SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
AVALIAÇÃO?
O CACHORRO
SURPRESO!
Um açougueiro estava em sua loja e ficou
surpreso quando um cachorro entrou. Ele
espantou o cachorro, mas logo o cãozinho voltou.
Novamente, ele tentou espantá-lo. Foi quando viu
que o animal trazia um bilhete na boca.
O BILHETE...BILHETE...
Ele pegou o bilhete e leu: – “Pode me
mandar 12 salsichas e uma perna de carneiro,
por favor. Assinado: dono do cachorro.
Ele olhou e viu que dentro da boca do cachorro
havia uma nota de 50 Reais.
INVESTIGAÇÃO
Então ele pegou o dinheiro, separou as
salsichas e a perna de carneiro, colocou numa
embalagem plástica junto com o troco, e pôs na
boca do cachorro. O açougueiro ficou
impressionado e como já era mesmo hora de
fechar o açougue, ele decidiu seguir o animal.
SEGURANÇA...
O cachorro desceu a rua, quando chegou ao
cruzamento deixou a bolsa no chão, pulou e apertou o
botão para fechar o sinal. Esperou pacientemente
com o saco na boca até que o sinal fechasse e ele
pudesse atravessar a rua.
AVALIAÇÃO X OBSERVAÇÃO
O açougueiro e o cão foram caminhando
pela rua, até que o cão parou em uma
casa e pôs as compras na calçada.
AVALIAÇÃO X ESFORÇO
Então, voltou um pouco, correu e se atirou contra
a porta. Tornou a fazer isso. Ninguém respondeu na
casa. Então, o cachorro circundou a casa, pulou um
muro baixo, foi até a janela e começou a bater com a
cabeça no vidro várias vezes.
POR QUÊ?
Depois disso, caminhou de volta para a porta, e foi
quando alguém abriu a porta e começou a bater no
cachorro. O açougueiro correu até esta pessoa e o
impediu, dizendo:
UM GÊNIO?
A pessoa respondeu:
– “Um gênio? Esta já é a segunda vez esta semana
que este estúpido ESQUECE a chave!!!”.
MORAL DA HISTÓRIA:
“Você pode continuar excedendo às expectativas,
mas para os olhos de alguns, você estará sempre
abaixo do esperado.”
 

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Formação Continuada Alguns Pressupostos 5
Formação Continuada Alguns Pressupostos 5Formação Continuada Alguns Pressupostos 5
Formação Continuada Alguns Pressupostos 5roessencia
 
Material para capacitação suportes pedagógicos 2011
Material para capacitação suportes pedagógicos 2011Material para capacitação suportes pedagógicos 2011
Material para capacitação suportes pedagógicos 2011Sme Otacílio Costa
 
Espaços Da Educação Infantil
Espaços Da Educação InfantilEspaços Da Educação Infantil
Espaços Da Educação InfantilPaulo Fochi
 
A educação no brasil
A educação no brasilA educação no brasil
A educação no brasilcsjmaranhao
 
O papel da didática na formação do professor
O papel da didática na formação do professorO papel da didática na formação do professor
O papel da didática na formação do professorna educação
 
História da educação resumo
História da educação resumoHistória da educação resumo
História da educação resumozildamisseno
 
Ética e o profissional da educação
Ética e o profissional da educaçãoÉtica e o profissional da educação
Ética e o profissional da educaçãoGerisval Pessoa
 

Destaque (13)

Sequência Didática
Sequência DidáticaSequência Didática
Sequência Didática
 
Professores do Brasil - Impasses e desafios
Professores do Brasil - Impasses e desafiosProfessores do Brasil - Impasses e desafios
Professores do Brasil - Impasses e desafios
 
LIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
LIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIALIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
LIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
 
A abelha chocolateira
A abelha chocolateira A abelha chocolateira
A abelha chocolateira
 
Formação Continuada Alguns Pressupostos 5
Formação Continuada Alguns Pressupostos 5Formação Continuada Alguns Pressupostos 5
Formação Continuada Alguns Pressupostos 5
 
Material para capacitação suportes pedagógicos 2011
Material para capacitação suportes pedagógicos 2011Material para capacitação suportes pedagógicos 2011
Material para capacitação suportes pedagógicos 2011
 
Espaços Da Educação Infantil
Espaços Da Educação InfantilEspaços Da Educação Infantil
Espaços Da Educação Infantil
 
