SlideShare uma empresa Scribd logo
Enfermeira Maria Onice
Especialista em Urgência e Emergência e Aperfeiçoamento
de Processos Educacionais na saúde.
02 aula   Assistência de enfermagem ao recém-nascido normal.
Berço aquecido com
fonte de calor radiante:
fonte de oxigênio
com fluxômetro
Aspirador a vácuo com manômetro
sondas de aspiração
laringoscópio
de lâmina reta
Balão auto inflável
com reservatório
de O2,
Tubo endotraqueal
estetoscópio
cardiomonitor
Cânulas de Guedel
 1) PREVENÇÃO DA PERDA DE CALOR- fonte de calor radiante,
secar bem o bebe e descartar campos úmidos;
 2) ESTABELECER A PERMEABILIDADE DAS VIAS AÉREAS - Quando
necessário, aspirar as vias aéreas, primeiro a boca e depois o
nariz
 3) INICIAR A RESPIRAÇÃO - Iniciar a respiração através da
estimulação tátil, com manobras delicadas no dorso do RN, no
máximo duas vezes. Se, após o estímulo tátil, o paciente não
estabelecer um esforço respiratório suficiente para manter a
freqüência cardíaca (FC) acima de 100 bpm, iniciar a ventilação
com pressão positiva.
 BOLETIM DE APGAR
A – aspecto que é a cor;
P – pulso que é a frequência cardíaca;
G – gesto que é a irritabilidade reflexa;
A – atividade que é o tônus muscular;
R – respiração que é o esforço respiratório.
Modificado de Apgar, 1953
 CUIDADOS COM O COTO UMBILICAL – laquear o
cordão umbilical e verificar presença das duas
artérias e uma veia umbilical
 PROFILAXIA:
 DA OFTALMIA E DA VULVOVAGINITE GONOCÓCICA –
instilar uma gota de nitrato de prata a 1% em cada
olho.
 DA DOENÇA HEMORRÁGICA DO RN –Vitamina K IM- (1
mg)
Engerix B – 0,5 ml- IM
(prevenção da hepatite Virus B)
Cuidados Gerais
 IDENTIFICAÇÃO
 Preenchimento adequado da documentação hospitalar;
 Pulseira com identificação do bebê conforme protocolo
hospitalar;
PROCEDIMENTOS FINAIS
 Peso;
 Comprimento;
 Perímetro cefálico, torácico e abdominal;
 Classificar o RN mediante suas condições físicas.

Exame Físico do
Recém-Nascido
Pele
 Textura, cianose, icterícia , palidez.
 Descamação fisiológica em pós maturos.
 Nervos pigmentosus (mancha mongólica): região
sacra.
 Petéquias e púrpuras.
Craniossinostose
Bossa serossanguínea
Crânio
02 aula   Assistência de enfermagem ao recém-nascido normal.
Face
 Observar simetria, aparência sindrômica,
implantação das orelhas, distância entre os olhos
(hiper ou hipotelorismo – aumento ou diminuição
da distância), tamanho do queixo, nariz e língua. 21
Orelhas
 Forma, tamanho, implantação.
Nariz
 Forma, tamanho, permeabilidade, canal
nasolacrimal, secreção nasal.
Boca
 Coloração dos lábios, integridade (lábio
leporino), palato (fenda palatina), língua, dentes
congênitos, pérolas de Epstein (pontos brancos
no palato calcificação).
Exame pulmonar
 Inspeção: Avaliar o padrão respiratório quanto à
freqüência, amplitude dos movimentos, tiragem,
retração xifoidiana, batimentos de asas do nariz,
estridor expiratório, gemido.
02 aula   Assistência de enfermagem ao recém-nascido normal.
OBRIGADO PELA ATENÇÃO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoAula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Viviane da Silva
 
Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1
Eduardo Gomes da Silva
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
marianagusmao39
 
ASSISTÊNCIA AO RN.pptx
ASSISTÊNCIA AO RN.pptxASSISTÊNCIA AO RN.pptx
ASSISTÊNCIA AO RN.pptx
Natasha Louise
 
Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)
Will Nunes
 
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuroAssistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Juliana Maciel
 
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátricaEnfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Regiane Ribeiro
 
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e NascimentoCuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
Emergência Obstétrica
Emergência ObstétricaEmergência Obstétrica
Emergência Obstétrica
siatego
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Will Nunes
 
Pré natal
Pré natalPré natal
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
Viviane da Silva
 
Cuidados com o rn
Cuidados com o rnCuidados com o rn
Cuidados com o rn
Alinebrauna Brauna
 
Carro de Emergência
Carro de EmergênciaCarro de Emergência
Carro de Emergência
resenfe2013
 
Alojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagemAlojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagem
jusantos_
 
Apostila Saúde da Criança
Apostila Saúde da CriançaApostila Saúde da Criança
Apostila Saúde da Criança
Cândida Mirna
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
Rosemeire Moreira Souza
 
