4       ESCOLA ESTADUAL ALBERT EINSTEINANÁLISE DOS PROBLEMAS CAUSADOS PELO LIXO E            POSSÍVEIS SOLUÇÕES           ...
5            Graziela Cavalli Paloschi            Vanice Marx dos SantosANÁLISE DOS PROBLEMAS CAUSADOS PELO LIXO E        ...
6                                                      SUMÁRIO1 INTRODUÇÃO ..................................................
7   1. INTRODUÇÃO       O presente trabalho foi realizado com o objetivo de esclarecer um, dos váriosproblemas ambientais,...
8   2. CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA    Guarantã do Norte originou-se através de assentamentos agrários, com oprojeto criado pelo...
9      A produção de lixo se apresenta como um problema de difícil solução desde osurgimento dos primeiros centros urbanos...
10      Como foi citado anteriormente, lixo é todo e qualquer material que perde autilidade para quem o detém, ele é class...
11Lixo espacial      Originado de restos provenientes de objetos lançados pelo homem noespaço. Composto principalmente por...
12        O lixo produzido nos centros urbanos deve ser coletado e depositado em localadequado, entretanto na maioria das ...
13de lençóis freáticos. No Brasil existem muitos lixões pois são institucionalizados, istoé, autorizados pelas prefeituras...
14         O aterro controlado é uma fase intermediária entre o lixão e o aterro sanitário.Geralmente não recebe uma camad...
15   3.6.   Reutilização      Reutilizar algum produto é reaproveitá-lo sem que este sofra processoindustrial, caso contrá...
16durante o mandato de Lutero Siqueira, a Prefeitura Municipal recebeu umanotificação em que deveria instalar um aterro sa...
17      Conforme informações de Valderi José Pansera, o lixo hospitalar produzidoem Guarantã do Norte é coletado a cada qu...
18   5. CONSIDERAÇÕES FINAIS      Segundo nossa pesquisa, chegamos a conclusão que o problema do lixo vemassolando a human...
19   6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASMIRANDA, Leodete; AMORIM, Lenice. Mato Grosso: atlas geográfico. Cuiabá:Entrelinhas, 200...
20Processo             de           compostagem.               Disponível      em:<http://www.ib.usp.br/coletaseletiva/sau...
21ANEXO A – Questionário  1- Qual o destino do lixo hospitalar produzido em Guarantã do Norte?  2- Quais os custos da cole...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Graziela e Vanice

1.139 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado por alunos do terceiro ano do ensino médio da Escola Estadual Albert Einstein

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.139
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Graziela e Vanice

  1. 1. 4 ESCOLA ESTADUAL ALBERT EINSTEINANÁLISE DOS PROBLEMAS CAUSADOS PELO LIXO E POSSÍVEIS SOLUÇÕES Guarantã do Norte – MT 2011
  2. 2. 5 Graziela Cavalli Paloschi Vanice Marx dos SantosANÁLISE DOS PROBLEMAS CAUSADOS PELO LIXO E POSSÍVEIS SOLUÇÕES Trabalho de geografia, apresentado à Escola Estadual Albert Einstein, para obtenção de nota parcial na disciplina de geografia, orientado pelo Profº Sérgio Guarantã do Norte – MT 2011
  3. 3. 6 SUMÁRIO1 INTRODUÇÃO .......................................................................................... 042 CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA................................................................ 053 LIXO .......................................................................................................... 05 3.1 Impactos ambientais causados pelo lixo ...................................... 06 3.2 Tipos de lixo .................................................................................... 06 3.2.1 Classificação do lixo quanto à origem .................................. 07 3.3 Coleta do lixo ................................................................................... 08 3.4 Destino do lixo................................................................................. 09 3.5 O uso do lixo para produção de energia ....................................... 11 3.6 Reutilização ..................................................................................... 12 3.7 Compostagem ................................................................................. 12 3.8 Reciclagem ...................................................................................... 124 LIXO EM GUARANTÃ DO NORTE.......................................................... 125 CONSIDERAÇÕES FINAIS ...................................................................... 156 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ......................................................... 16
  4. 4. 7 1. INTRODUÇÃO O presente trabalho foi realizado com o objetivo de esclarecer um, dos váriosproblemas ambientais, o lixo, nele será apresentado uma pesquisa sobre o que é olixo, quais os tipos, os impactos causados pelo mau destino deste, qual seria omelhor destino, entre outros, dando atenção especial a situação do município deGuarantã do Norte abordando questões como o projeto de aterro sanitário, destinodo lixo hospitalar e coleta do lixo para reciclagem. Hoje existe uma crescente preocupação da sociedade em relação ao meioambiente e os vários aspectos relacionados á sua recuperação, conservação epreservação, será abordado neste trabalho possíveis soluções que diminuam osimpactos que o mau destino do lixo pode causar, como por exemplo a construção deaterros sanitários.
