SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
1



         A Próxima Revolução em TI
      O ecossistema SOA e BRMS


                                     SILVA, Sílvio Cristiano – Universidade Cidade de São Paulo.
                                                                     E-mail: sivuca1@gmail.com
                                                 "A regra das nossas ações deve ser a probidade."
                                                                                  (Blaise Pascal)

                                                  proteção ao crédito e serviços bancários, tudo
     Introdução
                                                  isso envolve um grande processo integrado e
     Solução na TI a cada dia se torna uma só
                                                  uma unificação de sistemas que diminui o
referência de integração e reuso. Essa palavra
                                                  custo de projetos gigantescos que tinha
REUSO você deve ter ouvido muitas vezes em
                                                  duração de anos ,redução de riscos em seus
palestras e seminários de TI “como reutilizar
                                                  negócios,     hoje   SOA     esta    abstraindo    e
seus códigos” isso com a promessa do
                                                  universalizando a TI. Regras de negocio são
desacoplamento do paradigma Orientado ao
                                                  serviços rendáveis, mas ainda é um bom
Objeto. O sonho da escalabilidade de TI. A
                                                  negócio para que não possa implementar
frase de Antoine Lavoisier “Na natureza nada
                                                  podendo utilizar o que já esta pronto sem
se cria, nada se perde, tudo se transforma.”
                                                  gastar reinventando a roda. Suas regras de
Era só na natureza mesmo. Mas hoje podemos
                                                  negócio já não precisam ser modificadas pelos
pensar diferente, nossas idéias podem ser
                                                  seus Desenvolvedores e Analistas de sistema
compartilhadas ou ser até idéias de outras
                                                  que é um custo que ficam á espera de uma
pessoas, não que era assim no mundo real
                                                  oportunidade para possível mudança nas
mais na TI isso demorava um pouco. Para isso
                                                  regras para que possam trabalhar. Hoje,
temos uma revolução de integração, podemos
                                                  processos, regras de negócios podem ser
utilizar a teoria de Lavoisier hoje. SOA veio
                                                  enxergado de forma mais fácil, o usuário
para desacoplar e colocar o reuso em prática
                                                  comum, dono do negócio podem criar e
isso se tornou uma realidade. SOA fez da TI o
                                                  modificar suas regras de acordo com suas
próprio negócio a hoje não é enxergada como
                                                  políticas implementadas em um software, que
um custo e sim uma necessidade. Se falarmos
                                                  lhe mostrará sua tomada de decisão no seu
de SOA hoje falamos nos processos de
                                                  processo ou em suas regras de negócio
grandes     serviços   como,   por   exemplo,
                                                  podendo gerenciar e auditar seus negócios
                                                 com auto-suficiência.       As visibilidades      de
2


processo se encontram em ferramentas que                   Neste      caso,       podemos       observar       o
mostra fluxos de processo, motores de regras               compartilhamento        da      memória      e     do
como, por exemplo: BRMS (Business Rule                     processador.       O   sistema    operacional      se
Management        System) é          um sistema de         incumbe de gerenciar o acesso concorrente
software utilizado para definir, implementar,              aos     seus       diversos      recursos,       como
executar, monitorar e manter a diversidade e a             processador, memória e periféricos, de forma
complexidade da lógica de decisão que é                    ordenada e protegida, entre os diversos
utilizada por sistemas operacionais dentro de              programas.
uma organização ou empresa. Essa lógica,                      Depois, em meados da década de 60 a 70
também conhecido como regras de negócio,                   passaram a separar os dados dos sistemas
inclui   políticas,     requisitos      e    instruções    assim conseguiram reutilizar os dados e as
condicionais que são usados para determinar                tarefas, então a partir da década de 90
as ações táticas que ocorrem em aplicações e               passaram a separar os processos e regras de
sistemas.                                                  negócio.
   Acredita-se        que    BRMS       é    uma     das      Assim o processo tem suas regras de
principais promessas da TI para futuro e que               negocio que acessar uma tarefa que pode ou
vem a se destacar diante de toda SOA.                      inserir ou acessar um dado, Isso tudo pode
   Neste      capitulo,      primeiramente         serão   esta numa caixinha que pode ser reutilizado
apresentados       os    principais     conceitos    da    por outro processo. Essa escalabilidade reduz
arquitetura     orientada        a   serviços    e   na    custo e evita erros.
seqüência será apresentado um estudo prático                  Mais não foi a solução dos problemas de
e conceitual de BRMS e sua importância na                  integração     enquanto      as aplicações       eram
arquitetura orientada a serviços                           pequenas o custo continuava baixo, mas
   BRMS                                                    depois o sonho do reuso teria de serem

 A. Os problemas de integração antes eram resolvidos com   adiado por quer as aplicações era ponto a
 sistemas monolíticos, ou melhor, sistemas                 ponto isso gerava um emaranhado na rede
 Multiprogramáveis/Multitarefa                             assim aumentando o custo com manutenção.
    Constituindo-se         uma       evolução       dos      Então surgiu uma solução chamada de
sistemas monoprogramáveis, neste tipo de                   ESB. Os ESB organizam os tráficos de
sistema os       recursos      computacionais        são   mensagens utilizando cada processo como
compartilhados entre os diversos usuários e                serviços e esses serviços são utilizados em
aplicações: enquanto um programa espera por                uma nova regra separada, um processo que
um evento, outros programas podem estar                    pode    consumir       vários    serviços    e    ser
processando neste mesmo intervalo de tempo.
3


orquestrado através do fluxo de trabalhos que
abstrair do ESB.
     Os BRMS são componentes de software
plugáveis que separam as regras de negócios
do código do programa. Essa capacidade de
separação permite aos usuários de negócios
edite     as      regras      freqüentemente     sem   a
necessidade de influência da área de TI, e
permite        que       as   aplicações   sejam   mais
facilmente adaptadas às regras dinâmicas.                     Figura 1. Arquitetura Macro do BRMS
     Um benefício fundamental de um BRMS é                 Drools.
sua habilidade de automatizar decisões que
antes eram tomadas manualmente.                               Plain Old Java Objects (POJO) e XML
     Os BRMS tratam de definição e execução                (eXtensible Markup Language).
de      regras,      e    isso   permite   que     sejam   Os pojos são o inicio de todo processo de
implementados rapidamente grupos de regras                 regras no BRMS eles definem os atores e
que irão tomar e ativar decisões e serviços                ações desses autores que estão envolvidas
sem ter de utilizar programação.                           em uma política. As regras são virtualizadas e
     Isso significa que a equipe de TI não
precisa mudar o código de regra de negócios
devido às exigências das leis.
     Sua maior vantagem é que suas regras de
negocio podem ser administradas pelo gesto
do negocio passando a responsabilidade para
quem entendi melhor do negocio podendo
assim reduzir seu custo de implementação não
ficando na mão de programadores para uma
possível alteração em sua regra. O BRMS
também tem um grande poder de orquestração
do seu processo de regras.
     De um modo simplificado podemos dizer
que o BRMS e repositório de regras de
negocio. Ele gerencia regras assim como o
SGBD gerencia dados.
4


abstraídas        de    pojos    e    arquivos       xml.   linguagens   convencionais.      Existem    várias
                                                            outras maneiras de representar as ideias, mas
                                                            as regras, procedimentos e objetos são os
                                                            principais elementos utilizados no BRMS no
                                                            momento. Em todos os produtos BRMS, as
                                                            regras são representadas como sentenças,
                                                            geralmente contendo as palavras se, então e
                                                            existe. É recomendo melhor estilo e objetivo
                                                            na remoção de ambigüidade, fazendo relações
                                                            explícitas. Seu estilo é incrivelmente perto
                                                            linguagem natural.




