Determinantes Sociais de Saúde e Modelo da Pirâmide de Riscos

1.331 visualizações

Publicada em

Aula ministrada para turma de graduação em medicina da UNICID.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.331
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Determinantes Sociais de Saúde e Modelo da Pirâmide de Riscos

  1. 1. 8ª Etapa Casos Complexos/Difíceis UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  2. 2. DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  3. 3. “São condições sociais em que as pessoas vivem e trabalham e que apontam tanto para as características específicas do contexto social que afetam a saúde, como para a maneira com que as condições sociais traduzem esse impacto sobre a saúde.” UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  4. 4. Modo de vida e saúde • Condições de vida: condições materiais necessárias à subsistência, relacionadas à nutrição, à habitação, ao saneamento básico e às condições do meio ambiente. • Estilo de vida: formas social e culturalmente determinadas de vida, que se expressam no padrão alimentar, no dispêndio energético cotidiano no trabalho e no esporte, hábitos como fumo, alcool e lazer (Possas, 1989:197) UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  5. 5. Determinantes Sociais de Saúde UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  6. 6. Por que enfatizar os determinantes sociais? • Os determinantes sociais tem um impacto direto na saúde • Os determinantes sociais estruturam outros determinantes da saúde • São as ‘causas das causas’ UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  7. 7. Quem tem maior risco de adoecer? X X UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  8. 8. UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  9. 9. 0 20 40 60 80 Paraguay South Africa Brazil Guatemala Swaziland Central African Republic Sierra Leone Botswana Lesotho Namibia Os 10 países com maiores desigualdades de renda UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  10. 10. UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  11. 11. Realização de mamografia alguma vez na vida. Brasil 2003 0% 20% 40% 60% 80% < 1 1 a 3 4 a 7 8 a 10 11 a 14 15 ou mais Escolaridade (anos) %mulheres UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  12. 12. Diferenciais intra-urbanos e desigualdades sociais em saúde Os determinantes sociais que explicam a estruturação do espaço urbano e as condições de reprodução da vida (biológica, ecológica, econômica e cultural), definem, em última análise, o padrão e o perfil epidemiológico da população. UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  13. 13. Conceitos que perpassam os DSS RISCO VULNERABILIDADE HUMANIZAÇÃO UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  14. 14. “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação” Constituição Federal, art.196 UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  15. 15. MODELO DA PIRÂMIDE DE RISCOS UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  16. 16. MODELO DA PIRÂMIDE DE RISCOS • Estratificação dos riscos da população que define as estratégias de intervenção em autocuidado e em cuidado profissional. • O cuidado profissional, em função dos riscos, define a tecnologia de gestão da clínica a ser utilizada, se gestão da condição de saúde ou se gestão de caso. UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  17. 17. POR QUE UTILIZAR O MPR? • Estratificação da população, ao invés de ter uma atenção única para todas as pessoas usuárias, diferencia-as, por riscos, e define, nas diretrizes clínicas, os tipos de atenção e a sua concentração relativa a cada grupo populacional. • Os portadores de condições crônicas de menores riscos têm sua condição centrada em tecnologias de autocuidado apoiado e com foco na ESF. • Os portadores de condições de alto e muito alto riscos têm uma presença mais significativa de atenção profissional, com uma concentração maior de cuidados pela equipe de saúde e com a coparticipação da APS e da atenção especializada. UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  18. 18. O MPR NA APS/MFC • Adaptado por Mendes para a realidade do sistema de saúde brasileiro • Incorpora o MCC (Chronic Conditions Model – criado nos EUA) e o DSS (Determinantes Sociais da Saúde) UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  19. 19. UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva
  20. 20. REFERÊNCIA UNICID 2015 - PISCO - Profª. Simone Almeida da Silva

×