  5. 5. 8 2. CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA Guarantã do Norte originou-se através de assentamentos agrários, com oprojeto criado pelo INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária),através da Superintendência Regional do Estado de Mato Grosso, denominadoPROJETO DE ASSENTAMENTO CONJUNTO PEIXOTO DE AZEVEDO, implantadoem parceria com a Cooperativa Tritícola de Erechim Ltda./Cotrel. Sua emancipaçãoocorreu em 13 de maio de 1986. O município possui 32150 habitantes (IBGE/ censo 2010), sendo 74,4%população urbana e 25,5% rural, com 17.915 (TRE/2006) eleitores, fica à 720 Kmpelas BRs 163 e 364 de Cuiabá, faz divisas com os municípios Matupá, Novo Mundoe o Estado do Pará, com 4.735,331 km² tem densidade demográfica de 6,80hab./km². A bacia hídrica do município é formada por diversos rios, sendo o Rio BraçoNorte e Rio Braço Sul os principais, contando com a presença de nascentes quegarantem a viabilidade de exploração do solo em atividades comerciais. O períodode chuvas dura, em média, sete meses, de setembro a abril com uma precipitaçãopluviométrica anual de 2.750 mm (MT e seus municípios), com intensidade máximaem janeiro, fevereiro e março, segundo definições presentes no blog Geofácil atemperatura média anual fica entre 24°C, predominando o clima Equatorial quenteúmido. Guarantã do Norte possui a maior parte de sua área com altitudes entre 200m à400m acima do nível do mar, com pequenas áreas de 100m à 200m e 400m à500m. Seu relevo é composto por Planaltos, Serras Residuais e Depressões doNorte de Mato Grosso. No município há presença de Áreas de Tensão Ecológica(contato entre tipos de vegetação) entre a Floresta Amazônica e o Cerrado. 3. LIXO Lixo é todo e qualquer material que perde a utilidade para quem o detém.
  6. 6. 9 A produção de lixo se apresenta como um problema de difícil solução desde osurgimento dos primeiros centros urbanos. Com a Revolução Industrial houve aintensificação do êxodo rural o que levou a um aumento na produção de lixo nosaglomerados urbanos, essa crescente industrialização visava somente a produçãoenquanto os impactos ambientais diretos e indiretos na água e no solo eramdeixados em segundo plano, atualmente a produção de bens é proporcional áprodução de lixo que em sua maioria não é destinado de maneira correta causandoum dos maiores problemas ambientais do planeta. 3.1. Impactos ambientais causados pelo lixo Dentre os vários problemas ambientais encontrados nos centros urbanosdestaca-se a produção de lixo, que é o resultado de uma sociedade que cada vezconsome mais. O acúmulo desses dejetos sólidos é conseqüência de não possuirum local adequado para tratamento ou armazenamento. Isso tende a aumentar jáque há o constante crescimento da população e do consumo, produzindo maiorquantidade de lixo. A qualidade de vida é imprescindível para a população, fauna e flora,entretanto com a degradação do meio ambiente ocorre a deterioração dessaqualidade. O depósito de lixo em locais impróprios como encostas, córregos e rios, podecausar a dispersão de pequenos animais e insetos (ratos, baratas moscas)hospedeiros de doenças como dengue, leptospirose e a peste bubônica. O acúmulo de detritos sólidos produz um líquido de coloração escura e odordesagradável denominado chorume, que pode contaminar rios e águas subterrâneasalém de solos e pessoas que mantêm contato com estes detritos, podendoacontecer também deslizamentos de encostas e assoreamento de mananciais,enchentes enfim estrago na paisagem. 3.2. Tipos de lixo
  7. 7. 10 Como foi citado anteriormente, lixo é todo e qualquer material que perde autilidade para quem o detém, ele é classificado em vários tipos que podem causardiferentes impactos no meio ambiente.3.2.1 Classificação do lixo quanto à origemDomiciliar Gerado diariamente nas residências é composto por produtos deteriorados,restos orgânicos, papéis, garrafas, embalagens em geral, fraldas descartáveis e umagrande diversidade de outros itens, podendo conter ainda, alguns resíduos tóxicos,como pilhas não-alcalinas, baterias, tintas e solventes, remédios vencidos, lâmpadasfluorescentes.Comercial Originado dos diversos estabelecimentos comerciais e de serviços, contémprincipalmente papéis, plásticos, restos de alimentos e embalagens.Público São aqueles originados dos serviços de limpeza pública urbana: incluindovarrição das vias públicas, limpeza de praias, córregos, terrenos, áreas de feiraslivres, etc. Constituído principalmente por restos vegetais, embalagens, madeira,papéis e plásticos.Serviços de saúde e hospitalar São produzidos em serviços de saúde como: hospitais, clínicas, farmácias,postos médicos, ambulatórios, clínicas veterinárias entre outros. Nesses serviços éproduzido lixo séptico que pode conter germes patogênicos (agulhas, seringas,gazes, bandagens, bisturis, etc), além do lixo asséptico o qual não entra em contatodireto com os pacientes.