Figura 2 – Pojo que representa um objeto
cliente.
                                                               Figura 3 – Exemplo de regras
   Regras                                                   Segundo Ian Graham(1988) A maioria dos
   As ideia sobre o dia a dia do seu negocio                produtos comerciais BRMS apoiar o segundo
é normalmente armazenado sob a forma de                     estilo de escrita regra; apenas alguns, como
regras      com    uma    forma      condicional.     Ao    Haley Authority, apoio completamente natural
contrário     das       condicionais     declarações        para o primeiro. Blaze Advisor oferece uma
encontradas em convencionais, linguagens de                 abordagem completamente diferente sob a
regra      são     tipicamente       declarativa      ou    forma   de   sua     aplicação   de     regras   de
equivalentemente e não-processual, ou seja, a               manutenção. Estes permitem a criação das
ordem em que as regras são escritas não é                   formas de manutenção personalizada regra
importante. Essas regras se baseiam no                      que permite aos usuários interagir diretamente
conhecimento sobre as entidades ou objetos.                 com qualquer formato de apresentação de
Como temos dito, outra forma importante para                regra considerada adequada à situação dos
representar        as    nossas      ideias      e    os    negócios. Outra abordagem utilizada, por
procedimentos, como os encontrados em                       exemplo,     JRules,     é   permitir      que    o
5


desenvolvedor crie Verbalizações 'para o             preenchido com conectores varia. Modelos de
modelo de objeto para tornar as regras mais          regras poupar tempo ao escrever as regras e
legíveis. Padrões de verbalizações permitem          ajudar a fazer cumprir uma regra padrão, e
usar frases como "concluído o contrato" em           deixa uma forma legível de escrita. Um facil
vez do que apenas "contrato é concluído.             entendimento    para     o    desenvolvedor      que
Essas linguagens estão tão próximas de               pretende reutiliza-lo. Um modelo de regras
nossa      linguagem   convencional   facilita   a   deve ser identificado e organizado a partir de
criação de frases e um acesso fácil a multi-         um conjunto de critérios formais tais como:
idiomas.                                                •   Um vocabulário de negócio que exprime
Também temos extensões como IRL,SRL e                       a semântica dos conceitos.
DRL as escrever é saber como usar os
diferentes módulos semântica, para manter na            •   Um    conjunto    de     proposições      que

mentalidade a programação declarativa e de                  permitem a geração de conhecimento a

abstrair e encapsular sua lógica. A ferramenta              partir dos fatos e políticas definidas.

de arquivo conjunto de regras pode ser usado            Procedimentos e algoritmos
para construir um arquivo de conjunto de             Os exemplos incluem cálculos matemáticos e
regras.                                              financeiros. Uma boa BRMS vai oferecer a
Nesses arquivos,       podemos declarar uma          possibilidade de invocar os procedimentos
única regra. Podemos adicionar elementos             conjuntos de regras e procedimentos para
como regra que quiser dentro do elemento do          fazer um apelo aos conjuntos de regras para
conjunto de regras, e cada elemento de regra         executar e retornar valores.
deve ter um atributo de nome, pelo menos um             Fluxo de regras
parâmetro, pelo menos uma condição e                 Mecanismos Ruleflow dentro BRMSs deixar o
exatamente uma consequência.                         designer    especifica   que    o    conhecimento
   Modelos regras                                    módulos ou tarefas sejam realizadas em uma
Modelos regras são padrões de projeto para           ordem específica. Estas funções podem ser
as regras. Em muitas circunstâncias, uma             conjuntos de regras, funções ou módulos fluxo
regra pode ser aplicável a diversos dados. Um        de regras inteiro. Uma representação do
modelo de regra de negócio representa uma            negócio e da aplicação da lógica que tem
regra de negócio parcialmente definida que           seqüência de regras agrupadas em tarefas
contém conectores e espaço reservado para            numa    forma     de     organizar    as   regras
falta de informação. Os modelos podem ser            em uma seqüência de decisões que vem à
usados para criar várias regras com um               produzir um única decisão
estrutura semelhante, onde apenas o valor
6




   Figura 4 - Exemplo de um Fluxo de regras
                                                 Figura 5 – Representação de regras na tabela
do Ilog Jrules IBM
                                                 de decisão.
   Tabela de Decisão e Arvore de Decisão
                                                     Em alguns produtos, há representações
Segundo Paul Browne (2009) 'Se você pode
                                                 alternativas às regras de se / então. Nós
compreender o Microsoft Excel, então você
                                                 consideramos dois deles: árvores de decisão
deve estar OK'. Quase todo mundo entende
                                                 e         tabelas    de        decisão.
planilhas do Excel, ou seu equivalente em
                                                 As árvores de decisão representam as regras
OpenOffice eo Google Docs. Todos estes são
                                                 em forma de figuras, como uma estrutura de
simples, editores baseado em grid que nos
                                                 árvore. Isso pode ser uma ajuda útil para a
permitem armazenar, editar e compartilhar
                                                 depuração ou a comunicação entre usuários e
informações. Planilhas pode não ser perfeito,
                                                 desenvolvedores      ou     analistas,      mas
mas eles são populares e bem-entendido. A
                                                 normalmente não é como os usuários de
tabela de decisão é uma representação das
                                                 negócios visualizarem os seus conhecimentos.
regras   criadas     pelo   desenvolvedor   em
planilhas essas regras podem ser gerenciadas
                                                 O principal problema com as tabelas de
por um Analista de negocio utilizando as
                                                 decisão       é     que     elas         crescem
regras do repositório BRMS.
                                                 incontrolavelmente , quando há um grande
                                                 número de condições na base de regra. A
                                                 abordagem dá um maior número de regras -
                                                 uma para cada linha - e as regras será difícil
                                                 ler e compreender. Nós caracterizamos a
                                                 abordagem como a decisão de linha orientada
                                                 tabelas. Verifica a possibilidade de aumenta a
7


