Avaliação do livro química cidadã

11.980 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.980
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
94
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação do livro química cidadã

  1. 1. ANÁLISE DO LIVRO DIDÁTICO: QUÍMICA CIDADÃ, 1ª Edição, São Paulo: Nova Geração, 2010. Wildson Luiz Pereira dos Santos Gerson de Souza Mól (coords.)
  2. 2. Disciplina: Fundamentos de Didáticapara a formação de professores.Professora orientadora: Ms.NiliaAcadêmicos: Bruna Americano Thiago Weslei de Almeida Anápolis, 2012.
  3. 3. Autores “Não se muda a ciência e a tecno simplesmente com a introdução d técnicas ou com investimentos. Sem participação social não há m Graduado em Licenciatura em Química pela Universidade de Brasília (1984), Especialista em Educação Brasileira pela Universidade de Brasília (1992), Mestre em Educação pela UniversidadeWildson Luiz Pereira Estadual de Campinas (1992), Doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2002).dos Santos
  4. 4. Autores “O livro didático é um dos personagens do ensino e por isso o professor tem que ter capacidade crítica na escolha do material. O livro é um diferencial. No caso da Química, ele deve mostrar como essa ciência está relacionada com nossa sociedade Licenciado emgente pode fazer ensino e como a Química pela UFV, para mudar esta sociedade”Gerson de Souza Mól tem Mestrado em Química pela UFMG e Doutorado em Química pela UNB, no qual trabalhou com um projeto voltado para o uso de analogias no ensino da Química.
  5. 5. Volume 1: Materiais, substâncias, constituintes, química ambiental e suas implicações sociais UNIDADE 1: Química, UNIDADE 3: Constituintes, materiais e consumo inteirações químicas, sustentável propriedades das substâncias  Capitulo 1: e agricultura Transformações e  Capitulo 6: Classificação propriedades das dos elementos químicos substâncias  Capitulo 7: Ligação iônica,  Capitulo 2: Materiais e covalente e metálica processos de separação  Capitulo 8: Inteiração  Capitulo 3: Constituintes entre constituintes e das substâncias, Química e propriedades de Ciência substâncias inorgânicas e UNIDADE 2: Gases, modelos orgânicas atômicos e poluição UNIDADE 4: Cálculos atmosférica químicos e uso de produtos  Capitulo 4: Estudo dos químicos Gases  Unidade 9: Unidades  Capitulo 5: Modelos utilizadas pelo químico atômicos  Capitulo 10: Cálculos químicos
  6. 6. Volume 2: Reações Químicas, seus aspectos Dinâmicos e Energéticos; Água e Energia UNIDADE 1: Composição e UNIDADE 2: Classificação dos Materiais, Hidrocarbonetos, álcoois, solubilidade, propriedades termoquímica., cinética, coligativas e hidrosfera. eletroquímica, energia  Capitulo 1: Soluções, nuclear e recursos coloides. Agregados, energéticos. concentração e  Capitulo 3: Petróleo, composição. introdução à Química  Capitulo 2: Propriedade Orgânica, hidrocarboneto da água, solubilidade e e álcoois. propriedades coligativas.  Capitulo 4: Termoquímica  Capitulo 5: Cinética UNIDADE 3: Substâncias química inorgânicas, equilíbrio químico e poluição das  Capitulo 6: Modelos águas. atômicos, radioatividade e energia nuclear  Substâncias Inorgânicas  Oxirredução e pilhas  Equilíbrio químico químicas.
  7. 7. Volume 3: Química Orgânica, Eletroquímica, Radioatividade, Energia Nuclear e ética de Vida. UNIDADE 1: A Química UNIDADE 2: Metais, em nossas vidas pilhas e baterias.  Capitulo 1: A química  Capitulo 6: Ligação orgânica e a metálica e oxirredução transformação da vida.  Capitulo 7: Pilhas e  Capitulo 2: Alimentos e eletrolise funções orgânicas  Capitulo 3: Química da UNIDADE 3: Átomo, saúde e da beleza e a radioatividade e energia nomenclatura orgânica nuclear  Capitulo 4: Polímeros e  Capitulo 8: Modelo propriedades das quântico e substancias orgânicas radioatividade  Capitulo 5: Indústria  Capitulo 9: química e síntese Transformações orgânica nucleares
  8. 8. Considerações sobre o Sumário (8,75)Índice geral bem simples e direto.Aparência agradável sem muita poluição visual.Contem no nome de cada unidade um tema atual.
