Palestra dalva curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadores.

5.289 visualizações

Publicada em

Material utilizado por Fabiano Santos no curso de capacitação para evangelizadores.

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.289
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.385
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra dalva curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadores.

  1. 1. RELACIONAMENTOEVANGELIZADOR/EVANGELIZANDO “Quem tem por que viver aguenta quase todo como viver" Nietzsche
  2. 2. Quem é o evangelizando?
  3. 3. CONCEPÇÕES 1 - Otimismo antropológico = O homem é congenitamente bom “ Tudo é certo em saindo das mãos do Autor das coisas, tudo degenera nas mãos do homem”. (Rousseau - Emílio, ou da Educação) 2 - Pessimismo antropológico = O homem é congenitamente mau “ O homem é um ‘animal de rapina’ e o ódio é o mais legítimo de todos os sentimentos desse animal”. (Oswald Spengler)
  4. 4. 3 - Realismo cristão = O homem tem uma ligeirainclinação para o mal“ A Igreja Católica ensina que [...] todos os homens, excetuando apenas aVirgem Maria, sofrem os efeitos do pecado original, mas a naturezahumana do homem é tão redimida quanto decaída”.4 - Empirismo gnosiológico = O homem é como uma “tabula rasa”, ou como uma folha de papel em brancona qual nada está escrito. (John Locke)
  5. 5. Ensino Espírita Qual a origem das qualidades morais, boas ou más, do homem? “São as do Espírito nele encarnado. Quanto mais puro é esse Espírito, tanto mais propenso ao bem é o homem.” O Livro dos Espíritos – q. 361
  6. 6. “Deixai vir a mim as criancinhas.”O homem haure a força para progredir em si mesmo, pela sua criação divina, mas o progresso pode ser fruto do ensinamento, na medida em que os mais adiantados ensinam aos menos adiantados. LE – q. 779
  7. 7. O Espiritismo pode levar à libertação das amarras do pensamento e favorecer uma ação educacional endereçada ao desenvolvimento integral da criança. Em seu aspecto religioso, pela proposição do desenvolvimento das três mais significativas virtudes: perdão, justiça e caridade, a Doutrina inspira a construção de um modelo pedagógico mais democrático e aberto.
  8. 8. “ A vida do Espírito, pois, se compõe de umasérie de existências corpóreas, cada uma dasquais representa para ele uma ocasião deprogredir, do mesmo modo que cadaexistência corporal se compõe de uma sériede dias, em cada um dos quais o homemobtém um acréscimo de experiência e deinstrução”. (LE. Q. 191a)
  9. 9. Evangelização EspíritaProporciona à criança e ao jovem uma tomada deconsciência quanto a sua origem divina; suanatureza espiritual; sua condição de reencarnante. OBJETIVO DESENVOLVIMENTO DA ESPIRITUALIDADE“ O conhecimento de si mesmo é, portanto, a chave do progressoindividual “.(LE - Q. 919)
  10. 10. O Evangelizador e suas funçõespedagógicas.O evangelizador não é apenas um expositor de matéria, é um orientador da aprendizagem e desempenha a complexa missão de estimular, orientar e controlar o processo, favorecendo ao evangelizando o desenvolvimento de seu potencial anímico.
  11. 11. Funções pedagógicas Função motivadora Função comunicativa Função sistematizadora Função formativa Função dinamizadora Função avaliativa
  12. 12. O evangelizador deve Fazer diganóstico Elaborar o planejamento Executar a aula: motivação, manejo da classe, dinamização Avaliar
  13. 13. Condições necessárias ao exercício datarefa Conhecer a Doutrina Espírita; Ter comportamento ético, à luz dos ensinamentos de Jesus; Acreditar que a Evangelização Espírita irá contribuir para a transformação moral da Humanidade; Ter entusiasmo;
  14. 14. Condições necessárias ao exercício datarefa Ser flexível e receptivo à aquisição de novos conhecimentos ; Conhecer o Currículo da Evangelização; Ter domínio de metodologias que possibilitem ao evangelizando construir, elaborar e expressar seu conhecimento; Ter sensibilidade para se avaliar, considerando seu papel de mediador entre o conhecimento, o aluno e sua realidade.
  15. 15. Definição de Allan Kardec A educação é arte que exige tato, experiência e observação. TATO EMPATIA Intuir o que as coisas podem significar do ponto de vista da criança
  16. 16. Relação empática com o evangelizando O evangelizando é um Espírito reencarnado que guarda, nos refolhos do inconsciente, uma grande bagagem de conhecimentos, hábitos e atitudes, inclinações, aptidões adquiridas em vidas sucessivas, tendências que o caracterizam desde a primeira infância.
  17. 17. O papel do Evangelizador na direção daClasse Acolher carinhosamente os evangelizandos; Incentivar a participação de todos Conduzir a aula com firmeza e flexibilidade Corrigir com brandura

×