Um Estudo Sobre a Pornografia e Suas Consequências

5.690 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.690
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
174
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Nós temos que decidir vencer este vício maldito e entender
  • Um Estudo Sobre a Pornografia e Suas Consequências

    1. 1. A Pornografia e o seu casamento Exibir o Vídeo “One Click Portuguese” que está em anexo no email
    2. 2. Vício de pornografia – O que causa esse vício? A dependência de pornografia raramente é causada por apenas um fator; é mais provável que ela seja causada por várias condições criadas ao longo do tempo. Essas causas podem incluir a exposição a imagens pornográficas ainda na infância, profunda insegurança causada principalmente pela timidez, medo de rejeição em relacionamentos, ou um trauma passado como o abuso físico ou sexual.
    3. 3. Além dessas causas, o vício de pornografia alimenta-se de si mesmo e tem uma natureza progressiva. Uma pessoa pode deixar de sensibilizar-se com certas imagens e começar a procurar por novas imagens. Além disso, uma vez que certa pessoa expõe-se a representações mais gráficas da atividade sexual, nudez simples já não é tão excitante. Em alguns casos, esta progressão na atividade pornográfica pode levar a atividades ilegais, de pornografia violenta à pornografia infantil.
    4. 4. Lascívia O fundamento de todo vício sexual é a lascívia. Contudo, lascívia não é emoção sexual ou desejo sexual. Lascívia é usar outro ser humano para a própria gratificação sexual. A lascívia não requer contato físico com outra pessoa. Uma fotografia ou mesmo imagem mental do objeto desejado é suficiente para detonar a lascívia na mente do viciado. É por isso que a pornografia--seja em papel, na TV ou Internet--é um instrumento tão poderoso para a lascívia. Propicia as imagens que a alimentam.
    5. 5. A pornografia internética é particularmente viciadora porque o viciado não precisa dirigir-se a uma banca de revistas ou livraria para apanhar publicações pornográficas. Ele pode acessá-la na privacidade de seu lar. Respeito O oposto da lascívia é o respeito. A lascívia desumaniza uma mulher (ou um homem na mente viciada de uma mulher) por valer-se dela como objeto para gratificar os próprios impulsos sexuais.
    6. 6. O respeito significa valorizar uma mulher como ser humano que merece ser tratado com alta consideração, e merece ser protegido, antes que abusado. (O viciado está abusando de uma mulher em sua mente quando pensa lascivamente nela, mesmo que não chegue a tocá-la). Jesus disse em Mateus 5:28 “Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá- la, já cometeu adultério com ela no seu coração.”
    7. 7. Drogas não são os únicos viciantes É sabido que substâncias que estimulam a liberação de dopamina, como álcool e cocaína, podem levar ao vício. Atualmente, os alimentos calóricos (70% dos adultos norte americanos estão acima do peso, 35% estão obesos) e pornografia na Internet têm muito mais potencial para viciar pessoas do que as drogas. Ambos sobrecarregam os mecanismos de saciamento – o sentimento de estar satisfeito – porque as calorias e as oportunidades de se reproduzir são a prioridade número 1 dos genes.
    8. 8. Pornografia na internet é algo extremamente comum. Se pesquisar a palavra “sexo” no Google, mais de 75 milhões de links aparecerão como retorno da pesquisa e se a palavra for “sex” aumenta para mais de 500 milhões de links. Não é necessário ficar falando que mesmo com os filtros de proteção contra acessos em sites pornográficos, a dificuldade que existe para um internauta acessar um site pornográfico é a mesma dificuldade de dar um click no mouse.
    9. 9. Pornografia é como uma droga. Depois de experimentar a primeira vez, logo vem a segunda e sem pensar já virou um vício, mas poucos admitem que são viciados em pornografia. Um estudo realizado no ano de 2004, pelo Comitê de Ciência e Tecnologia do Senado norte- americano mostrou que a pornografia na Internet pode ser mais viciante do que o crack ou a cocaína. (...) O estudo conclui que os viciados em pornografia na Internet levam mais tempo para se recuperar do que os drogados que usam crack ou a cocaína.
    10. 10. Pior ainda, os viciados em crack conseguem eliminar a droga do organismo. No caso dos dependentes de pornografia digital, mesmo depois do tratamento, as imagens pornográficas permanecem no cérebro do paciente. Um simples click e depois mais outro e você será um viciado, mas a maioria dos jovens sabem disso. O que a maioria não sabe é como se livrar do vicio da pornografia.
