SlideShare uma empresa Scribd logo
http://historiaeatualidade.blogspot.com
professor.fael@terra.com.br
Material Único
1
História e Atualidades
Professor Rafael Magno Noronha
=]
Expansão
Colonial
2
3
4
5
Brasil Colonial
Período Pré-Colonial (1500-1530)
Capitanias Hereditárias (O resultado final
do sistema de capitanias hereditárias foi
insatisfatório, pois prosperaram apenas
as capitanias de São Vicente e
Pernambuco).
Governo Geral
6
Brasil Colônia
1500 – 1530 à 1808 – 1822
Dominação Portuguesa
Pacto Colonial
Relações Comercias
Brasil
(Colônia)
Portugal
(Metrópole)
ESCRAVIDÃO
AgriculturaAgricultura
 AS BANDEIRAS
 Expedições particulares, que ajudaram a
triplicar a extensão territorial do país.
 Bandeirismo Apresador – bandeira de caça ao
índio
 Bandeirismo ou Sertanismo de Contrato –
Capturar Escravos Fugidos
 Bandeirismo Prospector – procura de jazidas
de ouro.
 1693: encontradas as primeiras jazidas de ouro
9
As Bandeiras
Processo de interiorização da colônia
com as bandeiras: apresamento e a
busca de minerais preciosos através das
bandeiras.
10
Mineração
Começa em 1693 em Minas
Gerais
Crescimento urbano
Decadência a partir de 1800
Minas antes da
Mineração era chamada
de SERTÃO
Economia Colonial
Mineração no Brasil
• Colaborou para interligar as várias regiões do
Brasil e foi fator de diferenciação da
sociedade.
Mineração
• Causou intenso movimento populacional,
• Consequência: o rei português adotou
medidas para conter o fluxo migratório para
o Brasil;
15
 A GUERRA DOS EMBOABAS
 Disputa das MINAS de ouro entre Paulistas (que
se julgavam os donos das minas) e os Emboabas
(forasteiros – baianos e portugueses).
 O conflito durou de 1708 à 1709.
 Os paulistas foram expulsos e a Portugal fundou a
Capitania de São Paulo e das Minas de Ouro.
 Em 1711, a vila de São Paulo foi elevada à
categoria de cidade.
 MOVIMENTOS NATIVISTAS
 Contra os abusos do fiscalismo português e por interesses locais
e não emancipacionista.
 Revolta do Rio de Janeiro (1660-6)  contra a forte política
fiscalista.
 Revolta de Felipe Santos (1720) – Vila Rica  contra a elevação
dos impostos, contra o monopólio e extinção das casas de
Fundição.
 Guerra dos Mascates (1710-11) – foi travada entre os senhores
de engenho de Olinda e os mercadores portugueses de Recife
 Revolta de Beckman (1684)  Maranhão  contra os abusos da
Companhia Geral de Comércio e introdução de escravos
africanos.
 ECONOMIA MINERADORA
 Época (auge): entre 1693 e 1750
 Fiscalização: intensificação do Pacto Colonial – rigorosa
vigilância – criação das Casas de Fundição.
 Regiões de Exploração: Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás.
 Tributos da Mineração
 1700: Quinto
 1713: Finta (trinta arrobas anuais = 441 kg)
 1725: Casas de Fundição (ouro em barras, sendo proibido
circular ouro em pó)
 1735: Capitação (17g de ouro por cabeça de escravo utilizado na
atividade)
 1750: cota fixa de 1000 arrobas anuais (1.470 Kg de ouro)
 1765: Derrama (exigia-se 596 arrobas – 761, 2 Kg) – quando não
havia essa quantidade de ouro, os moradores deveriam pagar
com bens pessoais.
 Uma arroba = 14.7 Kg
 Consequências da Mineração
 Grande imigração portuguesa
 Desenvolvimento de um mercado interno de escravos
 Povoamento do interior do Brasil
 Mudança da capital do Brasil, de Salvador para o Rio
de Janeiro (1763)
 Desenvolvimento Urbano
 Movimentos Sociais, como a INCONFIDÊNCIA
MINEIRA em 1789.
 Esta faz parte dos chamados Movimentos
Emancipacionistas, que causaram as primeiras
rachaduras no Pacto Colonial, causando mais tarde a
independência do Brasil (1822).
Movimento Emancipacionista
• Inconfidência Mineira:
• a independência do Brasil
• e o estabelecimento de um governo
republicano.
21

