SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Fotografia
    Luz
Iluminação
PLANO FOTOGRÁFICO
   Fotografar se torna mais gratificante se seus resultados correspondem ao
    objetivo desejado: ângulo escolhido perfeito; iluminação com o efeito especial
    imaginado; realce da beleza do rosto em close; desfocalização proposital do
    fundo para um ponto de interesse no primeiro plano, destacando-o dos
    demais.
    Estas informações básicas e registro de imagens mostram, de forma
    ordenada e simples, os principais conhecimentos da arte fotográfica.
    Fotografia vem do grego e significa escrever com a luz.
    A luz é, portanto, o elemento mais importante da fotografia, ao lado de mais
    quatro elementos básicos:
    1. Assunto
    2. Câmera
    3. Filme
    4. Processamento (revelação)
    Para uma foto perfeita, é necessário dominar esses elementos básicos,
    tendo seu pleno controle
CONTROLANDO A LUZ


    Modo de medir a luz
  A seleção de medida da luz pode ser:
 Multipontos: Faz uma avaliação de
  exposição em toda a cena.
 Central: Faz uma avaliação de exposição
  na região central da cena.
 Pontual: Faz uma avaliação de exposição
  no centro da cena.
O FOCO
   Existem duas posições de ajuste: Auto ou Manual.
    Multi-zona: Faz uma avaliação do foco em toda a cena.
   Central: Faz uma avaliação do foco na região central da cena.
   Pontual: Faz uma avaliação do foco no centro da cena.



    Balanço de branco
    Recurso disponível capaz de calibrar o branco em relação às diversas fontes
    de iluminação, equilibrando as cores das fotos. Os ajustes podem ser:
   Auto
   Luz dia
   Tungstênio
   Fluorescente
   Nublado
   Manual
LUZ NATURAL
   A luz natural é proporcionada pelo sol, que pode
    incidir diretamente ou indiretamente sobre o
    assunto. O aspecto da luz solar pode variar de
    acordo o horário e o tempo, resultando nos mais
    diversos aspectos à sua fotografia. Ao amanhecer,
    por exemplo, provoca tons quentes, com cores
     avermelhadas ou alaranjadas que são muito
    agradáveis para paisagens. A intensidade da luz
    logo pela manhã e à tarde é mais fraca, e produz
    imagens com boa definição e detalhes definidos,
    sem exagerar no contraste.
LUZ DURA E LUZ SUAVE

   Nas primeiras horas da manhã e à tarde a luz é
    mais suave, ou seja, mais fraca, como também
    direcionada. A iluminação durante o resto do dia
    tem intensidade mais forte, produz imagens com
    sombras densas e também causa o efeito de
    "estourar" a imagem, em que áreas mais claras da
    foto perdem totalmente a definição e ficam
    totalmente brancas. Este tipo de iluminação é
    chamada de luz dura.
LUZ ARTIFICIAL
   O flash é o meio mais portátil e favorável de se adicionar luz à
    cena. Ele ilumina a cena, corrige um contra luz e suaviza as
    sombras do sol. O flash pode ser embutido ou externo.
    Existe um recurso de compensação do flash. (-2, -1, 0, +1,
    +2).

    Os ajustes podem ser:
   Auto
   Preenchimento
   Desligado
   Redutor de olhos vermelhos.

    O modelo indicado para fotógrafos avançados tem uma
    sapata para flash externo e uma saída PC para flash de
    estúdio.
LUZ ARTIFICIAL
   Além da luz natural, podemos usar outras fontes
    para iluminar nossas fotografia. Na maioria das
    vezes, usamos uma luz artificial quando a luz
    natural não é suficiente para iluminar a cena
    fotografada, como dentro de um ambiente
    fechado, ou em cenas noturnas.
LUZ ARTIFICIAL
   A fonte de luz artificial mais usada é o flash
    eletrônico. Atualmente, todas as câmeras
    amadoras e semi-profissionais já tem um embutido
    no corpo da câmera, e funciona de maneira
    automática. Qualquer outra fonte de luz pode ser
    usada para iluminar uma cena a ser fotografada,
    como um holofote, lâmpadas, velas... São as
    chamadas "fontes de luz contínua".
LUZ ARTIFICIAL
   Um detalhe importante que deve-se observar
    quando se usa iluminação artificial é a temperatura
    de cor. Ela é medida em graus Kelvin e indica. A luz
    do meio-dia, com temperatura de 5500º Kelvin, é a
    que mais se aproxima da luz branca.
DICAS IMPORTANTES

