Idade Média

5.045 visualizações

Publicada em

Aula de Idade Média (Características Gerais) do 3º Ano do Colégio Militar de Brasília. Caso deseje utilizar, cite a fonte.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.045
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.395
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
116
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Idade Média

  1. 1. IDADE MÉDIA HISTÓRIA GERAL
  2. 2. LINHA DO TEMPO 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 2 • Esquema da divisão de História utilizada no Brasil. • Tradicionalmente, a Idade Média começa com a queda de Roma Ocidental e termina com a queda de Roma Oriental (Bizâncio).
  3. 3. CUIDADO!! 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 3 • A cronologia usada nos EUA e Inglaterra é diferente da nossa. • A Idade Média começa no século XI e segue até o século XVII. • Exemplo → para nós, portugueses, france ses, a Caça às Bruxas é um fenômeno moderno.
  4. 4. AS TRÊS CIVILIZAÇÕES DO MEDITERRÂNEO 9/24/2013 Prof.ª Valéria Fernandes 4 BIZÂNCIO CRISTANDADE ISLÃ
  5. 5. • A Civilização Bizantina firmou-se sobre três pilares: religião cristã, cultura helenística, direito romano. • A Civilização Islâmica foi fruto da união dos árabes e outros povos em torno de uma mesma fé. A capacidade dos árabes de criar e agregar feitos de outros povos (gregos, bizantinos, persas, indianos, etc.) estabeleceu um império territorial e uma cultura dinâmica e vigorosa. • A Civilização Cristã firmou-se sobre a herança romana e a germânica, unidas pela religião cristã. Amadurecida, iniciou sua expansão com as Cruzadas e a luta pelo comércio no Mediterrâneo. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 5 AS TRÊS CIVILIZAÇÕES DO MEDITERRÂNEO
  6. 6. IMPÉRIO CAROLINGIO 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 6 O Império em sua máxima expansão e dividido pelos netos de Carlos Magno
  7. 7. A SOCIEDADE DAS TRÊS ORDENS • Adalbéron de Laon (947- 1030 → “sociedade das três ordens” → os que oram (oratores), os que guerreiam (bellatores) e os que trabalham (laboratores). • Desconsiderava o comércio e a presença da burguesia. • O mundo do autor era rural e estático → os feudos tinham que ser auto- suficientes. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 7
  8. 8. FEUDALISMO: CARACTERÍSTICAS GERAIS • Em sua forma completa só existiu na França. • Constituiu-se sobre as ruínas do Império Carolíngio e impulsionado pelas novas invasões (vikings). • Perda da noção de Estado (coisa pública), privatização de direitos de deveres pertencentes ao soberano. • Descentralização do poder → grandes senhores tinham exércitos, cunhavam moedas, faziam leis, executavam a justiça, etc. • Tinha mais poder, quem tinha mais terras. O status dos reis dependia do reforço religioso. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 8
  9. 9. • O mundo feudal era dividido entre livres e não-livres. • Os servos estavam ligados à terra. • Os senhores → divididos entre suseranos (dá o feudo) e vassalos (recebe o feudo). • O Feudo não precisava ser terra → normalmente era. • Todos tinham direitos e deveres baseados em laços pessoais de fidelidade e nos costumes. • A obediência dos servos podia ser mantida pela violência, mas, especialmente entre os senhores, a Igreja tinha a função de garantir a ordem social. • Deus era o suserano dos suseranos. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 9 FEUDALISMO: CARACTERÍSTICAS GERAIS
  10. 10. • O suserano tinha o dever de apoiar e proteger os seus vassalos → o senhor deveria proteger os servos. • O vassalo → prestava serviço militar, participar da corte de justiça do suserano, confirmar seu juramento de fidelidade, hospedar o suserano, presentear o suserano e sua família, pagar o resgate do suserano. • O servo pagava a corvéia, a talha, as banalidades, entregava o dízimo à Igreja, hospedava o senhor → outras obrigações que variavam de região para região. • Trair o senhor era felonia → a excomunhão poderia ser a pena imposta pela Igreja → isso dissolvia os laços feudais → o suserano podia ser inclusive morto.9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 10 FEUDALISMO: CARACTERÍSTICAS GERAIS
