Berlenga – caminhos para a sustentabilidadeSérgio Leandro (sleandro@ipleiria.pt)Escola Superior de Turismo e Tecnologia do...
1. Arquipélago das Berlengas2. Contexto atual3. Caminhos para a sustentabilidade    a. Divulgação do Património Natural   ...
1. Arquipélago das Berlengas2. Contexto atual3. Caminhos para a sustentabilidade    a. Divulgação do Património Natural   ...
1. Arquipélago das Berlengas
1. Arquipélago das Berlengas A Ilha da Berlenga dista cerca de 7 milhas do Porto de Peniche, com comprimento e largura máx...
1. Arquipélago das Berlengas• Vestígios   subaquáticos     recolhidos   nofundeadouro das Berlengas (cepos de âncora emchu...
1. Arquipélago das Berlengas
3. Caminhos para a sustentabilidade
3. Caminhos para a sustentabilidade
3. Caminhos para a sustentabilidade
3. Caminhos para a sustentabilidade
3. Caminhos para a sustentabilidade
3. Caminhos para a sustentabilidade
1. Arquipélago das Berlengas2. Contexto atual3. Caminhos para a sustentabilidade    a. Divulgação do Património Natural   ...
2.   Contexto atual                      TURISMO     INVESTIGAÇÃO               CONSERVAÇÃO       CIENTÍFICA              ...
1. Arquipélago das Berlengas2. Contexto atual3. Caminhos para a sustentabilidade    a. Divulgação do Património Natural   ...
3.   Caminhos para a sustentabilidade     a. Divulgação do Património Natural Artigos em revistas nacionais               ...
3.   Caminhos para a sustentabilidade     a. Divulgação do Património Natural Artigos em revistas nacionais               ...
3.   Caminhos para a sustentabilidade     a. Divulgação do Património NaturalPromoção de exposições
3.   Caminhos para a sustentabilidade     a. Divulgação do Património NaturalPromoção de concursos de fotografia subaquática
3.   Caminhos para a sustentabilidade     a. Divulgação do Património NaturalCampanhas de inventariação do património natu...
3.   Caminhos para a sustentabilidade     b. Promoção de actividades “amigas do ambiente”Limpezas subaquáticas
3.   Caminhos para a sustentabilidade     c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO
3.   Caminhos para a sustentabilidade     c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO
3.   Caminhos para a sustentabilidade     c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO
3.   Caminhos para a sustentabilidade     c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO                                   Gr...
3.    Caminhos para a sustentabilidade      d. Educação e sensibilização para o Mar     Semana Tanto Mar – Ensino Secundár...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Berlenga - Reserva da Biosfera da UNESCO

783 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
783
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Berlenga - Reserva da Biosfera da UNESCO

  1. 1. Berlenga – caminhos para a sustentabilidadeSérgio Leandro (sleandro@ipleiria.pt)Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (Peniche)Instituto Politécnico de Leiria
  2. 2. 1. Arquipélago das Berlengas2. Contexto atual3. Caminhos para a sustentabilidade a. Divulgação do Património Natural b. Promoção de actividades “amigas do ambiente” c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO d. Educação e sensibilização para o Mar
  3. 3. 1. Arquipélago das Berlengas2. Contexto atual3. Caminhos para a sustentabilidade a. Divulgação do Património Natural b. Promoção de actividades “amigas do ambiente” c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO d. Educação e sensibilização para o Mar
  4. 4. 1. Arquipélago das Berlengas
  5. 5. 1. Arquipélago das Berlengas A Ilha da Berlenga dista cerca de 7 milhas do Porto de Peniche, com comprimento e largura máximos de 1500 e 800 metros respectivamente, um perímetro de 4000 metros, 88 metros de altitude máxima e -30 de mínima.
  6. 6. 1. Arquipélago das Berlengas• Vestígios subaquáticos recolhidos nofundeadouro das Berlengas (cepos de âncora emchumbo e pedra e ânforas), apontou para que ailha fosse um ponto de passagem das rotascomerciais e um porto de abrigo e descanso paraos marinheiros (Época Romana e anteriores)• Em 1513, reinado de D. Manuel I, foi construídoo Mosteiro da Misericórdia, onde ficaria instaladaa Ordem de S. Jerónimo (a falta de segurança dailha levou a que o mosteiro fosse abandonado).• Em 1651 o rei D. João IV mandou construir oForte de São João Baptista que constituiria umimportante ponto de defesa nacional, palco demuitas batalhas.• Em 1841, foi construído o Farol. Baptizada com onome de "Duque de Bragança“. 6
  7. 7. 1. Arquipélago das Berlengas
  8. 8. 3. Caminhos para a sustentabilidade
  9. 9. 3. Caminhos para a sustentabilidade
  10. 10. 3. Caminhos para a sustentabilidade
  11. 11. 3. Caminhos para a sustentabilidade
  12. 12. 3. Caminhos para a sustentabilidade
  13. 13. 3. Caminhos para a sustentabilidade
  14. 14. 1. Arquipélago das Berlengas2. Contexto atual3. Caminhos para a sustentabilidade a. Divulgação do Património Natural b. Promoção de actividades “amigas do ambiente” c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO d. Educação e sensibilização para o Mar
  15. 15. 2. Contexto atual TURISMO INVESTIGAÇÃO CONSERVAÇÃO CIENTÍFICA DA NATUREZA PESCA
  16. 16. 1. Arquipélago das Berlengas2. Contexto atual3. Caminhos para a sustentabilidade a. Divulgação do Património Natural b. Promoção de actividades “amigas do ambiente” c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO d. Educação e sensibilização para o Mar
  17. 17. 3. Caminhos para a sustentabilidade a. Divulgação do Património Natural Artigos em revistas nacionais Revista Mais Ambiente Setembro 2007
  18. 18. 3. Caminhos para a sustentabilidade a. Divulgação do Património Natural Artigos em revistas nacionais Revista Atlantis (TAP) Setembro-Outubro 2007
  19. 19. 3. Caminhos para a sustentabilidade a. Divulgação do Património NaturalPromoção de exposições
  20. 20. 3. Caminhos para a sustentabilidade a. Divulgação do Património NaturalPromoção de concursos de fotografia subaquática
  21. 21. 3. Caminhos para a sustentabilidade a. Divulgação do Património NaturalCampanhas de inventariação do património natural
  22. 22. 3. Caminhos para a sustentabilidade b. Promoção de actividades “amigas do ambiente”Limpezas subaquáticas
  23. 23. 3. Caminhos para a sustentabilidade c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO
  24. 24. 3. Caminhos para a sustentabilidade c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO
  25. 25. 3. Caminhos para a sustentabilidade c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO
  26. 26. 3. Caminhos para a sustentabilidade c. Berlenga a Reserva da Biosfera da UNESCO Grupo de Trabalho Permanente da Reserva das Biosfera das Berlengas (UNESCO) As principais entidades envolvidas na gestão e exploração da reserva da biosfera das Berlengas, decidiram criar o Grupo de Trabalho Permanente: - Câmara Municipal de Peniche - Instituto da Conservação da Natureza e Floresta - OP Centro – Cooperativa da Pesca Geral do Centro CRL - Associação de Operadores de Mergulho do Oeste - Associação dos Operadores Marítimo-Turísticos - Associação de Mariscadores da Berlenga - Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar – Instituto Politécnico de Leiria
  27. 27. 3. Caminhos para a sustentabilidade d. Educação e sensibilização para o Mar Semana Tanto Mar – Ensino Secundário Be @ Berlenga – Ensino Superior

×