    11. 11. A pornografia é uma perversão que tem destruído famílias e levado muitas pessoas à compulsão sexual. “O que há na pornografia é uma forma de olhar a pessoa como objeto de consumo. Os rapazes, por exemplo, andam no mundo selecionando mulheres como num tabuleiro de frutas, como puro objeto de consumo; eles não olham aquela pessoa, que está numa cena pornográfica, como alguém que tem alma”, diz padre Paulo Ricardo.
    12. 12. A pornografia para o homem não é basicamente concentrada no aspecto físico de uma mulher. A aparência feminina é apenas um ímã externo para o olho desfrutar, mas o maior problema para o homem são os desejos de seu coração. Pornografia é basicamente um teatro que se produz na mente, onde o homem pode entrar em seu mundo virtual e ser rei por um dia ou, neste caso, por alguns minutos enquanto satisfaz a sua mente sem o risco de intrigas de relacionamento que a "conquista cibernética" permite. A pornografia é um mundo secreto que reside no coração. É a luxúria, que se alimenta da escuridão da mente de uma pessoa.
    13. 13. Todos os vícios afetam o cérebro de forma similar Pesquisas recentes revelam que os vícios com- portamentais (comidas saborosas, jogos de azar ou videogames) e vícios por entorpecentes possuem algo em comum: redução da dopamina e uma queda nos receptores de dopamina do circui-to de recompensa. Isto é a base de todos os vícios. Com menos dopamina e menos receptores dessa substância, fica muito mais difícil estimular o circuito de recompensa. Isto leva ao que todos os viciados experimentam: uma resposta indiferente ao prazer, e consequentemente o aumento da dose.
    14. 14. Quanto mais prazer, menos prazer O declínio nos receptores de dopamina e outras mudanças no cérebro vão te transformando em um viciado em pornografia. Trata-se de fisiologia, não moralidade. O ciclo do vício em pornografia é semalhante a de outros vícios: satisfação sob estímulo-> anestesia ao prazer-> busca por mais estímulo->satisfação retorna sob maior estímulo->posterior declínio nos receptores de dopamina->mais anestesia ao prazer->busca por mais estímulo->satisfação retorna sob um estímulo ainda maior
    15. 15. E em pouco tempo você já está viciado em pornografia, pois para o seu cérebro, nada mais é tão interessante quanto o pornô. Na visão dos seu genes, este é o cenário perfeito – te manter copulando freneticamente – antes que esta “oportunidade valiosa” desapareça.
    16. 16. Células que juntas trabalham, juntas se programam Como a anestesia ao prazer impele ao uso contínuo do pornô, seu cérebro começa a se reprogramar. Essa reprogramação envolve superprodução de substâncias químicas naturais (delta FosB), e o reforço das conexões entre as células nervosas, facilitando a comunicação entre elas. Isto é o que acontece em todo aprendizado, é o que se chama de neuroplasticidade. Quanto mais intensa a experiência, mais fortes serão as conexões. Quanto mais fortes as conexões, mais fácil será para os impulsos elétricos fluírem por esse novo caminho.
    17. 17. Com o consumo habitual do pornô, você estará aprofundando um canal em seu cérebro. Assim como a água flui por onde ela encontra menos resistência, os impulsos também o fazem, assim como os pensamentos. Assim como qualquer habilidade, quanto mais se pratica, mais fácil é de se fazer. Logo isto se torna automático, sem necessidade de qualquer pensamento consciente. Você formou um profundo canal de pornografia em seu cérebro.
    18. 18. Uma anestesia ao prazer combinada com um grande canal levando-o a um alívio de curto prazo, é a base de todos os vícios. É bem comum um usuário procurar por pornografia cada vez mais pesada. Números da pornografia no mundo Segundo pesquisas, o número de pessoas que buscam conteúdos pornográficos crescem de forma avassaladora, sobretudo com o fenômeno da internet.
    19. 19. São 28.258.000 usuários por segundo acessando conteúdos eróticos; são feitos 1 bilhão de downloads de material pornográfico a cada mês; desta fatia, 78% correspondem aos homens e 22% de mulheres; 17 % das mulheres já se dizem viciadas em pornografia; 80% dos jovens entre 15 e 20 anos já foram expostos a pornografia extrema; 9 anos é a idade média em que uma criança tem seu primeiro contato com pornografia.
    20. 20. Para o padre Wagner Ferreira, formador geral da Comunidade Canção Nova e doutor em teologia moral, a mídia contribui muito para a propagação da pornografia no mundo, porque encontrou aí um produto de comércio. “O objetivo é vender uma sexualidade vulgarizada, transformá-la num produto comercial”, diz o sacerdote.
