Mitologias da avaliação: Pedro Demo em capítulos

755 visualizações

Publicada em

Pedro Demo em capítulos: capítulo dois avaliado em imagens

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
755
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
22
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mitologias da avaliação: Pedro Demo em capítulos

  1. 1. EMEF Germano Hübner – Santa Tereza – 3º Distrito – São Lourenço do Sul-RS –
  2. 2. “AVALIAÇÃO QUE NÃO CLASSIFICA TAMBÉM NÃO AVALIA!” Numa sociedade de classes é impossível limpar totalmente os processos avaliativos nas intervenções classificatórias. O P R O B L E M A É D O S O U T R O S ? ? ? M a n n h e i m a p l i c a v a q u e a v a l i a r é o p a p e l q u e c a b e a o p r o f e s s o r p o r s u a c a r a c t e r í s t i c a i n t e l e c t u a l
  3. 3. “Professor: trabalhador e patrão no mesmo processo” Em termos de aprendizagem o professor e o aluno encontram-se sempre aprendendo, embora em estágios diferentes. Diante da relação ensino aprendizagem o professor é trabalhador diante de um patrão institucional, mas é chefe quando controla os meios de produção.
  4. 4. “Imaginar avaliação isenta = ignorar o social” A Escola principalmente a Pública destina-se a desfazer a condição de massa de manobra e instiga ao confronto de classes. Vivemos em uma sociedade capitalista, até por isto, se torna impossível deixar de s e p a r a r g r u p o s o u c l a s s i f i c a r .
  5. 5. “A Educação de duas vias” - Pode ser “oferta pobre para o público pobre”... Saber pensar para melhor intervir é privilegiar a qualidade política... E n t r e t a n t o . . .
  6. 6. “A ESCOLA não deve evitar a AVALIAÇÃO...” A AVALIAÇÃO nos serve para: - Comparar (estágios e no grupo); - Confrontar capacidades (no tempo e no grupo); - Classificar em relação ao que se pretende... É pela avaliação que sabemos onde anda nosso público em relação ao conhecimento, e principalmente meio de garantias para saber se ele está aprendendo.
  7. 7. “Negar O SENTIDO REAL DA CLASSIFICAÇÃO é recair ingenuamente no FUNCIONALISMO...” - Comparar; - Confrontar; - Classificar; - Contrastar. Acima de tudo e antes de mais nada, AVALIAR É: Ao invés de negar o contexto classificatório da avaliação, devemos argumentar sobre as razões pedagógicas de fazê-la, e dos riscos desta classificação justamente para preservar os direitos de quem quer aprender, e estabelecendo estratégias para igualar as OPORTUNIDADES. “Avaliar para garantir O DIREITO DE APRENDER” Administrar pedagogicamente a classificação!!!

×