SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
INTRODUÇÃO
PGs são o lugar perfeito para gera novos líderes.
A menos que membros de PGs sejam convertidos em
líderes de PGs poucos frutos duradouros vão permanecer.
Identificar, desenvolver e liberar os membros para
serem líderes de PGs para que façam a colheita é o meio mais
rápido e eficaz da igreja cumprir a Grande Comissão.
O desenvolvimento de liderança é fator determinante
para o máximo impacto da igreja.
A chave para o futuro da igreja é o ministério dos
líderes que são formados pelos líderes atuais.
Primeiro precisamos nos tornar líderes eficazes para
desenvolver líderes eficazes.
Um ministério de PGs só será bem sucedido havendo
compromisso com o desenvolvimento de liderança.
O ministério de PGs cresce ou declina conforme a
qualidade de seus líderes.
Para que os líderes de PGs se multipliquem
efetivamente, desenvolvendo líderes eficazes, eles precisam
de uma estratégia adequada – 8 passos para desenvolver
novos líderes de PGs:
1. em multiplicar líderes
2. liderança multiplicadora
3. líderes em potencial
4. o relacionamento com eles
5. a visão para eles
6. expectativas e compromissos
7. os líderes em potencial
8. esses líderes para a liderança
SONHAR
DEMONSTRAR
DESCOBRIR
APROFUNDAR
DESCREVER
DETERMINAR
DESENVOLVER
MOBILIZAR
TRANSFORMANDO
MEMBROS EM LÍDERES
Uma resenha do Livro de Dave Earley
1
Ninguém jamais se tornou um líder multiplicador sem
sonhar a esse respeito; cada líder precisa sonhar e formar ao
menos um outro líder.
E as palavras que me ouviu dizer na presença de muitas
testemunhas, confie-as a homens fiéis que sejam também
capazes de ensinar outros. (2Tm 2:2)
princípios para tornar o sonho em realidade:
1.Busque a Deus e receba dele o sonho para seu
ministério;
2.Escreva o sonho e visualize-o;
3.Reporte-se a ele com frequência;
4.Creia que Deus pode e irá realizá-lo;
5.Peça a Deus que o realize;
6.Planeje cumprir a sua parte;
7.Trabalhe como se tudo dependesse de você; ore
como se tudo dependesse de Deus;
8.Comece pequeno, mas fale como se o sonho tivesse
se tornando realidade.
Há pessoas que serão líderes multiplicadores se for
mostrado a eles como fazer isso; e isso se dá pelo exemplo
pessoal.
Liderança é algo mais percebido do que ensinado.
O líder multiplicador deve ser exemplo da prática dos
hábitos de um líder eficaz (mais detalhes no livro Os 8 Hábitos
do Líder Eficaz de Grupos Pequenos, de Dave Earley)
Visão tenha alvos específicos para o crescimento e
multiplicação do grupo
Oração ore diariamente pelos membros e pela
multiplicação do grupo
Cadeira vazia convide regularmente pessoas novas para
seu grupo e estimule os membros a fazê-
lo também
Contato mantenha contato regular com os membros do
grupo
Preparo planeje e prepare-se para as reuniões
Mentoreamento – tenha e mentoreie aprendizes
de líder
8
1 SONHAR
2 DEMONSTRAR
demonstre a liderança multiplicadora
sonhe com a multiplicação de sua liderança?
2
Comunhão organize atividades de comunhão com o grupo
Crescimento – comprometa-se com seu
crescimento pessoal
requisitos para um líder desenvolver um ministério
multiplicador:
.Sacrifício (Jo 12:24)Todo líder de PG que frutifica,
pratica sacrifício, morrendo para uma vida de ocupações
egoísticas a fim de realizar atividades do Reino; é o tempo
gasto fora da reunião do grupo, orando, convidando, fazendo
contatos e mentoreando, que faz a diferença no crescimento e
multiplicação do grupo.Outro elemento importante é sair do
caminho, morrendo para a necessidade de sermos necessários,
superando nossa insegurança.
.Dependência de Deus (Jm 17:5-8)Dependência se
expressa por meio da oração.
.Conexão íntima com Jesus (Jo 14:4-5)Líderes
multiplicadores tomam tempo para permanecer conectados
com Jesus através da Palavra e oração.
.Perseverança (Gl 6:9)O líder multiplicador não se
destaca pelos muitos dons, melhor formação ou personalidade
vibrante e dinâmica, mas pelo trabalho duro, dedicação,
disciplina.
.Esforço paciente (Tg 5:7)Multiplicar líderes requer
tempo e paciência; é preciso continuamente orar, sonhar e
investir no mentoreamento.
.Saturação com a Palavra (Sl 1:1-3)Dedicação à leitura
e estudo da Bíblia.
.Visão focada na colheita (Jo 4:35) O líder
multiplicador tem visão espiritual para “ver” oportunidades,
potenciais e possibilidades onde outros não veem
Somente a descoberta e o desenvolvimento de líderes
em potencial resultará na multiplicação de líderes.