    21. 21. Os estudos mostram que os termos relacionados com a pornografia são, de longe, os mais comumente procurados nos motores de busca da Internet (Google, Bing, etc). Todos os dias, literalmente milhões de pessoas fazem pesquisas relacionadas com a indústria pornô. As poderosas imagens da pornografia na internet são altamente viciantes. Muitos homens (e mulheres) têm sido capturados nessa armadilha e encontram-se irremediavelmente viciados em sua estimulação visual.
    22. 22. Isso resulta em desejo incontrolável, em incapacidade de experimentar a verdadeira intimidade sexual no casamento e, muitas vezes, em intensos sentimentos de culpa e desespero. A pornografia é a causa número 1 de masturbação, agressão sexual e desvio sexual. Muitas vezes os viciados em pornografia sentem uma variedade de sintomas que não conseguem associar ao uso exagerado do pornô.
    23. 23. Alguns desses sintomas são: - Angústia relacionada à progressão em busca de ponografia mais pesada; - Impotência copulatória (Só se tem ereção com o pornô, e não com parceiros sexuais); - Masturbação frequente com pouca satisfação; - Ansiedade social severa, que vai se agravando; - Aumento da disfunção erétil, mesmo com pornô mais pesado; - Gostos mórbidos de pornô que não refletem sua orientação sexual (Homossexualismo); - Dificuldades de concentração, inquietação excessiva;
    24. 24. - Depressão, ansiedade, lapsos de memória. Mais importante ainda, a pornografia é uma ofensa a Deus, por isso é um pecado que deve ser confessado, arrependido e superado.
    25. 25. Aqui estão alguns sinais de vício em pornografia. Qualquer destas coisas indica um problema grave e uma provável dependência. Mais do que três destas coisas indicam que existe dependência. 1. Incapacidade de parar o(s) comportamento(s) e uso da pornografia, apesar de várias tentativas. Você se sente como se você não fosse mais o responsável - a compulsão é mais forte do que a sua força de vontade? 2. Raiva ou irritabilidade, se solicitado a parar. Você se sentiria na defensiva ou com raiva se alguém lhe pedisse para diminuir ou parar o uso da pornografia?
    26. 26. 3. Escondendo total ou parcialmente o uso da pornografia . Você vive uma vida dupla ou em segredo relacionados ao seu hábito pornográfico? Você justifica e defende o uso da pornografia? 4. Continua com o comportamento vicioso apesar das consequências óbvias, como uma perda de relacionamento ou de emprego. Quão difícil seria desistir da pornografia se um trabalho, ou um casamento, ou um relacionamento, ou uma amizade estivessem em perigo de acabar para sempre?
    27. 27. 5. Perde-se no tempo ao usar a pornografia (ou seja, gasta mais tempo do que o pretendido, perdendo a noção do tempo). Quantas vezes você perde totalmente a noção do tempo quando vê pornografia? Quantas vezes você gasta mais tempo do que você pretende? (Uma vez que eu começo, eu só quero ir adiante). 6. A pornografia consome seus pensamentos - tem fantasias constantes sobre ela . O uso da pornografia é uma grande prioridade em sua vida?
    28. 28. 7. Significativa distância emocional daqueles que o rodeiam e incapacidade emocional para ter um relacionamento íntimo com a vida real. Emocionalmente, você está mais ligado ao mundo de fantasia da pornografia do que com o mundo desafiador em torno de você? Você prefere ver pornografia a estar com os amigos ou a família? 8. Tem que assistir à pornografia mais e mais para sentir os estímulos que costumava sentir. Você está procurando ou fazendo coisas que você costumava pensar que nunca faria?
    29. 29. 9. Usa a pornografia como uma forma de lidar com os stresses da vida . Você se volta à pornografia como uma forma de lidar com a raiva, estresse, solidão, tédio, ou sentimentos de baixa autoestima? 10. Você fica áspero ou exigente quando se envolve em relações sexuais ou fica emocionalmente distante durante o sexo. Critica a aparência da parceira, implicando que ela não é sexy o suficiente. Você fica irritado ou frustrado com relacionamentos, sexo e intimidade no "mundo real"? Você está mais confortável no mundo ou na pornografia?
    30. 30. Há dois aspectos principais na batalha para superar o vício na pornografia: o espiritual e o prático. Espiritualmente, esse vício é um pecado que Deus deseja que você supere e, portanto, lhe capacitará a fazê-lo. Sem salvação através de Jesus Cristo, não existe a possibilidade de uma vitória verdadeira e duradoura sobre a pornografia: "porque sem mim nada podeis fazer" (João 15:5).
    31. 31. Nós temos que decidir vencer este vício maldito e entender que sempre seremos tentados a cair novamente e devemos portanto lutar com todas as forças para não cair, pois as tentações advém das nossas deficiências que são amplamentes conhecidas no reino espiritual. (Tiago 1:14-15) “Quando alguém for tentado, jamais deverá dizer: "Estou sendo tentado por Deus". Pois Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte.”
