SlideShare uma empresa Scribd logo
A CASA BEM-ASSOMBRADA - Parte 1
Toda cidade que preza pela história, principalmente as do interior, tem lendas urbanas que
aumentam de dramaticidade à medida que os ano passam. É clássico. Em Formiga, essa
“regra” não poderia ser diferente. Merece, pois, que este “mistério formiguense” seja
recontado. Dizem que ele foi “vivenciado” por um grande amigo meu. Contudo, para que sua
identidade seja preservada, vou chamá-lo pela alcunha de “Dempeilos”. Ele, próprio é quem
relatará sua inusitada história: “Existe em nossa cidade, muitas casas antigas com a fama de
mal-assombradas. Umas são ainda habitadas, outras já estão abandonadas. Entregues ao
tempo. Foi justamente uma dessas que ‘visitei’ certa feita. E que visita! Pois bem, contarei
como foi. Eram seis da tarde. Os sinos da Matriz começaram a bater e a ‘Ave Maria’ ia tocar
logo em seguida. Momento de introversão. O clima estava incerto. Pelo visto, uma chuva ia
de

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exemplo
ExemploExemplo
Exemplo
rev_povoa
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
Maytê Mélo
 
ApresentaçãO Bom Jesus Da Lapa
ApresentaçãO Bom Jesus Da LapaApresentaçãO Bom Jesus Da Lapa
ApresentaçãO Bom Jesus Da Lapa
Juliana Alves
 
Abandono De Cães e Gatos
Abandono De Cães e GatosAbandono De Cães e Gatos
Abandono De Cães e Gatos
site curiosidades
 
Lista De Livros Do Plano Nacional De Leitura
Lista De Livros Do Plano Nacional De LeituraLista De Livros Do Plano Nacional De Leitura
Lista De Livros Do Plano Nacional De Leitura
bibliotecasalir
 
Pedro e inês 1 m
Pedro  e  inês 1 mPedro  e  inês 1 m
Pedro e inês 1 m
Ministério da Educação
 
Jogo, Arca de contos
Jogo, Arca de contosJogo, Arca de contos
Jogo, Arca de contos
Joaquim Augusto
 
Sempre do teu lado carta de um cao
Sempre do teu lado carta de um caoSempre do teu lado carta de um cao
Sempre do teu lado carta de um cao
Escola Integrada Apulia
 
Sitio do pica pau amarelo
Sitio do pica pau amareloSitio do pica pau amarelo
Sitio do pica pau amarelo
luciagomespedroso
 
Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9
Luís Ferreira
 
Lendas folclóricas
Lendas folclóricasLendas folclóricas
Lendas folclóricas
zoesantos
 
A lenda do Boto Cor de Rosa e o Curupira
A lenda do Boto Cor de Rosa e o CurupiraA lenda do Boto Cor de Rosa e o Curupira
A lenda do Boto Cor de Rosa e o Curupira
Nute JPA
 
Tarefa 15
Tarefa 15Tarefa 15
Tarefa 15
Brenda Tacchelli
 
Lenda padeira de aljubarrota.pps - Diogo Silva, 11.ºB
Lenda padeira de aljubarrota.pps - Diogo Silva, 11.ºBLenda padeira de aljubarrota.pps - Diogo Silva, 11.ºB
Lenda padeira de aljubarrota.pps - Diogo Silva, 11.ºB
mundonovoesds
 
Os Maias - Capítulo VI
Os Maias - Capítulo VIOs Maias - Capítulo VI
Os Maias - Capítulo VI
António Fernandes
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 

Mais procurados (16)

Exemplo
ExemploExemplo
Exemplo
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
 
ApresentaçãO Bom Jesus Da Lapa
ApresentaçãO Bom Jesus Da LapaApresentaçãO Bom Jesus Da Lapa
ApresentaçãO Bom Jesus Da Lapa
 
Abandono De Cães e Gatos
Abandono De Cães e GatosAbandono De Cães e Gatos
Abandono De Cães e Gatos
 
Lista De Livros Do Plano Nacional De Leitura
Lista De Livros Do Plano Nacional De LeituraLista De Livros Do Plano Nacional De Leitura
Lista De Livros Do Plano Nacional De Leitura
 
