Rotina na Alfabetização

17.283 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
17.283
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
131
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
527
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rotina na Alfabetização

  1. 1. QUAL A IMPORTÂNCIA DA ROTINA? COMO UMA ROTINA SEMANAL DEVE CONTEMPLAR OS QUATRO EIXOS DO COMPONENTE CURRICULAR DA LÍNGUA PORTUGUESA? O QUE DEVE SER CONTEMPLADO NA ROTINA DA ALFABETIZAÇÃO? QUAL A IMPORTÂNCIA DE DIVERSIFICAR AS AÇÕES DIDÁTICAS? DE QUE FORMA A ROTINA FAVORECE O TEMPO DIDÁTICO?
  2. 2. ROTINA DA ESCOLA E DA SALA DE AULA : REFERÊNCIA PARA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DO PROFESSOR.
  3. 3. QUAL A ORIGEM DA EXPRESSÃO ROTINA? COMO ESTEVE PRESENTE EM NOSSAS SALAS DE AULA? REVOLUÇÃO INDUSTRIAL TRABALHO INTELECTUAL TRABALHO BRAÇAL
  4. 4. BRASIL DÉCADA 1960/70 • DIVIDIR O CONTEÚDO EM PEQUENAS DOSAGEM DIÁRIA; •FAZER CUMPRIR INDEPENDENTE DE QUALQUER ACONTECIMENTO NO PROCESSO; •CONCEPÇÃO DE ENSINO PAUTADA NA MEMORIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS ESCOLARES; •MODELO BASEADO NA PSICOLOGIA COMPORTAMENTISTA / TECNICISTA.
  5. 5. ENFASE DADA AO “COMO FAZER”; SUCESSÃO DE ATIVIDADES REPETITIVAS; ERA PROPOSTO UM MANUAL DE ABSORSÃO
  6. 6. BRASIL DÉCADA 1980 • DIFUSÃO DA ;EORIA CONSTRUTIVISTA E SOCIO-INTERACIONISTA; • PRÁTICAS PEDAGÓGICAS BASEADA NAS ROTINAS PRÉ- ESTABELECIDAS; • FALTA DAS PROGRAMÇÕES DAS ATIVIDADES • O PROFESSOR – MEDIADOR DOS CONHECIMENTOS QUE IAM SURGINDO... ; • SALA DE AULA – LUGAR DE IMPROVISOS
  7. 7. ...AS ROTINAS ESCOLARES ASSEGURAM QUE ALGUNS “PROCEDIMENTOS BÁSICOS SEJAM “ACORDADOS”ENTRE PROFESSOR E ALUNOS E QUE OS MESMOS JÁ SE DISPONIBILIZEM DENTRO DO ESPAÇO TEMPORAL E ESPACIAL PARA AS TAREFAS PEDAGÓGICAS. AS CRIANÇAS APRENDEM ATRÁVES DESSAS ROTINAS, A PREVER O QUE FARÁ NA ESCOLA E A ORGANIZAR-SE. POR OUTRO LADO, A EXISTÊNCIA DESSAS ROTINAS POSSIBILITA AO PROFESSOR DISTRIBUIR COM MAIOR FACILIDADE AS ATIVDADES QUE ELE CONSIDEAM IMPORTANTE PARA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EM DETERMINADOS PERÍODOS. FACILITANDO O PLANEJAMENTO DIÁRIO DAS ATIVIDADES DIDÁTICAS . (LEAL, 2004)
  8. 8. SÉCULO XIX • ORGANIZAÇÃO E SISTEMATIAZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO; • UMA ROTINA ESCOLAR QUE CONTEMPLE DIFERENTES EIXO DA LÍNGUA PORTUGUESA; • PLANEJAMENTO ELEBORADO COM BASE NA REALIDADE DO ALUNO E DA ESCOLA; • REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES QUE AJUDEM A PROMOVER AO AUTONOMIA DO ALUNO NO MUNDO DA LEITURA E DA ESCRITA.
  9. 9. ROTINA DO COTIDIANO DE SALA DE AULA DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES DIAGNOSTICAS DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES DIAGNOSTICAS ATIVIDADES DE NATUREZA DIFERENCIADAS
  10. 10. ROTINA DA ALFABETIZAÇÃO NA PERSPECTIVA DO LETRAMENTO: A ORGANIZAÇÃO DO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM
  11. 11. PARA ORGANIZAR A ROTINA É NECESSÁRIO CONSIDERAR: A DEFINIÇÃO CLARA DOS OBJETIVOS CONCEITUAIS A DEFINIÇÃO CLARAS DAS AÇÕES - PROCEDIMENTOS COMO ORGANIZAR PROPOSTA DE ENSINO QUE CONTRIBUAM EFETIVAMENTE PARA A APROPRIAÇÃO DA ALFABETIZAÇÃO NA PERSPECTIVA DO LETRAMENTO?
