Toc neurofisiologia

3.158 visualizações

Publicada em

Aspectos Fisiológicos do Transtorno Obsessivo Compulsivo - TOC

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.158
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Toc neurofisiologia

  1. 1. TranstornoObsessivo-Compulsivo
  2. 2. É uma disfunção mental,caracterizada pela presença deobsessões e/ou compulsões,atinge cerca de 3 a 4% dapopulação mundial. Afetadrasticamente a vida social,familiar, acadêmica e profissionaldo portador, por consumir tempoe causar sofrimento acentuado àpessoa.
  3. 3. Obsessões:Pensamentos ou ideias recorrentes decaráter intrusivo e desagradável quecausam muita ansiedade e tomam umaparcela significativa do tempo dosindivíduos que sofrem dessetranstorno. Podem desencadearcomportamentos (compulsões).
  4. 4. Compulsões:Conhecidas popularmente comomanias, são comportamentos, açõesou atitudes de aspecto repetitivo quea pessoa com TOC adota com ointuito de reduzir a ansiedadeprovocada pelos pensamentosobsessivos.
  5. 5. A OMS, em colaboração com o BancoMundial e a Harvard University,incluíram o TOC na lista das dezdoenças (de todas as especialidades)que tem maior impacto sobre aincapacidade social.Aproximadamente 2% dos suicídiosnos Estados Unidos (em um total de31.000, em 1990) podem seratribuídos ao TOC.
  6. 6. DSM IV Inclui o TOC entre os transtornos de ansiedade; Exige um tempo mínimo gasto em rituais ou obsessões (1 hora/dia); Reconhece atos mentais como compulsões (do DSMIII – R para o DSM IV).
  7. 7. CID X Inclui o TOC numa categoria distinta; Não exige um tempo mínimo gasto por dia em rituais ou obsessões; Sintomas presentes na maior parte dos dias, por duas semanas; A execução da compulsão não deve ser prazerosa; Deve haver pelo menos um sintoma ao qual o paciente não consiga resistir.
  8. 8. Papel da genética
  9. 9. CausasNão se sabe ainda o que causou oTOC, no entanto as pesquisasatuais vêm avançadorapidamente e hoje acredita-seque o TOC seja decorrente dediversos fatores.Que são:
  10. 10. Fatores genéticosEstudos realizados pelos pesquisadoresSteven Rasmussen e Ming Tsuang comgêmeos univitelinos portadores de TOCrevelaram que 65% deles apresentavampensamentos compatíveis com o transtorno,embora, na maioria das vezes, fizessemrituais diferentes. Não existe um único generesponsável pelo TOC, e sim vários, commaior ou menor influência sobre amanifestação do transtorno.
  11. 11. Infecção por estreptococosbeta- hemolíticos do tipo AA infecção por essa bactéria, gera febrereumática, que se manifesta após uma infecçãona garganta e pode causar inflamações nasarticulações, coração e cérebro. Ao atingir océrebro, provoca um quadro denominado coreiade Sydenham. As crianças que tem coreia,sofreram um processo inflamatório em áreasresponsáveis pelos movimentos devido aomecanismo de defesa alterado.
  12. 12. Seus anticorpos em vez de atacarem a bactéria estreptocócica acabam atacando neurônios sadios, causando sua destruição.Estudos realizados em 1994 revelam pelo menos 70% dos pacientes com coreia apresentam sintomas obsessivos e compulsivos, tais quais pacientes sem nenhum históricos de infecção.
  13. 13. Gravidez Passar de seta a doze horas com pensamentos sobre o bebê Duas semanas após o parto não conseguir parar de pensar em proteger o filho, mesmo que esteja quieto Alterar orientações do pediatra Limpeza, desinfecção da casa e proibição de visitas. OBS: Do 8ª aos 3 primeiros meses é comum preocupar-se com o bebê, desde que não haja angústia e ansiedade exageradas.
  14. 14. Fatores PsicológicosObservar familiares executando rituais, levaráao aprendizado, porém, pesquisadoresacreditam que só desenvolverá o TOC aqueleindivíduo que for geneticamente predisposto.Pode-se apresentar os sintomas entre 20, 25anos, geralmente durante ou logo após umperíodo de estresse, ou após uma gravedepressão.OBS: O TOC não resulta de lesão cerebral ou doenças orgânicas.
  15. 15. Neurotransmissores envolvidos
  16. 16. Caracterizam os sintomas
