SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
Inversão de intervalos Sergio Solimando
www.solimando.com
(11)975929948
(11)32225530
srsolimando@hotmail.com
1
INVERSÃO DE INTERVALOS
(Definição)
Inversão de intervalos Sergio Solimando
www.solimando.com
(11)975929948
(11)32225530
srsolimando@hotmail.com
2
AS DUAS REGRAS
1) A soma de um intervalo direto mais a sua inversão resulta sempre em “9”. Por
exemplo:
 2ª invertida resulta em 7ª e vice versa (2 + 7 = 9)
 3ª invertida resulta em 6ª e vice versa (3 + 6 = 9)
 4ª invertida resulta em 5ª e vice versa (4 + 5 = 9)
2) Quando invertidos, os intervalos ficam também invertidos na sua qualificação, ou
seja:
 Maiores tornam-se Menores e vice versa
 Aumentados tornam-se Diminutos e vice versa
 Justos permanecem Justos
Inversão de intervalos Sergio Solimando
www.solimando.com
(11)975929948
(11)32225530
srsolimando@hotmail.com
3
ALGUNS EXEMPLOS DE INTERVALOS INVERTIDOS
Inversão de intervalos Sergio Solimando
www.solimando.com
(11)975929948
(11)32225530
srsolimando@hotmail.com
4
EXEMPLOS BÁSICOS DE APLICAÇÃO
Inversão de intervalos Sergio Solimando
www.solimando.com
(11)975929948
(11)32225530
srsolimando@hotmail.com
5
VARIANTES
Variantes baseadas em deslocamentos de oitavas. Os casos a seguir não se tratam de
“inversões”, pois, os intervalos permanecerão os mesmos.
Exemplo 2
Deslocando uma oitava acima a parte mais aguda do intervalo de terça.
Exemplo 3
Deslocando uma oitava abaixo a parte mais grave do intervalo de terça.
Exemplo 4
Deslocando uma oitava abaixo a parte mais grave e uma oitava acima a parte mais
aguda do intervalo de terça.
Os exemplos 2, 3, 4 podem ser aplicados sobre qualquer intervalo direto e/ou sua
respectiva inversão.

Mais conteúdo relacionado

Mais de Sergio Solimando

Substituições harmônicas básicas no blues - Sergio Solimando
Substituições harmônicas básicas no blues - Sergio SolimandoSubstituições harmônicas básicas no blues - Sergio Solimando
Substituições harmônicas básicas no blues - Sergio SolimandoSergio Solimando
 
Funções Harmônicas no blues - Sergio Solimando
Funções Harmônicas no blues - Sergio SolimandoFunções Harmônicas no blues - Sergio Solimando
Funções Harmônicas no blues - Sergio SolimandoSergio Solimando
 
Progressões harmônicas - Sergio Solimando
Progressões harmônicas - Sergio SolimandoProgressões harmônicas - Sergio Solimando
Progressões harmônicas - Sergio SolimandoSergio Solimando
 
Cromatismos - Sergio Solimando
Cromatismos - Sergio SolimandoCromatismos - Sergio Solimando
Cromatismos - Sergio SolimandoSergio Solimando
 
Guitarra Rock - Sergio Solimando
Guitarra Rock - Sergio SolimandoGuitarra Rock - Sergio Solimando
Guitarra Rock - Sergio SolimandoSergio Solimando
 
Aplicações elementares de escalas e arpejos - Sergio Solimando
Aplicações elementares de escalas e arpejos - Sergio SolimandoAplicações elementares de escalas e arpejos - Sergio Solimando
Aplicações elementares de escalas e arpejos - Sergio SolimandoSergio Solimando
 
Improvisação com arpejos - Sergio Solimando
Improvisação com arpejos - Sergio SolimandoImprovisação com arpejos - Sergio Solimando
Improvisação com arpejos - Sergio SolimandoSergio Solimando
 

Mais de Sergio Solimando (9)