  12. 12. NESSE SENTIDO A SALA DE AULA DA ALFABETIZAÇÃO TEM DUPLO OBJETIVO: AJUDAR A CRIANÇA POR MEIO DA REFLEXÃO AJUDAR A CRIANÇA A SE APROPRIAR DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABETIZAR – LETRANDO LETRAR - ALFABETIZANDO
  13. 13. ELEMENTOS IMPORTANTES NA ORGANIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ENSINO DO COMPONENTE CURRICULAR LÍNGUA PORTUGUESA NA ROTINA? DELIMITAÇÃO CLARA DOS DIREITOS DE APRENDIZAGEM DA CRIANÇA EM CADA ETAPA DA ESCOLARIZAÇÃO E EM CADA EIXO DE ENSINO. PLANEJAMENTO CONSIDERANDO AS HABILIDADES, POSSIBILIDADES E CONHECIMENTO PRÉVIO. ESPACIAL E TEMPORAL.
  14. 14. NA ORGANIZAÇÃO DAS ATIVIDADES NA ROTINA É IMPRESCINDÍVEL PENSAR EM: •QUAIS OS OBJETIVOS? •O QUE O ALUNO JÁ SABE? O QUE PODE VIR A APRENDER? •COMO DEVE SER A ORGANIZAÇÃO DA SALA E DO GRUPO? •PARA QUE NÍVEL DE ESCRITA É MAIS PRODUTIVA ESTA ATIIDADE? •COMO POSSO INTERVIR DURANTE /APÓS A ATIVIDADE? •COMO SERÁ A SEQUÊNCIA E REGULARIDADE DA ATIVIDADE?
  15. 15. NA ORGANIZAÇÃO DAS ATIVIDADES NO ATENDIMENTO À DIVERSIDADE É IMPRESCINDÍVEL PENSAR EM: • COMO ORGANIZAR AS ATIVIDADES NECESSÁRIAS PARA CADA TURMA DENTRO DA ROTINA DIÁRIA/ SEMANAL? • OS ALUNOS SE ALFABETIZAM SÓ PELA LEITURA DE TEXTOS? • É PRECISO RESERVAR TEMPO NA ROTINA PARA ENSINAR A LINGUAGEM ORAL? • QUE NIDADE LINGUÍSTICA PODEMOS/DEVEMOSEXPLORARA EM SALA DE AULA?
  16. 16. • COMO PODEMOS FAZER ESSA SISTEMATIZAÇÃO? • COM QUE REGULARIDADE? • PARA DESENVOLVER A COMPREENÇÃO DA LEITURA E DA PRODUÇÃO DE TEXTUAL, PRECISAMOS REFLETIR SOBRE OS GÊNEROS TEXTUAIS OU BASTA PROMOVER SITUAÇÕES DE LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS?
  17. 17. ALÉM DE DIVERSIFICAR AS ATIVIDADE É PRECISO DIVERSIFICAR O MODO POR MEIO DE: SEQUÊNCIA DIDÁTICA PROJETO DIDÁTICO ATIVIDADES PERMANENTES JOGOS
  18. 18. PROJETO DIDÁTICO • GERALMENTE PRESSUPÕE UM PROBLEMA A SER RESOLVIDOAS. • AÇÕES PROPOSTAS, AO LONGO DO TEMPO TEM UMA RELAÇÃO ENTRE SI E FAZEM SENTIDO EM FUNÇÃO DE UM PROTUDO QUE DESEJA ALCANÇAR.
  19. 19. SEQUÊNCIA DIDÁTICA SÃO ATIVIDADES PLANEJADAS DE FORMA SEQUENCIADA DE MODO QUE, A ORDEM INTERFEREM NA SUA REALIZAÇÃO.
  20. 20. ATIVIDADES PERMANENTES SÃO AS QUE ACONTECEM AO LONGO DE UM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO NA ROTINA (SEMANA, MÊS, ANO) E SÃO IMPORTANTES PARA O DESENVOLVIMENTO DE CONCEITOS, PROCEDIMENTOS E ATITUDES.