   Segure a câmera com firmeza
   Aproxime-se do assunto
   Escolha um fundo neutro e simples
   Mantenha as pessoas entretidas
   Componha um cenário
   Observe a luz
   Escolha um ângulo diferente
   Congele a ação
   Capture sentimentos
   Faça experiências
POSIÇÃO PARA FOTOGRAFAR

Segure a câmera com firmeza Uma
mão sem firmeza apertando o
botão disparador da câmera
produzirá uma foto tremida. Segure
firmemente a câmera com as duas
mãos. Mantenha os braços junto
ao corpo para dar maior firmeza.
Aperte suavemente o botão
disparador. As fotos sairão nítidas.
OBSERVE A LUZ
A  iluminação tem uma influência decisiva
 em sua foto. Estude a luz antes de tirar a
 fotografia, como os tons dourados de um
 amanhecer ou pôr-do-sol. Verifique como a
 direção da luz afeta o assunto: luz frontal (o
 sol atrás de quem está fotografando), para
 obter fotos brilhantes e nítidas; iluminação
 por trás (o sol por trás do assunto), para
 criar silhueta; iluminação lateral (o sol
 iluminando um dos lados do assunto) para
 mostrar a textura do assunto.
SENSIBILIDADE DO FILME
   O filme é capaz de gravar imagens devido a sua
    sensibilidade à luz. Esta sensibilidade é expressa
    como um número de “sensibilidade” ISO do filme.
    Quanto mais alto o número, “mais rápido” é o filme.
    Filmes mais rápidos necessitam de menos luz para
    fotografar.
    Filmes mais lentos na faixa de ISO 100 são
    adequados para uso em ambientes abertos sob a
    luz do sol.Para obter a versatilidade máxima e
    todos os aspectos - movimentos rápidos,
    ambientes externos de luz baixa e fotografia em
    ambientes fechados - recomendamos um filme de
    ISO 400 - 1600.
AUMENTE A SENSIBILIDADE
PARA EVITAR O EFEITO
BORRADO

    Ao fotografar sem flash em iluminação
    insuficiente, a velocidade de disparo lenta
    torna difícil evitar a trepidação da câmera
    e borrar o objeto em movimento. O
    aumento da sensibilidade minimiza os
    borrões. ISO100 e ISO800
Fotografia luz
Fotografia luz
Fotografia luz

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fotografia, Luz, Exposicao Equipamento
Fotografia, Luz, Exposicao EquipamentoFotografia, Luz, Exposicao Equipamento
Fotografia, Luz, Exposicao Equipamento
Onildo Lima
 

Mais procurados (20)

Aula fotografia - iluminação em estúdio ppt
Aula   fotografia - iluminação em estúdio pptAula   fotografia - iluminação em estúdio ppt
Aula fotografia - iluminação em estúdio ppt
 
Iluminação e flash
Iluminação e flashIluminação e flash
Iluminação e flash
 
Fotografia: Introdução à composição fotográfica
Fotografia: Introdução à composição fotográficaFotografia: Introdução à composição fotográfica
Fotografia: Introdução à composição fotográfica
 
Câmera DSLR
Câmera DSLRCâmera DSLR
Câmera DSLR
 
Fotografia em Estúdio
Fotografia em EstúdioFotografia em Estúdio
Fotografia em Estúdio
 
Fotografia composição enquadramento
Fotografia composição enquadramentoFotografia composição enquadramento
Fotografia composição enquadramento
 
Aula 01 - Curso de Fotografia Básica
Aula 01 - Curso de Fotografia BásicaAula 01 - Curso de Fotografia Básica
Aula 01 - Curso de Fotografia Básica
 
Princípios da fotografia
Princípios da fotografiaPrincípios da fotografia
Princípios da fotografia
 
ILUMINAÇÃO
ILUMINAÇÃOILUMINAÇÃO
ILUMINAÇÃO
 
ISO, Diafragma e Obturador
ISO, Diafragma e Obturador ISO, Diafragma e Obturador
ISO, Diafragma e Obturador
 