  8. 8. 11Lixo espacial Originado de restos provenientes de objetos lançados pelo homem noespaço. Composto principalmente por peças de foguetes e satélites artificiais.Portos, aeroportos, terminais rodoviários e ferroviários Constituídos por resíduos sépticos, originados de material de higiene, asseiopessoal e restos de alimentação que podem veicular doenças provenientes deoutras cidades, estados e países e resíduos assépticos considerados comodomiciliares.Industrial O lixo industrial é bastante variado, podendo ser representado por cinzas,óleos, resíduos alcalinos ou ácidos, plásticos, papel, madeira, fibras, borracha,metal, vidros e cerâmicas incluindo lixo tóxico. Esses tipos de lixos são provenientesde vários ramos da indústria tais como, metalúrgica, química, petroquímica,papelaria, alimentícia entre outras.Agrícola São embalagens de defensivos agrícolas e fertilizantes, restos de rações ecolheitas. As embalagens de agroquímicos, que geralmente são altamente tóxicos,devem ter sua disposição final em depósitos apropriados a fim de não causaremimpactos ambientais, tais como a poluição do solo e do lençol freático.Entulho Resíduos da construção civil, demolições, solos de escavações diversas, etc.Geralmente é um material inerte, entretanto podem conter resíduos perigosos comorestos de tintas e solventes. 3.3. Coleta do lixo
  9. 9. 12 O lixo produzido nos centros urbanos deve ser coletado e depositado em localadequado, entretanto na maioria das vezes isso não acontece, devido ao descasopolítico e social. Alternativas são discutidas para facilitar a coleta dividindo-as em: Coleta domiciliar: esse tipo de coleta recolhe o lixo produzido em cadaresidência. É realizada conforme a necessidade de cada bairro, podendo ocorrerdiariamente ou em alguns dias da semana. Coleta industrial: Empresas efetuam a coleta nas indústrias e o destino final éo Aterro Sanitário ou em valas específicas conforme classificação da periculosidadedos resíduos (ABNT 10004), porém nem sempre estas normas são seguidas. Coleta hospitalar: para coletar o lixo hospitalar são usados veículos comequipamentos próprios, garantindo segurança desde o recolhimento até o destinofinal do lixo que se dá em instalações específicas. Essa coleta atende hospitais,centros de saúde, clínicas, clínicas veterinárias, ambulatórios, consultórios efarmácias. Coleta seletiva: na coleta seletiva os materiais recicláveis são separados dolixo orgânico, e subdivididos em papéis, plásticos, metais e vidros, queposteriormente são reciclados e/ou reutilizados. Materiais como pilhas e baterias sãoseparados e tem um destino apropriado, pois podem gerar contaminação, o lixohospitalar também é separado e recebe um tratamento especial (são levados para aincineração em locais próprios). Este tipo de coleta, além de gerar renda para muitas pessoas, auxilia napreservação do meio ambiente. 3.4. Destino do lixoLixão Lixão é uma área onde são depositados resíduos sólidos sem nenhumapreparação do solo e/ou do lixo. O chorume, proveniente da decomposição do lixoentra em contato com o solo podendo contaminá-lo além da possível contaminação
