minerais,
As rochas são associações compatíveis estáveis de um ou mais minerais, que
formas,
existem numa enorme variedade...
Cerca de 95 % dos constituintes da Crosta são rochas magmáticas ou
metamórficas.
metamórficas. Embora as rochas sedimentar...
- Um magma é uma mistura complexa de materiais, de
composição essencialmente silicatada, que se encontra total
ou parcialm...
Não obstante a grande diversidade de rochas magmáticas, os magmas que
resumemas originam resumem-se fundamentalmente a doi...
- Numerosos fatores controlam o ponto de fusão das rochas e
consequentemente a formação de magmas. O calor, a
pressão, o t...
- Como é do conhecimento geral, a diminuição da pressão
pode levar à fusão de uma rocha que se encontre a altas
temperatur...
1. Índice de cor

- A cor resulta da composição mineralógica da rocha.

- Assim, se predominam os minerais de cor clara – ...
2. Textura
- A textura corresponde ao tamanho, à cristalinidade e ao modo como os
cristais estão organizados na rocha. É u...
Quadro II
(segundo
Oliveira et al,
1997)
3. Modo de jazida

- O local onde se formam as rochas é também importante. Se foi
em profundidade, designam-se por rochas ...
4. Composição química
Corresponde à percentagem de óxidos dos elementos que
fazem parte dos minerais das rochas. Assim, as...
Quadro III (segundo Oliveira et al, 1997)
No quadro seguinte estão as rochas magmáticas mais comuns.

Quadro IV (segundo Oliveira et
al, 1997)
As rochas magmáticas
As rochas magmáticas
As rochas magmáticas
As rochas magmáticas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As rochas magmáticas

