Regulação nos
seres vivos
Sistema - conjunto de elementos
que, cooperando entre si,
funcionam como um todo
organizado para a realização de
determina...
-Enquanto sistema aberto, o organismo tem de
manter as condições do meio interno dentro de
limites compatíveis com a vida,...
Coordenação Neuro-HormonalCoordenação Neuro-Hormonal
- Coordenação Nervosa -- Coordenação Nervosa -
-Sistema nervoso: mens...
Funções do sistema nervoso:
1. Informação sensorial: os recetores sensoriais
monitorizam o estado do corpo.
2. Integração:...
Funções do sistema nervoso:
4. Atividade mental: o encéfalo é o centro das
actividades mentais, incluindo a consciência, o...
- Qual a importância do sistema nervoso?
Permite ao organismo estabelecer relações
com o ambiente e reagir às alterações ...
Estímulos
Recetores
sensoriais A informação
circula ao longo
do sistema
nervoso
Nova mensagem que vai
ser transmitida a ór...
Sistema nervoso central
O SNC encontra-se
protegido por umas
membranas – as
meninges.
• Como se organiza o sistema nervoso?
 Sistema nervoso central
Encéfalo
Espinal medula
SistemaSistema
nervosonervoso
centralcentral
Ver figura 3
da pág. 89
• Como se organiza o sistema
nervoso?
 Sistema nervoso central
Sistema nervoso periférico
-Gânglios: são pequenas
aglomerações onde se concentram
os corpos celulares das células
nervoso...
 Sistema nervoso periférico
Classificação dos nervos relativamente à funçãoClassificação dos nervos relativamente à funçã...
 Sistema nervoso periférico
Classificação dos nervos relativamente à região emClassificação dos nervos relativamente à re...
Célula altamente
especializada na
comunicação de
informação.
Função dos neurónios:
- Recebem, transmitem e respondem às mensagens que
lhes chegam. Estas mensagens designam-se impulsos...
• Células nervosas, fibras e
nervos
O conjunto
formado pelos
axónios e pelas
bainhas de
Mielina
denomina-se
fibra nervosa....
O arco reflexo
- O organismo é um sistema aberto e em interacção
constante com o meio ambiente.
Meio ambiente Entrada
(est...
Neste processo estão envolvidas várias
estruturas:
-Mecanismos de recepção: órgãos recetores –
órgãos dos sentidos;
- Meca...
Atividade
cerebral
Coordenação Neuro-HormonalCoordenação Neuro-Hormonal
- Coordenação Nervosa -- Coordenação Nervosa -
Atividade
cerebral
Coordenação Neuro-Hormonal
- Coordenação Nervosa -
Atividade
reflexa
Coordenação Neuro-Hormonal
- Coordenação Nervosa -
Estímulo (ex:
picada de
agulha)
Receptor (ex:
pele)
Nervo
sensorial
Espinal
medula
Nervo motor
Efector(ex:
músculo)
Respos...
Actividades do
sistema nervoso
Actos
voluntários
InconscienteConsciente
Actos
involuntários
Centro de
resposta
Encéfalo
Ce...
Trajecto do influxo nervoso:
- As dendrites recebem os sinais e o axónio,
prolongamento emissor, transmite-os a outras
cél...
- A propriedade mais importante dos neurónios
é a capacidade de a sua membrana poder gerar
sinais elétricos, que constitue...
- Esta diferença de potencial elétrico entre a face interna e a face
externa da membrana do neurónio constitui o potencial...
-Quando o neurónio é estimulado, a permeabilidade da membrana a
certos iões é alterada, o que torna a sua face interna mai...
Sinapse
Ocorre quando um neurónio estabelece
contacto com outro neurónio ou com uma
célula muscular.
O impulso nervoso tra...
Sinapse
-Quando o impulso nervoso chega à zona terminal do
axónio, as vesículas contendo neurotransmissores,
substâncias p...
Coordenação Hormonal
O sistema nervoso fornece ao sistema endócrino informações
sobre o meio externo que o ser se encontra...
O sistema hormonal ou endócrino é formado pelo conjunto
de glândulas endócrinas que produzem as hormonas As glândulas
endó...
A ligação da hormona ao recetor da célula-alvo desencadeia
uma reação a que se dá o nem de FEEDBACK NEGATIVO ou
RETROAÇÃO ...