Cada pessoa do grupo deve ser encarada como um líder
em potencial e ser treinada para liderar um grupo pequeno
(1Co 1:26-29); todo o povo de Deus deve ser treinado para
fazer o trabalho ministerial.
Todo crente deve ser um discípulo. E para ser
verdadeiramente um discípulo, precisa ser um discipulador;
todo membro deve ser discipulado para discipular outros.
Novos convertidos podem se tornar excelentes
auxiliares por vários motivos: eles têm mais contatos com não-
cristãos e são com frequência evangelizadores; têm
entusiasmo; são ensináveis e muito contagiantes
espiritualmente.
7
1
2
3
4
5
6
7
3 DESCOBRIR
descubra líderes em potencial.
3
Existem algumas condições não resolvidas que podem
impedir, temporariamente, a pessoa de se tornar um líder
eficaz: situação de vida extenuante, excessiva bagagem
emocional e atitudes destrutivas, como: medo, murmuração,
rebeldia, insubmissão, desonestidade e arrogância.
Um multiplicador eficaz mentoreia e não meramente
transmite habilidades.
Não existe discipulado sem relacionamento.
O grau e a extensão de sua influência sobre outros
estão relacionados à profundidade de seu relacionamento
com eles; após descobrir líderes em potencial, é preciso
aprofundar o relacionamento com eles.
1. Comunicar-se regularmente: telefone, encontros,
e-mail, visitas;
2. Compartilhe seus objetivos, planos e expectativas;
Valorize as pessoas através de ações e atitudes de
reconhecimento;
3. Encoraje prestando apoio e ajuda nas dificuldades;
4. Demonstre aceitação, atenção e afeição;
5. Realize atividades juntos;
6. Aprenda a ouvir. Ouvir é essencial para uma
liderança eficaz porque demonstra que você se importa com
as pessoas; conheça suas ideias, dificuldades, dúvidas, suas
lutas pessoais, seus sonhos, planos etc;
concentre-se
na pessoa que fala com você, faça
perguntas para sondar sentimentos, olhe
para ela, não a interrompa, evite julgar
antes que ela tenha terminado, comente
resumidamente o que ela está dizendo,
repita o que você entendeu do que foi
dito por ela com suas palavras, faça
perguntas que ajudem a esclarecer o que
ela disse.
Se o líder não desenvolver uma visão para o grupo ou
não comunicá-la, o grupo crescerá para dentro, ou seja,
crescerá mas não se multiplicará.
Como aprofundar o relacionamento:
Dicas para ouvir melhor:
4 APROFUNDAR
aprofunde seu relacionamento com os líderes
em potencial
5 DESCREVER
descreva a visão
4
Aimportância de descrever a visão
1.Atrai e motiva as pessoas;
2. Produz líderes;
3. Impulsiona às pessoas a agir;
4. Dá a segurança de que se está indo para algum lugar;
5. Eleva o moral;
6 .Encoraja pessoas ao sacrifício por uma causa maior;
:
Busque a Deus para receber uma visão para seu
grupo que combine claramente com a visão de
sua igreja.
Escreva a visão e compartilhe-a com as pessoas
do grupo, permitindo que contribuam e se
apropriem dela, para que ela se torne a visão do
grupo.
Exemplos: Multiplicar um novo grupo todo ano. Treinar
nos próximos 5 anos, 5 líderes multiplicadores, um por
ano. Liderar um grupo saudável, em crescimento e que se
multiplique ao final de um ano.
Compartilhe a visão o tempo todo, com paixão e
confiança, gerando entusiasmo nas pessoas e levando-as a
crer que vai acontecer.
É importante compartilhar expectativas e
compromissos com o seu aprendiz porque:
1. Estabelece uma direção;
2. Limita as frustrações;
3. Favorece a comunicação;
4. Gera motivação;
5. Funciona como um modelo e uma ferramenta para o
aprendiz multiplicar.
O compromisso doAprendiz
Oriente o aprendiz a orar diariamente pelos membros
do grupo; isso desenvolve afeição por eles;
Estar disponível aos membros fora das reuniões do
grupo; isso estreita os relacionamentos;
Fazer contato semanal com os membros, através de um
simples telefonema ou e-mail;
Dar exemplo; em coisas como leitura diária da Bíblia,
oração, envolvimento na igreja (devemos ser exemplo de
cristão em crescimento, não exemplo de perfeição).
O compromisso do Líder
Orar pelos membros, pelo aprendiz e pela
multiplicação;
Contatar regularmente os membros do grupo;
Como descrever a visão
6 DETERMINAR
determine expectativas e compromissos
5
Planejar e preparar-se para a reunião;
Ter e mentorear aprendizes;
Planejar atividades de comunhão com o grupo;
Comprometer-se com seu próprio crescimento
espiritual;
Manter-se alinhado e alinhar o grupo com as
expectativas e visão da igreja para os grupos pequenos.
