As fontes do historiador

196 visualizações

Publicada em

Quais as fontes do historiador.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
196
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As fontes do historiador

  1. 1. O que é ser historiador?O que é ser historiador?
  2. 2. Alguém atento….Alguém atento…. …….que sabe olhar para o mundo..que sabe olhar para o mundo.
  3. 3. Preocupado….?Preocupado….? ……alguém que faz perguntas sobre o que oalguém que faz perguntas sobre o que o rodeia.rodeia.
  4. 4. E vai ao passado…E vai ao passado…  ProcurarProcurar respostasrespostas  ComCom espíritoespírito dede detectivedetective ……
  5. 5. Atento às pistas…Atento às pistas…  ComCom atençãoatenção  EE cuidadocuidado
  6. 6. Porque podem estar…Porque podem estar…  Mesmo aos nossos pés…Mesmo aos nossos pés…
  7. 7. Mas que sejam pistas…Mas que sejam pistas…  DeixadasDeixadas pelopelo HomemHomem
  8. 8. Em qualquer sítio…Em qualquer sítio…  Há que olhar com cuidado…Há que olhar com cuidado…
  9. 9. Há que ver bem…Há que ver bem…  Podem ter sido lá colocadas para enganarPodem ter sido lá colocadas para enganar
  10. 10. Teste as suas fontes…Teste as suas fontes…  Com sofisticadosCom sofisticados sistemas…sistemas…  …… e meiose meios tecnológicostecnológicos
  11. 11. Com paciência e trabalho…Com paciência e trabalho… tambémtambém
  12. 12. É verdade!É verdade!  O historiador é umO historiador é um aventureiro!!!!aventureiro!!!!
  13. 13. …… radicalradical
  14. 14. Muito metódicoMuito metódico  RigorosoRigoroso  SistemáticoSistemático  PersistentePersistente  ……
  15. 15. Com sorteCom sorte  Recebe um tesouro como recompensa…Recebe um tesouro como recompensa…  …… o conhecimentoo conhecimento
  16. 16. …… O tesouroO tesouro  peças de grande belezapeças de grande beleza
  17. 17. Então, o que é uma fonte histórica?Então, o que é uma fonte histórica?  Aquilo que pode ajudar o historiador aAquilo que pode ajudar o historiador a encontrar respostas para as suasencontrar respostas para as suas perguntas…perguntas…  Podem ser…Podem ser…
  18. 18. Fontes primáriasFontes primárias OraisOrais  MateriaisMateriais  Vestígios arqueologicosVestígios arqueologicos  Monumentos / paisagensMonumentos / paisagens  Filmes / fotografias / outras obras de arteFilmes / fotografias / outras obras de arte  EscritasEscritas  Diplomáticas / jurídicas / eclesiásticasDiplomáticas / jurídicas / eclesiásticas  PrivadasPrivadas  Literárias / jornalísticasLiterárias / jornalísticas  (…)(…)
  19. 19. Fontes secundáriasFontes secundárias  Resultante da interpretação de fontesResultante da interpretação de fontes primáriasprimárias  Investigações de outros historiadoresInvestigações de outros historiadores  Contributos de outras ciênciasContributos de outras ciências
  20. 20. Vamos verVamos ver  Alguns exemplos…Alguns exemplos…
  21. 21. No Museu Municipal de Portimão….No Museu Municipal de Portimão…. …Achados do estuário do Rio Arade.…Achados do estuário do Rio Arade.
  22. 22. Rua Nova dos Ferros, Lisboa no séc. XVI.Rua Nova dos Ferros, Lisboa no séc. XVI. Aguarela de Roque GameiroAguarela de Roque Gameiro (1864-1935)(1864-1935)
  23. 23. Francisco de HolandaFrancisco de Holanda,, Da fabrica que faleceDa fabrica que falece à cidade de Lisboaà cidade de Lisboa
  24. 24. Perspectiva de Lisboa (2ª ½ séc. XVI)Perspectiva de Lisboa (2ª ½ séc. XVI)
  25. 25. Então?Então? Fácil?Fácil?  Vamos testar os conhecimentos?Vamos testar os conhecimentos?  Que tal um “Hot Potatoes”?Que tal um “Hot Potatoes”?
  26. 26.  A origem das imagens…A origem das imagens…  Diapositivo 1. www. Objectiva. com.br (Capa de Livro de E. Kostova)Diapositivo 1. www. Objectiva. com.br (Capa de Livro de E. Kostova) 11. www.arqueociencia.com11. www.arqueociencia.com 13. www.naya.org.ar13. www.naya.org.ar 14. www.cidadeescola.com.br14. www.cidadeescola.com.br 15. www.arqueologiasubaquatica.org.br15. www.arqueologiasubaquatica.org.br 16. www.usp.br16. www.usp.br 21. www.ccdr-alg.pt21. www.ccdr-alg.pt 22.22. www.juntadeandalucia.eswww.juntadeandalucia.es 23. Museu da Cidade23. Museu da Cidade 24. in J. Romero Magalhães,24. in J. Romero Magalhães,O Enquadramento do espaçoO Enquadramento do espaço nacional, innacional, in História de PortugalHistória de Portugal, dir. J. Mattoso, vol 3. Ed., dir. J. Mattoso, vol 3. Ed. Estampa, p.12Estampa, p.12 25. Perspectiva de Lisboa (séc XVI) in G. Braunio, Civitates25. Perspectiva de Lisboa (séc XVI) in G. Braunio, Civitates Orbis Terrarum, vol.V, 1593Orbis Terrarum, vol.V, 1593

×