Cigarra e formiga
Cigarra e formigaCigarra e formiga
Cigarra e formiga
 
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professores
 
A educação no brasil
A educação no brasilA educação no brasil
A educação no brasil
 
O papel da didática na formação do professor
O papel da didática na formação do professorO papel da didática na formação do professor
O papel da didática na formação do professor
 
História da educação resumo
História da educação resumoHistória da educação resumo
História da educação resumo
 
Ética e o profissional da educação
Ética e o profissional da educaçãoÉtica e o profissional da educação
Ética e o profissional da educação
 

Semelhante a Avaliação

Avaliação...
Avaliação...Avaliação...
Avaliação...benferrbio
 
AavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenhoAavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenhocab3032
 
A avaliação do desempenho
A avaliação do desempenhoA avaliação do desempenho
A avaliação do desempenhoalex
 
Avaliação De Desempenho
Avaliação De DesempenhoAvaliação De Desempenho
Avaliação De DesempenhoAmor de Mãe
 
Aavaliaã§ã£
Aavaliaã§ã£Aavaliaã§ã£
Aavaliaã§ã£cab3032
 
AavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenhoAavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenhocab3032
 
Aavaliaçãododesempenho
AavaliaçãododesempenhoAavaliaçãododesempenho
Aavaliaçãododesempenhoatilahab
 
A casa dos_mil_espelhos
A casa dos_mil_espelhosA casa dos_mil_espelhos
A casa dos_mil_espelhosDenise Rivera
 
A casa dos mil espelhos
A casa dos mil espelhosA casa dos mil espelhos
A casa dos mil espelhosBANDAABDON
 
A casa dos espelhos
A casa dos espelhosA casa dos espelhos
A casa dos espelhosJNR
 

Semelhante a Avaliação (20)

Avaliação...
Avaliação...Avaliação...
Avaliação...
 
AavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenhoAavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenho
 
A avaliação do desempenho
A avaliação do desempenhoA avaliação do desempenho
A avaliação do desempenho
 
Avaliação De Desempenho
Avaliação De DesempenhoAvaliação De Desempenho
Avaliação De Desempenho
 
AavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenhoAavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenho
 
Aavaliaã§ã£
Aavaliaã§ã£Aavaliaã§ã£
Aavaliaã§ã£
 
AavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenhoAavaliaçãOdodesempenho
AavaliaçãOdodesempenho
 
Aavaliaçãododesempenho
AavaliaçãododesempenhoAavaliaçãododesempenho
Aavaliaçãododesempenho
 
Expectativas
ExpectativasExpectativas
Expectativas
 
A casa dos mil espelhos
A casa dos mil espelhosA casa dos mil espelhos
A casa dos mil espelhos
 
A casa dos_mil_espelhos
A casa dos_mil_espelhosA casa dos_mil_espelhos
A casa dos_mil_espelhos
 
Mil espelhos
Mil espelhosMil espelhos
Mil espelhos
 
A casa dos mil espelhos
A casa dos mil espelhosA casa dos mil espelhos
A casa dos mil espelhos
 
A Casa Dos Espelhos
A Casa Dos EspelhosA Casa Dos Espelhos
A Casa Dos Espelhos
 
A CASA DOS MIL ESPELHOS
A CASA DOS MIL ESPELHOSA CASA DOS MIL ESPELHOS
A CASA DOS MIL ESPELHOS
 
Acasadosmilespelhos
AcasadosmilespelhosAcasadosmilespelhos
Acasadosmilespelhos
 
Acasadosmilespelhos
AcasadosmilespelhosAcasadosmilespelhos
Acasadosmilespelhos
 
A casa dos espelhos
A casa dos espelhosA casa dos espelhos
A casa dos espelhos
 
Acasadosmilespelhos
AcasadosmilespelhosAcasadosmilespelhos
Acasadosmilespelhos
 
A casa dos 1000 espelhos
A casa dos 1000 espelhosA casa dos 1000 espelhos
A casa dos 1000 espelhos
 

Mais de Shirley Lauria

Mais de Shirley Lauria (20)

Ser diferente é normal
Ser diferente é normalSer diferente é normal
Ser diferente é normal
 
