Estrutura Fisica De Redes Parte Ii

5.903 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.903
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
22
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
329
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrutura Fisica De Redes Parte Ii

  1. 1. Redes de Computadores II <ul><li>Curso Subsequente: </li></ul><ul><li>Redes de Computadores </li></ul><ul><li>Turma: 2.403.1N </li></ul><ul><li>José de Ribamar Silva Oliveira </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
  2. 2. Organizações de padronização Internacionais EIA Electronic Industries Association TIA Telecommunications Industries Association IEEE Institute of Electrical and Electronics Engineers ISO International Organization for Standardization IEC International Electrotechnical Comission ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Brasil
  3. 3. Organizações de padronização Internacionais ANSI American National Standards Institute CSA Canadian Standards Association ITU International Telecommunication Union
  4. 4. Cabeamento estruturado <ul><li>Um conjunto de opções para projeto e instalação adequada de cabeamento de uma rede </li></ul><ul><li>Um conjunto de cabos e produtos de conectividade que integra serviços como voz, dados, vídeo e outros sistemas de administração de edifício, tais como alarmes, sistemas de segurança, sistemas de energia e de controle de ambientes. Deve possibilitar encaminhamentos de dados e voz entre quaisquer pontos da rede . </li></ul>
  5. 5. Cabeamento estruturado <ul><li>Em conjunto com a padronização do cabeamento </li></ul><ul><ul><li>Aumenta o tempo de vida de projetos de cabeamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Melhora o processo de aquisição de cabos </li></ul></ul><ul><ul><li>Dá suporte integrado a tráfego multimídia </li></ul></ul>
  6. 6. Cabeamento estruturado
  7. 7. Cabeamento estruturado <ul><li>Topologia Básica: </li></ul>? <ul><ul><li>Cross-Connect = Patch Panel </li></ul></ul>
  8. 8. Cabeamento estruturado
  9. 9. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>Principais Normas: Editada pela EIA / TIA </li></ul><ul><li>A EIA / TIA edita os TSB ( Technical Systems Boletins ), que fazem ajustes nas normas </li></ul><ul><li>Revisões de 5 em 5 anos </li></ul><ul><li>Servem de referência para as normas dos países ( ABNT ) </li></ul><ul><li>É comum se usar ANSI / EIA / TIA </li></ul>
  10. 10. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568 – Norma para cabeamento de edifícios comerciais. </li></ul><ul><ul><li>Junho 1991 </li></ul></ul><ul><ul><li>Primeiro documento sobre normas de cabeamento em telecomunicações </li></ul></ul>
  11. 11. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA TSB 36 – Boletim de especificações técnicas para cabos UTP </li></ul><ul><ul><li>Fornece informações sobre o cabo UTP que não haviam sidos contemplados na norma 568 </li></ul></ul><ul><ul><li>Agosto 1991 </li></ul></ul>
  12. 12. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA TSB 53 – Boletim de especificações técnicas para hardware de conexão em cabos STP </li></ul><ul><ul><li>Fornece informações sobre conectores, tomadas e painéis de distribuição que conectam os cabos STP </li></ul></ul><ul><ul><li>Março 1992 </li></ul></ul>
  13. 13. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA TSB 40A – Boletim de especificações técnicas para hardware de conexão em cabos UTP </li></ul><ul><ul><li>Especifica critérios de desempenho para hardwares que conectam os cabos UTP relacionados na TBS 36 e especificar características para os cabos de conexão dos painéis de distribuição aos equipamentos ativos </li></ul></ul><ul><ul><li>Janeiro 1994 </li></ul></ul>
  14. 14. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568B – Primeira Revisão da norma para cabeamento em edifícios comerciais </li></ul><ul><ul><li>Engloba os boletins TSB 40, 36 e 53 </li></ul></ul><ul><ul><li>Inclui tomadas internas, conexão entre prádios e cabeamento em campus </li></ul></ul><ul><ul><li>Outubro 1995 </li></ul></ul>
