Progresso E Meio Ambiente, Por Simone Tavares

2.645 visualizações

Publicada em

Esta apresentação fala sobre o progresso industrial, seus danos ao meio ambiente e projetos de reconstrução do mesmo.

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.645
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
42
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Progresso E Meio Ambiente, Por Simone Tavares

  1. 1. O Progresso e o Meio Ambiente. Pesquisa, Criação e Montagem: Simone Tavares da Silva. E-mail:simonetavs1502@yahoo.com.br É expressamente proibida a utilização do presente trabalho sem a prévia autorização de sua realizadora: Simone Tavares da Silva.
  2. 2.              O presente trabalho analisa o passado e o presente da baixada fluminense. Uma região do Estado do Rio de Janeiro que nos últimos anos vem alcançando um notável crescimento.
  3. 3. Seu objetivo é realizar uma síntese do processo de formação, produção e reprodução desta área, focando nos aspectos das mudanças no meio ambiente.
  4. 4. Século XVI
  5. 5. Caracterizada por uma paisagem natural composta por planícies, colinas, morros, manguezais, serra do Mar ao fundo, matas, rica rede hidrográfica desaguando na Baía de Guanabara tendo a mesma como porta de entrada, essa era a visão daqueles que se destinavam a Baixada Fluminense nos primeiros séculos da colonização e ocupação.
  6. 6. Século XVII No final dos anos do século XVII sob o ciclo da cana tem-se o registro da abertura de novos caminhos. Esses surgem impulsionados pelo descobrimento e exploração de minas de ouro nas Minas Gerais (Ciclo do Ouro).
  7. 7. Não tardou que o Ciclo do Ouro aliado ao Tropeirismo viesse a acarretar mudanças na paisagem da Baixada e interferisse na vida política e econômica do Rio de Janeiro.
  8. 8. Século XVIII Logo em seguida,veio a monocultura cafeeira, que resultou para Baixada Fluminense no surgimento e aglomerações populacionais fixadas no ponto de encontro entre as vias de circulação aquática e terrestre.
  9. 9. <ul><li>Houve então: </li></ul><ul><li>a intensificação e abertura de novas estradas vinculadas com aquelas oriundas no período do Ciclo do ouro; </li></ul>
  10. 10. <ul><li>aparelhamento para armazenagem e transporte regular de mercadorias volumosas; </li></ul>
  11. 11. <ul><li>grande fluxo de pessoas; </li></ul>
  12. 12. <ul><li>proliferação de vários portos fluviais ao longo dos rios que deságuam na Baía de Guanabara. </li></ul>
  13. 13. Alberto Ribeiro Lamego, menciona o caso de Itaguaí, que nesta época,elevou-se de aldeia à vila. Caminho das calçadas,em Itaguaí, por onde o Príncipe Regente, Dom Pedro I, passava constantemente a caminho de São Paulo e Minas Gerais.
  14. 14. O grande tráfego de mercadorias e principalmente do café que transitava pela Baixada através de seus caminhos e rios, ficavam à mercê das inconveniências naturais dos rios.
  15. 15. SéculoXIX Essas dificuldades encontradas para o escoamento das mercadorias e produtos agrícolas levavam a procura de soluções achando-as nos trilhos, ou seja, na instalação de vias férreas.
  16. 16. No dia 30  de abril de 1854 Mauá inaugura a primeira estrada de ferro do Brasil.
  17. 17. Já na segunda metade do mesmo século tem-se a implantação de indústrias.
  18. 18. Século XX No final da década de 20 do século XX, começaram a serem abertas rodovias como as: Rodovia Washington Luiz, a antiga Rio - São Paulo, a Avenida Automóvel Club; expansão da rede elétrica, possibilitando desenvolvimento dos transportes e ocupação de terras .
  19. 19. Um processo de industrialização atinge o país durante os anos da 2ª Guerra Mundial. Esse processo culminou na mudança da imagem de um país predominantemente agrícola e rural, para um país urbano-industrial.
  20. 20. No estado do Rio de Janeiro, caracterizou-se a presença de estabelecimentos industriais ligados a vários gêneros e segmentos.
  21. 21. Século XXI O crescimento econômico das sociedades modernas vem sendo acompanhado por um processo de degradação ambiental e de destruição de ecossistemas .
  22. 22. Poluição Hídrica
  23. 23. A GUANABARA PEDE SOCORRO
  24. 24. Mas, apesar de tudo, é crescente o número de empresas que vêm se preocupando com o desenvolvimento sustentável e preservação ambiental.
  25. 25. Empregando técnicas de reflorestamento e reintegração de espécies tanto da flora, quanto da fauna local onde suas indústrias são implantadas.
  26. 26. Petrobras e Cedae participam do Encontro Águas de Março 2007                                                                                       Ações para recuperar o rio Taquari
  27. 27. Um dos bem sucedidos projetos da Green Cross do Brasil, trata da recuperação e conservação de remanescentes de manguezais ao longo da Costa Brasileira. Defesa Civil e Secretaria de Meio Ambiente de Angra dos Reis lançam projeto de reflorestamento.
  28. 28. Petrobras patrocina projeto que conserva a Floresta da Tijuca. Embrapa e Petrobras vão recuperar solos degradados no Nordeste .
  29. 29. Projeto Tamar Projeto Chico Mendes
  30. 30. Projeto Arara-Azul Projeto Ararajuba
  31. 31. Projeto Peixe-Boi-Marinho “ É triste pensar que a natureza fala e que o gênero humano não a ouve.” Victor Hugo

×