Formação do Estado de Israel

7.467 visualizações

Publicada em

Esta aula destina-se aos alunos e alunas do Terceiro Ano do Colégio Militar de Brasília, mas qualquer pessoa pode utilizar o material, basta entrar em contato e citar a fonte.

Publicada em: Educação
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • faltou falar do acordo Haavara entre nazistas e judeus sionistas.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Thedor Herzl foi um judeu de extrema direita... de fato usou o argumento do antijudaismo.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.467
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
450
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
206
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formação do Estado de Israel

  1. 1. FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  2. 2.  Depois da Diáspora, em 70 d.C., no mundo cristão os judeus foram marginalizados pela lei, expulsos de certos territórios, obrigados a viver em guetos e perseguidos ao longo dos séculos.  No mundo islâmico, tinham que pagar o imposto religioso, dependendo da boa vontade dos governantes locais.  Em alguns casos, foram obrigados a se converter ao cristianismo ou islamismo para não morrerem. 221/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  3. 3.  Theodor Herzl, judeu húngaro, advogado, jornalista e escritor liderou o Movimento Sionista.  Uma pátria independente para o povo judeu.  Se valeu inclusive do antissemitismo como argumento. 321/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  4. 4.  Em 1896, o livro Der Judenstaat (O Estado Judaico) foi traduzido para o inglês.  Herzl defendia que o problema do antissemitismo só seria resolvido quando os judeus pudessem se estabelecer em um Estado nacional independente.  A questão ficou pendente até depois da II Guerra, mas a migração de judeus para a Palestina iniciou-se já nesse momento. 421/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  5. 5.  O Protocolo dos Sábios de Sião foi publicado na Rússia em 1903 e traduzido para diversas línguas. É uma obra forjada, com muitos plágios, que alimenta as ideias antissemitas.  O livro traz detalhes sobre o grande plano judaico para dominar o mundo.  A obra circula até hoje em vários idiomas e é usada contra os judeus. 521/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes
  6. 6.  A Declaração Balfour, carta de 02/11/1917 escrita pelo secretário britânico dos Assuntos Estrangeiros, Arthur James Balfour, ao Barão Rothschild, líder da comunidade judaica do Reino Unido → refere-se à intenção de facilitar a criação de uma nação judaica na Palestina, caso o país conseguisse derrotar o Império Otomano → garantia ainda o compromisso de não colocar em causa os direitos políticos e religiosos das populações não-judaicas 621/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  7. 7.  Reação violenta dos árabes depois de 1920.  Aliança do Grande Mufti de Jerusalém com os Nazistas.  O Holocausto durante a II Guerra Mundial.  A ONU decide sobre a formação de dois estados na Palestina: um judeu e outro árabe. 721/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  8. 8.  Massacre de Hebron (1929) → 67 judeus mortos, incluindo mulheres e crianças. Casas e sinagogas destruídas → Mais de 400 sobreviveram porque foram escondidos por árabes. 821/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  9. 9.  Resistência judaica em várias frentes.  Organizações para-militares → Haganá, Irgun, Lehi (Lohamei Herut Israel – Lutadores para a Liberdade de Israel, também conhecido como Stern Gang) era uma dissidência do Irgun.  Organizações não militares: Agência Judaica e Organização Sionista.  Partido Herut “Liberdade”. 921/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  10. 10.  Com o fim da II Guerra Mundial e o conhecimento da dimensão do Holocausto, a idéia de uma pátria para os judeus ganhou impulso.  Com a Europa destruída e os sentimentos antissemitas ainda exaltados, uma enorme massa de refugiados deixava a Europa para se unirem aos sionistas na Palestina. Mas a política de restrição à imigração judaica era mantida pelo Mandato Britânico. 1021/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  11. 11. • Hotel King David, quartel general das forças britânicas destruído pelo Irgun, em 1946 → 91 mortos. • Outras ações semelhantes foram feitas por grupos judaicos, como assassinatos de autoridades britânicas e árabes. 1121/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  12. 12.  1948 → Massacre de Deir Yassin → mais de 107 mortos, incluindo mulheres e crianças → Êxodo Palestino. 1221/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  13. 13. • David Ben Gurion declarou a Independência do Estado de Israel – 04/05/1948 1321/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  14. 14. • Judeus contra o Estado de Israel. Protesto em Londres, 2011. 1421/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  15. 15. 1521/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  16. 16.  Primeira Guerra → Independência do Estado de Israel → 1948.  Guerra de Suez → 1956.  Segunda Guerra → Guerra dos Seis Dias → 1967.  Terceira Guerra → Guerra do Yom Kippur → 1973.  Primeira Intifada → 1987-1993.  Guerra do Golfo → 1990.  Segunda Intifada → 2000-2005. 1621/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  17. 17. ESPLANADA DAS MESQUITAS 21/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes 17
