Mesa-redonda: Recuperação dos Rios Tietê e Pinheiros e das Represas Guarapiranga e Billings - parte 2

1.249 visualizações

Publicada em

A mesa-redonda apresentou os trabalhos e ações que estão sendo realizados para a recuperação das águas. A proposta falou sobre as perspectivas e prazos para remediar a degradação ambiental sofrida ao longo das últimas décadas nessas áreas.

Publicada em: Educação
2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • FELIZ NATAL..........................................................................................................................FELIZ................................................................................................2016
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Proposta sustentável para o meio ambiente.





    Proposta: importante para a sustentabilidade e meio ambiente,

    Torneira ecológica tem pesquisado e estudado uma forma de melhorar a qualidade de vida de uma forma geral.

    A minha maior preocupação é a água, poderíamos amenizar este problema.

    Atuando na logística desenvolvendo a torneira ecológica

    Exemplo: As empresas com áreas impermeabilizadas desenvolver coletores de Água de chuva “caixas com capacidade para 40 000 litros tratamentos futuros” Começando com calhas e tubos de 75 mm e reduzido para tubo de 40 mm

    Sem prejudicar a vazão, para cada tubo de 75 mm dois torneiras de 40 mm.

    Água poderá servir para lavar carros, descarga banheiros, lavar peças etc.

    Durante tempo de chuva abriria pouca à torneira de água potável.

    Água primaria potável, (água secundaria outros fins)



    Calculo matemático,

    1200 Litros------30’

    60’ = Litros----2400 Litros



    2400 Litros X 24 Horas =57600 Litros/Dias

    57600 L/D X30 Dias= 1.728.000 Litros/Mês

    1.728,000 Litros/Mês X12 Mês= 20.736.000 Litros/Anos



    Jaime Batista Ramos Ambientalista / Pesquisador





    Dados climatológicos para João Monlevade

    Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano

    Temperatura máxima registrada (°C) 34,8 36,0 33,6 33,0 32,6 31,7 31,5 34,6 35,8 37,0 35,5 34,8 37,0

    Temperatura máxima média (°C) 28,3 28,6 28,6 27,5 25,9 24,9 24,7 26,4 27,1 27,7 27,6 27,4 27,0

    Temperatura mínima média (°C) 18,5 18,7 18,2 16,6 14,1 12,4 11,9 13,0 15,4 17,1 17,9 18,1 15,9

    Temperatura mínima registrada (°C) 14,8 12,0 11,7 7,8 8,0 6,9 6,0 6,4 9,0 9,6 10,0 11,4 6,0

    Precipitação (mm) 245,2 191,0 163,0 81,4 26,7 13,2 8,1 10,9 46,7 115,6 212,7 328,3 1 442,8

    Fonte: Jornal do Tempo (médias climatológicas entre 1961 e 1990)[20]



    245,2+191,0+163,0+81,4............=...........................=46,7+115,6+21,7+328,3=1442,8

    30 A 40 % PODE SER APROVEITADO ANTES MESMO DE CHEGAR NO RIO.LOGÍSTICA E SUSTENTABILIDADE.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.249
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mesa-redonda: Recuperação dos Rios Tietê e Pinheiros e das Represas Guarapiranga e Billings - parte 2

