KARATÊ-DÔ NA ESCOLA <ul><li>  Davidson Bruno Castro </li></ul>
Sumário: <ul><li>Sinopse Histórica </li></ul><ul><li>O karatê enquanto Possível conteúdo da Educação Física escolar (E.F.E...
Sinopse histórica: <ul><li>Karatê-do, levado ao Japão por Gichin Funakoshi. </li></ul><ul><li>Karatê-do no Brasil: </li></...
<ul><li>GICHIN  FUNAKOSHI ( Okinawa,1868 – Tóquio, 1957). </li></ul>
O karatê enquanto Possível conteúdo da E.F.E: <ul><li>Atualmente, A educação física ainda é voltada para o  desempenho fís...
O karatê enquanto Possível conteúdo da E.F.E: <ul><li>Conforme os PCN,s (Brasil, 1998) busca-se legitimar as diversas poss...
O objetivo do karatê-do nas aulas de E.F.E:   <ul><li>O principal objetivo do Karate é formar o caráter do indivíduo (Sasa...
Uma proposta zen para a Educação:
Karatê-do e a manifestação do Budô:   <ul><li>Segundo Zoughari (2005), o termo Budô significa  caminho (Do) da Guerra (Bu)...
O Dojo kun:   <ul><li>Esforçar-se para a formação do caráter </li></ul><ul><li>Fidelidade para com o verdadeiro caminho da...
<ul><li>Você pode treinar por muito, muito tempo. Se porém apenas mexer as mãos e os pés e saltar para cima e para baixa c...
<ul><li>Saber não é o bastante; é preciso aplicar. Querer não é o bastante; é preciso fazer. </li></ul><ul><li>(Bruce Lee)...
Considerações finais: <ul><li>De acordo com os textos formais e pesquisas de campo consultados, entende-se que a aplicação...
Referências Bibliográficas:   <ul><li>BRASIL. Secretaria de Educação Física Fundamental.  Parâmetros Curriculares Nacionai...
Referências Bibliográficas: <ul><li>GHIRALDELLI JR, Paulo . Educação Física Progressista:  a pedagogia crítico social dos ...
Referências Bibliográficas: <ul><li>SASAKI, Y.  Manual de Educação Física:  karatê-do e Tênis. São Paulo: E.P.U., 1978. </...
  OSS...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Karate Na Escola

12.061 visualizações

Publicada em

Paper presented at the faculty of physical education at the University Celso lisboa, UCL, RJ, Brazil. The work suggests the struggles and content of school physical education that is advocated in the National Curricular Parameters (PCN).

Trabalho apresentado na faculdade de educação física do centro universitário celso lisboa, UCL, RJ, Brasil. O trabalho sugere as lutas como conteúdo da educação física escolar o qual está preconizado nos parâmetros curriculares nacionais (pcn).

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.061
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
133
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
254
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Karate Na Escola

