADEIRA Usada para prender o TUBO DE ENSAIO durante o aquecimento.
  • 31.  PINÇA METÁLICA Usada para manipular objetos aquecidos
  • 32.  SUPORTE UNIVERSAL Utilizado em operações como: Filtração, Suporte para Condensador, Bureta, Sistemas de Destilação etc. Serve também para sustentar peças em geral.
  • 33.  TELA DE AMIANTO Suporte para as peças a serem aquecidas. A função do amianto é distribuir uniformemente o calor recebido pelo BICO DE BUNSEN.
  • 34.  TRIPÉ Sustentáculo para efetuar aquecimentos de soluções em vidrarias diversas de laboratório. É utilizado em conjunto com a TELA DE AMIANTO
  • 35.  Espátulas : serve para retira amostra Pêra Placa de Petri
  • 37.  Barras Magnéticas (Peixi-nhos) Agitador Magnético com aquecimento Manta
  • 38.  Reservatório de Água Destilada Lâminas e lamínulas para microscopia:
  • 39.  Mufla é um tipo de estufa para altas temperaturas usada em laboratórios, principalmente de química. Consiste basicamente de uma câmara metálica com revestimento interno feito de material refratário e equipada com resistências capazes de elevar a temperatura interior a valores acima de 1000 °C. As muflas mais comuns possuem faixas de trabalho que variam de 200°C a 1400°C.
  • 40. Mufla ESTUFA :Com controle de temperatura através de termostato é utilizada para secagem de material; costuma alcançar até 300°C.