  15. 15. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 569A – Normas para edificação dos caminhos e espaços de telecomunicações em edifícios comerciais </li></ul><ul><ul><li>Já é uma revisão do norma 569 de outubro de 1990. Padroniza o projeto de construção da infra-estrutura que suportará o sistema de cabeamento, especificando ainda salas, áreas de caminhos onde os cabos e os equipamentos de telecomunicações estarão. </li></ul></ul><ul><ul><li>Fevereiro 1998 </li></ul></ul>
  16. 16. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 606A – Normas para administração da infra-estrutura de telecomunicações em edifícios comerciais </li></ul><ul><ul><li>Especifica os padrões de administração. </li></ul></ul><ul><ul><li>Maio 2002 </li></ul></ul>
  17. 17. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA TSB 67 – Especifica técnicas de medição em campo do link de transmissão de cabos UTP </li></ul><ul><ul><li>Especifica as características dos equipamentos, parâmetros mínimos e métodos de testes para cabos UTP nas várias categorias </li></ul></ul><ul><ul><li>Outubro 1995 </li></ul></ul>
  18. 18. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI – J – STD - 607A – Especificação Técnica de aterramento elétrico em ambientes de telecomunicações </li></ul><ul><ul><li>Especifica critérios para planejamento, projeto e instalação de sistemas de aterramento </li></ul></ul><ul><ul><li>Outubro 2002 </li></ul></ul>
  19. 19. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA TSB 72 – Guia para gerenciamento centralizado de dispositivos de fibra óptica </li></ul><ul><ul><li>Especifica critérios para administração de sistemas de fibra óptica utilizando racks e armários de telecomunicações </li></ul></ul><ul><ul><li>Outubro 1995 ( parte da 568A ) </li></ul></ul>
  20. 20. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 526-14 – Especificações de medidas em fibras ópticas multimodo </li></ul><ul><ul><li>Especifica técnicas para medidas em fibras multimodo em um link, incluindo terminações, componentes passivos, fontes de luz, calibração e interpretação de resultados </li></ul></ul><ul><ul><li>1998 </li></ul></ul>
  21. 21. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 526-7 – Especificações de medidas em fibras ópticas Monomodo </li></ul><ul><ul><li>Equivalente à 326-14 </li></ul></ul><ul><ul><li>2003 </li></ul></ul>
  22. 22. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA TSB 95 – Especificação adicional ( Testes ) para performance de cabos cat. 5 100 Ohms de 4 pares </li></ul><ul><ul><li>Novembro 1999 </li></ul></ul>
  23. 23. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA TSB 75 – Especificação adicional para sistemas de cabeamento horizontal – Uso de MUTO ( Multiuser Telecommunication Outlet Assembly ) </li></ul><ul><ul><li>Setembro 1999 </li></ul></ul>
  24. 24. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-A1 – Primeiro adendo à norma 568A. Trata de atrasos em propagação utilizando cabos UTP de 4 pares </li></ul><ul><ul><li>Agosto1998 </li></ul></ul><ul><ul><li>http://www.aeon.com.br/ANSI_TIA_EIA_568_A1.html#indice </li></ul></ul>
  25. 25. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-A2 – Segundo adendo à norma 568A. Modifica algumas exigências da 568A em relação a topologias e conexões em estrela para cabeamento óptico, bem como algumas alterações em projetos com cabos UTP 4 pares </li></ul><ul><ul><li>Dezembro 1998 </li></ul></ul>
  26. 26. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-A3 – Terceiro adendo à norma 568A. Recomendações para cabos encapados e híbridos </li></ul><ul><ul><li>1998 </li></ul></ul><ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-A4 – Terceiro adendo à norma 568A. Define e especifica requisitos de NEXT ( Near End Crosstalk ) e perda de retorno para cabos Patch </li></ul><ul><ul><li>1999 </li></ul></ul>