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

G2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouroG2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouro
Rafael Vasco
 
Sociedade mineradora - Brasil Colonial
Sociedade mineradora - Brasil ColonialSociedade mineradora - Brasil Colonial
Sociedade mineradora - Brasil Colonial
secretaria estadual de educação
 
A época do ouro no brasil
A época do ouro no brasilA época do ouro no brasil
A época do ouro no brasil
Andressa Fontenele
 
A mineraçaõ no Brasil Colônia.
A mineraçaõ no Brasil Colônia. A mineraçaõ no Brasil Colônia.
A mineraçaõ no Brasil Colônia.
Marco Vinícius Moreira Lamarão'
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
Lucas Reis
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
profcacocardozo
 
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Privada
 
Ciclo do Ouro
Ciclo do OuroCiclo do Ouro
Ciclo do Ouro
raphacorrea
 
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
marlete andrade
 
éPoca do ouro
éPoca do ouroéPoca do ouro
éPoca do ouro
Cássio Marcelo
 
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalinaExpansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Danii Lopes
 
Mineração no Brasil Colonial
Mineração no Brasil ColonialMineração no Brasil Colonial
Mineração no Brasil Colonial
Talita Barreto
 
Sociedade Mineradora
Sociedade MineradoraSociedade Mineradora
Sociedade Mineradora
jessycalafaiete
 
Mineração
MineraçãoMineração
Mineração
PROFºWILTONREIS
 
Mineração no Brasil - Século XVIII
Mineração no Brasil - Século XVIIIMineração no Brasil - Século XVIII
Mineração no Brasil - Século XVIII
Valéria Shoujofan
 
Economia mineradora século XVIII
Economia mineradora século XVIIIEconomia mineradora século XVIII
Economia mineradora século XVIII
Lú Carvalho
 
Mineração no Brasil colônia
Mineração no Brasil colôniaMineração no Brasil colônia
Mineração no Brasil colônia
João Marcelo
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
Beatriz Dantas
 
A era do ouro
A era do ouroA era do ouro
A era do ouro
NBrunoFS
 
Brasil colônia 2014
Brasil colônia 2014Brasil colônia 2014
Brasil colônia 2014
Janaina Flavia Santos Azevedo
 

Mais procurados (20)

G2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouroG2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouro
 
Sociedade mineradora - Brasil Colonial
Sociedade mineradora - Brasil ColonialSociedade mineradora - Brasil Colonial
Sociedade mineradora - Brasil Colonial
 
A época do ouro no brasil
A época do ouro no brasilA época do ouro no brasil
A época do ouro no brasil
 
A mineraçaõ no Brasil Colônia.
A mineraçaõ no Brasil Colônia. A mineraçaõ no Brasil Colônia.
A mineraçaõ no Brasil Colônia.
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
 
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
 
Ciclo do Ouro
Ciclo do OuroCiclo do Ouro
Ciclo do Ouro
 
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
 
éPoca do ouro
éPoca do ouroéPoca do ouro
éPoca do ouro
 
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalinaExpansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
 
Mineração no Brasil Colonial
Mineração no Brasil ColonialMineração no Brasil Colonial
Mineração no Brasil Colonial
 
Sociedade Mineradora
Sociedade MineradoraSociedade Mineradora
Sociedade Mineradora
 
Mineração
MineraçãoMineração
Mineração
 
Mineração no Brasil - Século XVIII
Mineração no Brasil - Século XVIIIMineração no Brasil - Século XVIII
Mineração no Brasil - Século XVIII
 
Economia mineradora século XVIII
Economia mineradora século XVIIIEconomia mineradora século XVIII
Economia mineradora século XVIII
 
