SlideShare uma empresa Scribd logo
1. O Que é um sistema de gestão da qualidade?
Um sistema de gestão da qualidade é a maneira
que uma empresa ou instituição dirige e controla
todas as atividades que estão associadas à
qualidade.
Sistema da Qualidade ISO 9000
Sistema da Qualidade ISO 9000
Os processos da
organização
Estrutura
organizacional
Recursos
aplicados a
qualidade
Documentação
utilizada
Os elementos que compõem o sistema de gestão são:
Planejamento da qualidade
Sistema da Qualidade ISO 9000
Se uma empresa tem implantado um sistema de gestão da qualidade,
representa dizer que esta empresa gerencia a qualidade de seus produtos e
serviços de una forma ordenada, planejada e controlada.
Lembre-se que as normas para produtos são diferentes das normas de
sistemas de gestão da qualidade.
Uma norma de produto pode ser a marca do CE (aprovação para o mercado
europeu), ou ainda a aprovação do Inmetro para produtos homologados em
território nacional, e nos indicam as características mínimas que o produto
cumpre em relação a sua segurança, portanto são normas regulamentadoras.
Sistema da Qualidade ISO 9000
Normas de sistemas de gestão podem ser as de qualidade (ISO 9001), de
meio-ambiente (ISO 14001), do setor de automóveis (ISO/TS 16949) e de
segurança (OSHAS).
As vantagens de implantar um sistema de gestão da qualidade são as
seguintes:
Aumento de benefícios
Motivação do pessoal
Fidelidade dos clientes
Organização do trabalho
Aumento do número de clientes
Melhora das relações com os clientes
Redução de custos
Aumento de benefícios
Sistema da Qualidade ISO 9000
2. O Que é a norma ISO 9000?
ISO 9000 é na verdade uma família de normas relacionadas
com os sistemas de gestão da qualidade, elaboradas por um
Organismo Internacional de Organização, mais conhecido como
ISO (International Standartization of Organization)
Um sistema de gestão da qualidade ISO 9001, é aquele
estabelecido cumprindo os requisitos contemplados pela norma
ISO 9001.
Sistema da Qualidade ISO 9000
A família de normas ISO 9000 é formada pelos seguintes documentos:
1.- ISO 9000:2008. Sistemas de gestão da qualidade.
Princípios e vocabulário.
2.- ISO 9001:2008. Sistemas de gestão da qualidade.
Requisitos ( a única que certifica)
3.- ISO 9004:2008. Sistemas de gestão da qualidade.
Diretrizes para a melhora do desempenho.
4.- ISO 19011:2008. Diretrizes sobre auditorias de sistemas de
gestão da qualidade e meio-ambiente.
Sistema da Qualidade ISO 9000
Um sistema de gestão da qualidade baseado nos requisitos contemplados na
norma ISO 9001, pode ser certificado por organismos independentes, ou
seja , uma empresa especializada que faz o trabalho isento de vínculos, como
se estivesse “fiscalizando” as atividades.
A norma ISO 9001 é portanto, uma norma criada para certificar os sistemas
de gestão da qualidade.
A norma ISO 9004 é um guia a ser seguido pelas organizações que queiram ir
mais além do que o estabelecido pela norma ISO 9001. E embora possua uma
estrutura muito similar a norma ISO 9001, não pode ser utilizada para
certificar uma organização.
Sistema da Qualidade ISO 9000
A família de normas ISO 9000 tem sido elaborada por uma equipe de
profissionais especializados, conhecido como Comitê Técnico ISO / TC 176.
Para formar parte deste comitê dada a sua importância frente ao cenário
mundial de empresas certificadas.
Em 1997, este grupo de trabalho realizou uma levantamento em mais de
1.100 empresas de 40 países sobre a versão anterior da ISO 9001 (versão de
1994) e sua aplicabilidade, principalmente para a migração da aplicação da
norma em empresas prestadoras de serviço, baseadas em outros processos
que não industriais .
O resultado foi a base da nova versão da ISO 9001 do ano de 2000, uma
norma multifocada e abrangente, nivelando as necessidades e estabelecendo
conceitos igualitários.
Sistema da Qualidade ISO 9000
3. Evolução da ISO 9001 no mundo
O movimento de empresa certificadas de acordo com a ISO 9001 em todo
mundo mantém uma clara tendência de incremento.
A primeira versão das normas ISO 9000 foi do ano de 1987. Uma ligeira
modificação aconteceu em 1991, e uma versão melhorada aconteceu em
1994.
Em 2000, realizou-se uma profunda revisão na norma, adaptando-as „as
necessidades e realidades das empresas do século XXI.
Em 2008 nova revisão deixou conceitos mais claros e tornou
O vocabulário mais claro.
Sistema da Qualidade ISO 9000
5 5 .0 0 0
5 0 .0 0 0
5 0 .0 0 0
4 2 .0 0 0
3 5 .0 0 0
3 1 .0 0 0
2 5 .0 0 0
2 3 .0 0 0
6 .3 5 0
7 0 0 0 0
6 0 0 0 0
5 0 0 0 0
4 0 0 0 0
3 0 0 0 0
2 0 0 0 0
1 0 0 0 0
0
Reino
Unido
Itali
a
Aleman
ia
Chin
a
EU
A
Japã
o
Austral
ia
Fran
ça
Espan
ha
Bras
il
Atualmente há mais de 600.000 empresas certificadas
conforme os requisitos da norma ISO 9001 em todo mundo.
O ranking de certificações é liderado pelos países da União
Européia, seguidas da China, EUA, japão e Australia .
C e rtific a ç õ e s n o m u n d o
7 0 .0 0 0
Sistema da Qualidade ISO 9000
Na Ásia há mais de 40.000 empresas certificadas com a norma ISO 9001, na
África cerca de 5.000 e na América Central e Sul América umas 18.000
empresas.
Qual norma tem maior difusão: a ISO 9001 ou a ISO 14001?
Se comparamos o número de empresas certificadas ISO 9001, com o número
de empresas com sistemas de gestão do meio-ambiental certificado de acordo
com a ISO 14001, vemos que a norma ISO 9001 possui uma difusão muito
maior.
Há apenas 40.000 empresas certificadas ISO 14001 em todo
mundo, face a mais de 600.000 empresas certificas ISO 9001.
Sistema da Qualidade ISO 9000
Podemos observar a crescente demanda pela certificação da
ISO 9000 através do gráfico abaixo:
Do total de quase 18000 certificados emitidos ao longo destes anos, apenas 9766 encontram-se
válidos, já que a versão antiga da norma estava em vigor até o final do ano 2003. Acompanhe
abaixo a distribuição por estado das empresas certificadas no Brasil:
Estados da Federação 2000 2001 2002 2003 2004 2005 TOTAL
ACRE 0 0 0 0 0 0 11
ALAGOAS 0 0 0 0 0 0 48
AMAZONAS 4 0 1 2 0 5 204
AMAPÁ 0 0 0 0 0 0 7
BAHIA 0 0 1 1 0 7 351
CEARÁ 0 0 1 0 1 3 122
DISTRITO FEDERAL 0 1 0 1 0 5 151
ESPÍRITO SANTO 0 0 0 0 0 9 208
GOIÁS 0 0 0 0 0 5 178
MARANHÃO 0 0 0 1 1 0 39
MINAS GERAIS 0 0 1 2 0 29 799
MATO GROSSO DO SUL 0 0 0 0 0 1 31
MATO GROSSO 0 0 0 1 0 0 62
PARÁ 0 0 0 0 0 0 66
PARAÍBA 0 0 0 1 0 1 30
PERNAMBUCO 0 0 1 0 1 5 237
PIAUÍ 0 0 0 0 0 0 9
PARANÁ 0 0 0 1 0 15 584
RIO DE JANEIRO 1 0 0 1 1 17 664
RIO GRANDE DO NORTE 0 0 0 0 2 5 53
RONDÔNIA 1 0 0 0 0 0 2
RORAIMA 0 0 0 0 0 0 6
RIO GRANDE DO SUL 0 0 2 3 2 17 647
SANTA CATARINA 0 0 2 3 2 11 529
SERGIPE 0 0 0 0 0 0 34
SÃO PAULO 7 7 13 28 13 180 4674
TOCANTINS 0 0 0 0 0 0 20
TOTAL 13 8 22 45 23 315 9766
Sistema da Qualidade ISO 9000
4. Os 8 princípios de gestão da qualidade
Na redação das normas ISO 9001 e ISO 9004, foram elaborados 8
principios básicos, sobre o que está fundamentado todo o sistema de
gestão da qualidade.
Se uma empresa implanta um sistema de gestão da qualidade, que cumpra
os requisitos da norma ISO 9001, mas não segue estes princípios, não vai
conseguir obter nem a metade dos benefícios esperados.
Sistema da Qualidade ISO 9000
Os princípios de gestão da qualidade, de acordo com o
indicado na norma ISO 9001 são:
1.- Foco no cliente: As organizações dependem de seus clientes, e para tanto devem
compreender suas necessidades atuais e futuras, satisfazer seus requisitos e esforçar-se
em exceder suas expectativas.
2.- Liderança: Os líderes estabelecem o propósito e a orientação da organização. Devem
portanto lutar por manter um ambiente interno, de tal modo que todo o pessoal possa se
envolver nos objetivos e pensamentos estabelecidos pela organização.
3.- Participação dos funcionários: Os funcionários, de todos os níveis, são a essência
da organização, e estar plenamente compromissado favorece em evidenciar potenciais
habilidades a fim de que sejam melhor utilizadas para o beneficio da organização.
4.- Enfoque baseado em processos: Um resultado desejado se alcança com mais
eficiência quando as atividades e os recursos disponíveis sejam geridos como um
processo. (Mais adiante exploraremos mais o tema)
Sistema da Qualidade ISO 9000
Os princípios de gestão da qualidade, de acordo com o
indicado na norma ISO 9001 são:
5.- Enfoque do sistema para gerenciamento: identificar, entender e gerenciar os
processos , contribui para a eficácia e a eficiência da organização na busca de seus
objetivos. Há um grande enfoque na norma voltada para o gerenciamento, para a busca de
resultados.
6.- Melhora continua: A melhora contínua do desempenho global da organização, passa a
ser uma busca quase obstinada, a ordem geral é nunca estar satisfeito, é possível sempre
conseguir .
7.- Enfoque baseado em fatos para tomada de decisões: As decisões eficazes se
baseiam em análise de dados e na informação acertiva. É o fim dos “achismos”.
8.- Relações mutuamente benéficas com fornecedores: uma organização e seus
fornecedores são interdependentes e uma relação de parceria aumenta a capacidade de
ambos para criar valor, sendo vantajoso para ambas as partes.
Sistema da Qualidade ISO 9000
5. Gestão e controle de processos
Um processo é uma atividade que utiliza recursos, e que se gerencia com a
finalidade de permitir que os elementos de entrada se transformem em resultados.
Para tanto um processo deve possuir:
a.- Uma entrada
b.- Uma saída ou o resultado do processo
c.- Uma atividade ou o processo em si
d.- Os requisitos de controle
e.- Uma medição da eficácia do mesmo
f.- Um responsável do mesmo
f
d
e
c ba
Sistema da Qualidade ISO 9000
A aplicação de um sistema de processos dentro da organização, juntamente com a
identificação e interação desses mesmos processos, assim como sua gestão,
recebe o nome de enfoque baseado em processos.
Para que uma organização funcione de maneira eficaz, é preciso identificar e
gerenciar um número considerável de atividades que se relacionam entre si.