regra pode permitir que o autor de arrume o               específicas      de     uma    decisão      tabela    são
resultante dos conjuntos de regras, mas nós               ignorados inteiramente para determinadas
pensamos que uma abordagem de indução de                  condições de partida. Assim como as tabelas
regras é muito mais sólida. É melhor utilizar             de decisão, o analista de negócios teria
um sistema de mineração de dados para                     normalmente de cria o fluxo básico e layout de
extrair regras a partir de tabelas de decisão e           uma árvore de decisão. As árvores de decisão
alimentá-los em um BRMS. Conseguimos                      são construídas usando uma interface gráfica
olhar para as árvores de decisão e tabelas                podendo arrasta pacotes de regras definir
com mais detalhes. A principal vantagem de                funções e dá prioridades nas execuções de
tabelas    de     decisão        surge    quando     a    regras.
organização já possui o conhecimento de seus                   Motor de execução de regras
de negócio, no entanto, este vantagem em                       Um motor de execução dispõe de um ou
grande parte evapora quando as regras                     mais meios de aplicar o conhecimento de
podem acessar os mesmos dados na forma de                 dados. As estratégias mais comuns são
tabelas de pesquisa.                                      conhecidas como encadeamento para trás e
   Tabelas de decisão são apropriadas para                encadeamento para frente. Encadeamento
situações em que várias condições se repetem              para trás ou raciocínio dirigido meta é típico de
regularmente      em        muitas    regras,      cada   seleção de produtos, sistemas de diagnóstico
resultando em um resultado semelhante. Cada               ou de dá conselhos. A maioria dos sistemas
tabela    de    decisão      é   baseada      em    um    baseados em regras envolve mesclas por trás
"esquema", que geralmente é criado para um                e    para      frente   encadeamento         e     outras
processo de decisão em particular por um                  estratégias      para    reduzir    a     busca      cega.
analista de negócios e acessada pelo dono do              Implementando encadeamento para frente de
negócio que definir as políticas.                         forma eficiente é difícil uma vez que, quando
                                                          um          banco             de          regras
                                                          se     torna      grande,      os       algoritmos     de
                                                          encadeamento para frente ficar muito lento
                                                          porque algumas mudanças são feitas para os
                                                          fatos na memória de trabalho em cada ciclo. O
                                                          algoritmo rete é um mecanismo muito eficiente
   Figura 6 – Representação de regra na                   para resolver este problema. Rete é muito
árvore de decisão                                         mais eficiente na determinação da relevância
   As     árvores      de     decisão,     são     mas    das regras, dado de dados específico, que o
apropriadas     para      situações      em     colunas   equivalente as condicionais ou select e case.
8


A rede de rete se modifica após cada disparo          É onde podemos gerenciar as regras provê
regra, de modo que regras desnecessárias              ferramentas         para        deixar        visíveis   nos
não disparam. Quanto maior o número de                ambientes alvos, gerenciar de segurança e
regras, a maior do rete vantagem sobre o              permissões sobre quem pode modificar a
código de procedimento equivalente. Isso se           regra e quando a regra pode ser modificada,
aplica a regra de execução. De Obviamente,            inclusão de novos conjuntos de regras e
escrever as regras também é muito mais                rastreamento do desempenho dos sistemas e
eficiente em um BRMS.                                 servidores     de     execução           de     regras.Esse
   Os motores devem também modificar todos            ambiente torna fácil para gestor de políticas
os rete fundamentais para a trás e misturado          ter governança de todas suas regras.
encadeamento.
                                                      Papéis
Monitoramento e análise
                                                      Interação entre os papéis
   •   O componente de monitoramento e
       análise provê análises históricas e em         As funções não se referem a pessoa,e sim

       tempo de execução bem como a                   para        tarefas         e       responsabilidades,

       geração de relatórios sobre o uso das          tarefas não podem corresponder a uma única

       regras.   Este     componente        oferece   opinião, o especialista em negócios podem

       rastreamento      de   auditoria   completo    estar envolvidos tanto no lado de negócios

       demonstrando como a regra foi usada            como no lado técnico, o desenvolvedor pode

       (executada) em uma transação ou                também ser a pessoa que escreve e gerir as

       decisão em particular. Os tipos de             regras.

       dados que estes relatórios produzem             A comunicação entre o lado do negócio e
       incluem informação sobre como a regra          parte     técnica     é    fundamental             Interação
       foi   acessada,    quais    regras    foram    extensiva para assegurar a satisfação do
       executadas para tomar a decisão, data          negócios vista, nas fases iniciais, mas também
       e hora que a regra foi executada e o           ao longo do projeto.
       nome dos sistemas que interagiram
       com a regra. Este BRMS provê também
       wizards para construção de relatórios
                                                      • Gestor da Política
       de regras de forma a gerar consultas
                                                      - Especialista em Negócios responsável pela
       customizadas às regras (por exemplo,
                                                      definição das políticas
       relatórios de análise de impacto).
                                                      - Participa na descoberta de regra e valida os
Gestão e Administração de regras                      resultados
9


- Comentários como a execução das regras é                • Definem os tipos de regras utilizados e
organizada                                                orquestra       a       sua   execução     em   uma
                                                          aplicação de regras de negócios
• Autor de regra                                          • Garante a implantação regra coerente
- Especialista de negócio ter domínio em                  através de um número de regra de negócio.
formular política em regras de negócio
- Participa na descoberta de regras                       Desenvolvedor
- Mantém regras atualizadas                               • Atua no, desenvolvimento, testes e implanta
- Relatórios sobre o estado da política da                de aplicações de regras de negócios e
empresa                                                   execução da regra
- Regras de testes para garantir que elas                 - Exige conhecimento de modelos de objetos,
estejam     escritas     corretamente      e   garantir   APIs        e           ao      desenvolvimento
resultados correspondência aos resultados de              ambientes
negócios                                                  • Funciona com os analistas de negócio a
                                                          implementar vocabulário regra de negócio
• Analista de negócios                                    • Define regras de ambiente de criação para
- Ponte entre o lado de negócios e técnicos de            autores regra
uma       regra     de     negócio        aplicação       • Grava o código de chamada para execução
- Modelos de domínio de negócio baseado na                da regra
entrada de gestores de políticas e do Estado              • Grava regras complexas que os usuários
dos autores                                               empresariais não pode escrever
- Define o vocabulário regra                              • Personaliza a BRMS para atender às
- Captura as regras                                       necessidades específicas
- Funciona com os desenvolvedores para                    •   Integra         a    BRMS     no     ambiente     de
projetar a aplicação de regras de negócios                desenvolvimento e testes
- Sincroniza o conteúdo do projeto, regra entre           Administrador
usuário     e     desenvolvedor      de     Ambientes     •   Instala         e    configura     ambientes      de
negócios                                                  gerenciamento            de   regras   e   execução
Arquiteto                                                 • estado aplicações Implanta
• Garante a implementação global, e a                     • reimplanta regras atualizadas
organização de regras e otimização de                     • Gerencia o acesso do usuário para os
execução da regra                                         servidores de gerenciamento de regras e
                                                          execução
10


As especificações de papeis descrita a acima                  O    BRMS         melhora       a    forma     como     as
foi       do      livro     Developing     Business    Rule   organizações a gerenciam a complexidade.
Applications              with     IBM   WebSphere     ILOG   Eles permitem que a lógica de uma empresa
JRules V7.0(2009).                                            de    decisão       que      podem       ser   facilmente
                                                              gerenciadas e compartilhadas através de
Integrações                                                   qualquer sistema na empresa. Políticas e

