<ul><li>Point  Blossom, na  ilha  de  Wrangel, é  o  maior  ponto  de  encontro  de  ursos  polares  do  mundo. </li></ul>...
<ul><li>O  urso  polar  é  um  dos  poucos  mamíferos  que  consegue  suportar  as  condições  rigorosas  do  extremo  nor...
<ul><li>Existem  seis  populações  de  ursos  polares.  A  população  do  mar  de  Chukchi  vive  na  ilha  de  Wrangel  e...
<ul><li>O  urso  polar  é  o  habitante  do  norte  gelado  que  mais  caminha.  Está  sempre  em  movimento  e  faz  cent...
<ul><li>O  urso  polar  adaptou-se  de  forma  extraordinária  à  vida  do  gelo;  muitas  vezes,  chamam-lhe  «urso  do  ...
<ul><li>Possuidor  de  um  olfacto  muito  apurado  e  de  uma  excelente  visão  subaquática,  o  urso  polar  caça  foca...
<ul><li>No  Outono,  a  mãe  grávida  escava  uma  toca  com  cerca  de  3m  debaixo  da  neve  e  passa  lá  o  Inverno, ...
<ul><li>As  fêmeas  grávidas  do  Árctico  são  aconselhadas  a  não  comer  as  gorduras  das  focas,  devido  ao  elevad...
<ul><li>Os  povos  nativos  do  Árctico  coabitam  com  o  urso  polar  há  milhares  de  anos  e  respeitam-se  mutuament...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Na ilha prisão do urso polar

960 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Na ilha prisão do urso polar

  1. 2. <ul><li>Point Blossom, na ilha de Wrangel, é o maior ponto de encontro de ursos polares do mundo. </li></ul><ul><li>Centenas de animais vivem nesta península rochosa, onde a sua presa preferida abunda. Durante pelo menos nove meses por ano, o mar que cerca Wrangel está quase congelado. No entanto, no Verão, a massa de gelo derrete, os ursos ficam presos e têm de lutar pela sua sobrevivência. </li></ul>
  2. 3. <ul><li>O urso polar é um dos poucos mamíferos que consegue suportar as condições rigorosas do extremo norte. </li></ul><ul><li>Vive em todo o Árctico e segue as massas de gelo polares e o gelo costeiro que está preso à terra. No entanto, não se desloca até ao Pólo Norte. No Inverno, à medida que os mares do Árctico congelam, o seu território estende-se para o sul, até as ilhas Pribilof, no Estreito de Bering, e à ilha da Terra Nova e às extremidades mais a sul da Islândia e da Gronelândia. </li></ul>
  3. 4. <ul><li>Existem seis populações de ursos polares. A população do mar de Chukchi vive na ilha de Wrangel e na parte ocidental do Alasca. A população do mar de Beaufort habita nas regiões do norte e do noroeste do Alasca e do noroeste do Canadá. As outras quatro populações são a do arquipélago Árctico Canadiano, a da Gronelândia, a da Terra de Spitzbergn-Franz Josef e da Sibéria Central. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>O urso polar é o habitante do norte gelado que mais caminha. Está sempre em movimento e faz centenas de km através dos terrenos Árcticos varridos pelo vento, em busca de presas. Pode chegar a andar até 40km por dia. Ao longo da sua vida, um urso polar pode percorrer uma área de 260 mil km2. </li></ul><ul><li>Um urso polar passa a maior parte do tempo a cerca de 200 ou 300km da margem. O Inverno é um tempo de abundância, quando o gelo avança para fora da terra firme. Eles estão mais activos de noite; seguem as extremidades do gelo e caçam ao longo dos canais que se formam entre os bancos de gelo. No Verão, quando as temperaturas quentes fazem o gelo derreter, ele percorre várias centenas de km em direcção a norte. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>O urso polar adaptou-se de forma extraordinária à vida do gelo; muitas vezes, chamam-lhe «urso do gelo». </li></ul><ul><li>As suas adaptações para viver num clima rigoroso distinguem-no da maioria dos animais. O seu pêlo não tem cor, embora pareça branco. Quando é fotografado com luz ultravioleta parece preto, porque a queratina que compõe o seu pêlo absorve essa luz. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Possuidor de um olfacto muito apurado e de uma excelente visão subaquática, o urso polar caça focas entre os bancos de gelo da linha costeira. Como é menos ágil que a presa dentro de água, depende da presença do gelo para caçar e capturar as focas. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>No Outono, a mãe grávida escava uma toca com cerca de 3m debaixo da neve e passa lá o Inverno, num estado de sonolência. Cerca de 2 meses depois, tem 2 ou, por vezes, 3 ou 4 crias. As crias nascem cegas, medem aproximadamente 30cm, pesam entre 0,4 e 0,6kg e estão cobertas com um pêlo espesso. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>As fêmeas grávidas do Árctico são aconselhadas a não comer as gorduras das focas, devido ao elevado teor de poluentes que estão concentrados nos animais que comem. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>Os povos nativos do Árctico coabitam com o urso polar há milhares de anos e respeitam-se mutuamente. </li></ul><ul><li>No entanto, os animais que ficam presos no sul do território durante o Verão não conseguem caçar; e, no Outono, estes ursos famintos são tratados com precaução. </li></ul><ul><li>( Os ursos polares, quando vêm carrinhas ou algo do género, eles olham para ver o que há lá dentro ). </li></ul>

×