Pós-graduação em Farmácia Clínica e Hospitalar - Centro Universitário Senac

70.529 visualizações

Publicada em

Para conhecer mais sobre este curso, acesse http://goo.gl/MzGqin.

Objetivo
Formar especialistas na área de Farmácia Clínica e Hospitalar, tendo o farmacêutico como integrante da equipe multiprofissional de saúde, capacitando-o para atuação na farmácia clínica e demais atividades voltadas à segurança do paciente, zelando pelo uso racional de medicamentos, dentro dos princípios éticos profissionais. Objetiva ainda prepará-lo para a gestão plena da farmácia hospitalar e outros serviços de saúde, atuando na gestão do ciclo do medicamento e nos processos da Assistência Farmacêutica.

Diferenciais
- Desconto diferenciado de 25%, não cumulativo, aos farmacêuticos regularmente inscritos no CRF-SP e funcionários desse conselho;
- Instituição de tradição e reconhecimento que atua na área desde 1962;
- Corpo docente atuante no mercado.
Carga horária: 366 horas

Atuação no mercado de trabalho
O egresso do curso de especialização em Farmácia Clinica e Hospitalar estará apto a atuar nos diversos serviços de saúde como hospitais públicos e privados, farmácias comunitárias e populares, unidades básicas de saúde, ambulatórios, centros de especialidades, assistência domiciliar, programas de saúde da família, secretarias de saúde, centros de pesquisa clínica e outros setores relacionados à atenção a saúde.
Panorama de mercado

O segmento da Farmácia Hospitalar no Brasil teve, nos últimos anos, um grande avanço. Até pouco tempo, apresentava-se como um setor hospitalar de menor importância, seja no aspecto técnico ou no administrativo. Com o incremento do número de novos hospitais, os vários departamentos hospitalares tornaram-se cada vez mais complexos e abrangentes e com a farmácia não foi diferente, já que um alto grau de eficiência e desempenho passou a ser requisitado.

Tempo depois, as certificações de qualidade impulsionaram a farmácia, contemplando outras atividades além do receber, armazenar e distribuir o medicamento. Neste momento, a Farmácia Hospitalar atingiu nova posição com atividades clínicas voltadas para o paciente, desenhadas exclusivamente para o farmacêutico. Os argumentos legais para a obrigatoriedade do Farmacêutico Hospitalar foram ratificados pelo Ministério da Saúde com a Portaria nº 4283/2010, que estabeleceu diretrizes e estratégias para a organização, fortalecimento e aprimoramento das ações e serviços de farmácia no âmbito dos hospitais. Medidas regulatórias empreendidas por órgãos de entidade de classe e demais organizações, inclusive a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), vieram solidificar a importância da farmácia hospitalar no Brasil.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
70.529
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
65.378
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pós-graduação em Farmácia Clínica e Hospitalar - Centro Universitário Senac