Sistema da Qualidade ISO 9000
Exemplo: Um cliente realiza um pedido, e o recebe ao final de vários dias.
Os processos para se realizar essa entrega de pedido são:
1.- Comercial introduz o pedido do cliente no sistema informático.
2.- Produção, introduz o pedido em seu planejamento de produção e passa as
necessidades de matéria-prima a Compras.
3.- Compras contacta com o fornecedor e realiza a compra do material.
4.- Recebimento recepciona o material e o entrega a produção.
5.- Produção fabrica o produto solicitado pelo cliente.
6.- Controle de qualidade revisa o produto de acordo com a solicitação do cliente e
emite um certificado da qualidade.
7.- Logística se encarrega de enviar o material ao cliente.
8.- Finanças envia a fatura ao cliente e se encarrega da cobrança.
Sistema da Qualidade ISO 9000
O enfoque baseado em processos, soluciona um dos problemas mais comuns em
nossas organizações. Como controlar um problema ou atividade que está presente
ou depende de vários outros departamentos ou processos?
O controle e o acompanhamento dos processos é uma ferramenta muito útil
para a melhoria interna.
A solução mais sensata para os gestores, é criar um mapa de processos, onde é
possível perceber com muita clareza a inter-relação entre os processos.
Sistema da Qualidade ISO 9000
Habitualmente, os processos se classificam entre:
Estratégicos
Operacionais
Suporte
suportam e m u ltiplicam as políticas e estratégias
da organização
constituem a sequência de agregação de valores
ao produto, desde a com preensão das
necessidades dos clientes, passando pelos
processos produtivos até a utilização do produto
por parte dos clientes.
oferecem suporte e apoio aos processos
operacionais. (por exem plo, M arketing)
Sistema da Qualidade ISO 9000
6. O processo de certificação
A certificação é o exame e o reconhecimento formal, por parte de um
organismo independente, da implantação e eficácia do sistema de gestão da
qualidade.
Há países onde os sistemas de gestão da qualidade certificados se denominam
registrados e utiliza-se o termo registro em vez de certificado.
Os organismos de certificação mais conhecidos são primeiramente os institutos
de normalização de cada país, como ABNT (Brasil), AFNOR (França), etc... e
as empresas de reconhecido prestigio, geralmente multinacionais , a maior parte
derivada de atividades como inspeção de produtos (Lloyds Register, Det
Norske Veritas, Bureau Veritas, TÜV Rheinland, TÜV Product, BVQI,SGS...)
Todas estas empresas certificadoras, são controladas por entidades nacionais
de acreditação, que verificam suas boas práticas. Exemplo, INMETRO no
Brasil.
Sistema da Qualidade ISO 9000
O processo para certificação consiste nas seguintes fases:
Fase 1
Apresentar uma
solicitação formal
a uma entidade
certificadora
Fase 2
Certificadora
oferece uma
proposta
Fornecer dados
Aceitação da proposta
oferecida
N
Fase 3
Estudo por parte da certificadora
da documentação do seu sistema
de gestão da qualidade
Fase 3
Envio do plano de auditoria 'a
organização, indicando horários,
equipe auditora e planejamento
previsto
Fase 4
Realização da auditoria de
certificação
Fase 4
Redação do informe de auditoria
onde se indicam os desvios
detectados
Fase 4
A organização corrige os desvios
detectados e apresenta a solução
'a certificadora
S
Fase 5
Concessão do certificado por
parte da certificadora
Sistema da Qualidade ISO 9000
Uma vez outorgada a certificação, a certificadora realizará auditorias de
acompanhamento para comprovar que o sistema de gestão da qualidade cumpre
os requisitos indicados na norma ISO 9001, ao longo de um período de vigência do
certificado (cerca de 3 anos).
Em alguns países, as auditorias de acompanhamento são denominadas de
auditorias complementares. Estas auditorias de acompanhamento não são tão
exaustivas e completas como as auditorias de certificação, uma vez que o sistema
da qualidade precisará ser auditado em sua íntegra ao longo de 3 anos, fazendo
que estas auditorias sejam apenas parciais.
Após três anos, a validade da certificação do sistema de gestão da qualidade
expira (caduca) e aí então se realiza uma auditoria de recertificação (muito
similar a auditoria de certificação original).
Sistema da Qualidade ISO 9000
7. Planjamento de implantação da Norma ISO 9001
É a alta direção da organização quem deve definir as estratégias, dar recursos e
conduzir o processo de implantação de um sistema de gestão da qualidade baseado na
norma ISO 9001. As diferentes fases do projeto são:
documentação
equipe
Mar 2005 Apr 2005 May 2005 Jun 2005 Jul 2005 Aug 2005 Sep 2005 Oct2005 Nov 2005 Dec
2005
Nº Tarefa Início Fim Duração
20/3 27/3 3/4 10/4 17/4
24/4 1/5
8/5 15/5 22/5 29/5 5/6 12/6 19/6 26/6 3/7 10/7 17/7 24/7 31/7 7/8 14/8 21/8 28/8 4/9 11/9 18/9 25/9 2/10 9/10
16/1023/1030/10 6/11 13/1120/1127/11 4/12 11/1218/12
1 Planejamento do
projeto
16/3/2005 25/3/2005 1,6w
2 Identificação dos
processos
25/3/2005 29/4/2005 5,2w
3 Designar
responsáveis
25/3/2005 29/4/2005 5,2w
4 Formação da equipe de
29/4/2005
13/5/2005 2,2w
5 Criação do mapa de
13/5/2005 13/7/2005 8,8w
6 Elaboração da
20/6/2005 20/9/2005 13,4w
7 Treinamento de toda
21/6/2005 28/10/200
5
18,8w
8 Realização de auditorias
10/11/2005
11/11/200
5
,4w
9 Ações corretivas e
14/11/2005
10 Contratação de entidade
5/10/2005
14/11/200
5
20/10/200
5
,2w
2,4w
trabalho
processos
internas
preventivas
11
certificadora
Auditoria de
certificação
30/11/20
05
2/12/2005 ,6w
12 Comemorar 15/12/20
05
15/12/200
5
,2w
Sistema da Qualidade ISO 9000
1.- Planejamento do projeto: Adotando os recursos econômicos, materiais e
intelectuais necessários.
2.- Identificação dos processos: Definindo o alcance da certificação. Podemos
certificar uma parte da organização ou toda ela.
3.- Definir responsáveis: As pessoas ou grupo de pessoas a quem se possa delegar
estratégias para auxiliar no projeto de implantação do sistema de gestão da
qualidade.
4.- Formação de equipe de trabalho: A equipe que implanta o sistema de gestão da
qualidade deve estar treinada e conhecer bem a norma.
5.- Criação do mapa de processos: Ver capítulo 5, Gestão e controle de processos.
6.- Elaboração da documentação: redação, revisão e aprovação dos documentos.
É necessário um Manual da qualidade, alguns procedimentos e instruções de
trabalho.
Sistema da Qualidade ISO 9000
7.- Treinamento da equipe: Neste momento todo mundo sabe que a empresa está trabalhando
em alguma coisa chamada ISO 9000 , mas poucos sabem efetivamente o que isto significa.
8.- Realização de auditorias internas: devem ser realizadas por pessoal competente, de
preferência formados em auditor.
9.- Ações corretivas e preventivas: serão detectadas um grande número de desvios do
sistema nas auditorias internas, que deverão ser solucionados.
10.- Contratação de entidade certificadora: ver capítulo 6, o processo de certificação.
11.- auditoria de certificação: E finalmente se tudo sair bem, sua organização vai poder
desfrutar de um certificado de empresa iso 9001.
12.- Comemoração, em especial com a equipe que realizou o processo de implantação do
sistema de gestão da qualidade.
Este processo, dependendo do tamanho e complexidade da organização, dura entre 12 e 24
meses.
Não se iluda!! Não existem sistemas mágicos. Lembre-se: este é um processo de mudança
cultural.
Sistema da Qualidade ISO 9000
8. ISO 9001: Sistema de gestão da qualidade
A partir de agora vamos comentar a norma ISO 9001.
A estrutura da norma ISO 9001 foi baseada conforme um
modelo PDCA de administração, ou seja:
Plan
DoCheck
Action
A P
C D
Sistema da Qualidade ISO 9000
Plan
Assim temos a estrtutura fundamental da iso 9001:
1.- Sistema de gestão da qualidade
2.- Responsabilidade da direção e
Gestão de recursos
Plan
(To plan = Planejar)
3.- Realização do produto Do
Action
Check
(To do = fazer)
(To check = verificar)
( To action = agir)
4.-. Medição, análises
e melhoria
Sistema da Qualidade ISO 9000
O capítulo 4 da norma, Sistema de gestão da qualidade, possui os seguintes
requisitos de cumprimento obrigatório:
a.- A organização deve estabelecer, documentar, implementar e manter um sistema de
gestão da qualidade.
b.- A organização deve determinar a sequência e interação dos processos e gerenciá-los
adequadamente.
c.- No caso da organização subcontratar um processo (terceirizar, por exemplo)
externamente, deve controlar a qualidade do mesmo.
d.- A organização deve possuir a seguinte documentação:
1.- Uma política da qualidade.
2.- Objetivos da qualidade.
3.- Um manual da qualidade.
4.- Procedimentos documentados.
5.- Os documentos necessários para comprovar um planejamento eficiente e operação
e controle dos processos.
6.- Os registros necessários para demonstrar o funcionamento e eficácia do sistema
de gestão da qualidade.
Sistema da Qualidade ISO 9000
Como requisito mínimo a norma nos obriga a ter os seguintes procedimentos:
1.- Controle da documentação
2.- Controle dos registros
3.- Auditorias internas
4.- Controle das não conformidades ou do produto não conforme
5.- Ações corretivas
6.- Ações preventivas
Sistema da Qualidade ISO 9000
9. Responsabilidade da direção
No capítulo 5 da norma ISO 9001, Responsabilidade da direção, os seguintes
requisitos são obrigatórios:
a.- Deve evidenciar seu compromisso com o desenvolvimento e implementação do
sistema de gestão da qualidade, assim como a melhora contínua de sua eficácia.
b.- Deve assegurar-se de que os requisitos do cliente sejam determinados e que estejam
sendo cumpridos com o propósito de aumentar a satisfação do cliente.
c.- Deve estabelecer uma política da qualidade.
d.- Estabelecer os objetivos da qualidade, nas funções e níveis pertinentes da
organização.
e.- Definir as responsabilidades e autoridades, e comunicá-las dentro da organização.
f.- Eleger um responsável pelo sistema de gestão da qualidade. (representante da
direção, conhecido como RD)