Os        BRMS se                integram geralmente    com   decisões são automatizadas e colocar nas

ferramentas de BPM que faz a orquestração                     mãos de equipes de negócios, onde pode ser

de processos o BRMS faz serviço de decisões                   alterada, testada e lançada em uma fração do

e regras. Algumas ferramentas de BPM já                       tempo de decisões humanas ou sistemas

fazer suas regras e inserir essas regras em                   codificados.

um BRMS.                                                      Administrar a complexidade destes dias é uma
                                                              adaptação rápida à mudança e sobre como
Diferentes sistemas BRMS                                      lidar com alta inconstância. A mudança ocorre
                                                              com a evolução das condições de mercado, o
      •    ILOG JRULES – IBM
                                                              cenário competitivo, novas regulamentações,
      •    HyperRETE                                          procedimentos ou políticas, objetivos novos
                                                              negócios e assim por diante. Entretanto, a
      •    RuleML
                                                              variabilidade é maior, tomar a variabilidade
      •    PegaRULES
                                                              representada por diferentes clientes, locais,
                                                              produtos ou processos, por exemplo. A BRMS
      •    InRule
                                                              lida facilmente com as mudanças e variações.
      •    RuleLab.Net

      •    NxBRE

      •    Visual Rules
                                                              Referências Bibliográficas
      •    Esker DeliveryWare Business Rules Engine
      •    CLIPS                                              Graham, I. (2006a) Business Rules
                                                              Management and Service Oriented
      •    Jess                                               Architecture A Patt ern Lan g u a g e , John Wiley   & Sons
                                                              Ltd, The Atrium, Southern Gate, Chichester,
      •    Drools                                             West Sussex PO19 8SQ, England

      •    JBoss Rules
                                                              Browne, Paul. (2009) JBoss Drools Business
      •    Soar.                                              Rules
                                                              Editora Copyright © 2009 Packt Publishing
Conclusão
                                                              Developing Business Rule Applications with
                                                              IBM WebSphere ILOG JRules V7.0
                                                              Copyright IBM Corporation 1987, 2009. All Rights Reserved.
11




.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à ServiçoEstudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviçojeanstreleski
 
Gestão de Serviços de Negócio - O ERP da TI - Muito Além dos Três Mosqueteiro...
Gestão de Serviços de Negócio - O ERP da TI - Muito Além dos Três Mosqueteiro...Gestão de Serviços de Negócio - O ERP da TI - Muito Além dos Três Mosqueteiro...
Gestão de Serviços de Negócio - O ERP da TI - Muito Além dos Três Mosqueteiro...Joao Galdino Mello de Souza
 
Web SemâNtica, Erp, Crm, Bi E Bpm
Web SemâNtica, Erp, Crm, Bi E BpmWeb SemâNtica, Erp, Crm, Bi E Bpm
Web SemâNtica, Erp, Crm, Bi E Bpmodlegio2
 
SOA - Arquitetura Orientada a Serviços
SOA - Arquitetura Orientada a ServiçosSOA - Arquitetura Orientada a Serviços
SOA - Arquitetura Orientada a Serviçosalinebicudo
 
Colaboração e Inclusão Digital - Completo
Colaboração e Inclusão Digital - CompletoColaboração e Inclusão Digital - Completo
Colaboração e Inclusão Digital - CompletoDiego Henrique Miranda
 
Sistemas de Informação Aula 9
Sistemas de Informação Aula 9Sistemas de Informação Aula 9
Sistemas de Informação Aula 9Evaldo Wolkers
 
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc  Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc guest880159
 
Apresentação SOA
Apresentação SOAApresentação SOA
Apresentação SOAproxypt
 
Gerenciamento de aplicativos
Gerenciamento de aplicativosGerenciamento de aplicativos
Gerenciamento de aplicativosSplunk
 
Manuscrito Processo De Negocios
Manuscrito Processo De NegociosManuscrito Processo De Negocios
Manuscrito Processo De Negociosbetinho87
 
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01Leandro Rezende
 
Painel De Controle Operacional
Painel De Controle OperacionalPainel De Controle Operacional
Painel De Controle OperacionalProcnet
 
ECM TOTVS - Solução Completa
ECM TOTVS - Solução CompletaECM TOTVS - Solução Completa
ECM TOTVS - Solução CompletaBRAVA Tecnologia
 
Tecnologias para a Colaboracao e o Sistema de Organizacao do Conhecimento
Tecnologias para a Colaboracao e o Sistema de Organizacao do ConhecimentoTecnologias para a Colaboracao e o Sistema de Organizacao do Conhecimento
Tecnologias para a Colaboracao e o Sistema de Organizacao do ConhecimentoJose Claudio Terra
 
Arquitetura orientada a servicos soa
Arquitetura orientada a servicos   soaArquitetura orientada a servicos   soa
Arquitetura orientada a servicos soaLeonardo Eloy
 
Casos de aplicação de gestão de conhecimento em empresas
Casos de aplicação de gestão de conhecimento em empresasCasos de aplicação de gestão de conhecimento em empresas
Casos de aplicação de gestão de conhecimento em empresasAna Genesy
 

Mais procurados (18)

Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à ServiçoEstudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
 
Gestão de Serviços de Negócio - O ERP da TI - Muito Além dos Três Mosqueteiro...
Gestão de Serviços de Negócio - O ERP da TI - Muito Além dos Três Mosqueteiro...Gestão de Serviços de Negócio - O ERP da TI - Muito Além dos Três Mosqueteiro...
Gestão de Serviços de Negócio - O ERP da TI - Muito Além dos Três Mosqueteiro...
 
Web SemâNtica, Erp, Crm, Bi E Bpm
Web SemâNtica, Erp, Crm, Bi E BpmWeb SemâNtica, Erp, Crm, Bi E Bpm
Web SemâNtica, Erp, Crm, Bi E Bpm
 
SOA - Arquitetura Orientada a Serviços
SOA - Arquitetura Orientada a ServiçosSOA - Arquitetura Orientada a Serviços
SOA - Arquitetura Orientada a Serviços
 
Colaboração e Inclusão Digital - Completo
Colaboração e Inclusão Digital - CompletoColaboração e Inclusão Digital - Completo
Colaboração e Inclusão Digital - Completo
 
Sistemas de Informação Aula 9
Sistemas de Informação Aula 9Sistemas de Informação Aula 9
Sistemas de Informação Aula 9
 
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc  Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
 
Apresentação SOA
Apresentação SOAApresentação SOA
Apresentação SOA
 
Pesquisa sobre BYOD
Pesquisa sobre BYODPesquisa sobre BYOD
Pesquisa sobre BYOD
 
Gerenciamento de aplicativos
Gerenciamento de aplicativosGerenciamento de aplicativos
Gerenciamento de aplicativos
 
Manuscrito Processo De Negocios
Manuscrito Processo De NegociosManuscrito Processo De Negocios
Manuscrito Processo De Negocios
 
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
 
Painel De Controle Operacional
Painel De Controle OperacionalPainel De Controle Operacional
Painel De Controle Operacional
 