  1. 1. Farmácia Clínica e Hospitalar
  2. 2. Farmácia Clínica e Hospitalar Objetivo do Curso Especializar farmacêuticos para atuar no monitoramento e acompanhamento farmacoterapêutico, bem como no ciclo da Assistência Farmacêutica, com ênfase na logística hospitalar e dispensação, além de participar da equipe de saúde visando a promoção do uso racional de medicamentos dentro dos princípios éticos- profissionais. Carga Horária: 366 horas.  Parceria com o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP): desconto diferenciado de 25%, não cumulativo, aos farmacêuticos regularmente inscritos no CRF-SP e funcionários desse Conselho.
  3. 3. Mercado Atuação no mercado de trabalho O egresso do curso de especialização em Farmácia Clinica e Hospitalar estará apto a atuar nos diversos serviços de saúde como hospitais públicos e privados, farmácias comunitárias e populares, unidades básicas de saúde, ambulatórios, centros de especialidades, assistência domiciliar, programas de saúde da família, secretarias de saúde, centros de pesquisa clínica e outros setores relacionados à atenção a saúde. Panorama de mercado O segmento da Farmácia Hospitalar no Brasil teve, nos últimos anos, um grande avanço. Até pouco tempo, apresentava-se como um setor hospitalar de menor importância, seja no aspecto técnico ou no administrativo. Com o incremento do número de novos hospitais, os vários departamentos hospitalares tornaram-se cada vez mais complexos e abrangentes e com a farmácia não foi diferente, já que um alto grau de eficiência e desempenho passou a ser requisitado. Tempo depois, as certificações de qualidade impulsionaram a farmácia, contemplando outras atividades além do receber, armazenar e distribuir o medicamento. Neste momento, a Farmácia Hospitalar atingiu nova posição com atividades clínicas voltadas para o paciente, desenhadas exclusivamente para o farmacêutico. Os argumentos legais para a obrigatoriedade do Farmacêutico Hospitalar foram ratificados pelo Ministério da Saúde com a Portaria nº 4283/2010, que estabeleceu diretrizes e estratégias para a organização, fortalecimento e aprimoramento das ações e serviços de farmácia no âmbito dos hospitais. Medidas regulatórias empreendidas por órgãos de entidade de classe e demais organizações, inclusive a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), vieram solidificar a importância da farmácia hospitalar no Brasil Farmácia Clínica e Hospitalar
  4. 4. ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA 1: Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica - 16 horas Apresenta os principais conceitos de farmácia clínica e as práticas para o exercício da atenção farmacêutica nos serviços de saúde, evidenciando o papel do farmacêutico na equipe multiprofissional e a importância de sua assistência ao paciente. 2: Semiologia e Propedêutica - 16 horas Propõe o reconhecimento dos sinais e sintomas relacionados ao processo de doença, correlacionando-os aos esquemas terapêuticos utilizados, visando a eficácia do diagnóstico clínico. 3 - Interpretação de Dados Laboratoriais - 16 horas Aborda os principais exames laboratoriais, seus respectivos componentes e sua interferência nos processos patológicos, evidenciando a importância da correta análise dos resultados para a tomada de decisão. 4: Logística Farmacêutica Hospitalar - 32 horas Identifica os principais fluxos logísticos utilizados nos serviços de saúde, correlacionando-os com as ferramentas de controle de estoque, evidenciando o papel estratégico que os estoques desempenham nas organizações hospitalares. Realiza cálculos relacionados aos mecanismos de previsão e provisão dos estoques e elabora regras para a codificação de materiais hospitalares. 5: Organização Hospitalar e Gestão Farmacêutica - 32 horas Apresenta os principais conceitos sobre organização hospitalar, destacando aspectos como classificação e estrutura física. Discute os fundamentos da administração correlacionando-os à gestão farmacêutica com ênfase na organização, coordenação, planejamento e controle de atividades administrativas em seus diversos níveis de atuação nos serviços de saúde. Aborda a liderança como elemento fundamental para a atuação profissional. Farmácia Clínica e Hospitalar
