Análise do conto (2)

779 visualizações

Publicada em

Psicologia

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
779
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise do conto (2)

  1. 1. Análise do Conto Branca de Neve Por Bettelheim, B. (1980) A Psicanálise dos Contos de Fadas, Tradução Arlene Caetano, São Paulo, Editora Paz e Terra, 2000.
  2. 2. Era uma vez... • Os primeiros anos, de dependência pré- edípica, os conflitos edipianos entre mãe e filha, a latência e a adolescência. • Começo da estória (cena da mãe): inocência sexual, brancura contrastada com o desejo sexual. Os contos de certa forma preparam as meninas para menarca e a pré condição para a concepção.
  3. 3. • Os sete anos marca o processo de amadurecimento da Branca de Neve e quando a madrasta se sente ameaçada. • Espelho: projeção da madrasta • O conto de fada sempre traz a noção de herói, ou seja, alguém que está desenvolvimento. • Narcisismo da rainha/madrasta(os pais narcisistas se sentem mais ameaçados pelo crescimento do filho.
  4. 4. • Nada se falava sobre a Branca de Neve até ela ser expulsa: Complexo de Édipo. • A figura caçador sempre em contos por semelhante ao pai. Uma lado protetor e outro agressivo.(Ambivalência paterna) • A Branca de Neve traduz a luta edípica da menina púbere ao redor de uma mãe competidora.
  5. 5. • Narcisismo voraz da rainha ao querer incorporar as características de Branca de Neve. • Os anões são infantilizados- pré-edipícos- que ficaram bloqueados em seu desenvolvimento. • Período que fica com os anões (latência) precisa de sete dias da semana, representa o tempo para crescer. • Mecanismo da sublimação
  6. 6. • Advertências dos anões: BN foi traída pelo seu narcisismo. • As Três tentações: corpete, pente e a maçã. A madrasta tinha o objetivo de impedir que a filha a superasse. • O desmaio esmagamento dos desejos sexuais. • Nas duas primeiras tentativas tem a regressão para latência, porém na última isto não é mais possível como resolução.
  7. 7. • A maçã representa o amor e o sexo. • A natureza dupla da Branca de Neve também. A maçã em duas partes: branca e vermelha que está envenenada. • Três pássaros: coruja (sabedoria), corvo (consciência madura) e pomba (amor). • O caixão como se fosse a gestação para maturidade.
  8. 8. • A estória permite que se compreenda o crescimento de forma favorável: que haja tempo e necessidade de que conflitos antigos sejam integrados para que uma personalidade madura se forme. • O príncipe transporta ela no caixão e faz com ela expulse a maçã envenenada: Podemos entender o pedaço como uma objeto mal que foi expulso de si.(aspectos que não que mais para si)
  9. 9. Viveram felizes para sempre!

×