g.- Realizar a revisão do sistema de gestão da qualidade a intervalos planejados.
h.- Agir, caso sejam detectados deficiências no resultado da revisão anterior.
Sistema da Qualidade ISO 9000
É importantíssimo registrar as reuniões de revisão do sistema ( análise crítica) de
gestão da qualidade, bem como as ações tomadas diante das deficiências
detectadas, eles são verdadeiramente o histórico de evolução de uma organização.
Qualidade
Compr
as
Vendas Administra
ção
RH
Produção
Financei
ro
A qualidade perde definitivamente o status de elemento isolado
que lutava pelos outros departamentos.
O que se vê agora é um planejamento englobando todas as
áreas da organização
Sistema da Qualidade ISO 9000
10. Gestão de recursos
Dentro deste capítulo, vamos comentar todos os recursos disponíveis em uma
organização que devem ser tratados de acordo com a norma ISO 9000: recursos
humanos, infraestrutura e ambiente de trabalho.
No capítulo 6, Gestão de recursos, a norma ISO 9001 apresenta os seguintes
requisitos de cumprimento obrigatório:
a.- Determinar e proporcionar os recursos necessários para implementar e manter o
sistema de gestão da qualidade, melhorando continuamente sua eficácia.
b.- Determinar e proporcionar os recursos necessários para aumentar a satisfação do
cliente mediante o cumprimento de seus requisitos.
Sistema da Qualidade ISO 9000
A norma ISO 9001 utiliza a palavra COMPETÊNCIA para descrever o conjunto de
educação, formação, habilidades e experiência adequada.
c.- Determinar a competência necessária para o pessoal que realiza trabalhos que
afetem a qualidade do produto.
d.- Assegurar que seu pessoal é consciente da pertinência e importância de suas
atividades e de como contribuem para cumprimento dos objetivos da qualidade.
e.- Manter os registros apropriados de educação, formação, habilidades e experiência.
f.- Determinar, proporcionar e manter a infra-estrutura necessária para atender a
conformidade com os requisitos do produto, como edifícios, espaços de trabalhos,
maquinas, software, etc...
g.- Determinar e administrar o ambiente de trabalho necessário para atender a
conformidade com os requisitos do produto, ergonomia, segurança, higiene, aspectos
técnicos, etc...
Sistema da Qualidade ISO 9000
Houve uma grande mudança no investimento do capital humano. As
organizações estão deixando de lado o distanciamento profissional que os
mantinha separados, para fornecer suporte pessoal, integrando o ser
humano dentro da cultura organizacional.
Assim, temos grandes mudanças de significado como:
Sistema da Qualidade ISO 9000
DE:
Administrativo
Foco na Função
Foco na Atividade
Foco Interno
Reativo
Corretivo
Policiamento
Assessoria
Cargos
PARA:
Consultivo
Foco no Negócio
Foco nas Soluções
Foco no Cliente
Proativo
Preventivo
Parceria
Agregar Valor
Competências
Desenvolver o
Capital humano
Sistema da Qualidade ISO 9000
11. Realização do produto
No capítulo 7, Realização do produto, se explica como deve ser
desenvolvido o processo de fabricação do produto ( fabricar aqui tem o
contexto de produzir ou em alguns em como realizamos os produtos) ou a
prestação de nossos serviços.
A norma ISO 9001 tem os seguintes requisitos de cumprimento obrigatório,
para a organização:
a.- Planejar e desenvolver os processos necessários para a realização do
produto.
b.- Determinar os requisitos especificados pelo cliente. Incluindo os
requisitos para as atividades de entrega e de pós-entrega.
c.- Determinar os requisitos legais e regulamentares relacionados com o
produto. (normas estatais, portarias,etc.)
Sistema da Qualidade ISO 9000
d.- Planejar e controlar o projeto e o desenvolvimento do produto. Sem
dúvida, este é um dos itens mais difíceis de se implementar em toda a norma,
uma vez que se deve registrar os dados de entrada do projeto e verificar todos
os resultados, deve ainda validar o projeto e desenvolvê-lo de acordo com o
planejado. Também é importante registrar as modificações que por ventura
surjam a longo do desenvolvimento do projeto.
e.- Assegurar de que o produto comprado cumpre os requisitos de compra
especificados.
f.- Avaliar e selecionar os fornecedores em função de sua capacidade em
fornecer produtos de acordo com os requisitos da organização.
g.-) Estabelecer e implementar a inspeção ou outras atividades necessárias
(recebimento, por exemplo), para assegurar de que o produto comprado
cumpre os requisitos especificados.
Sistema da Qualidade ISO 9000
h.- Planejar e concluir a produção e a prestação de serviço sob condições controladas.
i.- Validar os processos de produção e prestação de serviço, onde os produtos
resultantes não possam ser verificados mediante atividades sequenciais ou medição
posteriores.
j.- Identificar o produto por meios adequados, através de toda a realização do produto
(rastreabilidade).
k.- Cuidar dos bens que são propriedades dos clientes, porque assim que entram
nas dependências da organização devem estar sob responsabilidade e controle da
mesma.
l.- Preservar a conformidade do produto durante todo o processo interno, até a
entrega ao destino previsto.
m.- Determinar a sequência e as medições a serem realizadas e bem como prever
dispositivos de medição que garantam a evidência de conformidade dos produtos (
equipamentos de medição que forneçam resultados relevantes para controle das
operações devem estar calibrados e possuir uma sistemática de manutenção).
Sistema da Qualidade ISO 9000
a realização do produto se baseia:
Pessoas
Planejamento
Processo Performance
Se um destes componentes não
estiver presente na elaboração do
seu produto, certamente os
resultados de sua organização
deverão permanecer sempre
naquele patamar entre o
insuficiente e o abaixo do
esperado.
Sistema da Qualidade ISO 9000
12. Medição, análise e melhoria
No capítulo 8 da norma ISO 9001, Medição, análise e melhoria, se explica que
é preciso medir, para aplicar a informação obtida em melhoria do sistema de
gestão da qualidade.É preciso medir a satisfação do cliente em relação aos
produtos resultantes da organização.
Também é preciso realizar a intervalos planejados auditorias internas para avaliar
o estado do sistema de gestão da qualidade. Deve-se aplicar métodos apropriados
para medir a evolução dos processos do sistema de gestão da qualidade.
Medir e estabelecer as características do produto para verificar se os requisitos
legais ou os estabelecidos pelo cliente são cumpridos.
Garantir que o produto não conforme com os requisitos, esteja identificado e
esteja controlado para evitar seu uso ou entrega não intencionada.
Determinar, coletar e analisar os dados para demonstrar a idoneidade e a
eficácia do sistema de gestão da qualidade.
Melhorar continuamente a eficácia do sistema de gestão da qualidade.
Sistema da Qualidade ISO 9000
A P
A P
C D
C D
A P
C D
EVOLUÇÃO DA QUALIDADE
Tomar ações corretivas para eliminar as causas das não conformidades,
com o objetivo de prevenir sua recorrência.
Tomar ações preventivas para eliminar as causas das não conformidades
potenciais, com o objetivo de prevenir sua ocorrência.
É preciso fazer girar o ciclo do PDCA de maneira contínua, buscando
cada vez mais condições ideais de desenvolvimento e crescimento.
A P
C D
Sistema da Qualidade ISO 9000
13. O que se enfrenta com a implantação da ISO 9000
Dependência: O poder está centralizado nas mãos de alguns responsáveis ou
de um pequeno grupo. Os demais apenas fazem o que lhes foi ordenado. É
preciso trazer os controladores para o sistema.
Motivação: Não há uma orientação clara e decidida focada em fatores
automotivacionais. A única motivação é salarial.
Passividade: As pessoas fazem apenas o necessário e acatam as ordens
recebidas, não foi estimulado para que cuidem do negócio como se fossem
deles, com atenção aos custos e noções de desperdício.
Perspectiva a curto prazo: Se solucionam coisas do dia a dia mas não há
planejamento a longo prazo, há carência de um planejamento estratégico.
Sistema da Qualidade ISO 9000
13. O que se enfrenta com a implantação da ISO 9000
Subordinação: Os chefes mandam, os demais obedecem. Os chefes
pensam, os demais atuam. Obedece quem pode, obedece quem tem juízo.
Desconhecimento do “Eu”: É mais importante o que as pessoas fazem do
que quem são. Há pouca orientação para valorizar a auto-estima.
Temor, defensividade: As pessoas cuidam de suas “posses” . Culpam-se
pelos fracassos. Se percebem estados de tensão. Não há liberdade de
expressão nem participação. O funcionário está mais preocupado em satisfazer
os caprichos de seu chefe do que fazer as coisas como elas deviam ser. Quem
sente na pele, é o cliente que recebe um produto com qualidade duvidosa.
Exploração: Por diversos motivos, abusa-se da capacidade física dos
funcionários, não se respeita seu tempo de trabalho e sua “necessidade” de
trabalho é explorada.
Sistema da Qualidade ISO 9000
13. O que se enfrenta com a implantação da ISO 9000
Confusão conceitual. Sabe-se que é preciso fazer, mas não se sabe por que,
inclusive nas linhas de comando.
Rotinas: Tudo se faz num automatismo, porque sempre foi assim ou mesmo
por impulso. Não há critério profissional .
Expectativas:. As pessoas tem grandes desejos, mas poucos planos
concretos. O compromisso com a organização é muito baixo.
Reação: As pessoas estão dispostas a solucionar problemas mas não em
preveni-los. Não há cultura de melhoria.
Sistema da Qualidade ISO 9000
13. O que se enfrenta com a implantação da ISO 9000
Enfoque no operacional: Há mais coisas por fazer do que por pensar. O
trabalho se mede pela quantidade de realização do que pela qualidade.
Individualismo: Pouco trabalho em equipe. Os funcionários desconhece sua
Inter-relação com os outros nem a importância do seu trabalho.
Tradicionalismo: . Muito apego a antigos conceitos, “sempre fizemos assim e
sempre funcionou.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
Mauro Sobrenome
 
