Crowdfunding uma via para ações de comunicação

645 visualizações

Publicada em

Apresentar o case do Catarse (http://catarse.me/pt) evidenciando a efetividade de um serviço de financiamento coletivo no modelo Crowdfunding. Modelo esse que está ganhando notoriedade e viabilizando projetos sociais, ações culturais e de outras áreas envolvendo diferentes atores (entidades, órgãos, indivíduos interessados pelo tema, etc).
Palestrantes: Diego Reeberg - um dos idealizadores do Catarse, Márcio Seidenberg – presidente do conselho executivo da revista OCAS e Thiago Massagardi- captador de recursos da revista OCAS.
Mediadora: Susana Sarmiento - jornalista responsável pelo Portal Setor 3 do Senac SP

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
645
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crowdfunding uma via para ações de comunicação

  1. 1. Qual a Realidade?15 mil pessoas em situação de rua em São Paulo (Fipe-2009); 2,1 milhões de pessoas vivendo em assentamentos irregulares na região metropolitana (IBGE – 2010). 4,6 mil pessoas em situação de rua no Rio de Janeiro (Pesquisa Nacional População de Rua -2008), 32 mil pessoas em todo o país (71 municípios com mais de 300 mil habitantes), 1,7 milhão de pessoas vivendo em assentamentos irregulares na região metropolitana do Rio (IBGE -2010).
  2. 2. Missão e Finalidade da OCAS: Criar instrumentos de transformação com adultos emsituação de vulnerabilidade social para que conquistem uma vida digna e contribuam para a construção de uma sociedade justa, democrática e participativa
  3. 3. Missão e Finalidade da OCAS:Um destes instrumentos é a revista Ocas’’, vendida nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro por pessoasADULTAS sem trabalho e/ou em risco social (indivíduos em situação de rua, em sofrimento psíquico, egressosdo sistema penitenciário, habitantes de assentamentos irregulares, cidadãos privados de assistência básica, como saúde, educação, habitação etc).
  4. 4. Como Funciona?10 revistas gratuitas para começarPonto de Venda = Pontos CulturaisR$ 1 = custo vendedorR$ 4 = preço de capaR$ 3 = LUCRO IMEDIATO75% DO PREÇO DE CAPA
  5. 5. Ocas 10 Anos: 85 edições publicadas Circulação ininterrupta em São Paulo e Rio de Janeiro desde julho / 2002 2000 beneficiários cadastrados Mais de 495 mil exemplares vendidos R$ 835 mil transferidos diretamente aos beneficiários Membro da Rede Internacional de Publicações de Rua
  6. 6. O que é Sustentabilidade?
  7. 7. Sustentabilidade é:“Suprir as necessidades da geração presente semafetar a habilidade das gerações futuras de supriras suas” Relatório de Brundtland (1987)
  8. 8. O Mundo Ideal:
  9. 9. A Captação de Recursos? * Empresas * Pessoas que comprar a Revista
  10. 10. O Case CARTASE?
  11. 11. Catarse Momento de risco para o projeto: não havia recursos para o pagamento da impressão da edição 80. Oportunidades: 1- número redondo: edição 80 2- facilidade de divulgação da causa: editorial da revista, blog, site, redes sociais, imprensa. 3- Público leitor amplo 4- Contrapartidas compatíveis para cada faixa de contribuição e que de fato se constituem em benefício a quem as adquire. Não enxergar como doação, mas como negócio, “comércio” social.
  12. 12. CatarseFaixas de contrapartida: R$ 20 – envio do exemplar da revista (correio) – 34 apoiadores R$ 40 – envio 2 exemplares Ocas’’ + revista de rua outro país – 14 apoiadores R$ 100 – envio 3 exemplares Ocas’’ + 2 exemplares revista de outro país – 5 apoiadores R$ 250 – envio 4 exemplares Ocas’’ + todas as revistas publicadas em 2011 – 1 apoiador R$ 1000 – 10 revistas Ocas’’ + 1 palestra do grupo – 1 apoiador Total: 86 apoiadores, R$ 8.880 captados
  13. 13. Dicas? * Não se restrinja ao site do CARTASE * Comunique em outros meios * Pense em boas Contrapartidas * Lembre-se, você está concorrendo com outros projetos
  14. 14. Reflexão O que é o 3º Setor?

×