Sistema Nervoso - O sistema nervoso recebe estímulos do
meio ambiente que são captados pelos órgãos sensoriais e
responde ...
Principais diferenças entre os Sistemas Nervoso e Endócrino
As hormonas são lançadas na corrente sanguínea, é uma mensagem...
COORDENAÇÃO
NEUROHORMONAL
A coordenação hormonal e nervosa estão intimamente
associadas, interagindo de forma a regularemo...
Os neurónios do hipotálamo produzem neuro
hormonas (produzidas pelos neurónios hipotalámicos) e estas
atingem a HIPÓFISE q...
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervoso
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sistema nervoso

189 visualizações

Publicada em

Sistema nervoso
Biologia Geologia 10º Ano
http://cienciasbiologiageologia.blogspot.pt/

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
189
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
22
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema nervoso

  1. 1. Regulação nos seres vivos
  2. 2. Sistema - conjunto de elementos que, cooperando entre si, funcionam como um todo organizado para a realização de determinadas funções.
  3. 3. -Enquanto sistema aberto, o organismo tem de manter as condições do meio interno dentro de limites compatíveis com a vida, independentemente das variações do meio externo. Esta constância do meio interno, fruto de contínuos ajustes do equilíbrio dinâmico dos sistemas biológicos, designa-se por homeostasia. -O equilíbrio homeostático do meio interno exige a intervenção de mecanismos reguladores, compensatórios das mudanças que possam surgir. A resposta do sistema a uma modificação do meio interno ou externo processa-se por feedback ou retroalimentação.
  4. 4. Coordenação Neuro-HormonalCoordenação Neuro-Hormonal - Coordenação Nervosa -- Coordenação Nervosa - -Sistema nervoso: mensagens transmitidas por um conjunto de células nervosas; - Sistema hormonal: mensageiros químicos (hormonas) conduzidos pelo sangue aos vários órgãos. A libertação de hormonas efectua-se geralmente sob a ação do sistema nervoso
  5. 5. Funções do sistema nervoso: 1. Informação sensorial: os recetores sensoriais monitorizam o estado do corpo. 2. Integração: o encéfalo e a medula espinhal são os principais processadores da informação sensorial. 3. Homeostase: as actividades reguladoras e coordenadoras do sistema nervoso são necessárias para manter a homeostase.
  6. 6. Funções do sistema nervoso: 4. Atividade mental: o encéfalo é o centro das actividades mentais, incluindo a consciência, o pensamento, a memória e as emoções. 5. Controlo do músculos e glândulas: habitualmente, os músculos esqueléticos só se contraem quando estimulados pelo sistema nervoso, que controla os principais movimentos do corpo pelo controlo do músculo esquelético. O sistema nervoso controla as secreções de muitas glândulas, como as sudoríparas, as salivares e as do tubo digestivo.
  7. 7. - Qual a importância do sistema nervoso? Permite ao organismo estabelecer relações com o ambiente e reagir às alterações do mesmo - Em resposta às condições do meio o Homem pode realizar: Actos voluntários Actos involuntários
  8. 8. Estímulos Recetores sensoriais A informação circula ao longo do sistema nervoso Nova mensagem que vai ser transmitida a órgãos que efetuam uma resposta Efetores - Um estímulo é um agente físico, sensorial ou químico que ativa um recetor sensorial e provoca uma resposta – reação voluntária ou involuntária do organismo.
  9. 9. Sistema nervoso central O SNC encontra-se protegido por umas membranas – as meninges.
  10. 10. • Como se organiza o sistema nervoso?  Sistema nervoso central Encéfalo Espinal medula
  11. 11. SistemaSistema nervosonervoso centralcentral Ver figura 3 da pág. 89
  12. 12. • Como se organiza o sistema nervoso?  Sistema nervoso central
  13. 13. Sistema nervoso periférico -Gânglios: são pequenas aglomerações onde se concentram os corpos celulares das células nervosos. - Nervos: conjunto de fibras nervosas e camadas envolventes que ligam SNC aos recetores sensoriais, músculos e glândulas. - Recetores sensoriais: terminações de células nervosas ou células isoladas que detetam estímulos.
  14. 14.  Sistema nervoso periférico Classificação dos nervos relativamente à funçãoClassificação dos nervos relativamente à função desempenhada:desempenhada: - Nervos sensitivos ou aferentes: transmitem informações dos recetores sensoriais para os centros nervosos. - Nervos motores ou eferentes: transmitem informações dos centros nervosos para os órgãos efetores. - Nervos mistos: transmitem informações dos recetores sensoriais para os centros nervosos e destes para os efetores.