Mineração no Brasil colônia
Mineração no Brasil colôniaMineração no Brasil colônia
Mineração no Brasil colônia
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
A era do ouro
A era do ouroA era do ouro
A era do ouro
 
Brasil colônia 2014
Brasil colônia 2014Brasil colônia 2014
Brasil colônia 2014
 

Destaque

Aula de história interiorização - oitavo ano
Aula de história   interiorização - oitavo anoAula de história   interiorização - oitavo ano
Aula de história interiorização - oitavo ano
mauroamoroso
 
pqd 46499 a 59806[1]
pqd 46499 a 59806[1]pqd 46499 a 59806[1]
pqd 46499 a 59806[1]
PDCA CONSULTORES ASSOCIADOS
 
8ª ano Unid 01 revisão temas 1 e 2
8ª ano Unid 01 revisão temas 1 e 28ª ano Unid 01 revisão temas 1 e 2
8ª ano Unid 01 revisão temas 1 e 2
SEMEC
 
Brasil expansão territorial
Brasil expansão territorialBrasil expansão territorial
2 planejamento dona baratinha
2 planejamento dona baratinha2 planejamento dona baratinha
2 planejamento dona baratinha
SimoneHelenDrumond
 
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
João Medeiros
 
Mineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil ColôniaMineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil Colônia
Jerry Guimarães
 
Plano de ensino 8º ano his´toria
Plano de ensino 8º ano his´toriaPlano de ensino 8º ano his´toria
Plano de ensino 8º ano his´toria
Atividades Diversas Cláudia
 
Cruzadinha ciclo do ouro
Cruzadinha ciclo do ouroCruzadinha ciclo do ouro
Cruzadinha ciclo do ouro
Talita Barreto
 

Destaque (9)

Aula de história interiorização - oitavo ano
Aula de história   interiorização - oitavo anoAula de história   interiorização - oitavo ano
Aula de história interiorização - oitavo ano
 
pqd 46499 a 59806[1]
pqd 46499 a 59806[1]pqd 46499 a 59806[1]
pqd 46499 a 59806[1]
 
8ª ano Unid 01 revisão temas 1 e 2
8ª ano Unid 01 revisão temas 1 e 28ª ano Unid 01 revisão temas 1 e 2
8ª ano Unid 01 revisão temas 1 e 2
 
Brasil expansão territorial
Brasil expansão territorialBrasil expansão territorial
Brasil expansão territorial
 
2 planejamento dona baratinha
2 planejamento dona baratinha2 planejamento dona baratinha
2 planejamento dona baratinha
 
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
 
Mineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil ColôniaMineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil Colônia
 
Plano de ensino 8º ano his´toria
Plano de ensino 8º ano his´toriaPlano de ensino 8º ano his´toria
Plano de ensino 8º ano his´toria
 
Cruzadinha ciclo do ouro
Cruzadinha ciclo do ouroCruzadinha ciclo do ouro
Cruzadinha ciclo do ouro
 

Semelhante a 02 8º ano história rafael - expansão colonial e mineração 2015

Mineração no Brasil Colonial.pptx
Mineração no Brasil Colonial.pptxMineração no Brasil Colonial.pptx
Mineração no Brasil Colonial.pptx
GabrielDominguesRoch
 
001 2º ano história rafael - américa portuguesa até mineração 2015
001  2º ano  história   rafael  - américa portuguesa até mineração 2015001  2º ano  história   rafael  - américa portuguesa até mineração 2015
001 2º ano história rafael - américa portuguesa até mineração 2015
Rafael Noronha
 
Brasil colonia
Brasil coloniaBrasil colonia
Brasil colonia
Nathalia Ponte
 
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
isameucci
 
Brasil Colônia III
Brasil Colônia IIIBrasil Colônia III
Brasil Colônia III
José Augusto Fiorin
 
Módulo 5 - Mineração e revoltas nativistas
Módulo 5 - Mineração e revoltas nativistasMódulo 5 - Mineração e revoltas nativistas
Módulo 5 - Mineração e revoltas nativistas
Breno Girotto
 
Formação do território brasileiro
Formação do território brasileiroFormação do território brasileiro
Formação do território brasileiro
Portal do Vestibulando
 
