República Populista 1945-1964

4.570 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

República Populista 1945-1964

  1. 1. A República Populista - 1946-1964
  2. 2. ● ● ● As suas origens estão na Revolução de 1930. O populismo não foi um advento tipicamente brasileiro, mas latino americano. Notabilizado por Getúlio Vargas, que usou e abusou do carisma pessoal, dos discursos melodramáticos e do uso da propaganda massiva.
  3. 3. ● ● ● No plano político/econômico foi o deslocamento do polo dinâmico da economia - do setor agrário para o urbano -, através do processo de desenvolvimento industrial, em grande parte iniciado pela revolução de 1930. No plano social, tais transformações econômicas implicaram a ascensão das classes populares urbanas, cujos anseios foram sistematicamente ignorados e reprimidos no período da República Oligárquica. Do ponto de vista da camada dirigente, o populismo é, por sua vez, a forma assumida pelo Estado para dar conta dos anseios populares e, simultaneamente, elaborar mecanismos para o seu controle.
  4. 4. 1 - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros e latifundiários associados ao regime de Getúlio Vargas. Políticos tradicionais com grande prestígio em suas regiões. Exemplos: Juscelino Kubitschek, Ulysses Guimarães, Tancredo Neves.
  5. 5. UDN (União Democrática Nacional): Segunda maior força política. Antigetulistas. Contra a intervenção do Estado na economia. Contra as leis trabalhistas. Apoiavam o liberalismo e o alinhamento com os EUA. Banqueiros, grandes empresários ligados aos EUA, donos de veículos de comunicação. Exemplos: Carlos Lacerda, Assis Chateaubriand, Júlio Mesquita, família Marinho, José Sarney, Antônio Carlos Magalhães.
  6. 6. PTB (Partido Trabalhista Brasileiro): Terceira força política. Base nos sindicatos legalizados durante o governo Vargas. Força em grandes cidades. Criado por Getúlio Vargas. Nacionalismo econômico. Intervenção econômica. Exemplos: Getúlio Vargas, João Goulart e Leonel Brizola.
  7. 7. 2 - OUTRAS FORÇAS POLÍTICAS: PSP (Partido Social Progressista): Partido “de aluguel” de Adhemar de Barros. Forte somente em São Paulo. “Rouba mas faz!” PCB (Partido Comunista do Brasil): Curta duração (cancelado em 1947). Forte apenas em grandes cidades como Rio de Janeiro ou São Paulo. Ligado a intelectuais, estudantes universitário ou artistas. Exemplos: Luís Carlos Prestes, Cândido Portinari, Jorge Amado, Graciliano Ramos, Mário Lago, Caio Prado Jr., Oscar Niemeyer.
  8. 8. REPRESENTAÇÃO PARTIDÁRIA DO PERÍODO:
  9. 9. 3 - EURICO GASPAR DUTRA (1946 – 1951): PSD + PTB. Proibição de cassinos e jogos de azar. 1946 – nova constituição: Liberalismo + conservadorismo. República Federativa Presidencialista. Voto secreto e universal (excluindo-se analfabetos, soldados e cabos). Sindicatos atrelados – restrições a greves. Mandato presidencial de 5 anos. Liberdade partidária (?)
  10. 10. Alinhamento internacional com os EUA (Guerra Fria): Rompimento de relações com URSS. 1947 – cancelamento do PCB. Liberalismo econômico – facilidades para importações. Esgotamento de reservas financeiras. Retração da indústria nacional. Endividamento. Arrocho salarial. Descontentamento de trabalhadores. 1947 – Intervencionismo estatal. 1948 – Plano SALTE (fracasso).
  11. 11. INFLAÇÃO E DESGASTE DE SALÁRIOS:
  12. 12. 4 - GETÚLIO VARGAS (1951 – 1954): PTB + PSP Crise econômica – inflação e falta de recursos. Crise política – greves e pressões de oposicionistas. Criação do BNDE - investimentos industriais nacionais. NACIONALISMO: Estudantes, sindicalistas, PTB, comunistas. Campanha “O Petróleo é nosso!” X LIBERALISMO (“Entreguismo”) UDN, empresários ligados aos EUA, setores das forças armadas (ESG) e dos meios de comunicação.
  13. 13. CAMPANHA “O PETRÓLEO É NOSSO”
  14. 14. Criação da Petrobrás (1953). Criação da Eletrobrás. Aumento de 100% para o salário mínimo (MAI/1954). Jango. Críticas generalizadas da oposição. “Manifesto dos Coronéis” Atentado da Rua Toneleiros (AGO/54). “República do Galeão”. Pressões para renúncia. Suicídio (24/08/1954).
  15. 15. A MORTE DE VARGAS:
  16. 16. 5 - O FINAL DO MANDATO DE VARGAS (1954 – 1956): Café Filho (PSD – vice): aproximação com UDN. SUMOC 113 – facilidades de importações para empresas estrangeiras. Afastamento por doença. Carlos Luz (PSD - Presidente do Congresso Nacional) assume: Tentativa de golpe. Impedido pelo Marechal Henrique T. Lott. Nereu Ramos (Presidente do Senado) completa o mandato.
  17. 17. 6 - JUSCELINO KUBITSCHEK (1956 – 1961): PSD + PTB. Democrata, hábil politicamente. “Presidente Bossa Nova”. Desenvolvimentismo. “50 anos em 5” Plano de Metas – ênfase na indústria.
  18. 18. Facilidades para multinacionais – setor automotivo.
  19. 19. Construção de estradas (Belém-Brasília) e usinas (Furnas, Três Marias). Construção de Brasília (1960). Empréstimos – endividamento externo. Urbanização intensa e desordenada. SUDENE (fracasso). Inflação e concentração de renda. 1960 – Rompimento com FMI. Emissão monetária.
  20. 20. 7 - JÂNIO QUADROS (1961): Sem base partidária: PTN (Partido Trabalhista Nacional), de representação inexpressiva. Teatral, contraditório, apresentava-se como a renovação política. Vassoura – símbolo de campanha (“varrer a corrupção”). Apoio da UDN – “UDN de porre”
  21. 21. Política interna: conservadorismo econômico Congelamento de salários. Corte de subsídios para o trigo e o petróleo. Inflação. Política externa “independente” – não alinhamento. Reatou relações diplomáticas com URSS, CHINA e CUBA. Condecorou Ernesto “Chê” Guevara.
  22. 22. Moralismo: Proibição de brigas de galo. Proibição de corridas de cavalo em dias úteis. Proibição do uso do biquíni. Descontentamento geral. Renúncia.
  23. 23. 8 - JOÃO GOULART (1961 – 1964): PTB Crise para a posse – medo do comunismo: 1961: Movimento da Legalidade (Leonel Brizola – RS). Solução negociada – instituição do parlamentarismo (Tancredo Neves). 1963: Retomada de poderes (volta do presidencialismo – plebiscito).
  24. 24. Lei de Remessa de Lucros: Descontentamento dos EUA e da oposição ligada a UDN. Plano Trienal de Desenvolvimento. Reformas de Base (agrária, urbana, política e educacional). Atuação intensa das Ligas Camponesas (Francisco Julião).
  25. 25. Greves generalizadas. ● Dados em milhares de trabalhadores.
  26. 26. Acirramento de atritos entre defensores e opositores do governo: COMÍCIO DA CENTRAL DO BRASIL (RJ) - Manifestação de apoio ao presidente. MARCHA DA FAMÍLIA COM DEUS PELA LIBERDADE (SP) – Manifestação contrária ao presidente.
  27. 27. 31/3/1964: Golpe militar derruba o presidente e institui a ditadura no país.

×