Substituições harmônicas básicas no blues - Sergio Solimando
Substituições harmônicas básicas no blues - Sergio SolimandoSubstituições harmônicas básicas no blues - Sergio Solimando
Substituições harmônicas básicas no blues - Sergio Solimando
 
Funções Harmônicas no blues - Sergio Solimando
Funções Harmônicas no blues - Sergio SolimandoFunções Harmônicas no blues - Sergio Solimando
Funções Harmônicas no blues - Sergio Solimando
 
Progressões harmônicas - Sergio Solimando
Progressões harmônicas - Sergio SolimandoProgressões harmônicas - Sergio Solimando
Progressões harmônicas - Sergio Solimando
 
Cromatismos - Sergio Solimando
Cromatismos - Sergio SolimandoCromatismos - Sergio Solimando
Cromatismos - Sergio Solimando
 
Guitarra Rock - Sergio Solimando
Guitarra Rock - Sergio SolimandoGuitarra Rock - Sergio Solimando
Guitarra Rock - Sergio Solimando
 
Piazzolando
PiazzolandoPiazzolando
Piazzolando
 
Lo mejor del tango
Lo mejor del tangoLo mejor del tango
Lo mejor del tango
 
Aplicações elementares de escalas e arpejos - Sergio Solimando
Aplicações elementares de escalas e arpejos - Sergio SolimandoAplicações elementares de escalas e arpejos - Sergio Solimando
Aplicações elementares de escalas e arpejos - Sergio Solimando
 
Improvisação com arpejos - Sergio Solimando
Improvisação com arpejos - Sergio SolimandoImprovisação com arpejos - Sergio Solimando
Improvisação com arpejos - Sergio Solimando
 

Inversão de Intervalos: Guia Completo com Regras, Exemplos e Aplicações

  • 1.
  • 2. Inversão de intervalos Sergio Solimando www.solimando.com (11)975929948 (11)32225530 srsolimando@hotmail.com 1 INVERSÃO DE INTERVALOS (Definição)
  • 3. Inversão de intervalos Sergio Solimando www.solimando.com (11)975929948 (11)32225530 srsolimando@hotmail.com 2 AS DUAS REGRAS 1) A soma de um intervalo direto mais a sua inversão resulta sempre em “9”. Por exemplo:  2ª invertida resulta em 7ª e vice versa (2 + 7 = 9)  3ª invertida resulta em 6ª e vice versa (3 + 6 = 9)  4ª invertida resulta em 5ª e vice versa (4 + 5 = 9) 2) Quando invertidos, os intervalos ficam também invertidos na sua qualificação, ou seja:  Maiores tornam-se Menores e vice versa  Aumentados tornam-se Diminutos e vice versa  Justos permanecem Justos
  • 4. Inversão de intervalos Sergio Solimando www.solimando.com (11)975929948 (11)32225530 srsolimando@hotmail.com 3 ALGUNS EXEMPLOS DE INTERVALOS INVERTIDOS
  • 5. Inversão de intervalos Sergio Solimando www.solimando.com (11)975929948 (11)32225530 srsolimando@hotmail.com 4 EXEMPLOS BÁSICOS DE APLICAÇÃO
  • 6. Inversão de intervalos Sergio Solimando www.solimando.com (11)975929948 (11)32225530 srsolimando@hotmail.com 5 VARIANTES Variantes baseadas em deslocamentos de oitavas. Os casos a seguir não se tratam de “inversões”, pois, os intervalos permanecerão os mesmos. Exemplo 2 Deslocando uma oitava acima a parte mais aguda do intervalo de terça. Exemplo 3 Deslocando uma oitava abaixo a parte mais grave do intervalo de terça. Exemplo 4 Deslocando uma oitava abaixo a parte mais grave e uma oitava acima a parte mais aguda do intervalo de terça. Os exemplos 2, 3, 4 podem ser aplicados sobre qualquer intervalo direto e/ou sua respectiva inversão.