A multiplicação somente será bem sucedida se houver
desenvolvimento de líderes.
O objetivo de desenvolver discípulos é desenvolvê-los
para:
1. Que sejam aptos a conduzir grupos saudáveis que
cresçam e sejam capazes de se multiplicar;
2. Desenvolver líderes de PGs que desenvolvam outros
líderes de PGs;
3. Formar líderes de PGs que sejam multiplicadores.
Recursos para desenvolvimento
1. Treinamento prático (o melhor recurso);
2. Delegar responsabilidades, supervisionar e avaliar;
3. Mentoreamento pessoal;
4. Treinamento em sala de aula;
5. Encontros de liderança;
6. Gastar tempo juntos assim como Jesus ensinava aos
discípulos, enquanto andava com eles;
7. Leitura de livros; ouvir ministrações sobre
desenvolvimento de liderança.
Passos do desenvolvimento de líderes
1. Servir de modelo;
2. Ser um mentor;
3. Ser motivador;
4. Ser multiplicador;
Papéis necessários para atuar no desenvolvimento
de líderes
1. Ser um discipulador, ajudando o líder em potencial a
crescer em Cristo através da prestação de contas;
2. Ser um treinador, ensinando e treinando
habilidades;
3. Ser um conselheiro, orientando e aconselhando o
líder em potencial, ajudando-o a enfrentar as dificuldades e
superar os obstáculos em sua vida e liderança;
4. Ser um professor, fornecendo informações,
explicações sobre doutrina, técnicas de condução de
reuniões etc;
7 DESENVOLVER
desenvolva os líderes em potencial
6
5. Ser um padrinho, encorajando o líder em
treinamento.
p a r a o e f i c a z
desenvolvimento de lideres é essencial
fazer reuniões regulares semanais ou
quinzenais com o líder em aprendizado.
O que fazer na reunião:
Estudar e discutir o material distribuído pela igreja ou
o capítulo de um livro;
Conferir planos pessoais de crescimento;
Comentar e avaliar a reunião do PG;
Planejar uma atividade;
Discutir e planejar a multiplicação etc.
Essa reunião não precisa ser demorada, mas ela é
essencial para a multiplicação da liderança.
Perguntas que você não pode deixar de fazer ao líder
em potencial que você está treinando:
O que posso fazer para lhe ajudar a ser um líder eficaz?
Em que área de sua liderança você mais precisa de
minha ajuda?
O que você mais precisa de mim no momento?
Pergunta para fazer a si mesma toda a semana:
O que eu posso fazer para ajudar meu aprendiz (no
caso do líder)/ meus líderes (no caso do orientador) a serem
mais bem preparados para liderar um grupo saudável, que
cresce e se multiplica? Esta pergunta ajuda a manter o foco
no desenvolvimento
A tarefa de um líder multiplicador não é completa até
que os seus aprendizes estejam liderando seus próprios
grupos.
Indicadores para avaliar o desenvolvimento do
aprendiz:
Fez os treinamentos oferecidos pela igreja;
Conduz bem as reuniões ou parte das reuniões quando
lhe é dada esta responsabilidade;
Tem seguido as orientações recebidas, demonstrando
interesse em aperfeiçoar sua liderança;
Tem e põe em prática um plano de crescimento
pessoal;
Está investindo em outro líder em potencial;
I m p o r t a n t e :
8 MOBILIZAR
mobilize-os para a liderança
7
As pessoas do grupo reconhecem sua liderança; é
aceito.
Como fazer uma multiplicação bem sucedida:
Falar da multiplicação desde a primeira reunião do PG e
com frequência;
Manter o grupo informado sobre os planos e o progresso
da multiplicação;
Orar no grupo com os membros acerca dos grupos que
serão originados a partir dele;
Falar da multiplicação de forma positiva; não usar
palavras como “dividir”, “separar”;
Usar sempre expressões como “gerar” ou “iniciar” um
novo grupo;
Mostrar estatísticas de quantas pessoas estão fora de
grupo, quantos grupos são necessários para não deixar
ninguém de fora;
Orar pelo melhor momento para multiplicação:
Líder pronto, grupo pronto;
Estipular uma data para multiplicação;
Celebrar o nascimento do novo grupo, fazendo uma
festa.
Acompanhamento pós-multiplicação:
Mantenha o contato semanal nas primeiras semanas;
visite a reunião do novo PG uma ou duas vezes nos primeiros
meses;
Continue orando pelo novo PG e pelo seu líder; celebre
o sucesso deles;
Desafie o novo líder a manter o sonho da multiplicação;
forneça orientação e apoio quando necessário.
Barreiras ao desenvolvimento de novos líderes:
Doentia necessidade de ser necessário,de se julgar
insubstituível;
Desejo obsessivo de fazer as coisas “do jeito certo” =
“do meu jeito”;
Não investir tempo e esforço em relacionamento e
envolvimento com os outros.
8