  10. 10. 13de lençóis freáticos. No Brasil existem muitos lixões pois são institucionalizados, istoé, autorizados pelas prefeituras. Cerca de 80% dos municípios brasileiros depositaseus dejetos em lixões o que favorece a degradação ambiental e a proliferação detransmissores de doenças. Além disso, o tempo de decomposição desses resíduossão em sua grande maioria, longos demais e o problema acaba por se perpetuar.Podemos observar na tabela abaixo o tempo de decomposição de vários produtos.Produto Tempo de decomposiçãoLatas de aço 10 anosAlumínio 200 a 500 anosCerâmica IndeterminadoChicletes 05 anosCordas de nylon 30 anosEmbalagens PET Mais de 100 anosFiltros de cigarros 05 anosIsopor IndeterminadoLouças IndeterminadoBorracha IndeterminadoMetais (componente de equipamento) Cerca de 450 anosPapel e papelão Cerca de 06 mesesPlásticos (embalagens e equipamentos) Até 450 anosSacos e sacolas plásticas Mais de 100 anosVidros Indeterminado Além disso, os lixões trazem um outro problema, eles atraem a populaçãocarente e desempregada que passa a sobreviver, de alimentos e materiaisencontrados nestes locais. Esse tipo de degradação humana deve ser erradicadajuntamente com os lixões, para isso é necessário políticas públicas que auxiliemessa parcela da população.Aterro controlado
  11. 11. 14 O aterro controlado é uma fase intermediária entre o lixão e o aterro sanitário.Geralmente não recebe uma camada impermeabilizante antes da deposição do lixoe que causa a poluição do solo e do lençol freático. Após a deposição do lixo no local este recebe uma camada de terra e asvezes grama o que diminui a poluição do ar e ainda a proliferação dos vetores dedoenças. O aterro controlado não trata o chorume e gases provenientes dadecomposição do lixo, o objetivo dele não é prevenir a poluição, mas sim minimizaros impactos ambientais.Aterro sanitário É um depósito onde são descartados resíduos sólidos, e não contamina osolo, os lençóis freáticos e a atmosfera, pois é monitorado constantemente econstruído de forma adequada. Para a implantação do aterro sanitário é necessárioprimeiramente a impermeabilização do solo, sistema de drenagem para captar ochorume, o qual é depositado em local apropriado, e sistema de tubos para acaptação de gases, principalmente o gás carbônico, o metano e o sulfídrico, poisestes podem causar explosões e deslizamentos. Diariamente o lixo é depositado, compactado e coberto com uma camada deterra. 3.5. O uso do lixo para produção de energia Nos aterros sanitários é produzido o biogás,composto pelos gases metano edióxido de carbono, que pode ser utilizado para a produção de energia elétrica,combustível para fogões e motores, ele é considerado um biocombustível poisprovém de uma fonte energética renovável. O biogás pode ser 21 vezes mais poluente que o gás carbônico, contribuindodiretamente para o aumento do efeito estufa. No entanto, a sua utilização comofonte de energia evita que ele seja lançado diretamente na atmosfera, tornando-seuma fonte de energia alternativa e renovável, além disso, contribui dando umafinalidade adequada para o lixo.