Técnicas fotográficas
Técnicas fotográficasTécnicas fotográficas
Técnicas fotográficas
 
Fotografia de A a Z - Aula 01
Fotografia de A a Z - Aula 01Fotografia de A a Z - Aula 01
Fotografia de A a Z - Aula 01
 
Introdução à linguagem fotográfica parte I
Introdução à linguagem fotográfica parte IIntrodução à linguagem fotográfica parte I
Introdução à linguagem fotográfica parte I
 
Fotografias e tipos de luz
Fotografias e tipos de luzFotografias e tipos de luz
Fotografias e tipos de luz
 
Composicao
ComposicaoComposicao
Composicao
 
Historia da Fotografia
Historia da FotografiaHistoria da Fotografia
Historia da Fotografia
 
Luz artificial
Luz artificialLuz artificial
Luz artificial
 
Planos e ângulos
Planos e ângulosPlanos e ângulos
Planos e ângulos
 
Fotografia com celular
Fotografia com celularFotografia com celular
Fotografia com celular
 
Fotografia, Luz, Exposicao Equipamento
Fotografia, Luz, Exposicao EquipamentoFotografia, Luz, Exposicao Equipamento
Fotografia, Luz, Exposicao Equipamento
 

Destaque

Week 5 Flash Or Not
Week 5 Flash Or NotWeek 5 Flash Or Not
Week 5 Flash Or Not
gueste784af
 
Monday Night Meeting 10/6/08
Monday Night Meeting 10/6/08Monday Night Meeting 10/6/08
Monday Night Meeting 10/6/08
jda11126
 
Ud9 flash estudio javier sanchez
Ud9 flash estudio javier sanchezUd9 flash estudio javier sanchez
Ud9 flash estudio javier sanchez
Javier Sánchez
 
2014 02-11 bcc an introduction to studio photography
2014 02-11 bcc an introduction to studio photography2014 02-11 bcc an introduction to studio photography
2014 02-11 bcc an introduction to studio photography
gr8photos
 
a importancia do projeto de iluminação para lojas
a importancia do projeto de iluminação para lojasa importancia do projeto de iluminação para lojas
a importancia do projeto de iluminação para lojas
Kelli Medeiros
 

Destaque (20)

Técnicas iluminação para estúdio detalhado
Técnicas iluminação para estúdio detalhadoTécnicas iluminação para estúdio detalhado
Técnicas iluminação para estúdio detalhado
 
Fotografia av, tv, a, p
Fotografia av, tv, a, pFotografia av, tv, a, p
Fotografia av, tv, a, p
 
Iluminação em Estúdio I
Iluminação em Estúdio IIluminação em Estúdio I
Iluminação em Estúdio I
 
Conforto luminoso - Conforto Ambiental Urbano
Conforto luminoso - Conforto Ambiental UrbanoConforto luminoso - Conforto Ambiental Urbano
Conforto luminoso - Conforto Ambiental Urbano
 
Fotografia produção
Fotografia   produçãoFotografia   produção
Fotografia produção
 
FOTOGRAFIA - Fotografia com luz Externa
FOTOGRAFIA - Fotografia com luz ExternaFOTOGRAFIA - Fotografia com luz Externa
FOTOGRAFIA - Fotografia com luz Externa
 
Week 5 Flash Or Not
Week 5 Flash Or NotWeek 5 Flash Or Not
Week 5 Flash Or Not
 
10 Flash Photography Tips
10 Flash Photography Tips10 Flash Photography Tips
10 Flash Photography Tips
 
High Speed Flash Photography
High Speed Flash PhotographyHigh Speed Flash Photography
High Speed Flash Photography
 
Monday Night Meeting 10/6/08
Monday Night Meeting 10/6/08Monday Night Meeting 10/6/08
Monday Night Meeting 10/6/08
 
Using external flash
Using external flashUsing external flash
Using external flash
 
Ud9 flash estudio javier sanchez
Ud9 flash estudio javier sanchezUd9 flash estudio javier sanchez
Ud9 flash estudio javier sanchez
 
Using Flash in digital photography
Using Flash in digital photographyUsing Flash in digital photography
Using Flash in digital photography
 