  27. 27. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-A5 – Especificações Adicionais de Performance em transmissão utilizando cabeamento de categoria 5 enhanced </li></ul><ul><ul><li>Perda de retorno, atraso de propagação, Delay Skew, Next Loss, PSNext Loss, FEXT Loss, ELFEXT Loss e PSELFEXT </li></ul></ul><ul><ul><li>Medidas em Laboratório </li></ul></ul><ul><ul><li>1999 </li></ul></ul>
  28. 28. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ABNT / NBR 14565 – Norma Brasileira: Procedimento básico para elaboração de projetos de cabeamento de telecomunicações para redes internas estruturadas, baseada nas normas internacionais ANSI / EIA / TIA 568A, 569 e 606 </li></ul><ul><ul><li>Julho 2000 </li></ul></ul>
  29. 29. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ISO / IEC 11801 – Norma Européia para cabeamento estruturado </li></ul><ul><ul><li>Julho 1995 </li></ul></ul>
  30. 30. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B1 – Segunda revisão das normas para cabeamento de prédios comerciais </li></ul><ul><ul><li>Esta norma especifica um sistema de cabeamento para telecomunicações genéricos que irá suportar ambientes de múltiplos produtos de diversos fabricantes. </li></ul></ul><ul><ul><li>É composta da 568A, os TSB 67, 72, 95 e os adendos A1, A2, A3, A4 e A5, além da EIA/TIA/IS 729 (Technical Specifications for 100 Ohms Screened Twisted Pair Cabling) </li></ul></ul><ul><ul><li>Maio 2001 </li></ul></ul>
  31. 31. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B2 – Componentes para cabeamento par trançado </li></ul><ul><ul><li>Componentes de cabeamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Desempenho de transmissão </li></ul></ul><ul><ul><li>Modelos e procedimentos de medidas </li></ul></ul><ul><ul><li>Instrumentos </li></ul></ul><ul><ul><li>Maio 2001 </li></ul></ul>
  32. 32. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B3 – Componentes para cabeamento de fibra óptica </li></ul><ul><ul><li>Cabos </li></ul></ul><ul><ul><li>Conectores </li></ul></ul><ul><ul><li>Hardware de conexão </li></ul></ul><ul><ul><li>Patch cords </li></ul></ul><ul><ul><li>Teste </li></ul></ul><ul><ul><li>Cabos multimodo e monomodo </li></ul></ul>
  33. 33. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B1.1 – Primeiro adendo à norma 568 B1 – Trata de raios de curvatura de cabos patches. Agosto 2001 </li></ul><ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B1.2 – Segundo adendo à norma 568 B1 – Trata de aterramento de cabos blindados. Fevereiro 2003 </li></ul><ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B1.3 – Terceiro adendo à norma 568 B1 – Trata de distâncias a seres usadas com fibras ópticas </li></ul>
  34. 34. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B1.4 – Quarto adendo à norma 568 B1 – Reconhece o cabo actegoria 6 e outros cabos de fibra – Fevereiro 2003 </li></ul><ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B2.1 – Primeiro adendo à norma 568 B2 – Trata de testes de desempenho para cabos categoria 6. Junho 2002 </li></ul><ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B2.2 – Segundo adendo à norma 568 B2 – Revisa algumas cláusulas da norma 568 B2. Dezembro 2001 </li></ul>
  35. 35. Normas para cabeamento estruturado <ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B2.3 – Terceiro adendo à norma 568 B2 – Trata de perda de inserção e de retorno em cabos par trançado </li></ul><ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B2.4 – Primeiro adendo à norma 568 B2 – Trata de testes de desempenho em emendas de cobre sem solda. Junho 2002 </li></ul><ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B2.5 – Quinto adendo à norma 568 B2 – Corrige referências da norma 568 B2 </li></ul><ul><li>ANSI / EIA / TIA 568-B3.1 – Primeiro adendo à norma 568 B3 – Trata de especificação de fibras usando laser. Abril 2002 </li></ul>

×