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Declaração doutrinária da convenção-
  Declaração doutrinária da convenção-  Declaração doutrinária da convenção-
Declaração doutrinária da convenção-Souza1509
 
Mulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorMulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorElciene Oliveira
 
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?Márcio Pereira
 
APOSTILA DISCIPULADO BASICO
APOSTILA DISCIPULADO BASICOAPOSTILA DISCIPULADO BASICO
APOSTILA DISCIPULADO BASICOBispoAlberto
 
1 l4 a caminho da maturidade
1 l4   a caminho da maturidade1 l4   a caminho da maturidade
1 l4 a caminho da maturidadeClaudinei Dias
 
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas IgrejasTransição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas IgrejasEdinéia Almeida
 
Multiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos gruposMultiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos gruposJean Quenehen
 
Liderança cristã
Liderança cristãLiderança cristã
Liderança cristãDiego Rocha
 
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundoOs desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundoCRISTOPAA
 
Billy graham o espírito santo
Billy graham   o espírito santoBilly graham   o espírito santo
Billy graham o espírito santojeverlu
 

Mais procurados (20)

UMA IGREJA SAUDÁVEL
UMA IGREJA SAUDÁVELUMA IGREJA SAUDÁVEL
UMA IGREJA SAUDÁVEL
 
Declaração doutrinária da convenção-
  Declaração doutrinária da convenção-  Declaração doutrinária da convenção-
Declaração doutrinária da convenção-
 
A arte de pregar
A arte de pregarA arte de pregar
A arte de pregar
 
Mulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorMulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do Senhor
 
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
 
APOSTILA DISCIPULADO BASICO
APOSTILA DISCIPULADO BASICOAPOSTILA DISCIPULADO BASICO
APOSTILA DISCIPULADO BASICO
 
1 l4 a caminho da maturidade
1 l4   a caminho da maturidade1 l4   a caminho da maturidade
1 l4 a caminho da maturidade
 
Discipulado Avançado III
Discipulado Avançado IIIDiscipulado Avançado III
Discipulado Avançado III
 
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas IgrejasTransição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
 
UMA VIDA COM PROPOSITOS - Rick warrein
UMA VIDA COM PROPOSITOS - Rick warrein  UMA VIDA COM PROPOSITOS - Rick warrein
UMA VIDA COM PROPOSITOS - Rick warrein
 
O chamado ministerial
O chamado ministerialO chamado ministerial
O chamado ministerial
 
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e euLição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
 
Multiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos gruposMultiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos grupos
 
Intercessão
IntercessãoIntercessão
Intercessão
 
Dna a visão da igreja obpc
Dna a visão da igreja obpcDna a visão da igreja obpc
Dna a visão da igreja obpc
 
Liderança cristã
Liderança cristãLiderança cristã
Liderança cristã
 
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundoOs desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
 
Billy graham o espírito santo
Billy graham   o espírito santoBilly graham   o espírito santo
Billy graham o espírito santo
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
 

Semelhante a 61842153 membros-em-lideres

8 habitos treinamento de liderança de pequenos grupos - os 8 hábitos
8 habitos   treinamento de liderança de pequenos grupos - os 8 hábitos8 habitos   treinamento de liderança de pequenos grupos - os 8 hábitos
8 habitos treinamento de liderança de pequenos grupos - os 8 hábitosSundar Andrade
 
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias BarretoLiderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias BarretoAbdias Barreto
 
Liderança cristã o Líder e seus conflitos
Liderança cristã   o Líder e seus conflitosLiderança cristã   o Líder e seus conflitos
Liderança cristã o Líder e seus conflitosAbdias Barreto
 
A liderança juvenil seminário
A liderança juvenil   seminárioA liderança juvenil   seminário
A liderança juvenil seminárioGeraldo Manuel
 
Estudo para liderança
Estudo para liderançaEstudo para liderança
Estudo para liderançaIvo Souza
 
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptxAula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptxIejnCongonhas
 
Apostila Mover para Líderes de Dança
Apostila Mover para Líderes de DançaApostila Mover para Líderes de Dança
Apostila Mover para Líderes de DançaSilmara Caetano
 
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptxfreivalentimpesente
 
04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideresHerisson Gonçalves
 
CURSO_DE_CAPACITACAO_DE_LIDERES_DE_CELUL.pdf
CURSO_DE_CAPACITACAO_DE_LIDERES_DE_CELUL.pdfCURSO_DE_CAPACITACAO_DE_LIDERES_DE_CELUL.pdf
CURSO_DE_CAPACITACAO_DE_LIDERES_DE_CELUL.pdfAmilton24
 
Implantando O MinitéRio Jovem
Implantando O MinitéRio JovemImplantando O MinitéRio Jovem
Implantando O MinitéRio Jovemsilas_i
 
Liderança
LiderançaLiderança
LiderançaNoimix
 
Curso Conselheiro.pptx
Curso Conselheiro.pptxCurso Conselheiro.pptx
Curso Conselheiro.pptxAlexandreJr7
 
Auto avaliação de um líder
Auto avaliação de um líderAuto avaliação de um líder
Auto avaliação de um líderNeemias Torres
 
Pequenos grupos o que são e como fazer 4
Pequenos grupos   o que são e como fazer 4Pequenos grupos   o que são e como fazer 4
Pequenos grupos o que são e como fazer 4Sundar Andrade
 

Semelhante a 61842153 membros-em-lideres (20)

8 habitos treinamento de liderança de pequenos grupos - os 8 hábitos
8 habitos   treinamento de liderança de pequenos grupos - os 8 hábitos8 habitos   treinamento de liderança de pequenos grupos - os 8 hábitos
8 habitos treinamento de liderança de pequenos grupos - os 8 hábitos
 
Seja um supervisor de celulas eficaz_6
Seja um supervisor de celulas eficaz_6Seja um supervisor de celulas eficaz_6
Seja um supervisor de celulas eficaz_6
 
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias BarretoLiderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
 
Liderança cristã o Líder e seus conflitos
Liderança cristã   o Líder e seus conflitosLiderança cristã   o Líder e seus conflitos
Liderança cristã o Líder e seus conflitos
 
A liderança juvenil seminário
A liderança juvenil   seminárioA liderança juvenil   seminário
A liderança juvenil seminário
 
Estudo para liderança
Estudo para liderançaEstudo para liderança
Estudo para liderança
 
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptxAula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
 
Apostila Mover para Líderes de Dança
Apostila Mover para Líderes de DançaApostila Mover para Líderes de Dança
Apostila Mover para Líderes de Dança
 