Quiz
QuizQuiz
Quiz
 
Quiz
QuizQuiz
Quiz
 
Heterogeneidade
HeterogeneidadeHeterogeneidade
Heterogeneidade
 
Diversidade - Leitura deleite
Diversidade - Leitura deleiteDiversidade - Leitura deleite
Diversidade - Leitura deleite
 
Dinâmica - A flor
Dinâmica - A florDinâmica - A flor
Dinâmica - A flor
 
Roteiro pacto unidade 7
Roteiro pacto   unidade 7Roteiro pacto   unidade 7
Roteiro pacto unidade 7
 
Roteiro pacto unidade 7
Roteiro pacto   unidade 7Roteiro pacto   unidade 7
Roteiro pacto unidade 7
 
Roteiro pacto unidade 7
Roteiro pacto   unidade 7Roteiro pacto   unidade 7
Roteiro pacto unidade 7
 
Roteiro pacto unidade 7
Roteiro pacto   unidade 7Roteiro pacto   unidade 7
Roteiro pacto unidade 7
 
Atividade de Moana
Atividade de MoanaAtividade de Moana
Atividade de Moana
 
Pnaic outubro 2013 carmen e cristiane
Pnaic  outubro 2013 carmen e cristianePnaic  outubro 2013 carmen e cristiane
Pnaic outubro 2013 carmen e cristiane
 
Ativ genero textual Ana Paula
Ativ genero textual Ana PaulaAtiv genero textual Ana Paula
Ativ genero textual Ana Paula
 
O texto poético na escola e tirinhas
O texto poético na escola e tirinhasO texto poético na escola e tirinhas
O texto poético na escola e tirinhas
 
Dinâmica de abertura
Dinâmica de aberturaDinâmica de abertura
Dinâmica de abertura
 
Roteiro PNAIC - Unidade 6
Roteiro PNAIC - Unidade 6Roteiro PNAIC - Unidade 6
Roteiro PNAIC - Unidade 6
 
Borboleta
BorboletaBorboleta
Borboleta
 
Borboleta
BorboletaBorboleta
Borboleta
 
Borboleta
BorboletaBorboleta
Borboleta
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
 

Avaliação

  • 3. SURPRESO! Um açougueiro estava em sua loja e ficou surpreso quando um cachorro entrou. Ele espantou o cachorro, mas logo o cãozinho voltou. Novamente, ele tentou espantá-lo. Foi quando viu que o animal trazia um bilhete na boca.
  • 4. O BILHETE...BILHETE... Ele pegou o bilhete e leu: – “Pode me mandar 12 salsichas e uma perna de carneiro, por favor. Assinado: dono do cachorro. Ele olhou e viu que dentro da boca do cachorro havia uma nota de 50 Reais.
  • 5. INVESTIGAÇÃO Então ele pegou o dinheiro, separou as salsichas e a perna de carneiro, colocou numa embalagem plástica junto com o troco, e pôs na boca do cachorro. O açougueiro ficou impressionado e como já era mesmo hora de fechar o açougue, ele decidiu seguir o animal.
  • 6. SEGURANÇA... O cachorro desceu a rua, quando chegou ao cruzamento deixou a bolsa no chão, pulou e apertou o botão para fechar o sinal. Esperou pacientemente com o saco na boca até que o sinal fechasse e ele pudesse atravessar a rua.
  • 7. AVALIAÇÃO X OBSERVAÇÃO O açougueiro e o cão foram caminhando pela rua, até que o cão parou em uma casa e pôs as compras na calçada.
  • 8. AVALIAÇÃO X ESFORÇO Então, voltou um pouco, correu e se atirou contra a porta. Tornou a fazer isso. Ninguém respondeu na casa. Então, o cachorro circundou a casa, pulou um muro baixo, foi até a janela e começou a bater com a cabeça no vidro várias vezes.
  • 9. POR QUÊ? Depois disso, caminhou de volta para a porta, e foi quando alguém abriu a porta e começou a bater no cachorro. O açougueiro correu até esta pessoa e o impediu, dizendo:
  • 10. UM GÊNIO? A pessoa respondeu: – “Um gênio? Esta já é a segunda vez esta semana que este estúpido ESQUECE a chave!!!”.
  • 11. MORAL DA HISTÓRIA: “Você pode continuar excedendo às expectativas, mas para os olhos de alguns, você estará sempre abaixo do esperado.”