  15. 15.  Sistema nervoso periférico Classificação dos nervos relativamente à região emClassificação dos nervos relativamente à região em que se originam:que se originam: - Nervos cranianos, 12 pares com origem no encéfalo. - Nervos raquidianos, 31 pares com origem na espinal medula.
  16. 16. Célula altamente especializada na comunicação de informação.
  17. 17. Função dos neurónios: - Recebem, transmitem e respondem às mensagens que lhes chegam. Estas mensagens designam-se impulsos ou influxos nervosos. Constituição do neurónio: -Corpo celular: contém o núcleo e outros organitos celulares; - Dendritos: extensões citoplasmáticas curtas e muito ramificadas, que recebem o impulso nervoso de outros neurónios ou dos órgãos recetores; - Axónio: prolongamento do corpo celular de comprimento variável e contém a bainha de Mielina (substância lipídica e que tem como função isolar); conduz o impulso e o transmite a outro neurónio, a uma célula muscular ou a uma célula glandular.
  18. 18. • Células nervosas, fibras e nervos O conjunto formado pelos axónios e pelas bainhas de Mielina denomina-se fibra nervosa. As fibras nervosas reúnem-se formando os nervos.
  19. 19. O arco reflexo - O organismo é um sistema aberto e em interacção constante com o meio ambiente. Meio ambiente Entrada (estímulos) Processamento (coordenação) Saída (respostas) Meio ambiente
  20. 20. Neste processo estão envolvidas várias estruturas: -Mecanismos de recepção: órgãos recetores – órgãos dos sentidos; - Mecanismos de conexão: centro coordenador – sistema nervoso; - Mecanismos de reacção – órgãos efectores – músculos e glândulas.
  21. 21. Atividade cerebral Coordenação Neuro-HormonalCoordenação Neuro-Hormonal - Coordenação Nervosa -- Coordenação Nervosa -
  22. 22. Atividade cerebral Coordenação Neuro-Hormonal - Coordenação Nervosa -
  23. 23. Atividade reflexa Coordenação Neuro-Hormonal - Coordenação Nervosa -
  24. 24. Estímulo (ex: picada de agulha) Receptor (ex: pele) Nervo sensorial Espinal medula Nervo motor Efector(ex: músculo) Resposta (ex: afastamento da mão)
  25. 25. Actividades do sistema nervoso Actos voluntários InconscienteConsciente Actos involuntários Centro de resposta Encéfalo Centro de resposta Espinal medula
  26. 26. Trajecto do influxo nervoso: - As dendrites recebem os sinais e o axónio, prolongamento emissor, transmite-os a outras células nervosas ou musculares. • recebe os sinais dos neurónios vizinhos • integra estes sinais • gera um impulso nervoso • conduz o impulso nervoso • transmite-o a outro neurónio Entrada Saída
  27. 27. - A propriedade mais importante dos neurónios é a capacidade de a sua membrana poder gerar sinais elétricos, que constituem o impulso nervoso. - Nos neurónios, tal como em outras células do organismo, existe uma desigual distribuição de iões negativos e positivos de um e do outro lado da membrana plasmática, verificando-se uma maior concentração de iões negativos no meio intracelular relativamente ao meio extracelular. Essa diferença faz com que a face interna da membrana seja negativa e a face externa positiva – membrana polarizada.
  28. 28. - Esta diferença de potencial elétrico entre a face interna e a face externa da membrana do neurónio constitui o potencial de repouso.
  29. 29. -Quando o neurónio é estimulado, a permeabilidade da membrana a certos iões é alterada, o que torna a sua face interna mais positiva relativamente à externa – despolarização da membrana. -Assim, na zona de atuação do estímulo ocorre uma inversão na polaridade da membrana, designada por potencial de ação, que se propaga de modo sequencial pelas zonas vizinhas à medida que vai sendo restabelecida a polaridade nas zonas anteriores. - Atingido o final do axónio, o impulso nervoso passa para outro neurónio ou para uma célula efetora.
  30. 30. Sinapse Ocorre quando um neurónio estabelece contacto com outro neurónio ou com uma célula muscular. O impulso nervoso transmite-se através de uma substância química - neurotransmissores O axónio de um neurónio não contacta diretamente com as dendrites de outro neurónio ou com a célula efetora, ocorrendo a transmissão do impulso nervoso numa zona designada por sinapse.
