Historia II - M2

745 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
745
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Historia II - M2

  1. 1. História eclesiástica II Módulo II
  2. 2. A reforma radical
  3. 3. Nem todas as teses de Lutero foram aceitas por pessoas que abraçaram a Reforma Protestante. Em razão disso, acontece a Reforma Radical, ou seja, as igrejas protestantes desejavam "voltar às raízes" (daí o termo radical ). Estes consideram insuficientes a separação da Igreja Católica, e buscavam ter uma igreja independente e autônoma. Podemos citar destes, três principais movimentos: Os anabatistas Os espirituais ou espiritualistas (também conhecidos como Radicais Místicos, pequenos grupos informais seguidores de Sebastian Franck e Caspar Schwenkenfelder) Os racionais antitrinitários (ou Radicais Socinianos Racionalistas) Dentre esses, os anabatistas eram os mais influentes dos reformadores radicais. Eles se espalharam por toda a Europa e ficaram conhecidos como Menonitas .
  4. 4. Anabatistas Anabaptistas ("re-baptizadores", do grego ανα (novamente) + βαπτιζω (baptizar); em alemão: Wiedertäufer ) são cristãos da chamada "ala radical" da Reforma Protestante. São assim chamados porque os convertidos eram baptizados em idade adulta, desconsiderando o até então baptismo obrigatório da igreja romana. Assim, re-baptizavam todos os que já tivessem sido baptizados em criança, crendo que o verdadeiro baptismo só tem valor quando as pessoas se convertem conscientemente a Cristo.
  5. 5. <ul><li>Buscavam direitos iguais para todos. </li></ul><ul><li>Contra a propriedade privada </li></ul><ul><li>A bíblia era para todos </li></ul><ul><li>O batismo era só para adultos. </li></ul>Fé Anabatista
  6. 6. Por conta de suas reivindicações os anabatistas foram perseguidos e mortos por toda a Europa, muitos conseguiram migrar para a América dando inicio a movimentos puritanos.
  7. 7. Durante a perseguição, os anabatistas fugiram para a América no Navio My Flower que ainda hoje está em exposição na Europa.
  8. 8. Os anabatistas eram presos em pedras e jogados nos frios rios da Europa após terem suas línguas arrancadas.
  9. 9. Fé e guerra na França <ul><li>A partir de 1562 protestantes e católicos iniciaram uma guerra religiosa na França, onde além das divergências teológicas estavam em jogo interesse políticos, divergências culturais e financeiros. </li></ul><ul><li>As lutas se estenderam ate 1599 quando foi expedido o edito de Nandes </li></ul>Catarina de Medici
  10. 10. Data dos conflitos <ul><li>Primeiro : 1562–1563 </li></ul><ul><li>Segundo : 1567–1568 </li></ul><ul><li>Terceiro : 1568-1570 </li></ul><ul><li>Quarto : 1572–1573 </li></ul><ul><li>Quinto : 1574–1576 </li></ul><ul><li>Sexto : 1576–1577 </li></ul><ul><li>Sétimo : 1579–1580 </li></ul><ul><li>Oitavo : 1585–1598 </li></ul><ul><li>Todavia, ainda haverá prolongamentos desse conflitos, ao longo dos séculos XVII (o Cerco de la Rochelle , entre 1627e 1628, e novas perseguições aos protestantes, após a revogação do Édito de Nantes, em 1685) e XVIII ( Guerra dos Camisards ), até o Édito de tolerância (1787), sob Louis XVI , considerado como um marco do fim dos confrontos. Éste conflito deixou pessoas feridas e muitos mortos. </li></ul>
  11. 11. Massacre de S. Bartolomeu <ul><li>Em 1572 mais de 100mil protestantes franceses </li></ul><ul><li>(huguenotes) foram mortos em Paris. </li></ul><ul><li>Este fatidico dia ficou conhecido como noite de São Bartolomeu </li></ul>
  12. 12. Contrarreforma
  13. 13. Contrarreforma, também conhecida por Reforma Católica é o nome dado ao movimento criado no seio da Igreja Católica em resposta à Reforma Protestante iniciada com Lutero, a partir de 1517. Em 1545, a igreja Católica Romana convocou o Concílio de Trento estabelecendo entre outras medidas, a retomada do Tribunal do Santo Ofício (inquisição), a criação do &quot;Index Librorum Prohibitorum&quot; , com uma relação de livros proibidos pela igreja e o incentivo à catequese dos povos do Novo Mundo, com a criação de novas ordens religiosas dedicadas a essa empreitada, incluindo aí a criação da Companhia de Jesus. Outras medidas incluíram a reafirmação da autoridade papal, a manutenção do celibato, a criação do catecismo e semináriose, e a supressão de abusos envolvendo indulgências]. .
  14. 14. Companhia de Jesus. O Grande motor da contrarreforma foi o inicio da companhia de Jesus, fundado por Inácio de Loyola em 1534 a companhia teve uma forte ênfase missionária principalmente nas terra intra - mar.
  15. 15. Inácio de loyola ( 1491 – 1556) &quot;Sua roupa foi sempre pobre e sem enfeites, mas limpa e asseada, porque, se bem amasse a pobreza, nunca lhe agradou pouca limpeza&quot;
  16. 16. Os missionários da Companinha de Jesus eram os chamados Jesuítas, enfatizavam a vida casta, missionária e faziam voto de pobreza. Os Jesuítas levavam a mensagem da fé católica pela Europa católica( Espanha e Portugal) e no Novo Mundo
  17. 17. No Novo mundo destaca –se o Padre Jesuíta Bartolomé de las Casas que militou contra a escravidão do nativo.
  18. 18. Em terras Tupiniquins destacamos os padres jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega que trabalharam na catequese dos índios, desenvolvimento de uma gramática Tupi e fundaram a cidade de são Paulo Jose de Anchieta Manoel da Nóbrega 1517 - 1570 1534 - 1597
  19. 19. Em 1757, O Marques de Pombal expulsou os Jesuítas do Brasil e de Portugal.
  20. 20. Igreja Anglicana
  21. 21. <ul><li>Em 1534, a Igreja da Inglaterra se separou em definitivo da Igreja Católica Romana, por iniciativa do rei Henrique VIII por conta do conflito havido com o Papa Clemente VII, relacionado com o pedido de anulação de seu casamento com Catarina de Aragão. </li></ul><ul><li>A emancipação da Igreja da Inglaterra da autoridade papal, através da iniciativa do rei Henrique VIII , não transformou a Inglaterra num País verdadeiramente protestante, pois a Igreja permaneceu católica quanto à doutrina. Somente no reinado de sua filha, Elisabeth I, a Igreja se firmará no caminho da via média entre catolicismo e protestantismo, característica que mantém até a presente época. Assim, não se pode, historicamente, atribuir a Henrique VIII o título de fundador da Igreja Anglicana. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>“ Sim. O protestantismo envolve protesto contra o erro, mas também a propagação da Verdade. Um protestante, portanto, no sentido verdadeiro, é aquele que não somente protesta contra as corrupções, abusos e apostasia do romanismo, mas também dá testemunho fiel dos princípios fundamentais do Evangelho como apresentados na Palavra de Deus” </li></ul>Dr. Ian R. K. Paisley

×