30Mai06
Protocolo Exército – IEFP – DGFV (ANQ)
                                                                   (30Mai06)


a) A...
as
Objectivos e Met
       2010
Dados referidos a 15Abr10
Dados referidos a 15Abr10
Modelo Holístico
                              A. Organizacional
                              Resolução de Problemas
    ...
Catálogo Nacional de Qualificações
Teoria




Metodologia




 Realidade
•   Vai para além do trabalho actual (holístico)
•   As melhores práticas
•   O que deve ser feito
•   O que vai ser neces...
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Seffa 2010 dias_pascoal
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seffa 2010 dias_pascoal

569 visualizações

Publicada em

A metodologia de abordagem por competências (Coronel Dias Pascoal - Comando de Instrução e Doutrina do Exército)

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
569
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
32
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • The professionalization of the Army brings us a problem of recruitment and retention. Actually the average period of permanence in the army is of tree years. Additionally the education level of our soldiers is low, aligned with le country adults educations level.
  • The professionalization of the Army brings us a problem of recruitment and retention. Actually the average period of permanence in the army is of tree years. Additionally the education level of our soldiers is low, aligned with le country adults educations level.
  • The professionalization of the Army brings us a problem of recruitment and retention. Actually the average period of permanence in the army is of tree years. Additionally the education level of our soldiers is low, aligned with le country adults educations level.
  • The professionalization of the Army brings us a problem of recruitment and retention. Actually the average period of permanence in the army is of tree years. Additionally the education level of our soldiers is low, aligned with le country adults educations level.
  • The professionalization of the Army brings us a problem of recruitment and retention. Actually the average period of permanence in the army is of tree years. Additionally the education level of our soldiers is low, aligned with le country adults educations level.
  • 27-05-10
  • 27-05-10
  • 27-05-10
  • 27-05-10
  • 27-05-10
  • 27-05-10
  • 27-05-10
  • Seffa 2010 dias_pascoal

    1. 1. 30Mai06
    2. 2. Protocolo Exército – IEFP – DGFV (ANQ) (30Mai06) a) Ajustar a formação ministrada no Exército, ttendo por base os referenciais já estabelecidos no endo por base os referenciais já estabelecidos no âmbito da oferta formativa escolar e profissional, visando a dupla certificação ou, em casos específicos, referenciais especialmente criados segundo a âmbito da oferta formativa escolar e profissional, visando a dupla certificação ou, em casos específicos, referenciais especialmente criados segundo a metodologia dos primeiros ou ainda, nos casos em que tal não seja possível, referenciais de metodologia dos primeiros ou ainda, nos casos em que tal não seja possível, referenciais de unidades de competências passíveis de capitalização em percursos formativos a realizar ulteriormente no quadro da sociedade civil. b) Potenciar a utilização dos outros Centros RVCC da rede nacional de forma a permitir ao pessoal que serve no Exército, com especial relevo para os militares em RV/RC, o reconhecimento e a ao pessoal que serve no Exército, com especial relevo para os militares em RV/RC certificação das suas competências. c) Produzir quadros de referência metodológicos e instrumentais, tendo em vista a operacionalização da oferta de formação referida na alínea a).
    3. 3. as Objectivos e Met 2010
    4. 4. Dados referidos a 15Abr10
    5. 5. Dados referidos a 15Abr10
    6. 6. Modelo Holístico A. Organizacional Resolução de Problemas Tomar Decisões Adaptar-se a novas exigências Gerir o Processo Técnico 1. Planear Subtarefas 3. ante er b e ét Técnicas M ant es So r a om ica M lo r 3 r ci saú am ta Va .A al de bie va ecu e e a nte Ex am se de l ia r 2 . os al outr bi gura tra en nç bal n io o s t a ho c al la com . Re erar ar p nic 2 oo u r C om cia C ego N
    7. 7. Catálogo Nacional de Qualificações
    8. 8. Teoria Metodologia Realidade
    9. 9. • Vai para além do trabalho actual (holístico) • As melhores práticas • O que deve ser feito • O que vai ser necessário no futuro • Novos requisitos relacionados com mudanças previstas • Flexível de modo a incluir rapidamente mudanças de métodos, tecnologia e cultura • O que as pessoas fazem hoje • Especificações muito detalhadas e morosas • Mudanças nas condições de realização do trabalho (tecnologias …) implicam nova análise de tarefa • Orientação para tarefas de rotina, burocráticas • Centrada em aspectos técnicos específicos do cargo • Não atende ao trabalhador holístico

    ×