Pedro e inês 1 m
Pedro  e  inês 1 mPedro  e  inês 1 m
Pedro e inês 1 m
 
Jogo, Arca de contos
Jogo, Arca de contosJogo, Arca de contos
Jogo, Arca de contos
 
Sempre do teu lado carta de um cao
Sempre do teu lado carta de um caoSempre do teu lado carta de um cao
Sempre do teu lado carta de um cao
 
Sitio do pica pau amarelo
Sitio do pica pau amareloSitio do pica pau amarelo
Sitio do pica pau amarelo
 
Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9
 
Lendas folclóricas
Lendas folclóricasLendas folclóricas
Lendas folclóricas
 
A lenda do Boto Cor de Rosa e o Curupira
A lenda do Boto Cor de Rosa e o CurupiraA lenda do Boto Cor de Rosa e o Curupira
A lenda do Boto Cor de Rosa e o Curupira
 
Tarefa 15
Tarefa 15Tarefa 15
Tarefa 15
 
Lenda padeira de aljubarrota.pps - Diogo Silva, 11.ºB
Lenda padeira de aljubarrota.pps - Diogo Silva, 11.ºBLenda padeira de aljubarrota.pps - Diogo Silva, 11.ºB
Lenda padeira de aljubarrota.pps - Diogo Silva, 11.ºB
 
Os Maias - Capítulo VI
Os Maias - Capítulo VIOs Maias - Capítulo VI
Os Maias - Capítulo VI
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 

Destaque

Indice v2
Indice v2Indice v2
Indice v2
Carlos Jesus
 
Logos VirgíNia E Balula
Logos   VirgíNia E BalulaLogos   VirgíNia E Balula
Logos VirgíNia E Balula
fatimafernandes1968
 
A Rota Do Lixo
A Rota Do LixoA Rota Do Lixo
A Rota Do Lixo
lucimeirecsf
 
Modificatoria Directiva AñO Escolar 2009
Modificatoria Directiva AñO Escolar 2009Modificatoria Directiva AñO Escolar 2009
Modificatoria Directiva AñO Escolar 2009
tellinos
 
Diadeandalucia
DiadeandaluciaDiadeandalucia
Diadeandalucia
raziela1976
 
Tino
TinoTino
Tino
tinitoxy
 
Exfinalccna4
Exfinalccna4Exfinalccna4
Exfinalccna4
jorge2908
 
Inova Cartoes
Inova CartoesInova Cartoes
Inova Cartoes
Brand Actions
 
Grupo Numero 1
Grupo Numero 1Grupo Numero 1
Grupo Numero 1
luzmigdonia
 
Album Niteroi
Album NiteroiAlbum Niteroi
Album Niteroi
carmengranja
 
Nelson Maleiro
Nelson MaleiroNelson Maleiro
Nelson Maleiro
Roberto Luis Castro
 
Plano Global
Plano GlobalPlano Global
Plano Global
c b
 
Boletodiana
BoletodianaBoletodiana
Boletodiana
emanueljr
 
Formato 5 X7 Bizerta
Formato 5 X7 BizertaFormato 5 X7 Bizerta
Formato 5 X7 Bizerta
James Gonzalez
 
Anastomosis porto cava
Anastomosis porto cavaAnastomosis porto cava
Anastomosis porto cava
Deigo Vargas
 
Fiscal Do Trabalho
Fiscal Do TrabalhoFiscal Do Trabalho
Fiscal Do Trabalho
CARLOS CAVALLINI
 
Trabajo informatica
Trabajo informaticaTrabajo informatica
Trabajo informatica
duieguito18
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Biomassa
Amadeu Sousa
 
Exposición "MI MASCOTA EL CUY"
Exposición "MI MASCOTA EL CUY"Exposición "MI MASCOTA EL CUY"
Exposición "MI MASCOTA EL CUY"
Gladys Marleny Alva Leon
 

Destaque (20)

Indice v2
Indice v2Indice v2
Indice v2
 
Logos VirgíNia E Balula
Logos   VirgíNia E BalulaLogos   VirgíNia E Balula
Logos VirgíNia E Balula
 
A Rota Do Lixo
A Rota Do LixoA Rota Do Lixo
A Rota Do Lixo
 
Modificatoria Directiva AñO Escolar 2009
Modificatoria Directiva AñO Escolar 2009Modificatoria Directiva AñO Escolar 2009
Modificatoria Directiva AñO Escolar 2009
 