  12. 12. 15 3.6. Reutilização Reutilizar algum produto é reaproveitá-lo sem que este sofra processoindustrial, caso contrário trona-se reciclagem, os principais produtos que podem serreutilizados são roupas e embalagens, isto depende da criatividade de cada um. Areutilização pode ser considerada uma forma de reduzir devido uma maiorpermanência, em uso, dos produtos. 3.7. Compostagem A técnica de compostagem transforma resíduos orgânicos em um materialque pode ser utilizado como adubo, diminui a poluição que pode ser causada poreles e além disso, dá uma finalidade para grande parte do lixo doméstico. A composteira pode ser construída com madeira, bambu, tijolos entre outros,de preferência na sombra. 3.8. Reciclagem Reciclagem é um termo utilizado para indicar o reaproveitamento de umresíduo, e reciclar é na verdade fazer a reciclagem. Enfim embora os termos sejambastante confusos ao senso comum, reciclagem é e sempre será um conjunto detécnicas que tem por finalidade aproveitar os detritos e reutilizá-los no ciclo deprodução de que saíram. 4. LIXO EM GUARANTÃ DO NORTE O sistema de deposição do lixo em Guarantã do Norte ainda é lixão a céuaberto, entretanto existe um projeto para implantação de um aterro sanitário,segundo informações obtidas com o Biólogo e Técnico Agrícola José França,
  13. 13. 16durante o mandato de Lutero Siqueira, a Prefeitura Municipal recebeu umanotificação em que deveria instalar um aterro sanitário no município, no entanto nomandato do atual prefeito, 2009 – 2012, é que foi feito o projeto e realizada acompra do terreno para a construção do aterro. Em Mato Grosso, cerca de 85% das cidades não possuem aterro sanitário,pois estas encontram diversas dificuldades, sendo elas: altos custos paramanutenção e instalação, falta de incentivo financeiro do governo federal e estadual,licenciamento ambiental e aquisição de um terreno disponível longe de nascentes eque respeite as seguintes distâncias:Local Distância (um raio de)Aeroportos de pequeno porte 13kmGrandes aeroportos 20KmVilas 2kmResidências isoladas 500m Ainda sob informações de José França, o custo para implantação do aterroem Guarantã do Norte é de aproximadamente R$ 2 700 000, 00 (dois milhões esetecentos mil reais), e para manutenção será de R$ 20 000, 00 (vinte mil reais)mensais. Guarantã do Norte tem enfrentado diversos problemas devido a deposiçãodo lixo a céu aberto sendo os principais, a contaminação de pessoas (catadores),queima a céu aberto dos resíduos gerando gases poluentes, contaminação do solo,lençol freático e cursos d’água, produção de gases poluentes (metano) peladecomposição da matéria orgânica. Segundo dados obtidos com a arquiteta Fabiana de David a coleta do lixo nomunicípio é terceirizada, sendo realizada pela Limpeza Pública Santa Maria, oscustos mensais giram em torno de R$ 41 714, 50 (quarenta e um mil setecentos equatorze reais e cinqüenta centavos), são utilizados para a coleta dois caminhõescompactadores e esta emprega de 6 a 8 funcionários. De acordo com José França o bairro mais visitado para a coleta do lixo é oBairro Centro devido ao comércio, os demais bairros são visitados duas ou trêsvezes por semana. Não há a colaboração da população guarantaense quanto àseparação dos diferentes tipos de lixo para a coleta, pois a Prefeitura não dispõe derecursos para coletar o lixo seco e o lixo úmido separadamente e destiná-los deforma correta, desestimulando a população quanto a separação do lixo.
  14. 14. 17 Conforme informações de Valderi José Pansera, o lixo hospitalar produzidoem Guarantã do Norte é coletado a cada quinze dias por uma empresa de Cuiabá –MT, cujo nome é Máxima, esta cobra em torno de cinco reais o quilo do lixo a sercoletado. Em uma nova fala José França informou que junto ao projeto do aterrosanitário está anexada uma usina de tratamento de lixo, contudo não há projetovoltado à reciclagem, somente catadores informais que vendem seus produtos a umpreço baixíssimo para dois empresários no município, José Raimundo e a EmpresaPatrícia Cristina de Oliveira, estes fazem a prensagem e destinam o lixo paraindústria de reciclagem. Segundo José Raimundo os resíduos sólidos recicláveis coletados sãoenviados para uma usina de reciclagem onde cada tipo de material é destinado deforma diferente: materiais ferrosos são derretidos e utilizados na fabricação dechapas, canos, ferros de construção, entre outros, os plásticos são derretidos,granulados e utilizados como plásticos novos, os papéis são derretidos separando-se a celulose e as fibras que são utilizadas como matéria-prima na fabricação depapéis, papelão, etc. As vantagens da reciclagem do lixo, de acordo com José Raimundo, sãodiversas, como, a redução da exploração dos recursos naturais, economia deenergia, preservação do meio ambiente quanto a poluição dos recursos hídricos, doar e da paisagem visual. As desvantagens são poucas e estão na questãoeconômica, os baixos preços dos resíduos recicláveis e os incentivos dos governosque são quase nada diante da realidade de produção dos resíduos sólidos em todoo mundo.