Aula 2 controle da qualidade total
Aula 2  controle da qualidade totalAula 2  controle da qualidade total
Aula 2 controle da qualidade total
institutocarvalho
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
Pricila Yessayan
 
Introdução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e OperaçõesIntrodução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e Operações
douglas
 
Planejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produçãoPlanejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produção
Luiza Mucida
 
Sistemas de producao
Sistemas de producaoSistemas de producao
Sistemas de producao
Hélio Diniz
 
Gestão da Qualidade Total - Modulo 2
Gestão da Qualidade Total - Modulo  2Gestão da Qualidade Total - Modulo  2
Gestão da Qualidade Total - Modulo 2
Silvio Carlos Valentini
 
Planejamento e Controle da Produção
Planejamento e Controle da Produção Planejamento e Controle da Produção
Planejamento e Controle da Produção
Geovana Pires Lima
 
Aula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCAula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMC
proftstsergioetm
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
Adeildo Caboclo
 
Custos da qualidade
Custos da qualidadeCustos da qualidade
Custos da qualidade
Lucas Wendell
 
Aula de Certificação e Normatização
Aula de Certificação e NormatizaçãoAula de Certificação e Normatização
Aula de Certificação e Normatização
( UFS ) Universidade Federal de Sergipe
 
Eras da qualidade
Eras da qualidadeEras da qualidade
Eras da qualidade
Renato Bottini
 
Aula de controle de estoques
Aula de controle de estoquesAula de controle de estoques
Aula de controle de estoques
Moises Ribeiro
 
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃOAula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Alexandre Conte
 
O que é qualidade
O que é qualidadeO que é qualidade
O que é qualidade
ELAINESILVEIRA
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
Prof. Leonardo Rocha
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
Fabricio Pangoni
 
Adm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidadeAdm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidade
Denis Carlos Sodré
 

Mais procurados (20)

Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
 
Aula 2 controle da qualidade total
Aula 2  controle da qualidade totalAula 2  controle da qualidade total
Aula 2 controle da qualidade total
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Introdução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e OperaçõesIntrodução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e Operações
 
Planejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produçãoPlanejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produção
 
Sistemas de producao
Sistemas de producaoSistemas de producao
Sistemas de producao
 
Gestão da Qualidade Total - Modulo 2
Gestão da Qualidade Total - Modulo  2Gestão da Qualidade Total - Modulo  2
Gestão da Qualidade Total - Modulo 2
 
Planejamento e Controle da Produção
Planejamento e Controle da Produção Planejamento e Controle da Produção
Planejamento e Controle da Produção
 
Aula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCAula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMC
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
 
Custos da qualidade
Custos da qualidadeCustos da qualidade
Custos da qualidade
 
Aula de Certificação e Normatização
Aula de Certificação e NormatizaçãoAula de Certificação e Normatização
Aula de Certificação e Normatização
 
Eras da qualidade
Eras da qualidadeEras da qualidade
Eras da qualidade
 
Aula de controle de estoques
Aula de controle de estoquesAula de controle de estoques
Aula de controle de estoques
 
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃOAula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
 
O que é qualidade
O que é qualidadeO que é qualidade
O que é qualidade
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
ISO 9001
 
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
 
Adm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidadeAdm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidade
 

Semelhante a 01 aula sistema de qualidade

Aula edgardo sobre normas 9000 parte 1
Aula edgardo sobre normas 9000 parte 1Aula edgardo sobre normas 9000 parte 1
Aula edgardo sobre normas 9000 parte 1
Tatiana Santos
 
Normas iso de qualidade laboratório
Normas iso de qualidade   laboratórioNormas iso de qualidade   laboratório
Normas iso de qualidade laboratório
Luiz Messano
 
O que é ISO
O que é ISOO que é ISO
O que é ISO
elliando dias
 
Bíblia ISO - 9001
Bíblia   ISO - 9001Bíblia   ISO - 9001
Bíblia ISO - 9001
Mauro Sobrenome
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 4
Segurança e higiene do trabalho - Aula 4Segurança e higiene do trabalho - Aula 4
Segurança e higiene do trabalho - Aula 4
IBEST ESCOLA
 
A iso 9001 para iniciantes formatado
A iso 9001 para iniciantes formatadoA iso 9001 para iniciantes formatado
A iso 9001 para iniciantes formatado
RB4 Consulting & Auditing
 
Iso9000 qs9000
Iso9000 qs9000Iso9000 qs9000
Iso9000 qs9000
Fatima Fernandes
 
E book 9001-1
E book 9001-1E book 9001-1
E book 9001-1
Raquel Letti
 
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidadeManual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Cristina Fernandes
 