  21. 21. ORIENTAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DIÁRIAS(ROTINA DIDÁTICA): Tempo de Alfabetizar Letrando SEGUNDA- FEIRA TERÇA- FEIRA QUARTA- FEIRA QUINTA- FEIRA SEXTA- FEIRA Tempo de Gostar de Ler Roda Literária Roda Literária Roda Literária Roda Literária Roda Literária Roda de Leitura e Oralidade Livro de Leitura, Cartazes ou Fichas Livro de Leitura, Cartazes ou Fichas Livro de Leitura, Cartazes ou Fichas Livro de Leitura, Cartazes ou Fichas Livro de Leitura, Cartazes ou Fichas Lendo e Compreende ndo Atividade do caderno Trava- Línguas Atividade do Caderno 1º dia Atividade do Caderno 2º dia Atividade do Caderno 3º dia Jogos com cartelas e Fichas Tempo de aquisição da escrita Atividade do caderno Trava- Línguas Atividade do Caderno 1º dia Atividade do Caderno 2º dia Atividade do Caderno 3º dia Jogos com cartelas e Fichas Escrevendo do seu jeito Atividade do caderno Trava- Línguas Atividade do Caderno 1º dia Atividade do Caderno 2º dia Atividade do Caderno 3º dia Jogos com cartelas e Fichas
  22. 22. • CALENDÁRIO (DIA, MÊS, ANO, DATA CÍVICA, ANIVERSARIANTES); • QUADRO DE ROTINA; • DEVER DE CASA (PASSANDO E EXPLICANDO O DEVER DO DIA); • AGENDA; • CHAMADA; • DEVER DE CASA (CORREÇÃO DOS DEVERES PASSADOS EM DIAS ANTERIORES); • ATIVIDADES DE SALA (INDIVIDUAL, GRUPO, INFORMÁTICA, VÍDEO, JOGOS, BRINCADEIRAS, PINTURA, CADERNO, LIVRO, ETC.); • LANCHE; • ESCOVAÇÃO; • RECREIO; • ATIVIDADES DE SALA; • ORGANIZAÇÃO DA SALA.
  23. 23. JOGOS • PALAVRAS CRUZADAS; • BINGO DE LETRAS E PALAVRAS; • BRINCADEIRA DA FORÇA; • DOMINÓ DE FIGURAS E PALAVRAS; JOGOS QUE CONFIGURAM-SE COM ATIVIDADES LÚDICAS. QUE ENVOLVAM O BRINCAR COM A LÍNGUA:
  24. 24. ROTINA NA ALFABETIZAÇÃO: INTEGRANDODIFERENTESCOMPONENTES CURRICULARES
  25. 25. EIXOS DO DIREITO DA APRENDIZAGEM: LINGUAGEM ORAL PRODUÇÃO DE TEXTO ESCRITO LEITURA ANÁLISE LINGUÍSTICA
  26. 26. A ROTINA NA ALFABETIZAÇÃO: OS DIFERENTES ESPAÇOS DE APRENDIZAGEM
  27. 27. EIXO DE LEITURA SOCIODISCURSIVA DESENVOLVIMENTO DE ESTRATÉGIAS DE LEITURA DOMÍNIO DOS CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS
  28. 28. LINGUAGEM ORAL VALORIZAÇÃO DOS TEXTO DE TRADUÇÃO ORAL ORALIZAÇÃO DOS TEXTOS ESCRITOS RELAÇÃO ENTRE A FALA E A ESCRITA PRODUÇÃO E COMPREENSÃO DOS GÊNEROS ORAIS
  29. 29. VALORIZAÇÃO DOS TEXTO DE TRADUÇÃO ORAL REFLEXÃO SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ORALIDADE EM DIFERENTES INSTÂNCIAS DE PARTICIPAÇÃO SOCIAL E VALORIZAÇÃO DE TEXTOS QUE FAZEM PARTIPE DA CULTURA BRASILEIRA.
  30. 30. ORALIZAÇÃO DOS TEXTOS ESCRITOS DIZ RESPEITO A INSERÇÃO DA CRIANÇA EM PRÁTICA EM QUE OS TEXTOS ESCRITOS SÃO SOCIALIZADOS POR MEIO DA ORALIDADE.
  31. 31. RELAÇÃO ENTRE A FALA E A ESCRITA AGREGAM REFLEXÕES SOBRE AS SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE O TEXTO ORAL E O TEXTO ESCRITO. PROMOVER COMBATE AO PRECONCEITO LÍNGUISTICO.
  32. 32. PRODUÇÃO E COMPREENSÃO DOS GÊNEROS ORAIS •DIMENSÃO QUE EXIGE EM RELAÇÃO ÀS CAPACDADES ORAIS; • DIZ RESPEITO AS SITUAÇÕES EM QUE É PRECISO PARTICIPAR DE INTERÇÃO – FALANDO E OUVINDO COM ATENÇÃO.
  33. 33. PRODUÇÃO EM GRUPO 1º EM GRUPO CONSTRUIR UMA ROTINA FAVORÁVEL PARA O CICLO DE ALFABETIZAÇÃO, CONSIDERANDO AS DISCUSSÕES, LEITURA E TROCAS DE IDEIAS; 2º CADA GRUPO FICARÁ RESPONSÁVEL COM UM ANO DA ALFABETIZAÇÃO; 3º SOCIALIZAÇÃO DAS ROTINAS.

×