  5. 5. ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA – Continuação 6: Seleção, Padronização de Medicamentos e Comissões Hospitalares - 24 horas Estabelece os critérios necessários para a seleção e padronização de medicamentos para composição do arsenal terapêutico do hospital, visando a otimização dos resultados clínicos e o atendimento aos princípios norteadores do uso racional de medicamentos, com base em avaliações farmacoeconômicas, estudos de farmacovigilância e farmacoepidemiologia. Discute as funções das comissões hospitalares e o papel do farmacêutico nesse contexto. 7: Sistemas de Dispensação e Central de Misturas Endovenosas - 40 horas Aborda os modelos de dispensação de medicamentos e distribuição de materiais, estabelecendo a importância e a necessidade de adequação de cada sistema ao perfil do hospital. Realiza cálculos relacionados ao preparo de bolsas de nutrição parenteral e diluição de quimioterápicos. Avalia a constituição das misturas com ênfase nas necessidades terapêuticas dos pacientes e possíveis incompatibilidades, identificando o ambiente adequado para as preparações. 8: Farmácia Clínica do Sistema Respiratório - 16 horas Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema respiratório e os correlacionam as atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento. 9: Farmácia Clínica dos Sistemas Gastrointestinal e Hepático -16 horas Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes aos sistemas gastrointestinal e hepático e os correlacionam às atividades clinicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento. Farmácia Clínica e Hospitalar
  6. 6. ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA – Continuação 10: Farmácia Clínica dos Antimicrobianos e Antineoplásicos – 24h Identifica os principais agentes etiológicos relacionados aos processos infecciosos, discutindo a seleção dos antimicrobianos, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda a comissão de controle de infecção hospitalar e o acompanhamento farmacoterapêutico, discutindo a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento, avaliação de adesão ao tratamento e redução da resistência bacteriana. Identifica as principais neoplasias, discutindo os protocolos clínicos mais utilizados. 11: Farmácia Clínica em Pacientes Especiais - 16 horas Discute as atividades clínicas do farmacêutico em condições especiais da terapêutica, tais como gestantes, idosos, lactentes, nefropatas, hepatopatas e outras, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente 12: Farmácia Clínica do Sistema Endocrinológico e do Metabolismo - 24 horas Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema endocrinológico e do metabolismo e os correlacionam às atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento. 13: Farmácia Clínica do Sistema Nervoso Central - 24 horas Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema nervoso central e os correlacionam às atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento. Farmácia Clínica e Hospitalar
  7. 7. ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA – Continuação 14: Trabalho de Conclusão I: Introdução e Pesquisa – 16h Orienta a elaboração da primeira etapa do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando os fundamentos epistemológicos e operacionais da pesquisa científica, enfatizando as alternativas metodológicas para o seu planejamento. 15: Segurança do Paciente - 16 horas Discute a participação do farmacêutico na promoção da segurança do paciente e na melhoria da qualidade nos serviços de saúde por meio de práticas que reduzam os erros de medicação e identificação de medicamentos potencialmente perigosos. 16: Bioética e Legislação Farmacêutica Hospitalar - 16 horas Fundamenta e discute as questões bioéticas e de legislação que norteiam as atividades desenvolvidas na farmácia hospitalar e serviços de saúde, contribuindo para o aprimoramento profissional e pessoal. 17: Trabalho de Conclusão II: Desenvolvimento e Conclusão - 16 horas Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema nervoso central e os correlacionam às atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento. 18: Trabalho de Conclusão de Curso III – 6h Orienta a finalização do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando as etapas anteriormente realizadas para entrega, segundo os padrões de formatação institucionalmente definidos. Farmácia Clínica e Hospitalar
  8. 8. Certificação Pós-graduação (lato sensu) - Especialização em Farmácia Clínica e Hospitalar. O certificado será expedido pelo Centro Universitário Senac. Farmácia Clínica e Hospitalar
  9. 9. Infraestrutura Farmácia Clínica e Hospitalar Laboratório de Farmácia – Senac Tiradentes
  10. 10. SENAC TIRADENTES Av. Tiradentes, 822 - Luz Cep: 01102-000 Telefone: (11) 3336-2041 Fax: (11) 3336-2020 E-mail: postiradentes@sp.senac.br Saiba mais sobre o curso, clique aqui. Curso com inscrições abertas nas Unidades: www.sp.senac.br/posgraduacao Capital e região metropolitana 0800 883 2000 Demais regiões 4090-1030 Farmácia Clínica e Hospitalar SENAC SOROCABA Av. Cel. Nogueira Padilha, 2392 - Vila Hortência Cep: 18020-003 Telefone: (15) 3412-2500 Fax: (15) 3412-2501 E-mail: sorocaba@sp.senac.br

×