    32. 32. Se você é um crente em Cristo e estiver lutando com o vício em pornografia na Internet, há esperança e ajuda: - O poder do Espírito Santo está disponível (Efésios 3:16 “Oro para que, com as suas gloriosas riquezas, ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito Santo”). - A limpeza do perdão de Deus está disponível (1 João 1:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.”).
    33. 33. - A capacidade de renovação da Palavra de Deus está à sua disposição (Romanos 12:1-2 “Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”).
    34. 34. - Entregue a sua mente e olhos ao Senhor (1 Coríntios 2:16 “ ‘quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo?’ Nós, porém, temos a mente de Cristo.”). - Peça a Deus para fortalecê-lo e ajudá-lo a superar a pornografia (Filipenses 4:13 “Tudo posso naquele que me fortalece.”).
    35. 35. - Peça a Deus para protegê-lo de mais exposição à pornografia (1 Coríntios 10:13 “Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar.”),
    36. 36. - Peça a Deus para preencher a sua mente com as coisas que são agradáveis a Ele (Filipenses 4:8 “Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.”). Busque a Sua ajuda diariamente em oração; peça a Ele que encha a sua mente com a Sua verdade e bloqueie os pensamentos e desejos desagradáveis. Todos esses são pedidos que Deus terá prazer em honrar e responder.
    37. 37. Segue algumas dicas práticas para se livrar do vicio da pornografia. 1 – Reconheça que você é um viciado em pornografia, sabe que é errado e deseja parar. 2 – Coloque Deus no lugar da pornografia. Ore continuamente para que Filipenses 4:8 seja algo real em sua vida. “Encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente”.
    38. 38. 3 – Procure substituir o tempo que você fica em frente a televisão e na internet por esportes como natação e caminhada. 4 – Elimine qualquer forma de pornografia que existe em sua casa. 5 – Coloque o seu computador em um local que mais pessoas possam ver e só acesse a internet quando tiver pessoas por perto.
    39. 39. 6 – Antes de ligar o computador ou entrar na internet, faça a seguinte pergunta: “Por qual motivo estou ligando o computador?” Procure usar o computador com metas estabelecidas do uso e também com tempo estabelecido. 7 – Converse sobre seu vicio com uma pessoa de total confiança e solicite ajuda. Caso seja casado, converse com seu conjugue e solicite ajuda dele(a). Aqui porém existe um problema grave que vou comentar mais a frente.
    40. 40. 8 – Lembre-se que você não é o único que está batalhando para sair deste vício. 9 – Realize um regime alimentar vegetariano ou o mais natural possível com muitos cereais e frutas. 10 – Dedique uma parte do seu tempo para ajudar os semelhantes. 11 - Não seja duro de mais com você quando falha. Seja paciente. Levará tempo.
    41. 41. 12 - Gatilhos como ficar sozinho em casa, imagens picantes ou mesmo stress e ansiedade, ativam a rotina pornô de seu cérebro. A única forma de enfraquecer essas conexões do subconsciente é parar de usar (reforçar) este caminho, e buscar ajuda comportamental. Gradualmente, esse caminho associado à pornografia e à fantasia sexual irá enfraquecer. 13 – Mesmo seguindo rigorosamente essas dicas, você continua viciado em pornografia, não tenha medo ou preconceito, procure ajuda de um profissional. Existem psicólogos que são especialistas neste assunto.
    42. 42. Na teoria tudo é muito fácil e que na prática tudo se torna mais complicado, mas se você colocar Deus em primeiro lugar e tiver muita força de vontade, conseguirá abandonar esse vício. Comentário sobre o “conversar com o cônjuge” Como eu disse anteriormente aqui existe um problema muito sério, porque a maioria das mulheres encara este vício que o seu marido está envolvido como se fosse apenas um desrespeito para com ela, uma forma de humilhá-la e desonrá-la, esquecendo que o marido está amarrado nisso.
    43. 43. Ele não precisa de você o condenando e o acusando, pois o Diabo que é o acusador das nossas almas já faz isso. O que ele necessita é da sua ajuda, apoio, oração e cooperação em todos os outros itens que poderão o ajudar a abandonar este vício maldito. Ele sozinho não vai conseguir. Então minha amiga, mude a sua atitude. Lembre-se que o seu marido é vítima das circunstâncias da vida e da mídia. O homem é estimulado pelo olhar e o Diabo usa esta arma do visual sensual em todas as mídias, televisão, revistas, internet. É como para um ex-alcólatra ficar olhando para as pessoas bebendo em sua frente o tempo todo.

    ×