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
04-principio-da-formacao-de-lideres-200416232152.pptx
 
Seja um supervisor de celulas eficaz_3
Seja um supervisor de celulas eficaz_3Seja um supervisor de celulas eficaz_3
Seja um supervisor de celulas eficaz_3
 
04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres04 principio-da-formacao-de-lideres
04 principio-da-formacao-de-lideres
 
CURSO_DE_CAPACITACAO_DE_LIDERES_DE_CELUL.pdf
CURSO_DE_CAPACITACAO_DE_LIDERES_DE_CELUL.pdfCURSO_DE_CAPACITACAO_DE_LIDERES_DE_CELUL.pdf
CURSO_DE_CAPACITACAO_DE_LIDERES_DE_CELUL.pdf
 
Seja um supervisor de celulas eficaz_5
Seja um supervisor de celulas eficaz_5Seja um supervisor de celulas eficaz_5
Seja um supervisor de celulas eficaz_5
 
Implantando O MinitéRio Jovem
Implantando O MinitéRio JovemImplantando O MinitéRio Jovem
Implantando O MinitéRio Jovem
 
A Vinda.ppt
A Vinda.pptA Vinda.ppt
A Vinda.ppt
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Celulas Apostólicas- Aula 2.pdf
Celulas Apostólicas- Aula 2.pdfCelulas Apostólicas- Aula 2.pdf
Celulas Apostólicas- Aula 2.pdf
 
Curso Conselheiro.pptx
Curso Conselheiro.pptxCurso Conselheiro.pptx
Curso Conselheiro.pptx
 
Auto avaliação de um líder
Auto avaliação de um líderAuto avaliação de um líder
Auto avaliação de um líder
 
Pequenos grupos o que são e como fazer 4
Pequenos grupos   o que são e como fazer 4Pequenos grupos   o que são e como fazer 4
Pequenos grupos o que são e como fazer 4
 

Mais de Luiz Augusto

Enciclopedia de oratoria motivacional de la rosa vidal, carlos
Enciclopedia de oratoria motivacional   de la rosa vidal, carlosEnciclopedia de oratoria motivacional   de la rosa vidal, carlos
Enciclopedia de oratoria motivacional de la rosa vidal, carlosLuiz Augusto
 
Enciclopedia de oratoria motivacional de la rosa vidal, carlos
Enciclopedia de oratoria motivacional   de la rosa vidal, carlosEnciclopedia de oratoria motivacional   de la rosa vidal, carlos
Enciclopedia de oratoria motivacional de la rosa vidal, carlosLuiz Augusto
 
Cinco motivos para o crente orar
Cinco motivos para o crente orarCinco motivos para o crente orar
Cinco motivos para o crente orarLuiz Augusto
 
Conversando com deus
Conversando com deusConversando com deus
Conversando com deusLuiz Augusto
 
Manuscritos dabibliae modernasversoes
Manuscritos dabibliae modernasversoesManuscritos dabibliae modernasversoes
Manuscritos dabibliae modernasversoesLuiz Augusto
 
50estudosparacelulasi 091009204834-phpapp02
50estudosparacelulasi 091009204834-phpapp0250estudosparacelulasi 091009204834-phpapp02
50estudosparacelulasi 091009204834-phpapp02Luiz Augusto
 
-licoes-para-estudos-em-casas-igreja-em-celulas
-licoes-para-estudos-em-casas-igreja-em-celulas-licoes-para-estudos-em-casas-igreja-em-celulas
-licoes-para-estudos-em-casas-igreja-em-celulasLuiz Augusto
 
Estudo1 um livro-aberto
Estudo1 um livro-abertoEstudo1 um livro-aberto
Estudo1 um livro-abertoLuiz Augusto
 
00 ficha-e-questionário-para-levantamento-avaliação-e-nivelamento-das-áreas-d...
00 ficha-e-questionário-para-levantamento-avaliação-e-nivelamento-das-áreas-d...00 ficha-e-questionário-para-levantamento-avaliação-e-nivelamento-das-áreas-d...
00 ficha-e-questionário-para-levantamento-avaliação-e-nivelamento-das-áreas-d...Luiz Augusto
 
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portuguesLuiz Augusto
 
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portuguesLuiz Augusto
 
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portuguesLuiz Augusto
 

Mais de Luiz Augusto (20)

Enciclopedia de oratoria motivacional de la rosa vidal, carlos
Enciclopedia de oratoria motivacional   de la rosa vidal, carlosEnciclopedia de oratoria motivacional   de la rosa vidal, carlos
Enciclopedia de oratoria motivacional de la rosa vidal, carlos
 
Enciclopedia de oratoria motivacional de la rosa vidal, carlos
Enciclopedia de oratoria motivacional   de la rosa vidal, carlosEnciclopedia de oratoria motivacional   de la rosa vidal, carlos
Enciclopedia de oratoria motivacional de la rosa vidal, carlos
 
Cinco motivos para o crente orar
Cinco motivos para o crente orarCinco motivos para o crente orar
Cinco motivos para o crente orar
 
Conversando com deus
Conversando com deusConversando com deus
Conversando com deus
 
Manuscritos dabibliae modernasversoes
Manuscritos dabibliae modernasversoesManuscritos dabibliae modernasversoes
Manuscritos dabibliae modernasversoes
 