  31. 31. Sinapse -Quando o impulso nervoso chega à zona terminal do axónio, as vesículas contendo neurotransmissores, substâncias produzidas pelos neurónios, fundem-se com a membrana da célula pré-sináptica, lançando neurotransmissores na fenda sináptica. -A membrana da célula pós-sináptica possui recetores específicos para os neurotransmissores, que, ligando-se a eles, permitem a alteração da permeabilidade da membrana e a continuidade do impulso nessa célula ou o estímulo de um órgão efector.
  32. 32. Coordenação Hormonal O sistema nervoso fornece ao sistema endócrino informações sobre o meio externo que o ser se encontra, e com isto o sistema endócrino regula a resposta que o organismo dá internamente à informação recebida do meio externo. Estes dois sistemas trabalham de forma a que haja coordenação e regulação das respostas internas em manter a homeostasia.
  33. 33. O sistema hormonal ou endócrino é formado pelo conjunto de glândulas endócrinas que produzem as hormonas As glândulas endócrinas. Chamam-se endócrinas porque a secreção das hormonas é lançada diretamente no sangue ou na hemolinfa (invertebrados) para as células - alvo. Distinguem-se das glândulas exócrinas por estas lançarem as suas excreções para fora do corpo ou de órgãos ocos. No sistema hormonal os mensageiros são químicos, as hormonas, produzidas em glândulas endócrinas e enviadas para a corrente sanguínea onde serão distribuídas às diferentes células, atuando apenas naquelas que contém recetores da hormona, células - alvo. Os recetores, localizam-se na maioria das vezes, na membrana plasmática, mas também podem encontrar-se no citoplasma da célula-alvo.
  34. 34. A ligação da hormona ao recetor da célula-alvo desencadeia uma reação a que se dá o nem de FEEDBACK NEGATIVO ou RETROAÇÃO NEGATIVA ou ainda RETROALIMENTAÇÃO NEGATIVA. O feedback negativo é um processo que a partir de um estímulo, desencadeia-se uma resposta com o objetivo de cancelar o estímulo. Este processo é um mecanismo de controlo pois permite que se regule a produção de certas substâncias, sendo estas mesmo que dependendo da sua concentração, se for a mais, inibem a produção e se forem a menos ativam a sua formação.
  35. 35. Sistema Nervoso - O sistema nervoso recebe estímulos do meio ambiente que são captados pelos órgãos sensoriais e responde fazendo que haja uma resposta por parte dos órgãos efetores. Sistema Hormonal ou endócrino -Produz substâncias químicas, as hormonas, que são transportadas pelo sangue às células-alvo que contém recetores específicos para cada hormona. Ambos os sistemas utilizam mensageiros químicos: neurotransmissores (S.N) e hormonas (S.E).
  36. 36. Principais diferenças entre os Sistemas Nervoso e Endócrino As hormonas são lançadas na corrente sanguínea, é uma mensagem química e atuam num grande número de células e a longa distância, de uma forma lenta e efeito longo. Os neurotransmissores atuam na célula efetora, a mensagem nervosa é maioritariamente elétrica (sinapse-eletroquímica), é rápida e de efeito curto.
  37. 37. COORDENAÇÃO NEUROHORMONAL A coordenação hormonal e nervosa estão intimamente associadas, interagindo de forma a regularemos mecanismo homeostáticos. Grande parte do sistema endócrino é controlado por um órgão que estabelece a ligação entre o sistema nervoso e o endócrino, o HIPOTÁLAMO.
  38. 38. Os neurónios do hipotálamo produzem neuro hormonas (produzidas pelos neurónios hipotalámicos) e estas atingem a HIPÓFISE que é uma glândula formada por dois lóbulos: lóbulo anterior (natureza endócrina) e lóbulo posterior (natureza nervosa). As neuro hormonas que são encaminhadas para o anterior, estimulam ou inibem a libertação de hormonas produzidas pela hipófise que vão controlar as glândulas endócrinas ou outros tecidos do organismo. As neuro hormonas que são encaminhadas para o lóbulo posterior, são encaminhadas para a corrente sanguínea para atingirem as células-alvo. O hipotálamo recebe os estímulos quer do cérebro quer de hormonas através do sangue.

×