EXPERIMENTO 2: INFLUÊNCIA DO RAIO IÔNICO
O raio atômico está relacionado à metade da distância (d) entre dois núcleos de á...
Ácido sulfúrico: corrosivo; caso entre em contato com alguma parte do corpo causa queimadura,
vômito, choque circulatório ...
Das três reações, apenas em duas houve precipitação, CaSO4 e BaSO4, o que mostra que
ambos os sulfatos são praticamente in...
UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO
CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA
DISCIPLINA: QUÍMICA PRÁTICA
EXPERIMENTO 2
Aluno...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Experimento 2 química prática

1.031 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.031
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Experimento 2 química prática

  1. 1. EXPERIMENTO 2: INFLUÊNCIA DO RAIO IÔNICO O raio atômico está relacionado à metade da distância (d) entre dois núcleos de átomos vizinhos. Sabe – se também que esse raio é uma propriedade periódica, uma vez que aumenta de cima para baixo e da direita para a esquerda na tabela periódica. Nesse contexto, o raio iônico relaciona-se com a distância entre os núcleos de cátions e ânions e está ligado ao raio atômico: se um átomo perde elétrons (torna-se cátion, carga positiva) ele fica com o raio atômico menor, pois isso faz com que a repulsão entre os elétrons seja menor, logo, uma maior atração com os prótons, conseqüentemente, o raio diminui. Já quando o átomo ganha elétrons (torna-se ânion, carga negativa) ele tem um aumento no raio atômico, uma vez que a repulsão dos elétrons é maior. Além disso, tem-se a relação de íons isoeletrônicos (mesma quantidade de elétrons): quanto maior o número atômico, maior o raio. As tendências gerais do raio iônico são parecidas com as do raio atômico: Li+ < Na+ < K+ < Rb+ < Cs+ < Ca 2+ < Mn 2+ < Zn2+ . Portanto, devido à quantidade de elétrons e ainda a atração nuclear (maior ou menor) pode- se determinar o tamanho (grande/pequeno) do raio iônico/atômico. Logo, os raios dos cátions são menores e os dos ânions maiores que os raios dos átomos de origem. Tal fato pode ser explicado pela perda e recebimento de elétrons nos orbitais mais externos e também pelo aumento (no caso dos cátions) ou pela diminuição (no caso dos ânions) das cargas nucleares efetivas sobre os elétrons de valência dessas espécies. Toxidade dos reagentes/ perigos e riscos Sulfato de magnésio: causa irritação no trato respiratório, em grande quantidade, tosse e náuseas; em contato com os olhos causa irritação; se ingerido causa vômito. Cloreto de sódio: O consumo excessivo de sal causa risco de problemas de saúde como pressão alta. Cloreto de cálcio: tosse e aumento da freqüência respiratória, caso seja ingerido; em contato com a pele causa irritação. Sulfato ferroso: ação corrosiva direta na mucosa aumenta a acidose metabólica e morte celular. Nitrato de prata: veneno corrosivo, queimaduras se entrar em contato com a pele; fatal se for ingerido; em contato com alguns materiais podo causar fogo. Sulfato de sódio: caso entre em contato com alguma área do corpo casa irritação e intoxicação interna (se for engolido). Hidróxido de amônio: corrosivo; se for inalado causa queimaduras, edema pulmonar e até mesmo a morte; se ingerido pode causar tosses, vômito e desmaios.
  2. 2. Ácido sulfúrico: corrosivo; caso entre em contato com alguma parte do corpo causa queimadura, vômito, choque circulatório e até mesmo a morte. Fila de reatividade: Li< K< Rb< Cs < Ba < Sr < Ca < Na < Mg < Al < Mn < Zn < Fe < Co < Ni < Pb < H < Cu < Ag < Pd < Pt <Au RESULTADOS DA PRÁTICA Experimento 1: No experimento 1 houve a reação dos sais Na+ , Mg2+ , Ca2+ , Ba2+ e Fe2+ (na forma de cloretos ou nitratos) dissolvidos em água com o hidróxido de amônio (NH4OH). NH3(aq) + H2O(liq)  NH4+ (aq) + OH- (aq) ( hidróxido de amônio). Na+ (aq) + OH- (aq)  NaOH (aq) Mg 2+ (aq) +2OH- (aq) Mg(OH)2 (s) Ca2+ (aq) + 2OH- (aq)  Ca(OH)2 (aq) Ba2+ (aq) + 2OH- (aq)  Ba(OH)2 (aq) Fe2+ (aq) + 2OH- (aq)  Fe(OH)2 (s) Em apenas dois casos houve precipitação (Fe(OH)2 e Mg(OH)2) , logo, sabe-se que essas bases são praticamente insolúveis em água. Experimento 2: No experimento 2 houve a reação dos sais Mg2+ , Ca2+ e Ba2+ (na forma de cloretos ou nitratos) dissolvidos em água, com o ácido sulfúrico. H2SO4 + H2O  H3O+ + HSO4 - HSO4- + H20  H3O+ + SO4 2- Mg2+ + SO4 2-  MgSO4 (aq) Ca2+ + SO4 2-  CaSO4 (s) Ba 2+ + SO4 2-  BaSO4 (s)
  3. 3. Das três reações, apenas em duas houve precipitação, CaSO4 e BaSO4, o que mostra que ambos os sulfatos são praticamente insolúveis em água. Experimento 3: No experimento 3 houve a reação dos sais de cloreto de sódio, sulfato de sódio e nitrato de sódio com uma solução diluída de nitrato de prata. NaCl (aq) + AgNO3 (aq)  NaNO3 (aq) + AgCl (s) NaSO4(aq)+ 2AgNO3 (aq)  2NaNO3 (aq) + Ag2SO4 (aq) NaNO3 (aq) + AgNO3 (aq)  não ocorre Em apenas um dos tubos houve precipitação, AgCl(s), pois o cloreto de prata possui solubilidade muito baixa em água e se precipita na forma de um sólido branco. QUESTÕES PÓS-LABORATÓRIO 2- A coloração obtida é sempre relacionada ao cátion, pois se refere à energia emitida pelo elétron na camada de valência. Então, considerando um mesmo ânion pode apresentar cores diferentes para cátions distintos. Ex: BaCl2 = coloração amarelo esverdeado; CaCl2= coloração vermelha. 3- Ânions diferentes do mesmo cátion apresentarão a mesma coloração, porque a coloração é devido ao cátion. Ex: NaCl = coloração amarela; NaI= coloração amarela. 4- Sabe-se que quanto maior a diferença entre os raios dos átomos que compõem um composto, mais facilmente o mesmo será diluído em água. Nos compostos usados no experimento 1 percebemos que o Ca(OH)2 é mais solúvel que o NaOH, pois o tamanho do raio do cálcio, em ralação ao sódio, é maior.
  4. 4. UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA DISCIPLINA: QUÍMICA PRÁTICA EXPERIMENTO 2 Aluno: Mônica Suelen, Jainy Cordeiro, Laura Castro, Silvanildo Macário Professor(a): Andréa Ferraz Turma: 1° Período de Engenharia Mecânica Data: 25 de Maio de 2014

×