7a SéRie Luz E Sombra
7a SéRie   Luz E Sombra7a SéRie   Luz E Sombra
7a SéRie Luz E Sombra
 
Luz natural y_artificial[1]
Luz natural y_artificial[1]Luz natural y_artificial[1]
Luz natural y_artificial[1]
 
Percepção das Cores
Percepção das CoresPercepção das Cores
Percepção das Cores
 
2014 02-11 bcc an introduction to studio photography
2014 02-11 bcc an introduction to studio photography2014 02-11 bcc an introduction to studio photography
2014 02-11 bcc an introduction to studio photography
 
A Luz Cor
A Luz CorA Luz Cor
A Luz Cor
 
a importancia do projeto de iluminação para lojas
a importancia do projeto de iluminação para lojasa importancia do projeto de iluminação para lojas
a importancia do projeto de iluminação para lojas
 
Lesson 5 - Lighting Techniques
Lesson 5 - Lighting TechniquesLesson 5 - Lighting Techniques
Lesson 5 - Lighting Techniques
 

Semelhante a Fotografia luz

IluminaçAo
IluminaçAoIluminaçAo
IluminaçAo
Auriene
 
Iluminação
IluminaçãoIluminação
Iluminação
Cláudia
 
O negativo luana alflen
O negativo luana alflenO negativo luana alflen
O negativo luana alflen
Luana Alflen
 
O negativo luana alflen
O negativo luana alflenO negativo luana alflen
O negativo luana alflen
Luana Alflen
 
Aprenda a-fotografar-em-7-licoes
Aprenda a-fotografar-em-7-licoesAprenda a-fotografar-em-7-licoes
Aprenda a-fotografar-em-7-licoes
anapaulacot
 

Semelhante a Fotografia luz (20)

IluminaçAo
IluminaçAoIluminaçAo
IluminaçAo
 
Tutorial Fotografia Básica
Tutorial Fotografia BásicaTutorial Fotografia Básica
Tutorial Fotografia Básica
 
CRP-422-2014-04
CRP-422-2014-04CRP-422-2014-04
CRP-422-2014-04
 
Canon college simulador p1
Canon college   simulador p1Canon college   simulador p1
Canon college simulador p1
 
Recursos da camera digital
Recursos da camera digitalRecursos da camera digital
Recursos da camera digital
 
Iluminação
IluminaçãoIluminação
Iluminação
 
Viagens e férias
Viagens e fériasViagens e férias
Viagens e férias
 
Aula 02 - Curso Fotografia Básica
Aula 02 - Curso Fotografia BásicaAula 02 - Curso Fotografia Básica
Aula 02 - Curso Fotografia Básica
 
Fotografia
FotografiaFotografia
Fotografia
 
Exposição fotográfica
Exposição fotográficaExposição fotográfica
Exposição fotográfica
 
Obetivas Fotografia
Obetivas FotografiaObetivas Fotografia
Obetivas Fotografia
 
Aula 5 fotografia digital
Aula 5   fotografia digitalAula 5   fotografia digital
Aula 5 fotografia digital
 
Odontologia - Fotografia e flash
Odontologia - Fotografia e flashOdontologia - Fotografia e flash
Odontologia - Fotografia e flash
 
O negativo luana alflen
O negativo luana alflenO negativo luana alflen
O negativo luana alflen
 
O negativo luana alflen
O negativo luana alflenO negativo luana alflen
O negativo luana alflen
 
Aprenda a-fotografar-em-7-licoes
Aprenda a-fotografar-em-7-licoesAprenda a-fotografar-em-7-licoes
Aprenda a-fotografar-em-7-licoes
 
FOTO 2016-04
FOTO 2016-04FOTO 2016-04
FOTO 2016-04
 
Fotografia de-pessoas-7-tecnicas-de-iluminacao-para-ambientes-externos
Fotografia de-pessoas-7-tecnicas-de-iluminacao-para-ambientes-externosFotografia de-pessoas-7-tecnicas-de-iluminacao-para-ambientes-externos
Fotografia de-pessoas-7-tecnicas-de-iluminacao-para-ambientes-externos
 
Oficina de fotografia de palco - Faísca
Oficina de fotografia de palco - FaíscaOficina de fotografia de palco - Faísca
Oficina de fotografia de palco - Faísca
 