Brasil pré colonial
Brasil pré colonialBrasil pré colonial
Brasil pré colonial
Rose Vital
 
Bandeirantes e expansão
Bandeirantes e expansãoBandeirantes e expansão
Bandeirantes e expansão
mundica broda
 
Brasil ciclo do ouro.filé
Brasil ciclo do ouro.filéBrasil ciclo do ouro.filé
Brasil ciclo do ouro.filé
mundica broda
 
Brasil: Economia Colonial
Brasil: Economia ColonialBrasil: Economia Colonial
Brasil: Economia Colonial
Portal do Vestibulando
 
Expulsão dos holandeses até revoltas emancipacionistas.
Expulsão dos holandeses até revoltas emancipacionistas. Expulsão dos holandeses até revoltas emancipacionistas.
Expulsão dos holandeses até revoltas emancipacionistas.
daviprofessor
 
História de Rondônia.pptx
História de Rondônia.pptxHistória de Rondônia.pptx
História de Rondônia.pptx
SavioSormanyRath
 
Revisão de História - Brasil Colônia
Revisão de História - Brasil ColôniaRevisão de História - Brasil Colônia
Revisão de História - Brasil Colônia
Paulo Alexandre
 
A economia do brasil colonial
A economia do brasil colonialA economia do brasil colonial
A economia do brasil colonial
historiando
 
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
Daniel Alves Bronstrup
 
Brasil colonial_mineracao
Brasil colonial_mineracaoBrasil colonial_mineracao
Brasil colonial_mineracao
Janaina Flavia Santos Azevedo
 
O controle sobre ouro- Sociedade mineradora
O controle sobre ouro- Sociedade mineradoraO controle sobre ouro- Sociedade mineradora
O controle sobre ouro- Sociedade mineradora
jessica Nogueira
 
Colonização brasileira 'revisão 2014
Colonização brasileira 'revisão 2014Colonização brasileira 'revisão 2014
Colonização brasileira 'revisão 2014
Fernando Sergio Leão Castilho
 
A economia do brasil colonial
A economia do brasil colonialA economia do brasil colonial
A economia do brasil colonial
Nelia Salles Nantes
 

Semelhante a 02 8º ano história rafael - expansão colonial e mineração 2015 (20)

Mineração no Brasil Colonial.pptx
Mineração no Brasil Colonial.pptxMineração no Brasil Colonial.pptx
Mineração no Brasil Colonial.pptx
 
001 2º ano história rafael - américa portuguesa até mineração 2015
001  2º ano  história   rafael  - américa portuguesa até mineração 2015001  2º ano  história   rafael  - américa portuguesa até mineração 2015
001 2º ano história rafael - américa portuguesa até mineração 2015
 
Brasil colonia
Brasil coloniaBrasil colonia
Brasil colonia
 
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
 
Brasil Colônia III
Brasil Colônia IIIBrasil Colônia III
Brasil Colônia III
 
Módulo 5 - Mineração e revoltas nativistas
Módulo 5 - Mineração e revoltas nativistasMódulo 5 - Mineração e revoltas nativistas
Módulo 5 - Mineração e revoltas nativistas
 
Formação do território brasileiro
Formação do território brasileiroFormação do território brasileiro
Formação do território brasileiro
 
Brasil pré colonial
Brasil pré colonialBrasil pré colonial
Brasil pré colonial
 
Bandeirantes e expansão
Bandeirantes e expansãoBandeirantes e expansão
Bandeirantes e expansão
 
Brasil ciclo do ouro.filé
Brasil ciclo do ouro.filéBrasil ciclo do ouro.filé
Brasil ciclo do ouro.filé
 
Brasil: Economia Colonial
Brasil: Economia ColonialBrasil: Economia Colonial
Brasil: Economia Colonial
 
Expulsão dos holandeses até revoltas emancipacionistas.
Expulsão dos holandeses até revoltas emancipacionistas. Expulsão dos holandeses até revoltas emancipacionistas.
Expulsão dos holandeses até revoltas emancipacionistas.
 
