A CAVALHADA
Fitas e fitas...
Fitas e fitas...
Fitas e fitas...
Roxas,
verdes,
brancas,
azuis...
Alegria nervosa de bandeir...
— Palmas, negrada!
— Tiraram a argolinha!
— Foi Sarará!
Fitas e fitas...
Fitas e fitas...
Fitas e fitas...
Roxas,
verdes,
...
— Alô, Zeppelin!
— Jequiá!
— Usted me puede dar nuevas Del Zeppelin?
— Dove il Zeppelin?
— Where is the Zeppelin?
— Passou...
— “Olá, Seu Ferramenta,
você sobe ou se arrebenta!”
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Antalogia ascenso ferreira

172 visualizações

Publicada em

Poesias

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Antalogia ascenso ferreira

  1. 1. A CAVALHADA Fitas e fitas... Fitas e fitas... Fitas e fitas... Roxas, verdes, brancas, azuis... Alegria nervosa de bandeirinhas trêmulas! Bandeirinhas de papel bulindo no vento!... Foguetes do ar... — “De ordem do Rei dos Cavaleiros, a cavalhada vai começar!” Fitas e fitas... Fitas e fitas... Fitas e fitas... Roxas, verdes, brancas, azuis... — Lá vem Papa-Légua em toda carreira e vem com os arreios luzindo no sol! — Danou-se! Vai tirar a argolinha! — Pra quem será? — Lá vem Pé-de-Vento! — Lá vem Tira-Teima! — Lá vem Fura-Mundo! — Lá vem Sarará! — Passou lambendo! — Se tivesse cabelo, tirava!... — Andou beirando!... — Tirou!!! — Música, seu mestre! — Foguetes, moleque!
  2. 2. — Palmas, negrada! — Tiraram a argolinha! — Foi Sarará! Fitas e fitas... Fitas e fitas... Fitas e fitas... Roxas, verdes, brancas, azuis... — Viva a cavalhada! — Vivôô!!! — “De ordem do Rei dos Cavaleiros, a cavalhada vai terminar!” TRADIÇÃO Terraço da casa-grande de manhãzinha, fartura espetaculosa dos coronéis: — Zé-estribeiro! Zé-estribeiro! — nhôôr! — uantos litros de leite deu vaca Cumbuca? — 25, Seu Curuné! — E a vaca Malhada? — 27, Seu Curuné! — E a vaca Pedrês? — 35, Seu Curuné! — Sôo? Diabo! Os meninos hoje não têm o qui mamar! GRAF ZEPPELIN W Z! K D K A! U Z Q P! — Alô, Zeppelin!
  3. 3. — Alô, Zeppelin! — Jequiá! — Usted me puede dar nuevas Del Zeppelin? — Dove il Zeppelin? — Where is the Zeppelin? — Passou agorinha em Fernando de Noronha! — Ia fumaçando! — Chegou em Natal! (Augusto Severo, acorda de teu sono, Bichão). — Alô, Zeppelin! — Alô, Zeppelin! RÁDIO! RÁDIO! RÁDIO! W Z, Q P Q P, G Q A A… — Jé-qui-á! — Apontou! — Parece uma baleia se movendo no ar! — Parece um navio avoando nos ares! — Credo, isso é invento do Cão! — Ó coisa bonita danada! — Viva seu Zé Pelin! — Vivôôô! DEUTSCHLAND ÜBER ALLES! Chopp! Chopp! Chopp! — Atracou! ………………………………………………………………………………………… Saudade:
  4. 4. — “Olá, Seu Ferramenta, você sobe ou se arrebenta!”

×