Exposição
ExposiçãoExposição
Exposição
 

Mais de sergioborgato (20)

Câmera fotografica
Câmera fotograficaCâmera fotografica
Câmera fotografica
 
Linguagem cinematográfica
Linguagem cinematográficaLinguagem cinematográfica
Linguagem cinematográfica
 
Grandes mestres do cinema
Grandes mestres do cinemaGrandes mestres do cinema
Grandes mestres do cinema
 
Cinema e linguagem
Cinema e linguagemCinema e linguagem
Cinema e linguagem
 
Art história do cinema
Art   história do cinemaArt   história do cinema
Art história do cinema
 
Gestalt da forma
Gestalt da formaGestalt da forma
Gestalt da forma
 
Mercado das artes visuais
Mercado das artes visuaisMercado das artes visuais
Mercado das artes visuais
 
Cinema brasileiro
Cinema brasileiroCinema brasileiro
Cinema brasileiro
 
Vídeoaula técnica
Vídeoaula técnicaVídeoaula técnica
Vídeoaula técnica
 
Som de cinema
Som de cinemaSom de cinema
Som de cinema
 
Animação digital
Animação digitalAnimação digital
Animação digital
 
O vídeo na construção de uma educação
O vídeo na construção de uma educaçãoO vídeo na construção de uma educação
O vídeo na construção de uma educação
 
Girassol
GirassolGirassol
Girassol
 
O livro infantil
O livro infantilO livro infantil
O livro infantil
 
Gêneros e formatos televisivos
Gêneros e formatos televisivosGêneros e formatos televisivos
Gêneros e formatos televisivos
 
Convergência das mídias
Convergência das mídiasConvergência das mídias
Convergência das mídias
 
Educar na diversidade
Educar na diversidadeEducar na diversidade
Educar na diversidade
 
