Fotografia luz

6.348 visualizações

Publicada em

ILUMINAÇÃO.

Publicada em: Design
1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Visitem e façam Gosto na página :) https://www.facebook.com/irphotografando
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.348
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
455
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fotografia luz

  1. 1. Fotografia LuzIluminação
  2. 2. PLANO FOTOGRÁFICO Fotografar se torna mais gratificante se seus resultados correspondem ao objetivo desejado: ângulo escolhido perfeito; iluminação com o efeito especial imaginado; realce da beleza do rosto em close; desfocalização proposital do fundo para um ponto de interesse no primeiro plano, destacando-o dos demais. Estas informações básicas e registro de imagens mostram, de forma ordenada e simples, os principais conhecimentos da arte fotográfica. Fotografia vem do grego e significa escrever com a luz. A luz é, portanto, o elemento mais importante da fotografia, ao lado de mais quatro elementos básicos: 1. Assunto 2. Câmera 3. Filme 4. Processamento (revelação) Para uma foto perfeita, é necessário dominar esses elementos básicos, tendo seu pleno controle
  3. 3. CONTROLANDO A LUZ Modo de medir a luz A seleção de medida da luz pode ser: Multipontos: Faz uma avaliação de exposição em toda a cena. Central: Faz uma avaliação de exposição na região central da cena. Pontual: Faz uma avaliação de exposição no centro da cena.
  4. 4. O FOCO Existem duas posições de ajuste: Auto ou Manual. Multi-zona: Faz uma avaliação do foco em toda a cena. Central: Faz uma avaliação do foco na região central da cena. Pontual: Faz uma avaliação do foco no centro da cena. Balanço de branco Recurso disponível capaz de calibrar o branco em relação às diversas fontes de iluminação, equilibrando as cores das fotos. Os ajustes podem ser: Auto Luz dia Tungstênio Fluorescente Nublado Manual
  5. 5. LUZ NATURAL A luz natural é proporcionada pelo sol, que pode incidir diretamente ou indiretamente sobre o assunto. O aspecto da luz solar pode variar de acordo o horário e o tempo, resultando nos mais diversos aspectos à sua fotografia. Ao amanhecer, por exemplo, provoca tons quentes, com cores avermelhadas ou alaranjadas que são muito agradáveis para paisagens. A intensidade da luz logo pela manhã e à tarde é mais fraca, e produz imagens com boa definição e detalhes definidos, sem exagerar no contraste.
  6. 6. LUZ DURA E LUZ SUAVE Nas primeiras horas da manhã e à tarde a luz é mais suave, ou seja, mais fraca, como também direcionada. A iluminação durante o resto do dia tem intensidade mais forte, produz imagens com sombras densas e também causa o efeito de "estourar" a imagem, em que áreas mais claras da foto perdem totalmente a definição e ficam totalmente brancas. Este tipo de iluminação é chamada de luz dura.
  7. 7. LUZ ARTIFICIAL O flash é o meio mais portátil e favorável de se adicionar luz à cena. Ele ilumina a cena, corrige um contra luz e suaviza as sombras do sol. O flash pode ser embutido ou externo. Existe um recurso de compensação do flash. (-2, -1, 0, +1, +2). Os ajustes podem ser: Auto Preenchimento Desligado Redutor de olhos vermelhos. O modelo indicado para fotógrafos avançados tem uma sapata para flash externo e uma saída PC para flash de estúdio.
  8. 8. LUZ ARTIFICIAL Além da luz natural, podemos usar outras fontes para iluminar nossas fotografia. Na maioria das vezes, usamos uma luz artificial quando a luz natural não é suficiente para iluminar a cena fotografada, como dentro de um ambiente fechado, ou em cenas noturnas.
  9. 9. LUZ ARTIFICIAL A fonte de luz artificial mais usada é o flash eletrônico. Atualmente, todas as câmeras amadoras e semi-profissionais já tem um embutido no corpo da câmera, e funciona de maneira automática. Qualquer outra fonte de luz pode ser usada para iluminar uma cena a ser fotografada, como um holofote, lâmpadas, velas... São as chamadas "fontes de luz contínua".
  10. 10. LUZ ARTIFICIAL Um detalhe importante que deve-se observar quando se usa iluminação artificial é a temperatura de cor. Ela é medida em graus Kelvin e indica. A luz do meio-dia, com temperatura de 5500º Kelvin, é a que mais se aproxima da luz branca.
  11. 11. DICAS IMPORTANTES Segure a câmera com firmeza Aproxime-se do assunto Escolha um fundo neutro e simples Mantenha as pessoas entretidas Componha um cenário Observe a luz Escolha um ângulo diferente Congele a ação Capture sentimentos Faça experiências
  12. 12. POSIÇÃO PARA FOTOGRAFARSegure a câmera com firmeza Umamão sem firmeza apertando obotão disparador da câmeraproduzirá uma foto tremida. Segurefirmemente a câmera com as duasmãos. Mantenha os braços juntoao corpo para dar maior firmeza.Aperte suavemente o botãodisparador. As fotos sairão nítidas.
  13. 13. OBSERVE A LUZA iluminação tem uma influência decisiva em sua foto. Estude a luz antes de tirar a fotografia, como os tons dourados de um amanhecer ou pôr-do-sol. Verifique como a direção da luz afeta o assunto: luz frontal (o sol atrás de quem está fotografando), para obter fotos brilhantes e nítidas; iluminação por trás (o sol por trás do assunto), para criar silhueta; iluminação lateral (o sol iluminando um dos lados do assunto) para mostrar a textura do assunto.
  14. 14. SENSIBILIDADE DO FILME O filme é capaz de gravar imagens devido a sua sensibilidade à luz. Esta sensibilidade é expressa como um número de “sensibilidade” ISO do filme. Quanto mais alto o número, “mais rápido” é o filme. Filmes mais rápidos necessitam de menos luz para fotografar. Filmes mais lentos na faixa de ISO 100 são adequados para uso em ambientes abertos sob a luz do sol.Para obter a versatilidade máxima e todos os aspectos - movimentos rápidos, ambientes externos de luz baixa e fotografia em ambientes fechados - recomendamos um filme de ISO 400 - 1600.
  15. 15. AUMENTE A SENSIBILIDADEPARA EVITAR O EFEITOBORRADO  Ao fotografar sem flash em iluminação insuficiente, a velocidade de disparo lenta torna difícil evitar a trepidação da câmera e borrar o objeto em movimento. O aumento da sensibilidade minimiza os borrões. ISO100 e ISO800

×