  1. 1. KARATÊ-DÔ NA ESCOLA <ul><li> Davidson Bruno Castro </li></ul>
  2. 2. Sumário: <ul><li>Sinopse Histórica </li></ul><ul><li>O karatê enquanto Possível conteúdo da Educação Física escolar (E.F.E). </li></ul><ul><li>O objetivo do karatê-do nas aulas de E.F.E </li></ul><ul><li>Uma proposta zen para a Educação </li></ul><ul><li>Karatê-do e a manifestação do Budô </li></ul><ul><li>O Dojo kun </li></ul><ul><li>Considerações finais </li></ul><ul><li>Referências Bibliográficas </li></ul>
  3. 3. Sinopse histórica: <ul><li>Karatê-do, levado ao Japão por Gichin Funakoshi. </li></ul><ul><li>Karatê-do no Brasil: </li></ul><ul><li>Década de 50 </li></ul><ul><li>Precursores por estilo no Brasil: </li></ul><ul><li>Mitsusuki harada (Shotokan) </li></ul><ul><li>Seiichi Akamine (Goju Ryu) </li></ul><ul><li>Yoshihide Shinzato (Shorin-Ryu) </li></ul>
  4. 4. <ul><li>GICHIN FUNAKOSHI ( Okinawa,1868 – Tóquio, 1957). </li></ul>
  5. 5. O karatê enquanto Possível conteúdo da E.F.E: <ul><li>Atualmente, A educação física ainda é voltada para o desempenho físico e o técnico desportivo, o qual é registrado na literatura como a tendência de Educação Física competitivista (GHIRALDELI JR, 2004). </li></ul>
  6. 6. O karatê enquanto Possível conteúdo da E.F.E: <ul><li>Conforme os PCN,s (Brasil, 1998) busca-se legitimar as diversas possibilidades de aprendizagem, visando ampliar as relações entre os conhecimentos da cultura corporal do movimento e os sujeitos da aprendizagem. </li></ul>
  7. 7. O objetivo do karatê-do nas aulas de E.F.E: <ul><li>O principal objetivo do Karate é formar o caráter do indivíduo (Sasaki, 1978). </li></ul><ul><li>Realizar discussões de temas transversais como pluralidade cultural, trabalho e consumo, saúde em suas dimensões conceituais procedimentais e atitudinais. </li></ul>
  8. 8. Uma proposta zen para a Educação:
  9. 9. Karatê-do e a manifestação do Budô: <ul><li>Segundo Zoughari (2005), o termo Budô significa caminho (Do) da Guerra (Bu) que quer na verdade conotar a coexistência da arte com a espiritualidade. </li></ul>
  10. 10. O Dojo kun: <ul><li>Esforçar-se para a formação do caráter </li></ul><ul><li>Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão </li></ul><ul><li>Criar intuito de esforço </li></ul><ul><li>Respeitar acima de tudo </li></ul><ul><li>Reprimir o espírito de agressão </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Você pode treinar por muito, muito tempo. Se porém apenas mexer as mãos e os pés e saltar para cima e para baixa como uma marionete (...) você nunca chegará à essencia; você fracassará em captar a quintessência do Karatê-dô. </li></ul><ul><li> (FUNAKOSHI, 2002) </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Saber não é o bastante; é preciso aplicar. Querer não é o bastante; é preciso fazer. </li></ul><ul><li>(Bruce Lee) </li></ul>
  13. 13. Considerações finais: <ul><li>De acordo com os textos formais e pesquisas de campo consultados, entende-se que a aplicação do Karatê-do, enquanto fenômeno de manifestação do Budô. É um conteúdo em potencial, e a axiologia pode ser vivenciada na vida cotidiana de nossos educandos. </li></ul>
  14. 14. Referências Bibliográficas: <ul><li>BRASIL. Secretaria de Educação Física Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física / Secretaria de Educação Física. – Brasília: MEC/SEF, 1997. </li></ul><ul><li>CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE KARATE. Disponível em: < http://www.karatedobrasil.org.br/historia.asp > acesso em 01 out 2008. </li></ul><ul><li>FUNAKOSHI, Gichin. Karate-do: O meu modo de vida. São Paulo, Cultrix: 2002. </li></ul>
  15. 15. Referências Bibliográficas: <ul><li>GHIRALDELLI JR, Paulo . Educação Física Progressista: a pedagogia crítico social dos conteúdos e a educação física brasileira. 5 ed. São Paulo: Loyola, 1991. </li></ul><ul><li>LAGE, Vitor; GONÇALVES JUNIOR, Luiz, NAGAMINE, Kazuo K . O Karatê-dô enquanto conteúdo da educação física escolar In: III Colóquio de pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana: o lazer em uma perspectiva latino-americana, 2007 São Carlos. Anais...São Carlos: SPMQMH/UFSCar, 2007, p.119-133. </li></ul>
  16. 16. Referências Bibliográficas: <ul><li>SASAKI, Y. Manual de Educação Física: karatê-do e Tênis. São Paulo: E.P.U., 1978. </li></ul><ul><li>SUGAI, Vera L., O caminho do guerreiro . São Paulo: Gente, 2000. </li></ul><ul><li>ZOUGHARI, Kacem. A Arte do Ninja: Entre ilusão e Realidade. São Paulo: JBC, 2005. </li></ul>
  17. 17. OSS...

×