  9. 9. ASPECTOS VISUAIS (8,75) As ilustrações apresentam tamanho e resoluções Adequados; Apresentam legendas o que facilita a compreensão dos conteúdos;
  10. 10. ASPECTOS VISUAIS • As ilustrações respeitam as diferentes etnias, gêneros e classes sociais.
  11. 11. Aspectos Gráficos e Visuais (8,33)• Contem Glossário.• Não contem Índice remissivo.• Muitas referências, sendo estas bem relevantes. Volume 1, pagina 405.
  12. 12. Aspectos Gráficos e Visuais Apêndice • No começo de cada capitulo. • Temas atuais. • Assunto relacionado com o conteúdo dos capítulos. • Problematiza e trás a interdisciplinaridade pro texto. Volume 3, página 259
  13. 13. Aspectos Gráficos e Visuais• Bom tamanho de letra, com uma fonte diferenciada, contraste poderia ser melhorado.• Caracteres facilmente diferenciados e espaçamento adequado (exceto em exercícios de revisão da unidade). Volume 2, página 312
  14. 14. Linguagem (8,33)• “Combustível é todo material todo material oxidável (sólido liquido ou gasoso) capaz de reagir com o gás oxigênio, denominado comburente. As reações de combustão liberam energia na forma de calor e luz e produzem, geralmente, o gás dióxido de carbono (CO2) e água. Além desses gases, dependendo da combustão do combustível e das condições da reação, outros podem ser produzidos, tais como dióxido de enxofre e monóxido de carbono. “ (página 186, volume 2) 2.) Linguagem clara e precisa. Exposição das ideias de forma simples. Coerência e coesão. Simplicidade que facilita a compreensão do texto.
  15. 15. Linguagem• “A combustão é a reação do oxigênio do ar com as moléculas ou átomos do combustível. Quando isso ocorre só na superfície do material o processo é relativamente lento. Porém, é possível interferir nesse processo para controlá-lo ou parar tirar o maior proveito energético. Como por exemplo, a pulverização do combustível para acelerar e homogeneizar o processo de combustão, como acontece nos motores dos veículos automotivos “ (página 187, volume 2) 2.) Forte preocupação para que a linguagem seja acessível aos alunos de ensino médio. Nível de dificuldade, interesse e faixa etária são respeitados.
  16. 16. Linguagem• “Apesar da complexidade da atuação dos catalisadores, já se sabe que muitos deles agem sobre a etapa mais lenta da reação, facilitando a formação do complexo ativado por exigir uma menos quantidade de energia para sua formação. Com a diminuição dessa barreira energética, uma maior quantidade de reagentes forma o complexo ativado que, posteriormente, dá origem aos produtos da reação. Com isso a reação global se processa mais rapidamente. “ (página 202, volume 2) 2.)  Linguagem favorece a compreensão dos conceitos científicos apresentados.  Explicações nem muito longas nem simplificadas aos extremos.  Apresenta primariamente palavras e termos já conhecidos para mostrar os novos conceitos.
  17. 17. LinguagemUtilização de linguagem diversificada é bem debilitada.Utiliza-se diferentes referencias (jornais, revistas, sites, etc.) apenas no Tema em Foco.Quase não se vê notas diferentes no corpo do texto
  18. 18. LIVRO DO PROFESSOR (9,29)• Contextualização e InterdisciplinaridadeUnidade 1: Enfoque ambiental com explicações deprocessos químicos em temas da geografia. Unidade 2: Questões socioambientais e gestão daágua.Unidade 3: Relação ciência-tecnologia-sociedade.• Orientações Metodológicas• Leituras Complementares• Atividades Experimentais
  19. 19. Atividades Experimentais (8,72)  Fácil execução.  Problematiza e facilita a compreensão do conteúdo cientifico  Aumenta a participação e o engajamento dos alunos na aula.  Valoriza a observação e interpretação.  Evita a visão simplista, que geram conceitos errados.  Mostra a ciência como algo mutável e não dogmática  Sugere outras formas de experimento para se comprovar um mesmo fato. Volume 2, pagina 334
  20. 20. Atividades ExperimentaisNão expõe o alunos a riscos potenciais a sua integridade física.Sugere procedimento para descartes dos materiais utilizados, inclusive um dos tópicos do experimento é justamente isso.Indica possibilidades de diferentes materiais de uso (colher de café ou balança).