  17. 17. Distúrbios Associados: Transtornos do espectro TOC: Em maior ou menor quantidade se assemelham ao TOC e partilham muitas características como, sintomas, idade de início destes, origem, história familiar, curso de evolução clínica, modo de transmissão genética, e principalmente, respostas positivas ao mesmo tipo de tratamento prescritos aos indivíduos com TOC.
  18. 18. Dividem-se em: Polo da Compulsividade: Quando se foge do risco e de seus prováveis sofrimentos. Polo da Impulsividade: Quando a pessoa se lança ao risco e a seus possíveis prazeres. Polo da compulsividade Polo da impulsividade Fuga do risco e do sofrimento Busca do risco e do prazer
  19. 19. Tanto os transtornos do polo compulsivo como os do impulsivo podem apresentar causas e sintomas comuns e também compartilhar a mesma resposta a um tratamento farmacológico proposto ou instituído.
  20. 20. No polo compulsivo encontramosos seguintes transtornos: TOC Dismorfofobia Hipocondria Anorexia Nervosa Bulimia Nervosa Despersonalização Síndrome de Tourette
  21. 21. No polo impulsivo temos: Jogo patológico Cleptomania Escoriações da pele Compulsão sexual Tricotilomania e onicofagia Compra compulsiva Compulsão a internet
  22. 22. Transtornos dopolo compulsivo
  23. 23. Dismorfofobia ou transtornodismórfico corporal (TDC)Preocupação excessiva com um “defeito”corporal mínimo ou com “defeitos” corporaisimaginários. A pessoa vivencia enormesofrimento por imaginar que seu “defeito”físico é tão grande que todos a rejeitarão.Como no TOC, os pensamentos invademde forma incontrolável a mente da pessoa,que é tomada por preocupações exageradasque muitas vezes não consegue se livrar.
  24. 24.  Estima-se que de 7% a 10% dos pacientes que realizam cirurgias plásticas repetidas são portadoras de dismorfofobia. Ex.: Fisiculturismo Fanáticos por exercícios físicos musculares, praticantes de rigorosos regimes alimentares à base de suplementos energéticos.
  25. 25. HipocondriaIdeias obsessivas sobre estar doente, oque acaba por gerar uma compulsão(mania) de checagem com médicos epessoas ao redor.No TOC o medo é de vir aficar doente, nahipocondria o medoé de estar doente.
  26. 26. Anorexia NervosaVerdadeira obsessão pela magreza física e ummedo mórbido de engordar. A pessoa percebeseu corpo de maneira distorcida, recorrendo ajejuns, medicações para aliviar oapetite, etc.Como no TOC, existem ideiasobsessivas sobre um assunto.Porém, na anorexia as ideias sãoestranhas ao paciente.
  27. 27. Bulimia NervosaOcorrem ataques de hiperfagia (comermuito) num curto espaço de tempo,seguidos por comportamentos que visameliminar as calorias ingeridas.Os portadores de bulimianervosa se envorgonhamde seus descontroles,assim como no TOC.
  28. 28. Transtornos dopolo impulsivo
  29. 29. Jogo patológicoPerda da capacidade de resistir ao impulsode jogar, gerando assim prejuízosimportantes em sua vida financeira,profissional, familiar e social.Semelhante ao TOC nasideias obsessivas, maiso impulso é direcionadona busca do prazer.
  30. 30. CleptomaniaA pessoa sente uma tensão crescente antesde cometer o furto e, no momento do atoem si, é tomada por uma sensação de prazer,alívio e gratificação.Como no TOC, o cleptomaníaco tem consciência do que estáfazendo, sente vergonha eremorso.
  31. 31. Compra compulsiva Muitas pessoas compram por:  Necessidade real;  Carência afetiva;  Manutenção do status;  Aquisição de poder ou projeção imediata;  Apelo do marketing;  Influências do grupo de convívio, etc.
  32. 32. Na compra compulsiva, a pessoa compraem quantidades exageradas, gastanormalmente mais do que pode, cantraidívidas, passa cheques sem fundo, o quegera prejuízos materiais, pessoais e paraos familiares mais próximos.Sentem remorso e sensaçãode culpa por ter fracassado dianteda compulsão de comprar.
  33. 33. Compulsão à internetAinda não reconhecida pela Associação dePsiquiatria Americana, os viciados em internetou tecnologia apresentam pensamentosobsessivos sobre o que ocorre na rede,dificuldades em “desplugar-se”,prejuízos em setores como osocial ou acadêmico, descasocom a saúde, simulação dedigitação, etc.

×