  18. 18.  Na madrugada de 16 de setembro de 1982, pelos menos três mil refugiados palestinos e cidadãos libaneses foram executados pela milícia cristã maronita com a conivência de Israel. 1821/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes MASSACRE DE SABRA E CHATILA
  19. 19.  Imigração judaica para Israel → Retorno → Aliyah.  Operações de resgate de populações judaicas: Tapete Mágico (1949-50), Moisés (1984-85), Esdras e Neemias (1950-52), Joaquim (1961-64), Entebbe (07/1976), Salomão (1991). 1921/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL
  20. 20. • O grupo Setembro Negro invadiu a Vila Olímpica, matou 2 membros da equipe Israelense e fez oito reféns. • Exigiram a libertação de 234 prisioneiros palestinos. • No final, 5 dos 8 sequestradores e todos os israelenses morreram. 20 A resposta de Israel foi a Operação Ira Divina. 21/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes MASSACRE DE MUNIQUE
  21. 21. • A reação israelense ao massacre foi uma operação Cólera Divina feita pelo Mossad. • Foram perseguidos os membros do Setembro Negro e da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) acusados de responsabilidade no atentado. 2121/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes MASSACRE DE MUNIQUE Golda Meir, primeira-ministra de Israel entre 1969 e 1974. Deu a ordem para a operação.
  22. 22. • Yitzhak Rabin ganhou o Nobel da Paz em 1994, junto com Arafat e Shimon Peres (premier israelense entre 1984 e 1986). Peres, que foi um dos artífices do Acordo de Oslo, de 1993, depois seria presidente de Israel, de 2007 a 2014. • Após discursar para 100 mil pessoas em ato pela paz, Yitzhak Rabin foi assassinado por judeu em Tel Aviv em 04/11/1995. 22 Primeiro-Ministro entre 1974-77, regressou em 1992. Primeiro no cargo a nascer em Israel e morrer assassinado.21/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes
  23. 23. 2321/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes • Soldados israelenses do batalhão Caracal. (Foto de AMIR COHEN - REUTERS)
  24. 24. 2421/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes • O alistamento militar em Israel é obrigatório para todos os cidadãos que completam 18 anos. Cidadãos árabes são isentos. Outras exceções são por motivos religiosos, ou de saúde. • Homens servem 2 anos e 8 meses, mulheres, 2 anos. • Há grande pressão para que os religiosos (haredim) sejam obrigados ao serviço militar, no entanto, a nova legislação enfrenta uma série de resistências, inclusive de ultra-ortodoxos fora de Israel.
  25. 25. (Enem-MEC) Em 1947, a Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou um plano de partilha da Palestina que previa a criação de dois Estados: um judeu e outro palestino. A recusa árabe em aceitar a decisão conduziu ao primeiro conflito entre Israel e países árabes. A segunda guerra (Suez, 1956) decorreu da decisão egípcia de nacionalizar o canal, ato que atingia interesses anglo-franceses e israelenses. Vitorioso, Israel passou a controlar a península do Sinai. O terceiro conflito árabe-israelense (1967) ficou conhecido como Guerra dos Seis Dias, tal a rapidez da vitória de Israel. Em 06 de outubro de 1973, quando os judeus comemoravam o Yom Kippur (Dia do Perdão), forças egípcias e sírias atacaram de surpresa Israel, que revidou de forma arrasadora. A intervenção americano-soviética impôs o cessar-fogo, concluído em 22 de outubro. Com base no texto, assinale a opção correta. 2521/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes ISRAEL NO ENEM
  26. 26. a) A primeira guerra árabe-israelense foi determinada pela ação bélica de tradicionais potências europeias no Oriente Médio. b) Na segunda metade dos anos 1960, quando explodiu a terceira guerra árabe-israelense, Israel obteve rápida vitória. c) A guerra do Yom Kippur ocorreu no momento em que, a partir da decisão da ONU, foi oficialmente instalado o Estado de Israel. d) A ação dos governos de Washington e Moscou foi decisiva para o cessar-fogo que pôs fim ao primeiro conflito árabe-israelense. e) Apesar das sucessivas vitórias militares, Israel mantém suas dimensões territoriais tal como estabelecido pela resolução de 1947 aprovada pela ONU. 2621/09/2017Prof.ª Valéria Fernandes ISRAEL NO ENEM

×