Dayana222
Dayana222Dayana222
Dayana222
 
ECM TOTVS - Solução Completa
ECM TOTVS - Solução CompletaECM TOTVS - Solução Completa
ECM TOTVS - Solução Completa
 
Tecnologias para a Colaboracao e o Sistema de Organizacao do Conhecimento
Tecnologias para a Colaboracao e o Sistema de Organizacao do ConhecimentoTecnologias para a Colaboracao e o Sistema de Organizacao do Conhecimento
Tecnologias para a Colaboracao e o Sistema de Organizacao do Conhecimento
 
Arquitetura orientada a servicos soa
Arquitetura orientada a servicos   soaArquitetura orientada a servicos   soa
Arquitetura orientada a servicos soa
 
Casos de aplicação de gestão de conhecimento em empresas
Casos de aplicação de gestão de conhecimento em empresasCasos de aplicação de gestão de conhecimento em empresas
Casos de aplicação de gestão de conhecimento em empresas
 

Destaque (20)

Internet a favor dos negócios - Evento Mapa da Mina - Patrocínio MG
Internet a favor dos negócios - Evento Mapa da Mina - Patrocínio MGInternet a favor dos negócios - Evento Mapa da Mina - Patrocínio MG
Internet a favor dos negócios - Evento Mapa da Mina - Patrocínio MG
 
2 graf
2 graf2 graf
2 graf
 
6. disposições
6. disposições6. disposições
6. disposições
 
Ddhh 1
Ddhh 1Ddhh 1
Ddhh 1
 
Cuerpos geométricos
Cuerpos geométricosCuerpos geométricos
Cuerpos geométricos
 
02. tema 1. el planeta terra
02. tema 1. el planeta terra02. tema 1. el planeta terra
02. tema 1. el planeta terra
 
Practica #3
Practica #3Practica #3
Practica #3
 
Comunicacion
ComunicacionComunicacion
Comunicacion
 
Murciacorpse
MurciacorpseMurciacorpse
Murciacorpse
 
Pdf power
Pdf powerPdf power
Pdf power
 
Cuestionario 4
Cuestionario 4Cuestionario 4
Cuestionario 4
 
La etica del genero humano y la institucion donde laboro
La etica del genero humano y la institucion donde laboroLa etica del genero humano y la institucion donde laboro
La etica del genero humano y la institucion donde laboro
 
Leviatán
Leviatán Leviatán
Leviatán
 
EL UNIVERSO Y SUS MISTERIOS
EL UNIVERSO Y SUS MISTERIOS EL UNIVERSO Y SUS MISTERIOS
EL UNIVERSO Y SUS MISTERIOS
 
Design para inovação
Design para inovaçãoDesign para inovação
Design para inovação
 
Analysis of ‘kerrang’ music magazine
Analysis of ‘kerrang’ music magazineAnalysis of ‘kerrang’ music magazine
Analysis of ‘kerrang’ music magazine
 
4033 vergara brenda_tp9
4033 vergara brenda_tp94033 vergara brenda_tp9
4033 vergara brenda_tp9
 
Audio sdkinds
Audio sdkinds Audio sdkinds
Audio sdkinds
 
Fidelio trabajo sofía y guillermo
Fidelio trabajo sofía y guillermoFidelio trabajo sofía y guillermo
Fidelio trabajo sofía y guillermo
 
RascaielosUnet2016
RascaielosUnet2016RascaielosUnet2016
RascaielosUnet2016
 

Semelhante a Tcc geral 0.2

Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)Carlos Hisamitsu
 
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOASistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOAAdriano Teixeira de Souza
 
O desafio de sustentar centenas de servicos
O desafio de sustentar centenas de servicosO desafio de sustentar centenas de servicos
O desafio de sustentar centenas de servicosGraziella Bonizi
 
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...Glauco Vinicius Argentino de Oliveira
 
Saa s software como serviço (slides)
Saa s   software como serviço (slides)Saa s   software como serviço (slides)
Saa s software como serviço (slides)Daniela Nunes
 
Agenda final 13a. conferencia anual do CMG Brasil
Agenda final 13a. conferencia anual do CMG BrasilAgenda final 13a. conferencia anual do CMG Brasil
Agenda final 13a. conferencia anual do CMG BrasilJoao Galdino Mello de Souza
 
Software Como Servico Saas
Software Como Servico SaasSoftware Como Servico Saas
Software Como Servico SaasRápido Site
 
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SITeoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SIAlessandro Almeida
 
Desenvolvimento ágil de software: análise sintética a partir de KANBAN
Desenvolvimento ágil de software: análise sintética a partir de KANBANDesenvolvimento ágil de software: análise sintética a partir de KANBAN
Desenvolvimento ágil de software: análise sintética a partir de KANBANFernando Palma
 
SOA - Governança
SOA - GovernançaSOA - Governança
SOA - Governançaalinebicudo
 
SOA e BPM, duas disciplinas, um só objectivo
SOA e BPM, duas disciplinas, um só objectivoSOA e BPM, duas disciplinas, um só objectivo
SOA e BPM, duas disciplinas, um só objectivoslidesharemsm
 
Arquitetura orientada a serviço
Arquitetura orientada a serviçoArquitetura orientada a serviço
Arquitetura orientada a serviçocadeirudo
 
Gerenciamento de serviços de TI
Gerenciamento de serviços de TIGerenciamento de serviços de TI
Gerenciamento de serviços de TIOhio University
 
Gerencia de Serviços de TI
Gerencia de Serviços de TIGerencia de Serviços de TI
Gerencia de Serviços de TIOhio University
 
Workflow, Business Intelligence e Ferramentas Colaborativas
Workflow, Business Intelligence e Ferramentas ColaborativasWorkflow, Business Intelligence e Ferramentas Colaborativas
Workflow, Business Intelligence e Ferramentas Colaborativasigorc2
 

Semelhante a Tcc geral 0.2 (20)

Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
 
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOASistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
 
O desafio de sustentar centenas de servicos
O desafio de sustentar centenas de servicosO desafio de sustentar centenas de servicos
O desafio de sustentar centenas de servicos
 
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
 
Saa s software como serviço (slides)
Saa s   software como serviço (slides)Saa s   software como serviço (slides)
Saa s software como serviço (slides)
 
Agenda final 13a. conferencia anual do CMG Brasil
Agenda final 13a. conferencia anual do CMG BrasilAgenda final 13a. conferencia anual do CMG Brasil
Agenda final 13a. conferencia anual do CMG Brasil
 
Es 09
Es 09Es 09
Es 09
 
Software Como Servico Saas
Software Como Servico SaasSoftware Como Servico Saas
Software Como Servico Saas
 
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SITeoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
 
Desenvolvimento ágil de software: análise sintética a partir de KANBAN
Desenvolvimento ágil de software: análise sintética a partir de KANBANDesenvolvimento ágil de software: análise sintética a partir de KANBAN
Desenvolvimento ágil de software: análise sintética a partir de KANBAN
 