Iso9000..
Iso9000..Iso9000..
Iso9000..
rehcah
 
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
elliando dias
 
Cit orientacoes-sistema-gestao-qualidade
Cit orientacoes-sistema-gestao-qualidadeCit orientacoes-sistema-gestao-qualidade
Cit orientacoes-sistema-gestao-qualidade
sobrinhop
 
Visao Geral - PALESTRA ISO 9001 EJRos.pptx
Visao Geral - PALESTRA ISO 9001 EJRos.pptxVisao Geral - PALESTRA ISO 9001 EJRos.pptx
Visao Geral - PALESTRA ISO 9001 EJRos.pptx
Antônio Lino
 
Qualidade iso
Qualidade isoQualidade iso
Qualidade iso
Felipe Leo
 
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Universidade de São Paulo (EEL USP)
 
Gestão da Qualidade ISO:9001
Gestão da Qualidade ISO:9001Gestão da Qualidade ISO:9001
Gestão da Qualidade ISO:9001
Greice Marques
 
Aula 02 - Qualidade e as Iso.pdf
Aula 02 - Qualidade e as Iso.pdfAula 02 - Qualidade e as Iso.pdf
Aula 02 - Qualidade e as Iso.pdf
Julio Iacia
 
UNICESUMAR
UNICESUMARUNICESUMAR
UNICESUMAR
JulianaNeves629388
 
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Adeildo Caboclo
 
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de DiagnósticoISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
Fernanda Marinho
 

Semelhante a 01 aula sistema de qualidade (20)

Aula edgardo sobre normas 9000 parte 1
Aula edgardo sobre normas 9000 parte 1Aula edgardo sobre normas 9000 parte 1
Aula edgardo sobre normas 9000 parte 1
 
Normas iso de qualidade laboratório
Normas iso de qualidade   laboratórioNormas iso de qualidade   laboratório
Normas iso de qualidade laboratório
 
O que é ISO
O que é ISOO que é ISO
O que é ISO
 
Bíblia ISO - 9001
Bíblia   ISO - 9001Bíblia   ISO - 9001
Bíblia ISO - 9001
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 4
Segurança e higiene do trabalho - Aula 4Segurança e higiene do trabalho - Aula 4
Segurança e higiene do trabalho - Aula 4
 
A iso 9001 para iniciantes formatado
A iso 9001 para iniciantes formatadoA iso 9001 para iniciantes formatado
A iso 9001 para iniciantes formatado
 
Iso9000 qs9000
Iso9000 qs9000Iso9000 qs9000
Iso9000 qs9000
 
E book 9001-1
E book 9001-1E book 9001-1
E book 9001-1
 
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidadeManual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
 
Iso9000..
Iso9000..Iso9000..
Iso9000..
 
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
 
Cit orientacoes-sistema-gestao-qualidade
Cit orientacoes-sistema-gestao-qualidadeCit orientacoes-sistema-gestao-qualidade
Cit orientacoes-sistema-gestao-qualidade
 
Visao Geral - PALESTRA ISO 9001 EJRos.pptx
Visao Geral - PALESTRA ISO 9001 EJRos.pptxVisao Geral - PALESTRA ISO 9001 EJRos.pptx
Visao Geral - PALESTRA ISO 9001 EJRos.pptx
 
Qualidade iso
Qualidade isoQualidade iso
Qualidade iso
 
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
 
Gestão da Qualidade ISO:9001
Gestão da Qualidade ISO:9001Gestão da Qualidade ISO:9001
Gestão da Qualidade ISO:9001
 
Aula 02 - Qualidade e as Iso.pdf
Aula 02 - Qualidade e as Iso.pdfAula 02 - Qualidade e as Iso.pdf
Aula 02 - Qualidade e as Iso.pdf
 
UNICESUMAR
UNICESUMARUNICESUMAR
UNICESUMAR
 
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
Apresentacao mudanças ISO 9001:2015
 
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de DiagnósticoISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
 

Mais de Homero Alves de Lima

Aula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelAula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotel
Homero Alves de Lima
 
Livro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaLivro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresa
Homero Alves de Lima
 
Sumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enemSumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enem
Homero Alves de Lima
 
Simulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasSimulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasSimulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasSimulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasSimulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Caderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redaçãoCaderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redação
Homero Alves de Lima
 
Aula 02 redação
Aula 02 redaçãoAula 02 redação
Aula 02 redação
Homero Alves de Lima
 
Aula 01 redação
Aula 01 redaçãoAula 01 redação
Aula 01 redação
Homero Alves de Lima
 
Conteúdo programático redação
Conteúdo programático redaçãoConteúdo programático redação
Conteúdo programático redação
Homero Alves de Lima
 
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasCaderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasAula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasAula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasAula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasAula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasAula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasAula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasAula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 

Mais de Homero Alves de Lima (20)

Aula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelAula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotel
 
Livro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaLivro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresa
 
Sumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enemSumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enem
 
Simulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasSimulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologias
 
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasSimulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
 
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasSimulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
 
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasSimulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
 
Caderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redaçãoCaderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redação
 
Aula 02 redação
Aula 02 redaçãoAula 02 redação
Aula 02 redação
 
Aula 01 redação
Aula 01 redaçãoAula 01 redação
Aula 01 redação
 
Conteúdo programático redação
Conteúdo programático redaçãoConteúdo programático redação
Conteúdo programático redação
 
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasCaderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
 
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasAula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasAula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasAula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasAula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasAula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasAula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasAula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
 