História de Rondônia.pptx
História de Rondônia.pptxHistória de Rondônia.pptx
História de Rondônia.pptx
 
Revisão de História - Brasil Colônia
Revisão de História - Brasil ColôniaRevisão de História - Brasil Colônia
Revisão de História - Brasil Colônia
 
A economia do brasil colonial
A economia do brasil colonialA economia do brasil colonial
A economia do brasil colonial
 
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
 
Brasil colonial_mineracao
Brasil colonial_mineracaoBrasil colonial_mineracao
Brasil colonial_mineracao
 
O controle sobre ouro- Sociedade mineradora
O controle sobre ouro- Sociedade mineradoraO controle sobre ouro- Sociedade mineradora
O controle sobre ouro- Sociedade mineradora
 
Colonização brasileira 'revisão 2014
Colonização brasileira 'revisão 2014Colonização brasileira 'revisão 2014
Colonização brasileira 'revisão 2014
 
A economia do brasil colonial
A economia do brasil colonialA economia do brasil colonial
A economia do brasil colonial
 

Mais de Rafael Noronha

Brasilidades aula 15 de fev 2021
Brasilidades aula 15 de fev 2021Brasilidades aula 15 de fev 2021
Brasilidades aula 15 de fev 2021
Rafael Noronha
 
Cap 1 caderno 11 de geo rafa 3ano
Cap 1 caderno 11 de geo rafa 3anoCap 1 caderno 11 de geo rafa 3ano
Cap 1 caderno 11 de geo rafa 3ano
Rafael Noronha
 
2ano cap1 rafa geo caderno 6
2ano cap1 rafa geo caderno 62ano cap1 rafa geo caderno 6
2ano cap1 rafa geo caderno 6
Rafael Noronha
 
1ano cap1 rafa geo
1ano cap1 rafa geo1ano cap1 rafa geo
1ano cap1 rafa geo
Rafael Noronha
 
1gm rafa 2021
1gm rafa 20211gm rafa 2021
1gm rafa 2021
Rafael Noronha
 
História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano
Rafael Noronha
 
Iluminismo e revolução francesa
Iluminismo e revolução francesaIluminismo e revolução francesa
Iluminismo e revolução francesa
Rafael Noronha
 
história - rafael - revolução industrial - iluminismo
 história - rafael  - revolução industrial - iluminismo história - rafael  - revolução industrial - iluminismo
história - rafael - revolução industrial - iluminismo
Rafael Noronha
 
1º ano rafael - roma antiga e império bizantino
1º ano    rafael - roma antiga e império bizantino1º ano    rafael - roma antiga e império bizantino
1º ano rafael - roma antiga e império bizantino
Rafael Noronha
 
História rafa - guerra fria 2017
História   rafa - guerra fria 2017História   rafa - guerra fria 2017
História rafa - guerra fria 2017
Rafael Noronha
 
31 história rafael - era vargas
31  história   rafael  - era vargas31  história   rafael  - era vargas
31 história rafael - era vargas
Rafael Noronha
 
29 história rafael - república da espada e república do café com leite
29  história   rafael  - república da espada e república do café com leite29  história   rafael  - república da espada e república do café com leite
29 história rafael - república da espada e república do café com leite
Rafael Noronha
 
Desencanto e Max Weber
Desencanto e Max WeberDesencanto e Max Weber
Desencanto e Max Weber
Rafael Noronha
 
Indústria cultural atualidades rafa
Indústria cultural atualidades rafaIndústria cultural atualidades rafa
Indústria cultural atualidades rafa
Rafael Noronha
 
Rafa república da espada e república do café com leite
Rafa  república da espada e república do café com leiteRafa  república da espada e república do café com leite
Rafa república da espada e república do café com leite
Rafael Noronha
 
Grécia Antiga - 1º EM Fênix ANGLO
Grécia Antiga - 1º EM Fênix ANGLOGrécia Antiga - 1º EM Fênix ANGLO
Grécia Antiga - 1º EM Fênix ANGLO
Rafael Noronha
 
Basicão – 3ºano século xix
Basicão – 3ºano   século xixBasicão – 3ºano   século xix
Basicão – 3ºano século xix
Rafael Noronha
 