Estereótipos 1
Estereótipos 1Estereótipos 1
Estereótipos 1
 
Câmera fotografica
Câmera fotograficaCâmera fotografica
Câmera fotografica
 
Fotografia
FotografiaFotografia
Fotografia
 

Fotografia luz

  • 1. Fotografia Luz Iluminação
  • 2. PLANO FOTOGRÁFICO  Fotografar se torna mais gratificante se seus resultados correspondem ao objetivo desejado: ângulo escolhido perfeito; iluminação com o efeito especial imaginado; realce da beleza do rosto em close; desfocalização proposital do fundo para um ponto de interesse no primeiro plano, destacando-o dos demais. Estas informações básicas e registro de imagens mostram, de forma ordenada e simples, os principais conhecimentos da arte fotográfica. Fotografia vem do grego e significa escrever com a luz. A luz é, portanto, o elemento mais importante da fotografia, ao lado de mais quatro elementos básicos: 1. Assunto 2. Câmera 3. Filme 4. Processamento (revelação) Para uma foto perfeita, é necessário dominar esses elementos básicos, tendo seu pleno controle
  • 3. CONTROLANDO A LUZ  Modo de medir a luz A seleção de medida da luz pode ser:  Multipontos: Faz uma avaliação de exposição em toda a cena.  Central: Faz uma avaliação de exposição na região central da cena.  Pontual: Faz uma avaliação de exposição no centro da cena.
  • 4. O FOCO  Existem duas posições de ajuste: Auto ou Manual. Multi-zona: Faz uma avaliação do foco em toda a cena.  Central: Faz uma avaliação do foco na região central da cena.  Pontual: Faz uma avaliação do foco no centro da cena.  Balanço de branco Recurso disponível capaz de calibrar o branco em relação às diversas fontes de iluminação, equilibrando as cores das fotos. Os ajustes podem ser:  Auto  Luz dia  Tungstênio  Fluorescente  Nublado  Manual
  • 5. LUZ NATURAL  A luz natural é proporcionada pelo sol, que pode incidir diretamente ou indiretamente sobre o assunto. O aspecto da luz solar pode variar de acordo o horário e o tempo, resultando nos mais diversos aspectos à sua fotografia. Ao amanhecer, por exemplo, provoca tons quentes, com cores avermelhadas ou alaranjadas que são muito agradáveis para paisagens. A intensidade da luz logo pela manhã e à tarde é mais fraca, e produz imagens com boa definição e detalhes definidos, sem exagerar no contraste.
  • 6. LUZ DURA E LUZ SUAVE  Nas primeiras horas da manhã e à tarde a luz é mais suave, ou seja, mais fraca, como também direcionada. A iluminação durante o resto do dia tem intensidade mais forte, produz imagens com sombras densas e também causa o efeito de "estourar" a imagem, em que áreas mais claras da foto perdem totalmente a definição e ficam totalmente brancas. Este tipo de iluminação é chamada de luz dura.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10. LUZ ARTIFICIAL  O flash é o meio mais portátil e favorável de se adicionar luz à cena. Ele ilumina a cena, corrige um contra luz e suaviza as sombras do sol. O flash pode ser embutido ou externo. Existe um recurso de compensação do flash. (-2, -1, 0, +1, +2). Os ajustes podem ser:  Auto  Preenchimento  Desligado  Redutor de olhos vermelhos.  O modelo indicado para fotógrafos avançados tem uma sapata para flash externo e uma saída PC para flash de estúdio.
  • 11. LUZ ARTIFICIAL  Além da luz natural, podemos usar outras fontes para iluminar nossas fotografia. Na maioria das vezes, usamos uma luz artificial quando a luz natural não é suficiente para iluminar a cena fotografada, como dentro de um ambiente fechado, ou em cenas noturnas.
  • 12. LUZ ARTIFICIAL  A fonte de luz artificial mais usada é o flash eletrônico. Atualmente, todas as câmeras amadoras e semi-profissionais já tem um embutido no corpo da câmera, e funciona de maneira automática. Qualquer outra fonte de luz pode ser usada para iluminar uma cena a ser fotografada, como um holofote, lâmpadas, velas... São as chamadas "fontes de luz contínua".
  • 13. LUZ ARTIFICIAL  Um detalhe importante que deve-se observar quando se usa iluminação artificial é a temperatura de cor. Ela é medida em graus Kelvin e indica. A luz do meio-dia, com temperatura de 5500º Kelvin, é a que mais se aproxima da luz branca.
  • 14. DICAS IMPORTANTES  Segure a câmera com firmeza  Aproxime-se do assunto  Escolha um fundo neutro e simples  Mantenha as pessoas entretidas  Componha um cenário  Observe a luz  Escolha um ângulo diferente  Congele a ação  Capture sentimentos  Faça experiências
  • 15. POSIÇÃO PARA FOTOGRAFAR Segure a câmera com firmeza Uma mão sem firmeza apertando o botão disparador da câmera produzirá uma foto tremida. Segure firmemente a câmera com as duas mãos. Mantenha os braços junto ao corpo para dar maior firmeza. Aperte suavemente o botão disparador. As fotos sairão nítidas.
  • 16. OBSERVE A LUZ A iluminação tem uma influência decisiva em sua foto. Estude a luz antes de tirar a fotografia, como os tons dourados de um amanhecer ou pôr-do-sol. Verifique como a direção da luz afeta o assunto: luz frontal (o sol atrás de quem está fotografando), para obter fotos brilhantes e nítidas; iluminação por trás (o sol por trás do assunto), para criar silhueta; iluminação lateral (o sol iluminando um dos lados do assunto) para mostrar a textura do assunto.
  • 17. SENSIBILIDADE DO FILME  O filme é capaz de gravar imagens devido a sua sensibilidade à luz. Esta sensibilidade é expressa como um número de “sensibilidade” ISO do filme. Quanto mais alto o número, “mais rápido” é o filme. Filmes mais rápidos necessitam de menos luz para fotografar. Filmes mais lentos na faixa de ISO 100 são adequados para uso em ambientes abertos sob a luz do sol.Para obter a versatilidade máxima e todos os aspectos - movimentos rápidos, ambientes externos de luz baixa e fotografia em ambientes fechados - recomendamos um filme de ISO 400 - 1600.
  • 18. AUMENTE A SENSIBILIDADE PARA EVITAR O EFEITO BORRADO  Ao fotografar sem flash em iluminação insuficiente, a velocidade de disparo lenta torna difícil evitar a trepidação da câmera e borrar o objeto em movimento. O aumento da sensibilidade minimiza os borrões. ISO100 e ISO800