Naked Objects
Naked ObjectsNaked Objects
Naked Objects
 
Rest api vs SOAP
Rest api vs SOAPRest api vs SOAP
Rest api vs SOAP
 
SOA - Governança
SOA - GovernançaSOA - Governança
SOA - Governança
 
SOA e BPM, duas disciplinas, um só objectivo
SOA e BPM, duas disciplinas, um só objectivoSOA e BPM, duas disciplinas, um só objectivo
SOA e BPM, duas disciplinas, um só objectivo
 
SOA
SOASOA
SOA
 
Arquitetura orientada a serviço
Arquitetura orientada a serviçoArquitetura orientada a serviço
Arquitetura orientada a serviço
 
Gerenciamento de serviços de TI
Gerenciamento de serviços de TIGerenciamento de serviços de TI
Gerenciamento de serviços de TI
 
Gerencia de Serviços de TI
Gerencia de Serviços de TIGerencia de Serviços de TI
Gerencia de Serviços de TI
 
Trabalho individual
Trabalho individualTrabalho individual
Trabalho individual
 
Workflow, Business Intelligence e Ferramentas Colaborativas
Workflow, Business Intelligence e Ferramentas ColaborativasWorkflow, Business Intelligence e Ferramentas Colaborativas
Workflow, Business Intelligence e Ferramentas Colaborativas
 