  1. 1. RECUPERAÇÃO DOS RIOS TIETÊE PINHEIROS E DAS REPRESAS GUARAPIRANGA E BILLINGS Ciclo de Palestras de Pós-graduação em Meio Ambiente São Paulo, 23 de outubro de 2012
  2. 2. Breve Histórico do Saneamento Básico em São Paulo1842 – 1º projeto de distribuição de água – Governo da Província1872/1890 - Período de vertiginoso crescimento, requerer ampliações significativas nos sistemas de água e esgotos.População foi de pouco mais de 30 mil hab. para 65 mil hab.1877 – Companhia Cantareira de Águas e Esgotos1888 – Associação do Governo transformando-a em economia mista. http://www.saneamento.sp.gov.br/historico.htm
  3. 3. Breve Histórico do Saneamento Básico em São Paulo1893 - Estado rescindiu o contrato a Cia. Cantareira e cria a Repartição de Águas e Esgotos da Capital – RAE.1920 – População aprox. 560 mil hab.1950 – População aprox. 2.100 mi hab.1960 – População aprox. 3.800 mi hab.1958 – Uso do Rio Grande para captação de águas para o ABC
  4. 4. Breve Histórico do Saneamento Básico em São Paulo1954 - Extinção da RAE e criação do Departamento de Águas e Esgotos - DAE, responsável pela administração direta dos serviços de água e esgotos da Capital, Osasco, São Caetano, Santo André e São Bernardo do Campo.1968 - Companhia Metropolitana de Água de São Paulo – COMASP, destinada a captar, tratar e vender água potável no atacado a 37 municípios da Grande São Paulo.
  5. 5. Breve Histórico do Saneamento Básico em São Paulo1970 - Cia. Metropolitana de Saneamento de São Paulo - SANESP para interceptar, tratar e proceder à disposição final de esgotos.População: 6.900 mi hab.1973 - Criação da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – Sabesp, que entra em operação em 1974, incorporando as atividades da COMASP, SANESP e DAE.
  6. 6. Problemas Ausência de políticas públicas Crescimento vertiginoso da população Crescimento vertiginoso da atividade industrial. Falta de Política Habitacional adequada (perdura até hoje). Falta de Política de Saneamento Básico da RMSP. Falta de Política de Proteção Ambiental.
  7. 7. Solução dos Problemas legislação Lei nº 898, de 18 de dezembro de 1975.Disciplina o uso de solo para a proteção dosmananciais, cursos e reservatórios de água edemais recursos hídricos de interesse daRegião Metropolitana da Grande São Paulo edá providências correlatas
  8. 8. Solução dos Problemas legislação Lei Estadual nº 1.172, de 17/11/1976Art. 1° . (...) delimitadas as áreas deproteção (...) dos mananciais, cursos ereservatórios de água a que se refere o Art.2° Lei nº 898, de 18 de Dezembro de 1975(...).
  9. 9. Solução dos Problemas legislação Lei nº 898, de 18 de dezembro de 1975.Artigo 2º - São declaradas áreas de proteção e, como taisreservadas, as referentes aos seguintes mananciais, cursos ereservatórios de água e demais recursos hídricos de interesse daRegião Metropolitana da Grande São Paulo:I- reservatório Billings;II - reservatórios do Cabuçu, no Rio Cabuçu de Cima;III - reservatórios da Cantareira, no Rio Cabuçu de Baixo;IV - reservatório do Engordador;V- reservatório de Guarapiranga;VI - reservatório de Tanque Grande;VII - Rios Capivari e Monos, no Município de São Paulo;VIII - Rio Cotia, no Município de Cotia;
  10. 10. Solução dos Problemas legislação Lei nº 898, de 18 de dezembro de 1975.IX - Rio Guaió, Moji das Cruzes;X- Rio Itapanhaú, no Município de Biritiba Mirim;XI - Rio Itatinga, até os limites da Região Metropolitana;XII - Rio Jundiaí, no Município de Moji das Cruzes;XIII - Rio Juqueri, no Município de Franco da Rocha;XIV - Rio Taiaçupeba, até a confluência com o Taiaçupeba Mirim;XV - Rio Tietê, até a confluência com o Rio Botujuru, noMunicípio de Moji das Cruzes;XVI - Rio Jaguari, afluente da margem esquerda do Rio Paraíba,até os limites da Região Metropolitana;XVII - Rio Biritiba, até a sua foz;XVIII - Rio Juquiá, até os limites da Região Metropolitana.
  11. 11. Solução dos Problemas legislaçãoLei nº 7.663, de 30 de dezembro de 1991Política Estadual de Recursos Hídricosbem como ao Sistema Integrado deGerenciamento de Recursos Hídricos
  12. 12. Solução dos Problemas legislação Lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997Institui a Política Nacional de RecursosHídricos e cria o Sistema Nacional deGerenciamento de Recursos Hídrico.
  13. 13. Solução dos Problemas legislação Lei nº 12.233, de 16 de janeiro de 2006.Define a Área de Proteção e Recuperaçãodos Mananciais da Bacia Hidrográfica doGuarapiranga.
  14. 14. Solução dos Problemas legislação Lei nº 13.579, 13 de julho de 2009.Define a Área de Proteção e Recuperaçãodos Mananciais da Bacia Hidrográfica doReservatório Billings - APRM-B.
  15. 15. Solução dos Problemas Sistema de Flotação EMAE/Estado de São Paulo/Petrobrás“Sistema de Melhoria da Qualidade dasÁguas do Complexo HidroenergéticoPinheiros-Billings para Fins de Uso Múltiplo”2003 – licença de operação
  16. 16. Solução dos Problemas Sistema de Flotação 2003 – ACP – liminar suspensão do empreendimento – EIA-RIMA. 2007 – Acordo Judicial – Testes. 2011 – Execução Judicial. 2012 – ACP – Esgotos RMSP.
  17. 17. OBRIGADOJosé Eduardo Ismael Lutti lutti@mp.sp.gov.br São Paulo, 23 de outubro de 2012

×