Último

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 

01 aula sistema de qualidade

  • 1. 1. O Que é um sistema de gestão da qualidade? Um sistema de gestão da qualidade é a maneira que uma empresa ou instituição dirige e controla todas as atividades que estão associadas à qualidade. Sistema da Qualidade ISO 9000
  • 2. Sistema da Qualidade ISO 9000 Os processos da organização Estrutura organizacional Recursos aplicados a qualidade Documentação utilizada Os elementos que compõem o sistema de gestão são: Planejamento da qualidade
  • 3. Sistema da Qualidade ISO 9000 Se uma empresa tem implantado um sistema de gestão da qualidade, representa dizer que esta empresa gerencia a qualidade de seus produtos e serviços de una forma ordenada, planejada e controlada. Lembre-se que as normas para produtos são diferentes das normas de sistemas de gestão da qualidade. Uma norma de produto pode ser a marca do CE (aprovação para o mercado europeu), ou ainda a aprovação do Inmetro para produtos homologados em território nacional, e nos indicam as características mínimas que o produto cumpre em relação a sua segurança, portanto são normas regulamentadoras.
  • 4. Sistema da Qualidade ISO 9000 Normas de sistemas de gestão podem ser as de qualidade (ISO 9001), de meio-ambiente (ISO 14001), do setor de automóveis (ISO/TS 16949) e de segurança (OSHAS). As vantagens de implantar um sistema de gestão da qualidade são as seguintes: Aumento de benefícios Motivação do pessoal Fidelidade dos clientes Organização do trabalho Aumento do número de clientes Melhora das relações com os clientes Redução de custos Aumento de benefícios
  • 5. Sistema da Qualidade ISO 9000 2. O Que é a norma ISO 9000? ISO 9000 é na verdade uma família de normas relacionadas com os sistemas de gestão da qualidade, elaboradas por um Organismo Internacional de Organização, mais conhecido como ISO (International Standartization of Organization) Um sistema de gestão da qualidade ISO 9001, é aquele estabelecido cumprindo os requisitos contemplados pela norma ISO 9001.
  • 6. Sistema da Qualidade ISO 9000 A família de normas ISO 9000 é formada pelos seguintes documentos: 1.- ISO 9000:2008. Sistemas de gestão da qualidade. Princípios e vocabulário. 2.- ISO 9001:2008. Sistemas de gestão da qualidade. Requisitos ( a única que certifica) 3.- ISO 9004:2008. Sistemas de gestão da qualidade. Diretrizes para a melhora do desempenho. 4.- ISO 19011:2008. Diretrizes sobre auditorias de sistemas de gestão da qualidade e meio-ambiente.
  • 7. Sistema da Qualidade ISO 9000 Um sistema de gestão da qualidade baseado nos requisitos contemplados na norma ISO 9001, pode ser certificado por organismos independentes, ou seja , uma empresa especializada que faz o trabalho isento de vínculos, como se estivesse “fiscalizando” as atividades. A norma ISO 9001 é portanto, uma norma criada para certificar os sistemas de gestão da qualidade. A norma ISO 9004 é um guia a ser seguido pelas organizações que queiram ir mais além do que o estabelecido pela norma ISO 9001. E embora possua uma estrutura muito similar a norma ISO 9001, não pode ser utilizada para certificar uma organização.
  • 8. Sistema da Qualidade ISO 9000 A família de normas ISO 9000 tem sido elaborada por uma equipe de profissionais especializados, conhecido como Comitê Técnico ISO / TC 176. Para formar parte deste comitê dada a sua importância frente ao cenário mundial de empresas certificadas. Em 1997, este grupo de trabalho realizou uma levantamento em mais de 1.100 empresas de 40 países sobre a versão anterior da ISO 9001 (versão de 1994) e sua aplicabilidade, principalmente para a migração da aplicação da norma em empresas prestadoras de serviço, baseadas em outros processos que não industriais . O resultado foi a base da nova versão da ISO 9001 do ano de 2000, uma norma multifocada e abrangente, nivelando as necessidades e estabelecendo conceitos igualitários.
  • 9. Sistema da Qualidade ISO 9000 3. Evolução da ISO 9001 no mundo O movimento de empresa certificadas de acordo com a ISO 9001 em todo mundo mantém uma clara tendência de incremento. A primeira versão das normas ISO 9000 foi do ano de 1987. Uma ligeira modificação aconteceu em 1991, e uma versão melhorada aconteceu em 1994. Em 2000, realizou-se uma profunda revisão na norma, adaptando-as „as necessidades e realidades das empresas do século XXI. Em 2008 nova revisão deixou conceitos mais claros e tornou O vocabulário mais claro.
  • 10. Sistema da Qualidade ISO 9000 5 5 .0 0 0 5 0 .0 0 0 5 0 .0 0 0 4 2 .0 0 0 3 5 .0 0 0 3 1 .0 0 0 2 5 .0 0 0 2 3 .0 0 0 6 .3 5 0 7 0 0 0 0 6 0 0 0 0 5 0 0 0 0 4 0 0 0 0 3 0 0 0 0 2 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 Reino Unido Itali a Aleman ia Chin a EU A Japã o Austral ia Fran ça Espan ha Bras il Atualmente há mais de 600.000 empresas certificadas conforme os requisitos da norma ISO 9001 em todo mundo. O ranking de certificações é liderado pelos países da União Européia, seguidas da China, EUA, japão e Australia . C e rtific a ç õ e s n o m u n d o 7 0 .0 0 0
  • 11. Sistema da Qualidade ISO 9000 Na Ásia há mais de 40.000 empresas certificadas com a norma ISO 9001, na África cerca de 5.000 e na América Central e Sul América umas 18.000 empresas. Qual norma tem maior difusão: a ISO 9001 ou a ISO 14001? Se comparamos o número de empresas certificadas ISO 9001, com o número de empresas com sistemas de gestão do meio-ambiental certificado de acordo com a ISO 14001, vemos que a norma ISO 9001 possui uma difusão muito maior. Há apenas 40.000 empresas certificadas ISO 14001 em todo mundo, face a mais de 600.000 empresas certificas ISO 9001.
  • 12. Sistema da Qualidade ISO 9000 Podemos observar a crescente demanda pela certificação da ISO 9000 através do gráfico abaixo:
  • 13. Do total de quase 18000 certificados emitidos ao longo destes anos, apenas 9766 encontram-se válidos, já que a versão antiga da norma estava em vigor até o final do ano 2003. Acompanhe abaixo a distribuição por estado das empresas certificadas no Brasil: Estados da Federação 2000 2001 2002 2003 2004 2005 TOTAL ACRE 0 0 0 0 0 0 11 ALAGOAS 0 0 0 0 0 0 48 AMAZONAS 4 0 1 2 0 5 204 AMAPÁ 0 0 0 0 0 0 7 BAHIA 0 0 1 1 0 7 351 CEARÁ 0 0 1 0 1 3 122 DISTRITO FEDERAL 0 1 0 1 0 5 151 ESPÍRITO SANTO 0 0 0 0 0 9 208 GOIÁS 0 0 0 0 0 5 178 MARANHÃO 0 0 0 1 1 0 39 MINAS GERAIS 0 0 1 2 0 29 799 MATO GROSSO DO SUL 0 0 0 0 0 1 31 MATO GROSSO 0 0 0 1 0 0 62 PARÁ 0 0 0 0 0 0 66 PARAÍBA 0 0 0 1 0 1 30 PERNAMBUCO 0 0 1 0 1 5 237 PIAUÍ 0 0 0 0 0 0 9 PARANÁ 0 0 0 1 0 15 584 RIO DE JANEIRO 1 0 0 1 1 17 664 RIO GRANDE DO NORTE 0 0 0 0 2 5 53 RONDÔNIA 1 0 0 0 0 0 2 RORAIMA 0 0 0 0 0 0 6 RIO GRANDE DO SUL 0 0 2 3 2 17 647 SANTA CATARINA 0 0 2 3 2 11 529 SERGIPE 0 0 0 0 0 0 34 SÃO PAULO 7 7 13 28 13 180 4674 TOCANTINS 0 0 0 0 0 0 20 TOTAL 13 8 22 45 23 315 9766
  • 14. Sistema da Qualidade ISO 9000 4. Os 8 princípios de gestão da qualidade Na redação das normas ISO 9001 e ISO 9004, foram elaborados 8 principios básicos, sobre o que está fundamentado todo o sistema de gestão da qualidade. Se uma empresa implanta um sistema de gestão da qualidade, que cumpra os requisitos da norma ISO 9001, mas não segue estes princípios, não vai conseguir obter nem a metade dos benefícios esperados.
  • 15. Sistema da Qualidade ISO 9000 Os princípios de gestão da qualidade, de acordo com o indicado na norma ISO 9001 são: 1.- Foco no cliente: As organizações dependem de seus clientes, e para tanto devem compreender suas necessidades atuais e futuras, satisfazer seus requisitos e esforçar-se em exceder suas expectativas. 2.- Liderança: Os líderes estabelecem o propósito e a orientação da organização. Devem portanto lutar por manter um ambiente interno, de tal modo que todo o pessoal possa se envolver nos objetivos e pensamentos estabelecidos pela organização. 3.- Participação dos funcionários: Os funcionários, de todos os níveis, são a essência da organização, e estar plenamente compromissado favorece em evidenciar potenciais habilidades a fim de que sejam melhor utilizadas para o beneficio da organização. 4.- Enfoque baseado em processos: Um resultado desejado se alcança com mais eficiência quando as atividades e os recursos disponíveis sejam geridos como um processo. (Mais adiante exploraremos mais o tema)
  • 16. Sistema da Qualidade ISO 9000 Os princípios de gestão da qualidade, de acordo com o indicado na norma ISO 9001 são: 5.- Enfoque do sistema para gerenciamento: identificar, entender e gerenciar os processos , contribui para a eficácia e a eficiência da organização na busca de seus objetivos. Há um grande enfoque na norma voltada para o gerenciamento, para a busca de resultados. 6.- Melhora continua: A melhora contínua do desempenho global da organização, passa a ser uma busca quase obstinada, a ordem geral é nunca estar satisfeito, é possível sempre conseguir . 7.- Enfoque baseado em fatos para tomada de decisões: As decisões eficazes se baseiam em análise de dados e na informação acertiva. É o fim dos “achismos”. 8.- Relações mutuamente benéficas com fornecedores: uma organização e seus fornecedores são interdependentes e uma relação de parceria aumenta a capacidade de ambos para criar valor, sendo vantajoso para ambas as partes.
  • 17. Sistema da Qualidade ISO 9000 5. Gestão e controle de processos Um processo é uma atividade que utiliza recursos, e que se gerencia com a finalidade de permitir que os elementos de entrada se transformem em resultados. Para tanto um processo deve possuir: a.- Uma entrada b.- Uma saída ou o resultado do processo c.- Uma atividade ou o processo em si d.- Os requisitos de controle e.- Uma medição da eficácia do mesmo f.- Um responsável do mesmo f d e c ba
  • 18. Sistema da Qualidade ISO 9000 A aplicação de um sistema de processos dentro da organização, juntamente com a identificação e interação desses mesmos processos, assim como sua gestão, recebe o nome de enfoque baseado em processos. Para que uma organização funcione de maneira eficaz, é preciso identificar e gerenciar um número considerável de atividades que se relacionam entre si.