Diadeandalucia
DiadeandaluciaDiadeandalucia
Diadeandalucia
 
Tino
TinoTino
Tino
 
Nascar
NascarNascar
Nascar
 
Exfinalccna4
Exfinalccna4Exfinalccna4
Exfinalccna4
 
Inova Cartoes
Inova CartoesInova Cartoes
Inova Cartoes
 
Grupo Numero 1
Grupo Numero 1Grupo Numero 1
Grupo Numero 1
 
Album Niteroi
Album NiteroiAlbum Niteroi
Album Niteroi
 
Nelson Maleiro
Nelson MaleiroNelson Maleiro
Nelson Maleiro
 
Plano Global
Plano GlobalPlano Global
Plano Global
 
Boletodiana
BoletodianaBoletodiana
Boletodiana
 
Formato 5 X7 Bizerta
Formato 5 X7 BizertaFormato 5 X7 Bizerta
Formato 5 X7 Bizerta
 
Anastomosis porto cava
Anastomosis porto cavaAnastomosis porto cava
Anastomosis porto cava
 
Fiscal Do Trabalho
Fiscal Do TrabalhoFiscal Do Trabalho
Fiscal Do Trabalho
 
Trabajo informatica
Trabajo informaticaTrabajo informatica
Trabajo informatica
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Biomassa
 
Exposición "MI MASCOTA EL CUY"
Exposición "MI MASCOTA EL CUY"Exposición "MI MASCOTA EL CUY"
Exposición "MI MASCOTA EL CUY"
 

Semelhante a 05 A Casa Bem Assombrada Pt1 Dez2006

Questões sobre sagarana
Questões sobre sagaranaQuestões sobre sagarana
Questões sobre sagarana
ma.no.el.ne.ves
 
Projeto Individual de Leitura
Projeto Individual de LeituraProjeto Individual de Leitura
Projeto Individual de Leitura
biblioaemoure
 
A bela e a fera
A bela e a feraA bela e a fera
A bela e a fera
Sérgio Lima
 
Análise de o burrinho pedrês, de guimarães rosa
Análise de o burrinho pedrês, de guimarães rosaAnálise de o burrinho pedrês, de guimarães rosa
Análise de o burrinho pedrês, de guimarães rosa
ma.no.el.ne.ves
 
Chicos 13 fevereiro 2008
Chicos 13 fevereiro 2008Chicos 13 fevereiro 2008
Chicos 13 fevereiro 2008
Chicos Cataletras
 
Procedimentos De Leitura 4
Procedimentos De Leitura 4Procedimentos De Leitura 4
Procedimentos De Leitura 4
Escola Estadual Gustavo Rodrigues da Silva
 
Análise do conto: O homem que sabia javanês
Análise do conto: O homem que sabia javanêsAnálise do conto: O homem que sabia javanês
Análise do conto: O homem que sabia javanês
André Aleixo
 

Semelhante a 05 A Casa Bem Assombrada Pt1 Dez2006 (7)

Questões sobre sagarana
Questões sobre sagaranaQuestões sobre sagarana
Questões sobre sagarana
 
Projeto Individual de Leitura
Projeto Individual de LeituraProjeto Individual de Leitura
Projeto Individual de Leitura
 
A bela e a fera
A bela e a feraA bela e a fera
A bela e a fera
 
Análise de o burrinho pedrês, de guimarães rosa
Análise de o burrinho pedrês, de guimarães rosaAnálise de o burrinho pedrês, de guimarães rosa
Análise de o burrinho pedrês, de guimarães rosa
 
Chicos 13 fevereiro 2008
Chicos 13 fevereiro 2008Chicos 13 fevereiro 2008
Chicos 13 fevereiro 2008
 
Procedimentos De Leitura 4
Procedimentos De Leitura 4Procedimentos De Leitura 4
Procedimentos De Leitura 4
 
Análise do conto: O homem que sabia javanês
Análise do conto: O homem que sabia javanêsAnálise do conto: O homem que sabia javanês
Análise do conto: O homem que sabia javanês
 