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Eduardo Gomes da Silva
 

Mais procurados (20)

Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascido
 
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoAula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
 
Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
 
ASSISTÊNCIA AO RN.pptx
ASSISTÊNCIA AO RN.pptxASSISTÊNCIA AO RN.pptx
ASSISTÊNCIA AO RN.pptx
 
Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)
 
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuroAssistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
 
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátricaEnfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
 
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e NascimentoCuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
 
Emergência Obstétrica
Emergência ObstétricaEmergência Obstétrica
Emergência Obstétrica
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
 
Pré natal
Pré natalPré natal
Pré natal
 
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
 
Cuidados com o rn
Cuidados com o rnCuidados com o rn
Cuidados com o rn
 
Carro de Emergência
Carro de EmergênciaCarro de Emergência
Carro de Emergência
 
Alojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagemAlojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagem
 
Apostila Saúde da Criança
Apostila Saúde da CriançaApostila Saúde da Criança
Apostila Saúde da Criança
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
 
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
 

Semelhante a 02 aula Assistência de enfermagem ao recém-nascido normal.

Insuficiência Respiratória e Manejo das Vias Aéreas
Insuficiência Respiratória e Manejo das Vias Aéreas  Insuficiência Respiratória e Manejo das Vias Aéreas
Insuficiência Respiratória e Manejo das Vias Aéreas
Leandro de Carvalho
 
ATLS TRASNCRICAO.doc
ATLS TRASNCRICAO.docATLS TRASNCRICAO.doc
ATLS TRASNCRICAO.doc
zLazaro
 
Intubação Orotraqueal, Via Aérea Avançad
Intubação Orotraqueal, Via Aérea AvançadIntubação Orotraqueal, Via Aérea Avançad
Intubação Orotraqueal, Via Aérea Avançad
CarlosMagnoBritoAraj
 
Reanimação Neonatal
Reanimação NeonatalReanimação Neonatal
Reanimação Neonatal
Samuel Benjamin
 
Suporte básico de vida em pediatria 2013
Suporte básico de vida em pediatria 2013Suporte básico de vida em pediatria 2013
Suporte básico de vida em pediatria 2013
Antonio Souto
 
Exame Físico Multidisciplinar
Exame Físico MultidisciplinarExame Físico Multidisciplinar
Exame Físico Multidisciplinar
resenfe2013
 
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptxcepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
prontoatendimentohbm
 
Controle da via aérea e ventilação
Controle da via aérea e ventilaçãoControle da via aérea e ventilação
Controle da via aérea e ventilação
Arthur Ricachenevsky
 
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
Mickael Gomes
 
Desconforto Respiratório Neonatal
Desconforto Respiratório NeonatalDesconforto Respiratório Neonatal
Desconforto Respiratório Neonatal
blogped1
 
A sistematizacao da assitencia de enfermagem em um paciente com bronquite
A sistematizacao da assitencia de enfermagem em um paciente com bronquiteA sistematizacao da assitencia de enfermagem em um paciente com bronquite
A sistematizacao da assitencia de enfermagem em um paciente com bronquite
Sarinha Sousa
 
Auriculopuntura
AuriculopunturaAuriculopuntura
Auriculopuntura
Luciano Francisco
 
Slide sist do cuidar iii
Slide sist do cuidar iiiSlide sist do cuidar iii
Slide sist do cuidar iii
Lucas Boy
 
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Eduardo Gomes da Silva
 
Coqueluche
Coqueluche  Coqueluche
Coqueluche
blogped1
 
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTIAVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Exame Físico
Exame FísicoExame Físico
Exame Físico
lacmuam
 
Estação (montagem do selo d'agua) do dreno de tórax
Estação (montagem do selo d'agua) do dreno de tóraxEstação (montagem do selo d'agua) do dreno de tórax
Estação (montagem do selo d'agua) do dreno de tórax
cuidadoaoadulto
 
Exame+fís..
Exame+fís..Exame+fís..
Exame+fís..
lacmuam
 

Semelhante a 02 aula Assistência de enfermagem ao recém-nascido normal. (20)

Insuficiência Respiratória e Manejo das Vias Aéreas
Insuficiência Respiratória e Manejo das Vias Aéreas  Insuficiência Respiratória e Manejo das Vias Aéreas
Insuficiência Respiratória e Manejo das Vias Aéreas
 
ATLS TRASNCRICAO.doc
ATLS TRASNCRICAO.docATLS TRASNCRICAO.doc
ATLS TRASNCRICAO.doc
 
Intubação Orotraqueal, Via Aérea Avançad
Intubação Orotraqueal, Via Aérea AvançadIntubação Orotraqueal, Via Aérea Avançad
Intubação Orotraqueal, Via Aérea Avançad
 
Reanimação Neonatal
Reanimação NeonatalReanimação Neonatal
Reanimação Neonatal
 
Suporte básico de vida em pediatria 2013
Suporte básico de vida em pediatria 2013Suporte básico de vida em pediatria 2013
Suporte básico de vida em pediatria 2013
 