Tcc geral 0.2

  • 1. 1 A Próxima Revolução em TI O ecossistema SOA e BRMS SILVA, Sílvio Cristiano – Universidade Cidade de São Paulo. E-mail: sivuca1@gmail.com "A regra das nossas ações deve ser a probidade." (Blaise Pascal) proteção ao crédito e serviços bancários, tudo Introdução isso envolve um grande processo integrado e Solução na TI a cada dia se torna uma só uma unificação de sistemas que diminui o referência de integração e reuso. Essa palavra custo de projetos gigantescos que tinha REUSO você deve ter ouvido muitas vezes em duração de anos ,redução de riscos em seus palestras e seminários de TI “como reutilizar negócios, hoje SOA esta abstraindo e seus códigos” isso com a promessa do universalizando a TI. Regras de negocio são desacoplamento do paradigma Orientado ao serviços rendáveis, mas ainda é um bom Objeto. O sonho da escalabilidade de TI. A negócio para que não possa implementar frase de Antoine Lavoisier “Na natureza nada podendo utilizar o que já esta pronto sem se cria, nada se perde, tudo se transforma.” gastar reinventando a roda. Suas regras de Era só na natureza mesmo. Mas hoje podemos negócio já não precisam ser modificadas pelos pensar diferente, nossas idéias podem ser seus Desenvolvedores e Analistas de sistema compartilhadas ou ser até idéias de outras que é um custo que ficam á espera de uma pessoas, não que era assim no mundo real oportunidade para possível mudança nas mais na TI isso demorava um pouco. Para isso regras para que possam trabalhar. Hoje, temos uma revolução de integração, podemos processos, regras de negócios podem ser utilizar a teoria de Lavoisier hoje. SOA veio enxergado de forma mais fácil, o usuário para desacoplar e colocar o reuso em prática comum, dono do negócio podem criar e isso se tornou uma realidade. SOA fez da TI o modificar suas regras de acordo com suas próprio negócio a hoje não é enxergada como políticas implementadas em um software, que um custo e sim uma necessidade. Se falarmos lhe mostrará sua tomada de decisão no seu de SOA hoje falamos nos processos de processo ou em suas regras de negócio grandes serviços como, por exemplo, podendo gerenciar e auditar seus negócios  com auto-suficiência. As visibilidades de
  • 2. 2 processo se encontram em ferramentas que Neste caso, podemos observar o mostra fluxos de processo, motores de regras compartilhamento da memória e do como, por exemplo: BRMS (Business Rule processador. O sistema operacional se Management System) é um sistema de incumbe de gerenciar o acesso concorrente software utilizado para definir, implementar, aos seus diversos recursos, como executar, monitorar e manter a diversidade e a processador, memória e periféricos, de forma complexidade da lógica de decisão que é ordenada e protegida, entre os diversos utilizada por sistemas operacionais dentro de programas. uma organização ou empresa. Essa lógica, Depois, em meados da década de 60 a 70 também conhecido como regras de negócio, passaram a separar os dados dos sistemas inclui políticas, requisitos e instruções assim conseguiram reutilizar os dados e as condicionais que são usados para determinar tarefas, então a partir da década de 90 as ações táticas que ocorrem em aplicações e passaram a separar os processos e regras de sistemas. negócio. Acredita-se que BRMS é uma das Assim o processo tem suas regras de principais promessas da TI para futuro e que negocio que acessar uma tarefa que pode ou vem a se destacar diante de toda SOA. inserir ou acessar um dado, Isso tudo pode Neste capitulo, primeiramente serão esta numa caixinha que pode ser reutilizado apresentados os principais conceitos da por outro processo. Essa escalabilidade reduz arquitetura orientada a serviços e na custo e evita erros. seqüência será apresentado um estudo prático Mais não foi a solução dos problemas de e conceitual de BRMS e sua importância na integração enquanto as aplicações eram arquitetura orientada a serviços pequenas o custo continuava baixo, mas BRMS depois o sonho do reuso teria de serem A. Os problemas de integração antes eram resolvidos com adiado por quer as aplicações era ponto a sistemas monolíticos, ou melhor, sistemas ponto isso gerava um emaranhado na rede Multiprogramáveis/Multitarefa assim aumentando o custo com manutenção. Constituindo-se uma evolução dos Então surgiu uma solução chamada de sistemas monoprogramáveis, neste tipo de ESB. Os ESB organizam os tráficos de sistema os recursos computacionais são mensagens utilizando cada processo como compartilhados entre os diversos usuários e serviços e esses serviços são utilizados em aplicações: enquanto um programa espera por uma nova regra separada, um processo que um evento, outros programas podem estar pode consumir vários serviços e ser processando neste mesmo intervalo de tempo.
  • 3. 3 orquestrado através do fluxo de trabalhos que abstrair do ESB. Os BRMS são componentes de software plugáveis que separam as regras de negócios do código do programa. Essa capacidade de separação permite aos usuários de negócios edite as regras freqüentemente sem a necessidade de influência da área de TI, e permite que as aplicações sejam mais facilmente adaptadas às regras dinâmicas. Figura 1. Arquitetura Macro do BRMS Um benefício fundamental de um BRMS é Drools. sua habilidade de automatizar decisões que antes eram tomadas manualmente. Plain Old Java Objects (POJO) e XML Os BRMS tratam de definição e execução (eXtensible Markup Language). de regras, e isso permite que sejam Os pojos são o inicio de todo processo de implementados rapidamente grupos de regras regras no BRMS eles definem os atores e que irão tomar e ativar decisões e serviços ações desses autores que estão envolvidas sem ter de utilizar programação. em uma política. As regras são virtualizadas e Isso significa que a equipe de TI não precisa mudar o código de regra de negócios devido às exigências das leis. Sua maior vantagem é que suas regras de negocio podem ser administradas pelo gesto do negocio passando a responsabilidade para quem entendi melhor do negocio podendo assim reduzir seu custo de implementação não ficando na mão de programadores para uma possível alteração em sua regra. O BRMS também tem um grande poder de orquestração do seu processo de regras. De um modo simplificado podemos dizer que o BRMS e repositório de regras de negocio. Ele gerencia regras assim como o SGBD gerencia dados.
  • 4. 4 abstraídas de pojos e arquivos xml. linguagens convencionais. Existem várias outras maneiras de representar as ideias, mas as regras, procedimentos e objetos são os principais elementos utilizados no BRMS no momento. Em todos os produtos BRMS, as regras são representadas como sentenças, geralmente contendo as palavras se, então e existe. É recomendo melhor estilo e objetivo na remoção de ambigüidade, fazendo relações explícitas. Seu estilo é incrivelmente perto linguagem natural. Figura 2 – Pojo que representa um objeto cliente. Figura 3 – Exemplo de regras Regras Segundo Ian Graham(1988) A maioria dos As ideia sobre o dia a dia do seu negocio produtos comerciais BRMS apoiar o segundo é normalmente armazenado sob a forma de estilo de escrita regra; apenas alguns, como regras com uma forma condicional. Ao Haley Authority, apoio completamente natural contrário das condicionais declarações para o primeiro. Blaze Advisor oferece uma encontradas em convencionais, linguagens de abordagem completamente diferente sob a regra são tipicamente declarativa ou forma de sua aplicação de regras de equivalentemente e não-processual, ou seja, a manutenção. Estes permitem a criação das ordem em que as regras são escritas não é formas de manutenção personalizada regra importante. Essas regras se baseiam no que permite aos usuários interagir diretamente conhecimento sobre as entidades ou objetos. com qualquer formato de apresentação de Como temos dito, outra forma importante para regra considerada adequada à situação dos representar as nossas ideias e os negócios. Outra abordagem utilizada, por procedimentos, como os encontrados em exemplo, JRules, é permitir que o
  • 5. 5 desenvolvedor crie Verbalizações 'para o preenchido com conectores varia. Modelos de modelo de objeto para tornar as regras mais regras poupar tempo ao escrever as regras e legíveis. Padrões de verbalizações permitem ajudar a fazer cumprir uma regra padrão, e usar frases como "concluído o contrato" em deixa uma forma legível de escrita. Um facil vez do que apenas "contrato é concluído. entendimento para o desenvolvedor que Essas linguagens estão tão próximas de pretende reutiliza-lo. Um modelo de regras nossa linguagem convencional facilita a deve ser identificado e organizado a partir de criação de frases e um acesso fácil a multi- um conjunto de critérios formais tais como: idiomas. • Um vocabulário de negócio que exprime Também temos extensões como IRL,SRL e a semântica dos conceitos. DRL as escrever é saber como usar os diferentes módulos semântica, para manter na • Um conjunto de proposições que mentalidade a programação declarativa e de permitem a geração de conhecimento a abstrair e encapsular sua lógica. A ferramenta partir dos fatos e políticas definidas. de arquivo conjunto de regras pode ser usado Procedimentos e algoritmos para construir um arquivo de conjunto de Os exemplos incluem cálculos matemáticos e regras. financeiros. Uma boa BRMS vai oferecer a Nesses arquivos, podemos declarar uma possibilidade de invocar os procedimentos única regra. Podemos adicionar elementos conjuntos de regras e procedimentos para como regra que quiser dentro do elemento do fazer um apelo aos conjuntos de regras para conjunto de regras, e cada elemento de regra executar e retornar valores. deve ter um atributo de nome, pelo menos um Fluxo de regras parâmetro, pelo menos uma condição e Mecanismos Ruleflow dentro BRMSs deixar o exatamente uma consequência. designer especifica que o conhecimento Modelos regras módulos ou tarefas sejam realizadas em uma Modelos regras são padrões de projeto para ordem específica. Estas funções podem ser as regras. Em muitas circunstâncias, uma conjuntos de regras, funções ou módulos fluxo regra pode ser aplicável a diversos dados. Um de regras inteiro. Uma representação do modelo de regra de negócio representa uma negócio e da aplicação da lógica que tem regra de negócio parcialmente definida que seqüência de regras agrupadas em tarefas contém conectores e espaço reservado para numa forma de organizar as regras falta de informação. Os modelos podem ser em uma seqüência de decisões que vem à usados para criar várias regras com um produzir um única decisão estrutura semelhante, onde apenas o valor