Basicão – 2ºano + idade moderna
Basicão – 2ºano + idade modernaBasicão – 2ºano + idade moderna
Basicão – 2ºano + idade moderna
Rafael Noronha
 
Basicão – 1ºano + índia
Basicão – 1ºano + índiaBasicão – 1ºano + índia
Basicão – 1ºano + índia
Rafael Noronha
 
00 revolução russa – 9º ano sj
00 revolução russa – 9º ano sj00 revolução russa – 9º ano sj
00 revolução russa – 9º ano sj
Rafael Noronha
 

Mais de Rafael Noronha (20)

Brasilidades aula 15 de fev 2021
Brasilidades aula 15 de fev 2021Brasilidades aula 15 de fev 2021
Brasilidades aula 15 de fev 2021
 
Cap 1 caderno 11 de geo rafa 3ano
Cap 1 caderno 11 de geo rafa 3anoCap 1 caderno 11 de geo rafa 3ano
Cap 1 caderno 11 de geo rafa 3ano
 
2ano cap1 rafa geo caderno 6
2ano cap1 rafa geo caderno 62ano cap1 rafa geo caderno 6
2ano cap1 rafa geo caderno 6
 
1ano cap1 rafa geo
1ano cap1 rafa geo1ano cap1 rafa geo
1ano cap1 rafa geo
 
1gm rafa 2021
1gm rafa 20211gm rafa 2021
1gm rafa 2021
 
História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano
 
Iluminismo e revolução francesa
Iluminismo e revolução francesaIluminismo e revolução francesa
Iluminismo e revolução francesa
 
história - rafael - revolução industrial - iluminismo
 história - rafael  - revolução industrial - iluminismo história - rafael  - revolução industrial - iluminismo
história - rafael - revolução industrial - iluminismo
 
1º ano rafael - roma antiga e império bizantino
1º ano    rafael - roma antiga e império bizantino1º ano    rafael - roma antiga e império bizantino
1º ano rafael - roma antiga e império bizantino
 
História rafa - guerra fria 2017
História   rafa - guerra fria 2017História   rafa - guerra fria 2017
História rafa - guerra fria 2017
 
31 história rafael - era vargas
31  história   rafael  - era vargas31  história   rafael  - era vargas
31 história rafael - era vargas
 
29 história rafael - república da espada e república do café com leite
29  história   rafael  - república da espada e república do café com leite29  história   rafael  - república da espada e república do café com leite
29 história rafael - república da espada e república do café com leite
 
Desencanto e Max Weber
Desencanto e Max WeberDesencanto e Max Weber
Desencanto e Max Weber
 
Indústria cultural atualidades rafa
Indústria cultural atualidades rafaIndústria cultural atualidades rafa
Indústria cultural atualidades rafa
 
Rafa república da espada e república do café com leite
Rafa  república da espada e república do café com leiteRafa  república da espada e república do café com leite
Rafa república da espada e república do café com leite
 
Grécia Antiga - 1º EM Fênix ANGLO
Grécia Antiga - 1º EM Fênix ANGLOGrécia Antiga - 1º EM Fênix ANGLO
Grécia Antiga - 1º EM Fênix ANGLO
 
Basicão – 3ºano século xix
Basicão – 3ºano   século xixBasicão – 3ºano   século xix
Basicão – 3ºano século xix
 
Basicão – 2ºano + idade moderna
Basicão – 2ºano + idade modernaBasicão – 2ºano + idade moderna
Basicão – 2ºano + idade moderna
 
Basicão – 1ºano + índia
Basicão – 1ºano + índiaBasicão – 1ºano + índia
Basicão – 1ºano + índia
 
00 revolução russa – 9º ano sj
00 revolução russa – 9º ano sj00 revolução russa – 9º ano sj
00 revolução russa – 9º ano sj
 

Último

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 

Último (20)