6 romanos
6 romanos6 romanos
6 romanos
 
6 romanos
6 romanos6 romanos
6 romanos
 
Dinmicade grupo
Dinmicade grupoDinmicade grupo
Dinmicade grupo
 
50estudosparacelulasi 091009204834-phpapp02
50estudosparacelulasi 091009204834-phpapp0250estudosparacelulasi 091009204834-phpapp02
50estudosparacelulasi 091009204834-phpapp02
 
-licoes-para-estudos-em-casas-igreja-em-celulas
-licoes-para-estudos-em-casas-igreja-em-celulas-licoes-para-estudos-em-casas-igreja-em-celulas
-licoes-para-estudos-em-casas-igreja-em-celulas
 
Estudo1 um livro-aberto
Estudo1 um livro-abertoEstudo1 um livro-aberto
Estudo1 um livro-aberto
 
Celula 2009
Celula  2009Celula  2009
Celula 2009
 
12009494
1200949412009494
12009494
 
I tessalonicenses
I tessalonicensesI tessalonicenses
I tessalonicenses
 
Juizofinal
JuizofinalJuizofinal
Juizofinal
 
00 ficha-e-questionário-para-levantamento-avaliação-e-nivelamento-das-áreas-d...
00 ficha-e-questionário-para-levantamento-avaliação-e-nivelamento-das-áreas-d...00 ficha-e-questionário-para-levantamento-avaliação-e-nivelamento-das-áreas-d...
00 ficha-e-questionário-para-levantamento-avaliação-e-nivelamento-das-áreas-d...
 
Manual da celula
Manual da celulaManual da celula
Manual da celula
 
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
 
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
 
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
35831357 mateus-interlinear-grego-portugues
 

Último

slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoInsituto Propósitos de Ensino
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiamaysa997520
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoInsituto Propósitos de Ensino
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 

Último (12)

slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 

61842153 membros-em-lideres

  • 1. INTRODUÇÃO PGs são o lugar perfeito para gera novos líderes. A menos que membros de PGs sejam convertidos em líderes de PGs poucos frutos duradouros vão permanecer. Identificar, desenvolver e liberar os membros para serem líderes de PGs para que façam a colheita é o meio mais rápido e eficaz da igreja cumprir a Grande Comissão. O desenvolvimento de liderança é fator determinante para o máximo impacto da igreja. A chave para o futuro da igreja é o ministério dos líderes que são formados pelos líderes atuais. Primeiro precisamos nos tornar líderes eficazes para desenvolver líderes eficazes. Um ministério de PGs só será bem sucedido havendo compromisso com o desenvolvimento de liderança. O ministério de PGs cresce ou declina conforme a qualidade de seus líderes. Para que os líderes de PGs se multipliquem efetivamente, desenvolvendo líderes eficazes, eles precisam de uma estratégia adequada – 8 passos para desenvolver novos líderes de PGs: 1. em multiplicar líderes 2. liderança multiplicadora 3. líderes em potencial 4. o relacionamento com eles 5. a visão para eles 6. expectativas e compromissos 7. os líderes em potencial 8. esses líderes para a liderança SONHAR DEMONSTRAR DESCOBRIR APROFUNDAR DESCREVER DETERMINAR DESENVOLVER MOBILIZAR TRANSFORMANDO MEMBROS EM LÍDERES Uma resenha do Livro de Dave Earley 1
  • 2. Ninguém jamais se tornou um líder multiplicador sem sonhar a esse respeito; cada líder precisa sonhar e formar ao menos um outro líder. E as palavras que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie-as a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar outros. (2Tm 2:2) princípios para tornar o sonho em realidade: 1.Busque a Deus e receba dele o sonho para seu ministério; 2.Escreva o sonho e visualize-o; 3.Reporte-se a ele com frequência; 4.Creia que Deus pode e irá realizá-lo; 5.Peça a Deus que o realize; 6.Planeje cumprir a sua parte; 7.Trabalhe como se tudo dependesse de você; ore como se tudo dependesse de Deus; 8.Comece pequeno, mas fale como se o sonho tivesse se tornando realidade. Há pessoas que serão líderes multiplicadores se for mostrado a eles como fazer isso; e isso se dá pelo exemplo pessoal. Liderança é algo mais percebido do que ensinado. O líder multiplicador deve ser exemplo da prática dos hábitos de um líder eficaz (mais detalhes no livro Os 8 Hábitos do Líder Eficaz de Grupos Pequenos, de Dave Earley) Visão tenha alvos específicos para o crescimento e multiplicação do grupo Oração ore diariamente pelos membros e pela multiplicação do grupo Cadeira vazia convide regularmente pessoas novas para seu grupo e estimule os membros a fazê- lo também Contato mantenha contato regular com os membros do grupo Preparo planeje e prepare-se para as reuniões Mentoreamento – tenha e mentoreie aprendizes de líder 8 1 SONHAR 2 DEMONSTRAR demonstre a liderança multiplicadora sonhe com a multiplicação de sua liderança? 2
  • 3. Comunhão organize atividades de comunhão com o grupo Crescimento – comprometa-se com seu crescimento pessoal requisitos para um líder desenvolver um ministério multiplicador: .Sacrifício (Jo 12:24)Todo líder de PG que frutifica, pratica sacrifício, morrendo para uma vida de ocupações egoísticas a fim de realizar atividades do Reino; é o tempo gasto fora da reunião do grupo, orando, convidando, fazendo contatos e mentoreando, que faz a diferença no crescimento e multiplicação do grupo.Outro elemento importante é sair do caminho, morrendo para a necessidade de sermos necessários, superando nossa insegurança. .Dependência de Deus (Jm 17:5-8)Dependência se expressa por meio da oração. .Conexão íntima com Jesus (Jo 14:4-5)Líderes multiplicadores tomam tempo para permanecer conectados com Jesus através da Palavra e oração. .Perseverança (Gl 6:9)O líder multiplicador não se destaca pelos muitos dons, melhor formação ou personalidade vibrante e dinâmica, mas pelo trabalho duro, dedicação, disciplina. .Esforço paciente (Tg 5:7)Multiplicar líderes requer tempo e paciência; é preciso continuamente orar, sonhar e investir no mentoreamento. .Saturação com a Palavra (Sl 1:1-3)Dedicação à leitura e estudo da Bíblia. .Visão focada na colheita (Jo 4:35) O líder multiplicador tem visão espiritual para “ver” oportunidades, potenciais e possibilidades onde outros não veem Somente a descoberta e o desenvolvimento de líderes em potencial resultará na multiplicação de líderes. Cada pessoa do grupo deve ser encarada como um líder em potencial e ser treinada para liderar um grupo pequeno (1Co 1:26-29); todo o povo de Deus deve ser treinado para fazer o trabalho ministerial. Todo crente deve ser um discípulo. E para ser verdadeiramente um discípulo, precisa ser um discipulador; todo membro deve ser discipulado para discipular outros. Novos convertidos podem se tornar excelentes auxiliares por vários motivos: eles têm mais contatos com não- cristãos e são com frequência evangelizadores; têm entusiasmo; são ensináveis e muito contagiantes espiritualmente. 7 1 2 3 4 5 6 7 3 DESCOBRIR descubra líderes em potencial. 3
  • 4. Existem algumas condições não resolvidas que podem impedir, temporariamente, a pessoa de se tornar um líder eficaz: situação de vida extenuante, excessiva bagagem emocional e atitudes destrutivas, como: medo, murmuração, rebeldia, insubmissão, desonestidade e arrogância. Um multiplicador eficaz mentoreia e não meramente transmite habilidades. Não existe discipulado sem relacionamento. O grau e a extensão de sua influência sobre outros estão relacionados à profundidade de seu relacionamento com eles; após descobrir líderes em potencial, é preciso aprofundar o relacionamento com eles. 1. Comunicar-se regularmente: telefone, encontros, e-mail, visitas; 2. Compartilhe seus objetivos, planos e expectativas; Valorize as pessoas através de ações e atitudes de reconhecimento; 3. Encoraje prestando apoio e ajuda nas dificuldades; 4. Demonstre aceitação, atenção e afeição; 5. Realize atividades juntos; 6. Aprenda a ouvir. Ouvir é essencial para uma liderança eficaz porque demonstra que você se importa com as pessoas; conheça suas ideias, dificuldades, dúvidas, suas lutas pessoais, seus sonhos, planos etc; concentre-se na pessoa que fala com você, faça perguntas para sondar sentimentos, olhe para ela, não a interrompa, evite julgar antes que ela tenha terminado, comente resumidamente o que ela está dizendo, repita o que você entendeu do que foi dito por ela com suas palavras, faça perguntas que ajudem a esclarecer o que ela disse. Se o líder não desenvolver uma visão para o grupo ou não comunicá-la, o grupo crescerá para dentro, ou seja, crescerá mas não se multiplicará. Como aprofundar o relacionamento: Dicas para ouvir melhor: 4 APROFUNDAR aprofunde seu relacionamento com os líderes em potencial 5 DESCREVER descreva a visão 4