1.597 visualizações

Publicada em

Geologia 10ºano

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

As rochas magmáticas

  1. 1. minerais, As rochas são associações compatíveis estáveis de um ou mais minerais, que formas, existem numa enorme variedade de formas, texturas e cores. Rochas sedimentares Rochas metamórficas ígneas) Rochas magmáticas (ígneas)
  2. 2. Cerca de 95 % dos constituintes da Crosta são rochas magmáticas ou metamórficas. metamórficas. Embora as rochas sedimentares sejam as mais abundantes à superfície terrestre elas constituem apenas uma fina película sobre a subjacente. Crosta que lhe está subjacente.
  3. 3. - Um magma é uma mistura complexa de materiais, de composição essencialmente silicatada, que se encontra total ou parcialmente no estado de fusão e encerra uma componente gasosa (vapor de água, dióxido de carbono, óxidos de enxofre, ácido sulfídrico, metano, amoníaco, entre outros).
  4. 4. Não obstante a grande diversidade de rochas magmáticas, os magmas que resumemas originam resumem-se fundamentalmente a dois tipos granítico: magma granítico magma ácido, hipersilicioso (teor de sílica (SiO2) ≥ 70 %, com cerca de 10-15 % de água), muito viscoso e que cristaliza praticamente na sua totalidade no interior da crosta terrestre; basáltico: magma basáltico: magma básico, hipossilicioso (teor de SiO2 ≤ 50 % contendo apenas 1 a 2% de água), fluido, oriundo do manto superior e que atravessa a crosta com muita facilidade; por esta razão, 95% das rochas lávicas são basaltos (ver quadro I) CARACTERÍSTICAS Quadro I MAGMAS Teor em sílica Teor em água Ponto de Viscosidade Origem (%) BASÁLTICO fusão ≥ 70 % 10-15 % Baixo (± 800 Alta Crosta oC GRANÍTICO (%) continental ≤ 50 % 1-2 % Alto(± 1200 C) o Baixa Manto superior
  5. 5. - Numerosos fatores controlam o ponto de fusão das rochas e consequentemente a formação de magmas. O calor, a pressão, o teor de água e o ponto de fusão parcial dos minerais das rochas combinados determinam o ponto a que cada rocha funde, contribuindo para a formação do magma. - Uma vez formado o magma, este começa a ascender, porque tem menor densidade que as rochas circundantes. - Na sua ascensão duas alterações ocorrem simultaneamente: simultaneamente: arrefece à medida que se aproxima da superfície e a pressão diminui porque o peso das rochas suprajacentes é menor. - O arrefecimento e a diminuição da pressão têm efeitos opostos na ascensão do magma. O arrefecimento tende a solidificar o magma, enquanto que a diminuição da pressão tende a mantê-lo líquido.
  6. 6. - Como é do conhecimento geral, a diminuição da pressão pode levar à fusão de uma rocha que se encontre a altas temperaturas, porque aquela tem que se expandir para iniciar o processo de fusão. Pela mesma razão, a diminuição da pressão leva à diminuição da temperatura à qual o magma solidifica. - Assim, um magma que à profundidade de 20 km solidifica a 1000 º C pode manter-se líquido a uma profundidade de 5 km com uma temperatura de 800 º C aproximadamente. - No tocante ao teor de água, se o magma ascendente não contiver água, o efeito da diminuição da pressão, sobrepõe-se ao efeito do arrefecimento. O magma mantém-se líquido e ascende até à superfície, originando-se uma erupção.
  7. 7. 1. Índice de cor - A cor resulta da composição mineralógica da rocha. - Assim, se predominam os minerais de cor clara – minerais félsicos –, a rocha designa-se por leucocrata se abundam os minerais de cor leucocrata; melanocrata; escura – minerais máficos –, a rocha diz-se melanocrata no caso de a rocha apresentar uma cor intermédia, com uma percentagem equivalente dos dois tipos de minerais denomina-se mesocrata Se minerais, mesocrata. todos os constituintes são de cor escura a rocha é designada por escura, ultramáfica. holomelanocrata ou ultramáfica
  8. 8. 2. Textura - A textura corresponde ao tamanho, à cristalinidade e ao modo como os cristais estão organizados na rocha. É uma consequência das condições de consolidação do magma (lenta ou rápida). consideraremtexturas: - É usual considerarem-se fundamentalmente dois tipos de texturas: Holocristalina Quando a rocha se apresenta totalmente cristalina. Se os cristais são visíveis a olho nu (diâmetro dos cristais superior a 0,05 mm) designa-se por fanerítica; se os cristais são muito pequenos, em regra só identificáveis ao microscópio (diâmetro dos cristais inferior a 0,05 mm) denomina-se afanítica. Note-se que, neste tipo de textura, pode acontecer que nem todo o material se encontre cristalizado; a rocha pode conter quantidades variáveis de matéria vítrea. Vítrea Quando não se observam cristais, mesmo ao microscópio (ver quadro II).
  9. 9. Quadro II (segundo Oliveira et al, 1997)
  10. 10. 3. Modo de jazida - O local onde se formam as rochas é também importante. Se foi em profundidade, designam-se por rochas intrusivas ou plutónicas; plutónicas se ocorreu à superfície, são extrusivas ou vulcânicas (ver figura 1). Formas de solidificação do magma que ascende em direção à superfície: A – profundidade; rocha plutónica – o magma solidificou lentamente em profundidade; B – filão – superficiais; o magma consolidou em fraturas ou fendas mais superficiais; C – rocha vulcânica – a lava consolidou à superfície (segundo Motta et al, 1998).
  11. 11. 4. Composição química Corresponde à percentagem de óxidos dos elementos que fazem parte dos minerais das rochas. Assim, as rochas com uma percentagem superior a 70% de sílica são designadas ácidas; por ácidas por intermédias se têm entre 50 e 70 % de sílica; por básicas, quando o teor de sílica é baixo (45 a 50%); por ultrabásicas quando têm uma percentagem de sílica ≤ 45 % (ver quadro III).
  12. 12. Quadro III (segundo Oliveira et al, 1997)
  13. 13. No quadro seguinte estão as rochas magmáticas mais comuns. Quadro IV (segundo Oliveira et al, 1997)

×