Racismo e Xenofobia Realizado por: Vicente Pinto, 10ºB  nº27 2007/2008 Filosofia
<ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Em muitos casos da vida real, ouvimos na televisão ou na internet, o termo racismo. E...
O racismo  é a crença na existência de raças humanas mais importantes do que outras, ou seja, é a forma de pensar que há r...
Origens: Não se sabe quando e onde o racismo nasceu. O racismo existe em todos os países e em todos os povos, o que torna ...
O racismo e a ciência: Depois de muitos anos de estudo, a ciência, mais precisamente, a genética, demonstra que, de facto,...
Filosofia: Segundo várias ideias filosóficas, pode-se concluir que o racismo é o preconceito que um sujeito tem acerca de ...
Xenofobia A palavra xenofobia significa o medo (fobia) que um ser humano tem perante o desconhecido ou a coisas diferentes...
Xenofobia e preconceitos: É comum associar preconceito com fobia às pessoas que demonstram  ódio a outras raças ou outro g...
Conclusão Em suma, o racismo é a forma de pensar preconceituosamente perante as pessoas diferentes, sem ter tido contacto ...
<ul><li>Fontes </li></ul><ul><li>www.Wikipédia.com </li></ul><ul><li>Diciopédia 2006, da Porto Editora multimédia. </li></...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Racismo e Xenofobia

18.194 visualizações

Publicada em

Temas/ problemas do mundo contemporâneo.
Filosofia 10ºB
Colégio Nª SRª da Boavista
http://historicofilosoficas.blogspot.com

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.194
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
672
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Racismo e Xenofobia

  1. 1. Racismo e Xenofobia Realizado por: Vicente Pinto, 10ºB nº27 2007/2008 Filosofia
  2. 2. <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Em muitos casos da vida real, ouvimos na televisão ou na internet, o termo racismo. E perguntamo-nos o que nos leva a sermos racistas? Quem tem razão? A ciência demonstra, realmente, que existem diferenças? </li></ul><ul><li>Devemos viver isolados dos outros grupos diferentes de nós? </li></ul><ul><li>São perguntas que surgem perante as situações que aconteceram, não só no passado, mas também acontecem no presente onde o racismo ainda permanece. </li></ul><ul><li>Este trabalho abrangerá o grande tema do racismo aos olhos da ciência e da filosofia. E, por fim, abordaremos o tema da xenofobia e do preconceito. </li></ul>
  3. 3. O racismo é a crença na existência de raças humanas mais importantes do que outras, ou seja, é a forma de pensar que há raças superiores do que outras, dependendo do sujeito em questão. Acreditam que há raças de características físicas diferentes, de inteligência superior e de manifestações culturais mais acertadas do que outras. O racismo não é uma teoria da ciência, mas diversas opiniões pré-concebidas, ou seja, classificar as diferenças biológicas sem o conhecimento directo perante a outra raça. Racismo
  4. 4. Origens: Não se sabe quando e onde o racismo nasceu. O racismo existe em todos os países e em todos os povos, o que torna a matéria muito extensa e difícil de encontrar as suas origens. Provavelmente existe desde o aparecimento do homem. Existem vários exemplos de racismo ao longo da História. Ocorreu, por exemplo, nos Estados Unidos da América, com a sociedade secreta Ku Klux Klan , que perseguiam e “justiçavam” as pessoas de raça negra. Mas o fenómeno que marcou mais a História do racismo foi, sem dúvida, durante a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha Nazi que perseguem e matam, sem grandes razões, os judeus.
  5. 5. O racismo e a ciência: Depois de muitos anos de estudo, a ciência, mais precisamente, a genética, demonstra que, de facto, existe variabilidade humana enquanto raças, ou seja, cor da pele, dos olhos, dos cabelos, e entre outros. Mas essas características, que provém da adaptação nas determinadas regiões, não alterou a estrutura enquanto espécie. A genética, assim, conclui que a unidade principal é a espécie humana para além de haver diferenças raciais. Todas as raças provém do Homo Sapiens Sapiens , portanto, todos os Homens são comuns, não havendo raças superiores, nem inferiores, são apenas diferentes.
  6. 6. Filosofia: Segundo várias ideias filosóficas, pode-se concluir que o racismo é o preconceito que um sujeito tem acerca de outra raça, geralmente, diferente da raça desse mesmo sujeito, o que torna o racismo uma forma de pensar subjectiva gerada pela sociedade em que o sujeito convive. Há necessidades que levam um grupo social mais numeroso, ou com mais poder económico, a sentir que deve distanciar-se de outros grupos que têm outras culturas, por razões históricos. Daí, inventam-se mitos sobre o grupo de raça de menor poder, para diferenciar os grupos onde há um dominante e um dominado. Esses mitos permanecem ao longo da história que dura gerações e gerações. Assim, leva as pessoas a acreditarem nos mitos sem o conhecimento directo da outra raça e sem procurar a análise do fundamento desse mito, ou seja, sem “filosofar” sobre o porquê desse mito.
  7. 7. Xenofobia A palavra xenofobia significa o medo (fobia) que um ser humano tem perante o desconhecido ou a coisas diferentes. Pode ser entendido por um distúrbio mental ou medo excessivo.
  8. 8. Xenofobia e preconceitos: É comum associar preconceito com fobia às pessoas que demonstram ódio a outras raças ou outro grupo de pessoas , sem ter tido contacto com eles e evitando-os. Porém, isso não é totalmente verdade. Pessoas xenófobas realmente criam preconceitos para com raças ou grupos diferentes. Mas nem todos os casos de preconceitos provém de fobia, mas sim da falta de informação por parte da pessoa que avalia grupos ou raças diferentes sem ter alguma vez convivência com eles. Essas pessoas preconceituosas têm uma ideia errada das outras raças. Como, por exemplo, afirmar que os asiáticos cheiram mal, os muçulmanos são violentos ou dizer que os negros têm falta de inteligência. Existem também conflitos de crenças ou ideias que levam a discriminações, mas não são gerados devido ao facto da pessoa estar mal informada, mas sim por conflito de conceitos.
  9. 9. Conclusão Em suma, o racismo é a forma de pensar preconceituosamente perante as pessoas diferentes, sem ter tido contacto com essas pessoas. No meu ver, as afirmações feitas sobre pessoas diferentes não tem qualquer sentido porque todos nós somos diferentes. E não devemos criticar as diferenças, mas sim aceitar porque necessitamos das pessoas de outras regiões e outras culturas. O que leva aos conflitos entre pessoas e culturas diferentes é a falta de informação e a falta de comunicação. Devemos encontrar os pontos comuns e não os pontos que nos diferencie. Em relação à xenofobia, essa perturbação mental pode levar, as pessoas com essa “doença”, serem naturalmente preconceituosos. Mas a falta de informação e de comunicação será, na minha opinião, o problema que leva as pessoas a diferenciarem-se e de existir ainda pessoas a criarem falsas ideias sobre outras pessoas.
  10. 10. <ul><li>Fontes </li></ul><ul><li>www.Wikipédia.com </li></ul><ul><li>Diciopédia 2006, da Porto Editora multimédia. </li></ul><ul><li>As imagens expostas neste trabalho foram retirados a partir de pesquisas no google. </li></ul>

×