  • 5. Aimportância de descrever a visão 1.Atrai e motiva as pessoas; 2. Produz líderes; 3. Impulsiona às pessoas a agir; 4. Dá a segurança de que se está indo para algum lugar; 5. Eleva o moral; 6 .Encoraja pessoas ao sacrifício por uma causa maior; : Busque a Deus para receber uma visão para seu grupo que combine claramente com a visão de sua igreja. Escreva a visão e compartilhe-a com as pessoas do grupo, permitindo que contribuam e se apropriem dela, para que ela se torne a visão do grupo. Exemplos: Multiplicar um novo grupo todo ano. Treinar nos próximos 5 anos, 5 líderes multiplicadores, um por ano. Liderar um grupo saudável, em crescimento e que se multiplique ao final de um ano. Compartilhe a visão o tempo todo, com paixão e confiança, gerando entusiasmo nas pessoas e levando-as a crer que vai acontecer. É importante compartilhar expectativas e compromissos com o seu aprendiz porque: 1. Estabelece uma direção; 2. Limita as frustrações; 3. Favorece a comunicação; 4. Gera motivação; 5. Funciona como um modelo e uma ferramenta para o aprendiz multiplicar. O compromisso doAprendiz Oriente o aprendiz a orar diariamente pelos membros do grupo; isso desenvolve afeição por eles; Estar disponível aos membros fora das reuniões do grupo; isso estreita os relacionamentos; Fazer contato semanal com os membros, através de um simples telefonema ou e-mail; Dar exemplo; em coisas como leitura diária da Bíblia, oração, envolvimento na igreja (devemos ser exemplo de cristão em crescimento, não exemplo de perfeição). O compromisso do Líder Orar pelos membros, pelo aprendiz e pela multiplicação; Contatar regularmente os membros do grupo; Como descrever a visão 6 DETERMINAR determine expectativas e compromissos 5
  • 6. Planejar e preparar-se para a reunião; Ter e mentorear aprendizes; Planejar atividades de comunhão com o grupo; Comprometer-se com seu próprio crescimento espiritual; Manter-se alinhado e alinhar o grupo com as expectativas e visão da igreja para os grupos pequenos. A multiplicação somente será bem sucedida se houver desenvolvimento de líderes. O objetivo de desenvolver discípulos é desenvolvê-los para: 1. Que sejam aptos a conduzir grupos saudáveis que cresçam e sejam capazes de se multiplicar; 2. Desenvolver líderes de PGs que desenvolvam outros líderes de PGs; 3. Formar líderes de PGs que sejam multiplicadores. Recursos para desenvolvimento 1. Treinamento prático (o melhor recurso); 2. Delegar responsabilidades, supervisionar e avaliar; 3. Mentoreamento pessoal; 4. Treinamento em sala de aula; 5. Encontros de liderança; 6. Gastar tempo juntos assim como Jesus ensinava aos discípulos, enquanto andava com eles; 7. Leitura de livros; ouvir ministrações sobre desenvolvimento de liderança. Passos do desenvolvimento de líderes 1. Servir de modelo; 2. Ser um mentor; 3. Ser motivador; 4. Ser multiplicador; Papéis necessários para atuar no desenvolvimento de líderes 1. Ser um discipulador, ajudando o líder em potencial a crescer em Cristo através da prestação de contas; 2. Ser um treinador, ensinando e treinando habilidades; 3. Ser um conselheiro, orientando e aconselhando o líder em potencial, ajudando-o a enfrentar as dificuldades e superar os obstáculos em sua vida e liderança; 4. Ser um professor, fornecendo informações, explicações sobre doutrina, técnicas de condução de reuniões etc; 7 DESENVOLVER desenvolva os líderes em potencial 6
  • 7. 5. Ser um padrinho, encorajando o líder em treinamento. p a r a o e f i c a z desenvolvimento de lideres é essencial fazer reuniões regulares semanais ou quinzenais com o líder em aprendizado. O que fazer na reunião: Estudar e discutir o material distribuído pela igreja ou o capítulo de um livro; Conferir planos pessoais de crescimento; Comentar e avaliar a reunião do PG; Planejar uma atividade; Discutir e planejar a multiplicação etc. Essa reunião não precisa ser demorada, mas ela é essencial para a multiplicação da liderança. Perguntas que você não pode deixar de fazer ao líder em potencial que você está treinando: O que posso fazer para lhe ajudar a ser um líder eficaz? Em que área de sua liderança você mais precisa de minha ajuda? O que você mais precisa de mim no momento? Pergunta para fazer a si mesma toda a semana: O que eu posso fazer para ajudar meu aprendiz (no caso do líder)/ meus líderes (no caso do orientador) a serem mais bem preparados para liderar um grupo saudável, que cresce e se multiplica? Esta pergunta ajuda a manter o foco no desenvolvimento A tarefa de um líder multiplicador não é completa até que os seus aprendizes estejam liderando seus próprios grupos. Indicadores para avaliar o desenvolvimento do aprendiz: Fez os treinamentos oferecidos pela igreja; Conduz bem as reuniões ou parte das reuniões quando lhe é dada esta responsabilidade; Tem seguido as orientações recebidas, demonstrando interesse em aperfeiçoar sua liderança; Tem e põe em prática um plano de crescimento pessoal; Está investindo em outro líder em potencial; I m p o r t a n t e : 8 MOBILIZAR mobilize-os para a liderança 7
  • 8. As pessoas do grupo reconhecem sua liderança; é aceito. Como fazer uma multiplicação bem sucedida: Falar da multiplicação desde a primeira reunião do PG e com frequência; Manter o grupo informado sobre os planos e o progresso da multiplicação; Orar no grupo com os membros acerca dos grupos que serão originados a partir dele; Falar da multiplicação de forma positiva; não usar palavras como “dividir”, “separar”; Usar sempre expressões como “gerar” ou “iniciar” um novo grupo; Mostrar estatísticas de quantas pessoas estão fora de grupo, quantos grupos são necessários para não deixar ninguém de fora; Orar pelo melhor momento para multiplicação: Líder pronto, grupo pronto; Estipular uma data para multiplicação; Celebrar o nascimento do novo grupo, fazendo uma festa. Acompanhamento pós-multiplicação: Mantenha o contato semanal nas primeiras semanas; visite a reunião do novo PG uma ou duas vezes nos primeiros meses; Continue orando pelo novo PG e pelo seu líder; celebre o sucesso deles; Desafie o novo líder a manter o sonho da multiplicação; forneça orientação e apoio quando necessário. Barreiras ao desenvolvimento de novos líderes: Doentia necessidade de ser necessário,de se julgar insubstituível; Desejo obsessivo de fazer as coisas “do jeito certo” = “do meu jeito”; Não investir tempo e esforço em relacionamento e envolvimento com os outros. 8