  15. 15. 18 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS Segundo nossa pesquisa, chegamos a conclusão que o problema do lixo vemassolando a humanidade desde a Primeira Revolução Industrial, quando a produçãode bens aumentou, mas naquela época não se tinha a consciência dos prejuízosque o lixo causaria, atualmente há um maior conhecimento e preocupação com osimpactos causados pelo mau destino do lixo e o que pode ser feito para evitar isto. É necessário uma maior participação da população juntamente com ogoverno criando políticas públicas para reduzir a quantidade de lixo, reutilizar o quefor possível e realizar a coleta seletiva, destinando os resíduos a um local adequadopara que assim melhore o bem estar da população.
  16. 16. 19 6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASMIRANDA, Leodete; AMORIM, Lenice. Mato Grosso: atlas geográfico. Cuiabá:Entrelinhas, 2000.Geografia do município de Guarantã do Norte. Disponível em:<http://www.mteseusmunicipios.com.br/NG/conteudo.php?sid=155&cid=800>.Acesso em: 04 de Ago. de 2011PINHEIRO, Jairo Augusto Nogueira . Lixo urbano. Disponível em:<http://www.webartigos.com/articles/10684/1/Lixo-Urbano/pagina1.html>. Acessoem: 11 de Ago. de 2011FREITAS, Eduardo de. Os problemas provocados pelo lixo. Disponível em:<http://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/os-problemas-provocados-pelo-lixo.htm%2011-08>. Acesso em: 11 de Ago. de 2011FRANCISCO, Wagner de Cerqueira e. Classificação do lixo. Disponível em:<http://www.brasilescola.com/geografia/classificacao-lixo.htm>. Acesso em: 19 deAgo. de 2011Tipos de lixo. Disponível em: <http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-reciclagem/tipos-de-lixo.php >. Acesso em: 19 de Ago. de 2011Lixo. Disponível em: <http://www.institutorecicle.org.br/duvidas.html>. Acesso em:19 de Ago. de 2011Aterro sanitário. Disponível em: <http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-reciclagem/aterro-sanitario.php>. Acesso em: 01 de Set. de 2011
  17. 17. 20Processo de compostagem. Disponível em:<http://www.ib.usp.br/coletaseletiva/saudecoletiva/compostagem.htm>. Acesso em:01 de Set. de 2011O lixo. Disponível em: <http://www.natureba.com.br/lixo.htm>. Acesso em: 25 deSet. de 2011O lixo. Disponível em: <http://www.gramadus.com.br/olixo.htm>. Acesso em: 05 deSet. de 2011FREITAS, Eduardo de. Biogás. Disponível em:<http://www.brasilescola.com/geografia/biogas.htm>. Acesso em: 05 de Set. de 2011Reutilização do lixo. Disponível em:<http://mundodolixo.tripod.com/index_arquivos/page0007.htm>. Acesso em: 27 deSet. de 2011Coleta seletiva de lixo. Disponível em:<http://www.suapesquisa.com/o_que_e/coleta_seletiva.htm>. Acesso em: 27 de Set.de 2011O que é reciclagem. Disponível em:<http://www.compam.com.br/oquereciclagem.htm>. Acesso em: 27 de Set. de 2011Geofácil. Disponível em: <http://geofacil.blogspot.com/>.Pessoas entrevistadas:FRANÇA, José. Análise dos problemas causados pelo lixo e possíveis soluções.Prefeitura Municipal de Guarantã do Norte.SANTOS, José Raimundo dos. Análise dos problemas causados pelo lixo epossíveis soluções. Escola Municipal Treze de Maio.
  18. 18. 21ANEXO A – Questionário 1- Qual o destino do lixo hospitalar produzido em Guarantã do Norte? 2- Quais os custos da coleta do lixo na cidade? Por quantos funcionários a coleta é realizada? 3- Existe um projeto de implantação de um aterro sanitário em Guarantã do Norte, quais os custos para a implantação desse aterro? E para a manutenção? 4- Existe algum projeto na cidade, dentro da idéia do aterro sanitário, voltado para a reciclagem do lixo? 5- Por que a maioria das prefeituras não fazem aterros sanitários? Quais as dificuldades? 6- Quais os bairros mais visitados para a coleta do lixo? Por quê? 7- Os lixões a céu aberto provocam diversos impactos ambientais e sociais. Quais os problemas enfrentados por Guarantã do Norte? 8- Existe a cooperação da população guarantaense em relação á separação dos diferentes tipos de lixo para a coleta? 9- Qual o destino do lixo coletado para a reciclagem? 10-Quais as vantagens da coleta do lixo para a reciclagem? E as desvantagens?

×