Origem Institutos

413 visualizações

Publicada em

Uma visão objetiva da origem de institutos - prisma empresarial.
Esse PPT foi feito em 2008, refletia apenas minhas interpretações na época acerca da Lei de Informática.
Sabemos que um IPD é muito importante para a comunidade de pesquisa, para formação de mão-de-obra especializada, crescimento do país. Porém do ponto de vista de uma indústria não deixa de ser um mecanismo para ganhar impostos seguindo a legislação do PPB com possibilidade de aumentar lucros economizando impostos ou criando novos produtos no mercado, através de seus próprios institutos.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
413
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Origem Institutos

  1. 1. Origem Institutos Carlos Santos 8/4/2008
  2. 2. Classificação Jurídica de uma Empresa <ul><li>S/A </li></ul><ul><ul><li>Ações disponibilizadas na bolsa de valores </li></ul></ul><ul><ul><li>Capital aberto </li></ul></ul><ul><li>LTDA </li></ul><ul><ul><li>Capital fechado </li></ul></ul><ul><ul><li>Sócios (mínimo 2) </li></ul></ul><ul><li>ME </li></ul><ul><ul><li>Sócio proprietário </li></ul></ul><ul><li>INSTITUIÇÃO </li></ul><ul><ul><li>Sem fins lucrativos </li></ul></ul><ul><ul><li>ORG, Sindicato, Entidade filantrópica. </li></ul></ul>
  3. 3. Organização de uma Empresa Nível Estratégico Nível Tático Nível Operacional Presidentes Diretores Gerentes Gerentes Chefes Supervisores Supervisores Engenheiros Técnicos Operadores, etc.
  4. 4. Composição de Custo de uma Empresa Mercado Matéria-prima Vendas (ICMS, IPI ) Apuração Impostos (PIS, Cofins, imposto renda, CSLL, CPMF, FTI, UEA, FMPES...) Receita Tributária (ICMS, IPI , II ) Custo Matéria-prima (estrangeira, nacional, local, frete, seguro, TSA, FTI, II , L/C, model fee, royalties, câmbio) Custo Transformação (MOD; amortizações com: moldes, investimentos, equipamentos, ferramentas) Custos Comerciais Variáveis (propaganda, comissão, frete distribuição) Custo Fixo (DIF, despesas consumo, assistência técnica, P&D , financeira c/ duplicatas, administrativas) LUCRO!!
  5. 5. Lei de Informática <ul><li>Investir em P&D: </li></ul><ul><ul><li>Computador </li></ul></ul><ul><ul><li>Monitor de computador </li></ul></ul><ul><ul><li>Acessórios de computador (disco rígido, impressora) </li></ul></ul><ul><ul><li>Telefone celular </li></ul></ul><ul><li>Isenta impostos: </li></ul><ul><ul><li>I.I. (Imposto de Importação/internação) </li></ul></ul><ul><ul><li>I.P.I. (Imposto sobre Produtos Industrializados) </li></ul></ul><ul><li>Influencia na cadeia de custos: </li></ul><ul><ul><li>Venda, </li></ul></ul><ul><ul><li>Receita Tributária, </li></ul></ul><ul><ul><li>Matéria-prima. </li></ul></ul><ul><li>Objetivo (ponto de vista da empresa): </li></ul><ul><ul><li>Aumentar os lucros!!! </li></ul></ul>
  6. 6. Estudo de Caso – Gasto Verba P&D <ul><li>Faremos o estudo de caso da utilização de verba de Pesquisa & Desenvolvimento em um instituto, com base nas produções de monitores em fábricas em Manaus e São Paulo, tomando como premissa um faturamento anual líquido de 100 milhões de reais de uma empresa que aplica em P&D para obter isenção de I.I e I.P.I. na fabricação de produtos de informática. OBRIGAÇÃO (PRODUÇÃO) GERADA EM MANAUS (100%) -  Monitor LCD - fundo 5% para Manaus R$5 mi. Cenário 1 - utilização de verba externa + interna . Verba interna ( fábrica ) no máximo 2,7%: R$2,7 mi . Verba externa no mínimo 2,3%: R$2,3 mi, dos quais 1,8% é destinado a Instituto R$1,8 mi e 0,5% é destinado ao FNDCT (fundão) R$500k . Cenário 2 - utilização apenas de verba externa . Verba interna ( fábrica ) no máximo 2,7%: não utiliza (R$0) . Verba externa no mínimo 2,3% (no caso usamos todo 5%): R$5 mi, dos quais 4,5% é destinado a Instituto R$4,5 mi e 0,5% é destinado ao FNDCT (fundão) R$500k . OBRIGAÇÃO (PRODUÇÃO) GERADA EM SÃO PAULO (100%) - Monitor LCD - fundo 4% para São Paulo R$4 mi. Cenário 1 - utilização de verba externa + interna . Verba interna ( fábrica ) no máximo 2,16%: R$2,16 mi . Verba externa no mínimo 1,84%: R$1,84 mi, dos quais 0,64% é destinado a investimento P&D Nordeste R$640k , 0,8% é destinada a investimento P&D qualquer lugar R$800k e 0,4% é destinado ao FNDCT (fundão) R$400k . Cenário 2 - utilização apenas de verba externa . Verba interna ( fábrica ) no máximo 2,16%: não utiliza (R$0) . Verba externa no mínimo 1,84%: R$1,84 mi, dos quais 2,8% é destinado a investimento P&D Nordeste R$2,8 mi , 0,8% é destinada a investimento P&D qualquer lugar R$800k e 0,4% é destinado ao FNDCT (fundão) R$400k . Cenário 3 - utilização apenas de verba externa (tudo no NE) . Verba interna ( fábrica ) no máximo 2,16%: não utiliza (R$0) . Verba externa no mínimo 1,84%: R$1,84 mi, dos quais 3,6% é destinado a investimento P&D Nordeste R$3,6 mi , e 0,4% é destinado ao FNDCT (fundão) R$400k . </li></ul>
  7. 7. Como fazer contabilmente? Empresa Instituto Conta Relatórios contábeis Empresa Instituto Conta Relatórios contábeis Conta Relatórios contábeis Relatórios contábeis
  8. 8. Q&A <ul><li>Qual o período pra gastar o dinheiro e reportar oficialmente ao governo? </li></ul><ul><ul><li>Um ano fiscal. </li></ul></ul><ul><li>O que acontece com o dinheiro que não é gasto? </li></ul><ul><ul><li>Vai pro FUNDÃO. </li></ul></ul><ul><li>Qual o tipo de trabalho externo e interno? </li></ul><ul><ul><li>Todos precisam ser trabalhos justificáveis como atividades de pesquisa e/ou desenvolvimento. </li></ul></ul><ul><li>Qual o prazo de validade da Lei de Informatica? </li></ul><ul><ul><li>... </li></ul></ul><ul><li>http://c-santos.blog.com </li></ul>

×