  • 6. 6 Figura 4 - Exemplo de um Fluxo de regras Figura 5 – Representação de regras na tabela do Ilog Jrules IBM de decisão. Tabela de Decisão e Arvore de Decisão Em alguns produtos, há representações Segundo Paul Browne (2009) 'Se você pode alternativas às regras de se / então. Nós compreender o Microsoft Excel, então você consideramos dois deles: árvores de decisão deve estar OK'. Quase todo mundo entende e tabelas de decisão. planilhas do Excel, ou seu equivalente em As árvores de decisão representam as regras OpenOffice eo Google Docs. Todos estes são em forma de figuras, como uma estrutura de simples, editores baseado em grid que nos árvore. Isso pode ser uma ajuda útil para a permitem armazenar, editar e compartilhar depuração ou a comunicação entre usuários e informações. Planilhas pode não ser perfeito, desenvolvedores ou analistas, mas mas eles são populares e bem-entendido. A normalmente não é como os usuários de tabela de decisão é uma representação das negócios visualizarem os seus conhecimentos. regras criadas pelo desenvolvedor em planilhas essas regras podem ser gerenciadas O principal problema com as tabelas de por um Analista de negocio utilizando as decisão é que elas crescem regras do repositório BRMS. incontrolavelmente , quando há um grande número de condições na base de regra. A abordagem dá um maior número de regras - uma para cada linha - e as regras será difícil ler e compreender. Nós caracterizamos a abordagem como a decisão de linha orientada tabelas. Verifica a possibilidade de aumenta a
  • 7. 7 regra pode permitir que o autor de arrume o específicas de uma decisão tabela são resultante dos conjuntos de regras, mas nós ignorados inteiramente para determinadas pensamos que uma abordagem de indução de condições de partida. Assim como as tabelas regras é muito mais sólida. É melhor utilizar de decisão, o analista de negócios teria um sistema de mineração de dados para normalmente de cria o fluxo básico e layout de extrair regras a partir de tabelas de decisão e uma árvore de decisão. As árvores de decisão alimentá-los em um BRMS. Conseguimos são construídas usando uma interface gráfica olhar para as árvores de decisão e tabelas podendo arrasta pacotes de regras definir com mais detalhes. A principal vantagem de funções e dá prioridades nas execuções de tabelas de decisão surge quando a regras. organização já possui o conhecimento de seus Motor de execução de regras de negócio, no entanto, este vantagem em Um motor de execução dispõe de um ou grande parte evapora quando as regras mais meios de aplicar o conhecimento de podem acessar os mesmos dados na forma de dados. As estratégias mais comuns são tabelas de pesquisa. conhecidas como encadeamento para trás e Tabelas de decisão são apropriadas para encadeamento para frente. Encadeamento situações em que várias condições se repetem para trás ou raciocínio dirigido meta é típico de regularmente em muitas regras, cada seleção de produtos, sistemas de diagnóstico resultando em um resultado semelhante. Cada ou de dá conselhos. A maioria dos sistemas tabela de decisão é baseada em um baseados em regras envolve mesclas por trás "esquema", que geralmente é criado para um e para frente encadeamento e outras processo de decisão em particular por um estratégias para reduzir a busca cega. analista de negócios e acessada pelo dono do Implementando encadeamento para frente de negócio que definir as políticas. forma eficiente é difícil uma vez que, quando um banco de regras se torna grande, os algoritmos de encadeamento para frente ficar muito lento porque algumas mudanças são feitas para os fatos na memória de trabalho em cada ciclo. O algoritmo rete é um mecanismo muito eficiente Figura 6 – Representação de regra na para resolver este problema. Rete é muito árvore de decisão mais eficiente na determinação da relevância As árvores de decisão, são mas das regras, dado de dados específico, que o apropriadas para situações em colunas equivalente as condicionais ou select e case.
  • 8. 8 A rede de rete se modifica após cada disparo É onde podemos gerenciar as regras provê regra, de modo que regras desnecessárias ferramentas para deixar visíveis nos não disparam. Quanto maior o número de ambientes alvos, gerenciar de segurança e regras, a maior do rete vantagem sobre o permissões sobre quem pode modificar a código de procedimento equivalente. Isso se regra e quando a regra pode ser modificada, aplica a regra de execução. De Obviamente, inclusão de novos conjuntos de regras e escrever as regras também é muito mais rastreamento do desempenho dos sistemas e eficiente em um BRMS. servidores de execução de regras.Esse Os motores devem também modificar todos ambiente torna fácil para gestor de políticas os rete fundamentais para a trás e misturado ter governança de todas suas regras. encadeamento. Papéis Monitoramento e análise Interação entre os papéis • O componente de monitoramento e análise provê análises históricas e em As funções não se referem a pessoa,e sim tempo de execução bem como a para tarefas e responsabilidades, geração de relatórios sobre o uso das tarefas não podem corresponder a uma única regras. Este componente oferece opinião, o especialista em negócios podem rastreamento de auditoria completo estar envolvidos tanto no lado de negócios demonstrando como a regra foi usada como no lado técnico, o desenvolvedor pode (executada) em uma transação ou também ser a pessoa que escreve e gerir as decisão em particular. Os tipos de regras. dados que estes relatórios produzem A comunicação entre o lado do negócio e incluem informação sobre como a regra parte técnica é fundamental Interação foi acessada, quais regras foram extensiva para assegurar a satisfação do executadas para tomar a decisão, data negócios vista, nas fases iniciais, mas também e hora que a regra foi executada e o ao longo do projeto. nome dos sistemas que interagiram com a regra. Este BRMS provê também wizards para construção de relatórios • Gestor da Política de regras de forma a gerar consultas - Especialista em Negócios responsável pela customizadas às regras (por exemplo, definição das políticas relatórios de análise de impacto). - Participa na descoberta de regra e valida os Gestão e Administração de regras resultados
  • 9. 9 - Comentários como a execução das regras é • Definem os tipos de regras utilizados e organizada orquestra a sua execução em uma aplicação de regras de negócios • Autor de regra • Garante a implantação regra coerente - Especialista de negócio ter domínio em através de um número de regra de negócio. formular política em regras de negócio - Participa na descoberta de regras Desenvolvedor - Mantém regras atualizadas • Atua no, desenvolvimento, testes e implanta - Relatórios sobre o estado da política da de aplicações de regras de negócios e empresa execução da regra - Regras de testes para garantir que elas - Exige conhecimento de modelos de objetos, estejam escritas corretamente e garantir APIs e ao desenvolvimento resultados correspondência aos resultados de ambientes negócios • Funciona com os analistas de negócio a implementar vocabulário regra de negócio • Analista de negócios • Define regras de ambiente de criação para - Ponte entre o lado de negócios e técnicos de autores regra uma regra de negócio aplicação • Grava o código de chamada para execução - Modelos de domínio de negócio baseado na da regra entrada de gestores de políticas e do Estado • Grava regras complexas que os usuários dos autores empresariais não pode escrever - Define o vocabulário regra • Personaliza a BRMS para atender às - Captura as regras necessidades específicas - Funciona com os desenvolvedores para • Integra a BRMS no ambiente de projetar a aplicação de regras de negócios desenvolvimento e testes - Sincroniza o conteúdo do projeto, regra entre Administrador usuário e desenvolvedor de Ambientes • Instala e configura ambientes de negócios gerenciamento de regras e execução Arquiteto • estado aplicações Implanta • Garante a implementação global, e a • reimplanta regras atualizadas organização de regras e otimização de • Gerencia o acesso do usuário para os execução da regra servidores de gerenciamento de regras e execução
  • 10. 10 As especificações de papeis descrita a acima O BRMS melhora a forma como as foi do livro Developing Business Rule organizações a gerenciam a complexidade. Applications with IBM WebSphere ILOG Eles permitem que a lógica de uma empresa JRules V7.0(2009). de decisão que podem ser facilmente gerenciadas e compartilhadas através de Integrações qualquer sistema na empresa. Políticas e Os BRMS se integram geralmente com decisões são automatizadas e colocar nas ferramentas de BPM que faz a orquestração mãos de equipes de negócios, onde pode ser de processos o BRMS faz serviço de decisões alterada, testada e lançada em uma fração do e regras. Algumas ferramentas de BPM já tempo de decisões humanas ou sistemas fazer suas regras e inserir essas regras em codificados. um BRMS. Administrar a complexidade destes dias é uma adaptação rápida à mudança e sobre como Diferentes sistemas BRMS lidar com alta inconstância. A mudança ocorre com a evolução das condições de mercado, o • ILOG JRULES – IBM cenário competitivo, novas regulamentações, • HyperRETE procedimentos ou políticas, objetivos novos negócios e assim por diante. Entretanto, a • RuleML variabilidade é maior, tomar a variabilidade • PegaRULES representada por diferentes clientes, locais, produtos ou processos, por exemplo. A BRMS • InRule lida facilmente com as mudanças e variações. • RuleLab.Net • NxBRE • Visual Rules Referências Bibliográficas • Esker DeliveryWare Business Rules Engine • CLIPS Graham, I. (2006a) Business Rules Management and Service Oriented • Jess Architecture A Patt ern Lan g u a g e , John Wiley & Sons Ltd, The Atrium, Southern Gate, Chichester, • Drools West Sussex PO19 8SQ, England • JBoss Rules Browne, Paul. (2009) JBoss Drools Business • Soar. Rules Editora Copyright © 2009 Packt Publishing Conclusão Developing Business Rule Applications with IBM WebSphere ILOG JRules V7.0 Copyright IBM Corporation 1987, 2009. All Rights Reserved.
  • 11. 11 .