  • 19. Sistema da Qualidade ISO 9000 Exemplo: Um cliente realiza um pedido, e o recebe ao final de vários dias. Os processos para se realizar essa entrega de pedido são: 1.- Comercial introduz o pedido do cliente no sistema informático. 2.- Produção, introduz o pedido em seu planejamento de produção e passa as necessidades de matéria-prima a Compras. 3.- Compras contacta com o fornecedor e realiza a compra do material. 4.- Recebimento recepciona o material e o entrega a produção. 5.- Produção fabrica o produto solicitado pelo cliente. 6.- Controle de qualidade revisa o produto de acordo com a solicitação do cliente e emite um certificado da qualidade. 7.- Logística se encarrega de enviar o material ao cliente. 8.- Finanças envia a fatura ao cliente e se encarrega da cobrança.
  • 20. Sistema da Qualidade ISO 9000 O enfoque baseado em processos, soluciona um dos problemas mais comuns em nossas organizações. Como controlar um problema ou atividade que está presente ou depende de vários outros departamentos ou processos? O controle e o acompanhamento dos processos é uma ferramenta muito útil para a melhoria interna. A solução mais sensata para os gestores, é criar um mapa de processos, onde é possível perceber com muita clareza a inter-relação entre os processos.
  • 21. Sistema da Qualidade ISO 9000 Habitualmente, os processos se classificam entre: Estratégicos Operacionais Suporte suportam e m u ltiplicam as políticas e estratégias da organização constituem a sequência de agregação de valores ao produto, desde a com preensão das necessidades dos clientes, passando pelos processos produtivos até a utilização do produto por parte dos clientes. oferecem suporte e apoio aos processos operacionais. (por exem plo, M arketing)
  • 22. Sistema da Qualidade ISO 9000 6. O processo de certificação A certificação é o exame e o reconhecimento formal, por parte de um organismo independente, da implantação e eficácia do sistema de gestão da qualidade. Há países onde os sistemas de gestão da qualidade certificados se denominam registrados e utiliza-se o termo registro em vez de certificado. Os organismos de certificação mais conhecidos são primeiramente os institutos de normalização de cada país, como ABNT (Brasil), AFNOR (França), etc... e as empresas de reconhecido prestigio, geralmente multinacionais , a maior parte derivada de atividades como inspeção de produtos (Lloyds Register, Det Norske Veritas, Bureau Veritas, TÜV Rheinland, TÜV Product, BVQI,SGS...) Todas estas empresas certificadoras, são controladas por entidades nacionais de acreditação, que verificam suas boas práticas. Exemplo, INMETRO no Brasil.
  • 23. Sistema da Qualidade ISO 9000 O processo para certificação consiste nas seguintes fases: Fase 1 Apresentar uma solicitação formal a uma entidade certificadora Fase 2 Certificadora oferece uma proposta Fornecer dados Aceitação da proposta oferecida N Fase 3 Estudo por parte da certificadora da documentação do seu sistema de gestão da qualidade Fase 3 Envio do plano de auditoria 'a organização, indicando horários, equipe auditora e planejamento previsto Fase 4 Realização da auditoria de certificação Fase 4 Redação do informe de auditoria onde se indicam os desvios detectados Fase 4 A organização corrige os desvios detectados e apresenta a solução 'a certificadora S Fase 5 Concessão do certificado por parte da certificadora
  • 24. Sistema da Qualidade ISO 9000 Uma vez outorgada a certificação, a certificadora realizará auditorias de acompanhamento para comprovar que o sistema de gestão da qualidade cumpre os requisitos indicados na norma ISO 9001, ao longo de um período de vigência do certificado (cerca de 3 anos). Em alguns países, as auditorias de acompanhamento são denominadas de auditorias complementares. Estas auditorias de acompanhamento não são tão exaustivas e completas como as auditorias de certificação, uma vez que o sistema da qualidade precisará ser auditado em sua íntegra ao longo de 3 anos, fazendo que estas auditorias sejam apenas parciais. Após três anos, a validade da certificação do sistema de gestão da qualidade expira (caduca) e aí então se realiza uma auditoria de recertificação (muito similar a auditoria de certificação original).
  • 25. Sistema da Qualidade ISO 9000 7. Planjamento de implantação da Norma ISO 9001 É a alta direção da organização quem deve definir as estratégias, dar recursos e conduzir o processo de implantação de um sistema de gestão da qualidade baseado na norma ISO 9001. As diferentes fases do projeto são: documentação equipe Mar 2005 Apr 2005 May 2005 Jun 2005 Jul 2005 Aug 2005 Sep 2005 Oct2005 Nov 2005 Dec 2005 Nº Tarefa Início Fim Duração 20/3 27/3 3/4 10/4 17/4 24/4 1/5 8/5 15/5 22/5 29/5 5/6 12/6 19/6 26/6 3/7 10/7 17/7 24/7 31/7 7/8 14/8 21/8 28/8 4/9 11/9 18/9 25/9 2/10 9/10 16/1023/1030/10 6/11 13/1120/1127/11 4/12 11/1218/12 1 Planejamento do projeto 16/3/2005 25/3/2005 1,6w 2 Identificação dos processos 25/3/2005 29/4/2005 5,2w 3 Designar responsáveis 25/3/2005 29/4/2005 5,2w 4 Formação da equipe de 29/4/2005 13/5/2005 2,2w 5 Criação do mapa de 13/5/2005 13/7/2005 8,8w 6 Elaboração da 20/6/2005 20/9/2005 13,4w 7 Treinamento de toda 21/6/2005 28/10/200 5 18,8w 8 Realização de auditorias 10/11/2005 11/11/200 5 ,4w 9 Ações corretivas e 14/11/2005 10 Contratação de entidade 5/10/2005 14/11/200 5 20/10/200 5 ,2w 2,4w trabalho processos internas preventivas 11 certificadora Auditoria de certificação 30/11/20 05 2/12/2005 ,6w 12 Comemorar 15/12/20 05 15/12/200 5 ,2w
  • 26. Sistema da Qualidade ISO 9000 1.- Planejamento do projeto: Adotando os recursos econômicos, materiais e intelectuais necessários. 2.- Identificação dos processos: Definindo o alcance da certificação. Podemos certificar uma parte da organização ou toda ela. 3.- Definir responsáveis: As pessoas ou grupo de pessoas a quem se possa delegar estratégias para auxiliar no projeto de implantação do sistema de gestão da qualidade. 4.- Formação de equipe de trabalho: A equipe que implanta o sistema de gestão da qualidade deve estar treinada e conhecer bem a norma. 5.- Criação do mapa de processos: Ver capítulo 5, Gestão e controle de processos. 6.- Elaboração da documentação: redação, revisão e aprovação dos documentos. É necessário um Manual da qualidade, alguns procedimentos e instruções de trabalho.
  • 27. Sistema da Qualidade ISO 9000 7.- Treinamento da equipe: Neste momento todo mundo sabe que a empresa está trabalhando em alguma coisa chamada ISO 9000 , mas poucos sabem efetivamente o que isto significa. 8.- Realização de auditorias internas: devem ser realizadas por pessoal competente, de preferência formados em auditor. 9.- Ações corretivas e preventivas: serão detectadas um grande número de desvios do sistema nas auditorias internas, que deverão ser solucionados. 10.- Contratação de entidade certificadora: ver capítulo 6, o processo de certificação. 11.- auditoria de certificação: E finalmente se tudo sair bem, sua organização vai poder desfrutar de um certificado de empresa iso 9001. 12.- Comemoração, em especial com a equipe que realizou o processo de implantação do sistema de gestão da qualidade. Este processo, dependendo do tamanho e complexidade da organização, dura entre 12 e 24 meses. Não se iluda!! Não existem sistemas mágicos. Lembre-se: este é um processo de mudança cultural.
  • 28. Sistema da Qualidade ISO 9000 8. ISO 9001: Sistema de gestão da qualidade A partir de agora vamos comentar a norma ISO 9001. A estrutura da norma ISO 9001 foi baseada conforme um modelo PDCA de administração, ou seja: Plan DoCheck Action A P C D
  • 29. Sistema da Qualidade ISO 9000 Plan Assim temos a estrtutura fundamental da iso 9001: 1.- Sistema de gestão da qualidade 2.- Responsabilidade da direção e Gestão de recursos Plan (To plan = Planejar) 3.- Realização do produto Do Action Check (To do = fazer) (To check = verificar) ( To action = agir) 4.-. Medição, análises e melhoria
  • 30. Sistema da Qualidade ISO 9000 O capítulo 4 da norma, Sistema de gestão da qualidade, possui os seguintes requisitos de cumprimento obrigatório: a.- A organização deve estabelecer, documentar, implementar e manter um sistema de gestão da qualidade. b.- A organização deve determinar a sequência e interação dos processos e gerenciá-los adequadamente. c.- No caso da organização subcontratar um processo (terceirizar, por exemplo) externamente, deve controlar a qualidade do mesmo. d.- A organização deve possuir a seguinte documentação: 1.- Uma política da qualidade. 2.- Objetivos da qualidade. 3.- Um manual da qualidade. 4.- Procedimentos documentados. 5.- Os documentos necessários para comprovar um planejamento eficiente e operação e controle dos processos. 6.- Os registros necessários para demonstrar o funcionamento e eficácia do sistema de gestão da qualidade.
  • 31. Sistema da Qualidade ISO 9000 Como requisito mínimo a norma nos obriga a ter os seguintes procedimentos: 1.- Controle da documentação 2.- Controle dos registros 3.- Auditorias internas 4.- Controle das não conformidades ou do produto não conforme 5.- Ações corretivas 6.- Ações preventivas
  • 32. Sistema da Qualidade ISO 9000 9. Responsabilidade da direção No capítulo 5 da norma ISO 9001, Responsabilidade da direção, os seguintes requisitos são obrigatórios: a.- Deve evidenciar seu compromisso com o desenvolvimento e implementação do sistema de gestão da qualidade, assim como a melhora contínua de sua eficácia. b.- Deve assegurar-se de que os requisitos do cliente sejam determinados e que estejam sendo cumpridos com o propósito de aumentar a satisfação do cliente. c.- Deve estabelecer uma política da qualidade. d.- Estabelecer os objetivos da qualidade, nas funções e níveis pertinentes da organização. e.- Definir as responsabilidades e autoridades, e comunicá-las dentro da organização. f.- Eleger um responsável pelo sistema de gestão da qualidade. (representante da direção, conhecido como RD) g.- Realizar a revisão do sistema de gestão da qualidade a intervalos planejados. h.- Agir, caso sejam detectados deficiências no resultado da revisão anterior.