  11. 11. UM MUNDO DE SENHORES E SERVOS 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 11
  12. 12. UM MUNDO DE SENHORES E SERVOS 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 12
  13. 13. A IGREJA MEDIEVAL • Herdeira da cultura clássica → seus membros eram a maioria dos letrados. • Não tinha o poder absoluto, mas a religião tinha grande importância na vida social. • Com a queda do Império Romano, o bispo de Roma tornou-se cada vez mais poderoso até se tornar o único papa. • A Igreja demorou a se adaptar ao crescimento urbano e comercial e continuou condenando a usura e o lucro. • Imperador e papa disputavam o poder universal, depois, os reis também questionaram o poder do pontífice. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 13
  14. 14. A IGREJA MEDIEVAL 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 14 Românico: estilo arquitetônico ligado ao mundo feudal. • Tentou regular a sociedade → Exemplo → estabeleceu regras para a guerra e o casamento. • Ungiu os reis → justificou sua existência → defendeu a ordem feudal. • No século XIII, franciscanos e dominicanos aproximaram a instituição das massas. • Poderosos no século XII e XIII, os papas tiveram seu poder questionado pelos reis.
  15. 15. BAIXA IDADE MÉDIA: URBANIZAÇÃO • Muitas mudanças ocorreram nos século XI-XII → clima, inovações tecnológicas, fim das invasões,. • Com o crescimento demográfico, a cidade passou a ser uma realidade em toda a Europa. • A maioria das pessoas, porém, continuava no campo → cidade complementava a agricultura. • O poder continuava nas mãos da 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 15
  16. 16. A CIDADE MEDIEVAL • Lugar do artesão, do comerciante, da corporação de ofício. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 16
  17. 17. A CIDADE MEDIEVAL • Havia profissões e ocupações mal vistas pela Igreja, a medicina era uma delas. As atividades bancárias eram as mais condenadas. Emprestar à juros era algo condenado e a teoria do preço justo não abria muito espaço para o lucro. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 17
  18. 18. A CIDADE MEDIEVAL • Ainda assim, as atividades bancárias e comerciais prosperavam. • Os italianos foram grandes banqueiros. • O Purgatório, a partir do século XII, ajudou a aliviar suas culpas. • Profissões condenadas aos cristãos, muitas vezes eram feitas pelos judeus, isso aumentava o preconceito contra eles. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 18 • A partir das Cruzadas, a perseguição aos judeus se intensificou, com a Crise do Século XIV, ela se tornou mais aguda.
  19. 19. A CIDADE MEDIEVAL • A catedral gótica expressa o vigor e otimismo urbanos. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 19 • Um vitral da catedral de Reims e fachada da catedral de Chartres.
  20. 20. SÉCULO XIII: UNIVERSIDADE MEDIEVAL • Século XII: escolas das catedrais. • Primeiras Universidades → Bolonha (Direito) e Paris (Teologia). • Era uma corporação de ofício. • Latim → começava com artes (trivium: gramática, retórica e lógica; e quadrivium: música, aritmética, geometria e astronomia) → depois, Teologia, Direito ou Medicina. • A Igreja precisava autorizar o 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 20 • Durante a Alta Idade Média, boa parte das escolas estava nos mosteiros → A cidade alterou a situação.
  21. 21. A CIDADE MEDIEVAL • A catedral gótica expressa o vigor e otimismo urbanos. 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 21
  22. 22. CULTURA MEDIEVAL • A Idade Média se faz presente ainda hoje na Religião, na Arte, na Literatura, no Direito, etc. • Trovadores “inventaram” o amor. • A literatura medieval nos deixou os romances de cavalaria e seus heróis: Merlin, Arthur, Lancelot, Morgan a, Tristão e Isolda. • Cinema, literatura, HQs bebem na matéria medieval e há bons materiais que tornam o estudo 9/24/2013Prof.ª Valéria Fernandes 22

×