Mais de Marco Aurelio V

Y Entidades 1
Y Entidades 1Y Entidades 1
Y Entidades 1
Marco Aurelio V
 
X Energia
X EnergiaX Energia
X Energia
Marco Aurelio V
 
V Inteligencia
V InteligenciaV Inteligencia
V Inteligencia
Marco Aurelio V
 
U Viagem Astral
U Viagem AstralU Viagem Astral
U Viagem Astral
Marco Aurelio V
 
T Kundalini
T KundaliniT Kundalini
T Kundalini
Marco Aurelio V
 
S Vicio
S VicioS Vicio
R Sol
R SolR Sol
Q Universos Paralelos
Q Universos ParalelosQ Universos Paralelos
Q Universos Paralelos
Marco Aurelio V
 
P Futuro
P FuturoP Futuro
P Futuro
Marco Aurelio V
 
O Tci
O TciO Tci
M Dna
M DnaM Dna
N Teletransporte
N TeletransporteN Teletransporte
N Teletransporte
Marco Aurelio V
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
Marco Aurelio V
 
J Ondas Eletromagneticas
J Ondas EletromagneticasJ Ondas Eletromagneticas
J Ondas Eletromagneticas
Marco Aurelio V
 
L Holograma
L HologramaL Holograma
L Holograma
Marco Aurelio V
 
I Musica
I MusicaI Musica
I Musica
Marco Aurelio V
 
G Astrologia
G AstrologiaG Astrologia
G Astrologia
Marco Aurelio V
 
F SuperstiçãO
F SuperstiçãOF SuperstiçãO
F SuperstiçãO
Marco Aurelio V
 
H Numeros
H NumerosH Numeros
H Numeros
Marco Aurelio V
 
E Magnestismo
E MagnestismoE Magnestismo
E Magnestismo
Marco Aurelio V
 

Mais de Marco Aurelio V (20)

Y Entidades 1
Y Entidades 1Y Entidades 1
Y Entidades 1
 
X Energia
X EnergiaX Energia
X Energia
 
V Inteligencia
V InteligenciaV Inteligencia
V Inteligencia
 
U Viagem Astral
U Viagem AstralU Viagem Astral
U Viagem Astral
 
T Kundalini
T KundaliniT Kundalini
T Kundalini
 
S Vicio
S VicioS Vicio
S Vicio
 
R Sol
R SolR Sol
R Sol
 
Q Universos Paralelos
Q Universos ParalelosQ Universos Paralelos
Q Universos Paralelos
 
P Futuro
P FuturoP Futuro
P Futuro
 
O Tci
O TciO Tci
O Tci
 
M Dna
M DnaM Dna
M Dna
 
N Teletransporte
N TeletransporteN Teletransporte
N Teletransporte
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
 
J Ondas Eletromagneticas
J Ondas EletromagneticasJ Ondas Eletromagneticas
J Ondas Eletromagneticas
 
L Holograma
L HologramaL Holograma
L Holograma
 
I Musica
I MusicaI Musica
I Musica
 
G Astrologia
G AstrologiaG Astrologia
G Astrologia
 
F SuperstiçãO
F SuperstiçãOF SuperstiçãO
F SuperstiçãO
 
H Numeros
H NumerosH Numeros
H Numeros
 
E Magnestismo
E MagnestismoE Magnestismo
E Magnestismo
 

05 A Casa Bem Assombrada Pt1 Dez2006

  • 1. A CASA BEM-ASSOMBRADA - Parte 1 Toda cidade que preza pela história, principalmente as do interior, tem lendas urbanas que aumentam de dramaticidade à medida que os ano passam. É clássico. Em Formiga, essa “regra” não poderia ser diferente. Merece, pois, que este “mistério formiguense” seja recontado. Dizem que ele foi “vivenciado” por um grande amigo meu. Contudo, para que sua identidade seja preservada, vou chamá-lo pela alcunha de “Dempeilos”. Ele, próprio é quem relatará sua inusitada história: “Existe em nossa cidade, muitas casas antigas com a fama de mal-assombradas. Umas são ainda habitadas, outras já estão abandonadas. Entregues ao tempo. Foi justamente uma dessas que ‘visitei’ certa feita. E que visita! Pois bem, contarei como foi. Eram seis da tarde. Os sinos da Matriz começaram a bater e a ‘Ave Maria’ ia tocar logo em seguida. Momento de introversão. O clima estava incerto. Pelo visto, uma chuva ia de