  • 33. Sistema da Qualidade ISO 9000 É importantíssimo registrar as reuniões de revisão do sistema ( análise crítica) de gestão da qualidade, bem como as ações tomadas diante das deficiências detectadas, eles são verdadeiramente o histórico de evolução de uma organização. Qualidade Compr as Vendas Administra ção RH Produção Financei ro A qualidade perde definitivamente o status de elemento isolado que lutava pelos outros departamentos. O que se vê agora é um planejamento englobando todas as áreas da organização
  • 34. Sistema da Qualidade ISO 9000 10. Gestão de recursos Dentro deste capítulo, vamos comentar todos os recursos disponíveis em uma organização que devem ser tratados de acordo com a norma ISO 9000: recursos humanos, infraestrutura e ambiente de trabalho. No capítulo 6, Gestão de recursos, a norma ISO 9001 apresenta os seguintes requisitos de cumprimento obrigatório: a.- Determinar e proporcionar os recursos necessários para implementar e manter o sistema de gestão da qualidade, melhorando continuamente sua eficácia. b.- Determinar e proporcionar os recursos necessários para aumentar a satisfação do cliente mediante o cumprimento de seus requisitos.
  • 35. Sistema da Qualidade ISO 9000 A norma ISO 9001 utiliza a palavra COMPETÊNCIA para descrever o conjunto de educação, formação, habilidades e experiência adequada. c.- Determinar a competência necessária para o pessoal que realiza trabalhos que afetem a qualidade do produto. d.- Assegurar que seu pessoal é consciente da pertinência e importância de suas atividades e de como contribuem para cumprimento dos objetivos da qualidade. e.- Manter os registros apropriados de educação, formação, habilidades e experiência. f.- Determinar, proporcionar e manter a infra-estrutura necessária para atender a conformidade com os requisitos do produto, como edifícios, espaços de trabalhos, maquinas, software, etc... g.- Determinar e administrar o ambiente de trabalho necessário para atender a conformidade com os requisitos do produto, ergonomia, segurança, higiene, aspectos técnicos, etc...
  • 36. Sistema da Qualidade ISO 9000 Houve uma grande mudança no investimento do capital humano. As organizações estão deixando de lado o distanciamento profissional que os mantinha separados, para fornecer suporte pessoal, integrando o ser humano dentro da cultura organizacional. Assim, temos grandes mudanças de significado como:
  • 37. Sistema da Qualidade ISO 9000 DE: Administrativo Foco na Função Foco na Atividade Foco Interno Reativo Corretivo Policiamento Assessoria Cargos PARA: Consultivo Foco no Negócio Foco nas Soluções Foco no Cliente Proativo Preventivo Parceria Agregar Valor Competências Desenvolver o Capital humano
  • 38. Sistema da Qualidade ISO 9000 11. Realização do produto No capítulo 7, Realização do produto, se explica como deve ser desenvolvido o processo de fabricação do produto ( fabricar aqui tem o contexto de produzir ou em alguns em como realizamos os produtos) ou a prestação de nossos serviços. A norma ISO 9001 tem os seguintes requisitos de cumprimento obrigatório, para a organização: a.- Planejar e desenvolver os processos necessários para a realização do produto. b.- Determinar os requisitos especificados pelo cliente. Incluindo os requisitos para as atividades de entrega e de pós-entrega. c.- Determinar os requisitos legais e regulamentares relacionados com o produto. (normas estatais, portarias,etc.)
  • 39. Sistema da Qualidade ISO 9000 d.- Planejar e controlar o projeto e o desenvolvimento do produto. Sem dúvida, este é um dos itens mais difíceis de se implementar em toda a norma, uma vez que se deve registrar os dados de entrada do projeto e verificar todos os resultados, deve ainda validar o projeto e desenvolvê-lo de acordo com o planejado. Também é importante registrar as modificações que por ventura surjam a longo do desenvolvimento do projeto. e.- Assegurar de que o produto comprado cumpre os requisitos de compra especificados. f.- Avaliar e selecionar os fornecedores em função de sua capacidade em fornecer produtos de acordo com os requisitos da organização. g.-) Estabelecer e implementar a inspeção ou outras atividades necessárias (recebimento, por exemplo), para assegurar de que o produto comprado cumpre os requisitos especificados.
  • 40. Sistema da Qualidade ISO 9000 h.- Planejar e concluir a produção e a prestação de serviço sob condições controladas. i.- Validar os processos de produção e prestação de serviço, onde os produtos resultantes não possam ser verificados mediante atividades sequenciais ou medição posteriores. j.- Identificar o produto por meios adequados, através de toda a realização do produto (rastreabilidade). k.- Cuidar dos bens que são propriedades dos clientes, porque assim que entram nas dependências da organização devem estar sob responsabilidade e controle da mesma. l.- Preservar a conformidade do produto durante todo o processo interno, até a entrega ao destino previsto. m.- Determinar a sequência e as medições a serem realizadas e bem como prever dispositivos de medição que garantam a evidência de conformidade dos produtos ( equipamentos de medição que forneçam resultados relevantes para controle das operações devem estar calibrados e possuir uma sistemática de manutenção).
  • 41. Sistema da Qualidade ISO 9000 a realização do produto se baseia: Pessoas Planejamento Processo Performance Se um destes componentes não estiver presente na elaboração do seu produto, certamente os resultados de sua organização deverão permanecer sempre naquele patamar entre o insuficiente e o abaixo do esperado.
  • 42. Sistema da Qualidade ISO 9000 12. Medição, análise e melhoria No capítulo 8 da norma ISO 9001, Medição, análise e melhoria, se explica que é preciso medir, para aplicar a informação obtida em melhoria do sistema de gestão da qualidade.É preciso medir a satisfação do cliente em relação aos produtos resultantes da organização. Também é preciso realizar a intervalos planejados auditorias internas para avaliar o estado do sistema de gestão da qualidade. Deve-se aplicar métodos apropriados para medir a evolução dos processos do sistema de gestão da qualidade. Medir e estabelecer as características do produto para verificar se os requisitos legais ou os estabelecidos pelo cliente são cumpridos. Garantir que o produto não conforme com os requisitos, esteja identificado e esteja controlado para evitar seu uso ou entrega não intencionada. Determinar, coletar e analisar os dados para demonstrar a idoneidade e a eficácia do sistema de gestão da qualidade. Melhorar continuamente a eficácia do sistema de gestão da qualidade.
  • 43. Sistema da Qualidade ISO 9000 A P A P C D C D A P C D EVOLUÇÃO DA QUALIDADE Tomar ações corretivas para eliminar as causas das não conformidades, com o objetivo de prevenir sua recorrência. Tomar ações preventivas para eliminar as causas das não conformidades potenciais, com o objetivo de prevenir sua ocorrência. É preciso fazer girar o ciclo do PDCA de maneira contínua, buscando cada vez mais condições ideais de desenvolvimento e crescimento. A P C D
  • 44. Sistema da Qualidade ISO 9000 13. O que se enfrenta com a implantação da ISO 9000 Dependência: O poder está centralizado nas mãos de alguns responsáveis ou de um pequeno grupo. Os demais apenas fazem o que lhes foi ordenado. É preciso trazer os controladores para o sistema. Motivação: Não há uma orientação clara e decidida focada em fatores automotivacionais. A única motivação é salarial. Passividade: As pessoas fazem apenas o necessário e acatam as ordens recebidas, não foi estimulado para que cuidem do negócio como se fossem deles, com atenção aos custos e noções de desperdício. Perspectiva a curto prazo: Se solucionam coisas do dia a dia mas não há planejamento a longo prazo, há carência de um planejamento estratégico.
  • 45. Sistema da Qualidade ISO 9000 13. O que se enfrenta com a implantação da ISO 9000 Subordinação: Os chefes mandam, os demais obedecem. Os chefes pensam, os demais atuam. Obedece quem pode, obedece quem tem juízo. Desconhecimento do “Eu”: É mais importante o que as pessoas fazem do que quem são. Há pouca orientação para valorizar a auto-estima. Temor, defensividade: As pessoas cuidam de suas “posses” . Culpam-se pelos fracassos. Se percebem estados de tensão. Não há liberdade de expressão nem participação. O funcionário está mais preocupado em satisfazer os caprichos de seu chefe do que fazer as coisas como elas deviam ser. Quem sente na pele, é o cliente que recebe um produto com qualidade duvidosa. Exploração: Por diversos motivos, abusa-se da capacidade física dos funcionários, não se respeita seu tempo de trabalho e sua “necessidade” de trabalho é explorada.
  • 46. Sistema da Qualidade ISO 9000 13. O que se enfrenta com a implantação da ISO 9000 Confusão conceitual. Sabe-se que é preciso fazer, mas não se sabe por que, inclusive nas linhas de comando. Rotinas: Tudo se faz num automatismo, porque sempre foi assim ou mesmo por impulso. Não há critério profissional . Expectativas:. As pessoas tem grandes desejos, mas poucos planos concretos. O compromisso com a organização é muito baixo. Reação: As pessoas estão dispostas a solucionar problemas mas não em preveni-los. Não há cultura de melhoria.
  • 47. Sistema da Qualidade ISO 9000 13. O que se enfrenta com a implantação da ISO 9000 Enfoque no operacional: Há mais coisas por fazer do que por pensar. O trabalho se mede pela quantidade de realização do que pela qualidade. Individualismo: Pouco trabalho em equipe. Os funcionários desconhece sua Inter-relação com os outros nem a importância do seu trabalho. Tradicionalismo: . Muito apego a antigos conceitos, “sempre fizemos assim e sempre funcionou.