Exame Físico Multidisciplinar
Exame Físico MultidisciplinarExame Físico Multidisciplinar
Exame Físico Multidisciplinar
 
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptxcepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
 
Controle da via aérea e ventilação
Controle da via aérea e ventilaçãoControle da via aérea e ventilação
Controle da via aérea e ventilação
 
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
 
Desconforto Respiratório Neonatal
Desconforto Respiratório NeonatalDesconforto Respiratório Neonatal
Desconforto Respiratório Neonatal
 
A sistematizacao da assitencia de enfermagem em um paciente com bronquite
A sistematizacao da assitencia de enfermagem em um paciente com bronquiteA sistematizacao da assitencia de enfermagem em um paciente com bronquite
A sistematizacao da assitencia de enfermagem em um paciente com bronquite
 
Auriculopuntura
AuriculopunturaAuriculopuntura
Auriculopuntura
 
Slide sist do cuidar iii
Slide sist do cuidar iiiSlide sist do cuidar iii
Slide sist do cuidar iii
 
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
 
Coqueluche
Coqueluche  Coqueluche
Coqueluche
 
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTIAVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
Exame Físico
Exame FísicoExame Físico
Exame Físico
 
Estação (montagem do selo d'agua) do dreno de tórax
Estação (montagem do selo d'agua) do dreno de tóraxEstação (montagem do selo d'agua) do dreno de tórax
Estação (montagem do selo d'agua) do dreno de tórax
 
Exame+fís..
Exame+fís..Exame+fís..
Exame+fís..
 

02 aula Assistência de enfermagem ao recém-nascido normal.

  • 1. Enfermeira Maria Onice Especialista em Urgência e Emergência e Aperfeiçoamento de Processos Educacionais na saúde.
  • 3. Berço aquecido com fonte de calor radiante: fonte de oxigênio com fluxômetro Aspirador a vácuo com manômetro
  • 4. sondas de aspiração laringoscópio de lâmina reta Balão auto inflável com reservatório de O2, Tubo endotraqueal
  • 6.  1) PREVENÇÃO DA PERDA DE CALOR- fonte de calor radiante, secar bem o bebe e descartar campos úmidos;  2) ESTABELECER A PERMEABILIDADE DAS VIAS AÉREAS - Quando necessário, aspirar as vias aéreas, primeiro a boca e depois o nariz  3) INICIAR A RESPIRAÇÃO - Iniciar a respiração através da estimulação tátil, com manobras delicadas no dorso do RN, no máximo duas vezes. Se, após o estímulo tátil, o paciente não estabelecer um esforço respiratório suficiente para manter a freqüência cardíaca (FC) acima de 100 bpm, iniciar a ventilação com pressão positiva.
  • 7.  BOLETIM DE APGAR A – aspecto que é a cor; P – pulso que é a frequência cardíaca; G – gesto que é a irritabilidade reflexa; A – atividade que é o tônus muscular; R – respiração que é o esforço respiratório.
  • 9.  CUIDADOS COM O COTO UMBILICAL – laquear o cordão umbilical e verificar presença das duas artérias e uma veia umbilical  PROFILAXIA:  DA OFTALMIA E DA VULVOVAGINITE GONOCÓCICA – instilar uma gota de nitrato de prata a 1% em cada olho.  DA DOENÇA HEMORRÁGICA DO RN –Vitamina K IM- (1 mg) Engerix B – 0,5 ml- IM (prevenção da hepatite Virus B) Cuidados Gerais
  • 10.  IDENTIFICAÇÃO  Preenchimento adequado da documentação hospitalar;  Pulseira com identificação do bebê conforme protocolo hospitalar; PROCEDIMENTOS FINAIS  Peso;  Comprimento;  Perímetro cefálico, torácico e abdominal;  Classificar o RN mediante suas condições físicas. 
  • 12. Pele  Textura, cianose, icterícia , palidez.  Descamação fisiológica em pós maturos.  Nervos pigmentosus (mancha mongólica): região sacra.  Petéquias e púrpuras.
  • 15. Face  Observar simetria, aparência sindrômica, implantação das orelhas, distância entre os olhos (hiper ou hipotelorismo – aumento ou diminuição da distância), tamanho do queixo, nariz e língua. 21 Orelhas  Forma, tamanho, implantação.
  • 16. Nariz  Forma, tamanho, permeabilidade, canal nasolacrimal, secreção nasal. Boca  Coloração dos lábios, integridade (lábio leporino), palato (fenda palatina), língua, dentes congênitos, pérolas de Epstein (pontos brancos no palato calcificação).
  • 17. Exame pulmonar  Inspeção: Avaliar o padrão respiratório quanto à freqüência, amplitude dos movimentos, tiragem, retração xifoidiana, batimentos de asas do nariz, estridor expiratório, gemido.