  21. 21. Atividades ExperimentaisEsteticamente não induz o aluno a querer realizar o experimento.Deficiente em ilustrações.Títulos interessantes.Fundo trás uma sensação de algo estático.
  22. 22. Aspectos Históricos (10,0)  Mostra e valoriza como o conhecimento químico evolui e evolui nos últimos 200 anos.  Faz um paralelismo entre os concepções que se tem hoje com as que se tinha no começo das experimentações acerca de algum assunto.  Mostra a ciência como uma verdade não absoluta, totalmente passível de erros.  Valoriza a mudança de paradigmasVolume 3, página 236 PREZA PELO APELO HISTORICO E COMO ESTE PODE INDUZIR O ALUNO AO APRENDIZADO. Volume 2 Página 298
  23. 23. Aspectos HistóricosVolume 2, página 245
  24. 24. Aspectos Sociais (10,0)  Não privilegia certos estereótipos  ou grupos de determinadas regiões.  Isento de preconceitos.  Não faz mershandaige de nenhuma  empresa, órgão ou serviço. Estimula o convívio social e a tolerância,abordando a diversidade das atividadeshumanas com respeito e interesse. Desprovido de preceitos religiososou políticos.
  25. 25. Aspectos Sociais  Respeita a legislação vigente para a criança e o adolescente, relativa à proibição de publicidade de fumo, bebidas alcoólicas, medicamentos, drogas, armamentos, etc.
  26. 26. Contextualização & Enfoque CTS (10,0)  Explora os aspectos que evidenciam a relação entre ciência, tecnologia e sociedade.Enfatiza o papel da sociedade no controle da ciência e tecnologia. Volume 2, Capitulo 1
  27. 27. Contextualização & Enfoque CTS Sugere projetos para serem desenvolvidos por toda a escola. Contribui para a formação de alunos críticos. Desenvolve habilidades e competências próprias para a formação de cidadãos. Pagina 69, Volume 02
  28. 28. Contextualização & Enfoque CTS  Estabelece relações com as outras áreas do conhecimento. Volume 02, página 221 Pagina 144, Volume 02 Enfatiza a naturezainterdisciplinar doconhecimento
  29. 29. CONTEÚDO QUIMICO E ABORDAGEM METODOLÓGICA (9,44)Temais atuais:Química doscosméticos
  30. 30. CONTEÚDO QUIMICO E ABORDAGEM METODOLÓGICA• Não deixa de trazer os conceitos químicos
  31. 31. CONTEÚDO QUIMICO EABORDAGEM METODOLÓGICA • Erros nos exercícios
  32. 32. Planilha de Avaliação do Livro Grupo de Critérios Relevância Nota do Critério 1. Aspectos visuais – ilustrações (fotografias, 3 8,75 esquemas, gráficos etc.) 2. Aspectos gráficos e editoriais (organização da obra) 3 8,75 3. Linguagem dos textos 3 8,33 4. Livro do professor (fundamentação da obra e 3 9,76 informações complementares) 5. Atividades experimentais (existência e viabilidade) 3 8,726. Aspectos históricos da construção do conhecimento 3 10,0 químico 7. Aspectos sociais 3 10,08. Abordagem e contextualização (Ciência Tecnologia e 3 10,0 Sociedade -CTS) 9. Conteúdo químico (precisão e atualização) 3 9,44 PONTUAÇÃO TOTAL 9,27
  33. 33. CONSIDERAÇÕES FINAIS Os conteúdos estão associados a temas atual: como meio ambiente, pilhas , alimentação; O livro trás listas de exercícios, atividades experimentais o que torna a aula mais dinâmica, além de favorecer o desenvolvimento de habilidades e competências necessárias para favorecer à formação da cidadania. (CTS) Segurança no laboratório esta na ultima pagina do livro sendo que deveria estar na primeira
  34. 34. Gratos pela Atenção!

×