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 

02 8º ano história rafael - expansão colonial e mineração 2015

  • 3. 3
  • 4. 4
  • 5. 5
  • 6. Brasil Colonial Período Pré-Colonial (1500-1530) Capitanias Hereditárias (O resultado final do sistema de capitanias hereditárias foi insatisfatório, pois prosperaram apenas as capitanias de São Vicente e Pernambuco). Governo Geral 6
  • 7. Brasil Colônia 1500 – 1530 à 1808 – 1822 Dominação Portuguesa Pacto Colonial Relações Comercias Brasil (Colônia) Portugal (Metrópole) ESCRAVIDÃO AgriculturaAgricultura
  • 8.  AS BANDEIRAS  Expedições particulares, que ajudaram a triplicar a extensão territorial do país.  Bandeirismo Apresador – bandeira de caça ao índio  Bandeirismo ou Sertanismo de Contrato – Capturar Escravos Fugidos  Bandeirismo Prospector – procura de jazidas de ouro.  1693: encontradas as primeiras jazidas de ouro
  • 9. 9
  • 10. As Bandeiras Processo de interiorização da colônia com as bandeiras: apresamento e a busca de minerais preciosos através das bandeiras. 10
  • 11. Mineração Começa em 1693 em Minas Gerais Crescimento urbano Decadência a partir de 1800 Minas antes da Mineração era chamada de SERTÃO
  • 13. Mineração no Brasil • Colaborou para interligar as várias regiões do Brasil e foi fator de diferenciação da sociedade.
  • 14. Mineração • Causou intenso movimento populacional, • Consequência: o rei português adotou medidas para conter o fluxo migratório para o Brasil;
  • 15. 15
  • 16.  A GUERRA DOS EMBOABAS  Disputa das MINAS de ouro entre Paulistas (que se julgavam os donos das minas) e os Emboabas (forasteiros – baianos e portugueses).  O conflito durou de 1708 à 1709.  Os paulistas foram expulsos e a Portugal fundou a Capitania de São Paulo e das Minas de Ouro.  Em 1711, a vila de São Paulo foi elevada à categoria de cidade.
  • 17.  MOVIMENTOS NATIVISTAS  Contra os abusos do fiscalismo português e por interesses locais e não emancipacionista.  Revolta do Rio de Janeiro (1660-6)  contra a forte política fiscalista.  Revolta de Felipe Santos (1720) – Vila Rica  contra a elevação dos impostos, contra o monopólio e extinção das casas de Fundição.  Guerra dos Mascates (1710-11) – foi travada entre os senhores de engenho de Olinda e os mercadores portugueses de Recife  Revolta de Beckman (1684)  Maranhão  contra os abusos da Companhia Geral de Comércio e introdução de escravos africanos.
  • 18.  ECONOMIA MINERADORA  Época (auge): entre 1693 e 1750  Fiscalização: intensificação do Pacto Colonial – rigorosa vigilância – criação das Casas de Fundição.  Regiões de Exploração: Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás.  Tributos da Mineração  1700: Quinto  1713: Finta (trinta arrobas anuais = 441 kg)  1725: Casas de Fundição (ouro em barras, sendo proibido circular ouro em pó)  1735: Capitação (17g de ouro por cabeça de escravo utilizado na atividade)  1750: cota fixa de 1000 arrobas anuais (1.470 Kg de ouro)  1765: Derrama (exigia-se 596 arrobas – 761, 2 Kg) – quando não havia essa quantidade de ouro, os moradores deveriam pagar com bens pessoais.  Uma arroba = 14.7 Kg
  • 19.  Consequências da Mineração  Grande imigração portuguesa  Desenvolvimento de um mercado interno de escravos  Povoamento do interior do Brasil  Mudança da capital do Brasil, de Salvador para o Rio de Janeiro (1763)  Desenvolvimento Urbano  Movimentos Sociais, como a INCONFIDÊNCIA MINEIRA em 1789.  Esta faz parte dos chamados Movimentos Emancipacionistas, que causaram as primeiras rachaduras no Pacto Colonial, causando mais tarde a independência do Brasil (1822).
  • 20. Movimento Emancipacionista • Inconfidência Mineira: • a independência do Brasil • e o estabelecimento de um governo republicano.
  • 21. 21