A CRISE DA REPÚBLICA VELHA
PREÂMBULOS DA REVOLUÇÃO
DE 3 DE OUTUBRO DE 1930
REVISÃO!
• Proclamação da República: Militares X Aristocracia
rural; Constituição de 1891
• Coronelismo – voto de cabresto...
Revoltas Tenentistas
• O principal objetivo dos tenentes era a reforma da
estrutura de poder no Brasil; melhoria da carrei...
Documentário sobre a Coluna Prestes
Formação da Aliança Liberal
• Quebra da política do café-com-leite: Washington Luís
indica Júlio Prestes, governador de Sã...
Fator Externo: Crash de 1929
REPORTAGEM 2002
Desorganização da economia cafeeira.
Ápice do conflito
• Júlio Prestes vence
eleições.
• João Pessoa é
assassinado.
• Getúlio Vargas com o
apoio de brigadas
te...
Interpretação da
Revolução de 30
na Década de 70
Aristocracia
Cafeeira
Elite industrial
•setor representante das
heranças ...
Interpretação da
Revolução é
revista por Boris
Fausto
a influência das elites industriais paulistanas era
restrita à época...
Revolução ou Golpe de
Estado?
Leitura da Atividade
A Crise da República Velha
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Crise da República Velha

280 visualizações

Publicada em

Preâmbulos da Revolução de 1930

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
280
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Crise da República Velha

  1. 1. A CRISE DA REPÚBLICA VELHA PREÂMBULOS DA REVOLUÇÃO DE 3 DE OUTUBRO DE 1930
  2. 2. REVISÃO! • Proclamação da República: Militares X Aristocracia rural; Constituição de 1891 • Coronelismo – voto de cabresto – Política dos Governadores– Café com leite • Culturas do café, cacau e borracha / Encilhamento • Revoltas rurais: Canudos, Contestado, Cangaço • Revoltas urbanas: Vacina, Chibata • I Guerra Mundial e primórdios da Urbanização e Industrialização do Brasil (têxtil e alimentos) – Sindicalismo/Movimento Operário – Anarquismo e Comunismo (PCB em 1922)/ Greve Geral 1917 • Modernismo
  3. 3. Revoltas Tenentistas • O principal objetivo dos tenentes era a reforma da estrutura de poder no Brasil; melhoria da carreira e questões sociais (posteriormente). • Os principais movimentos tenentistas da década de 1920 foram os 18 do Forte (RJ), os levantes de 1924 (SP/RS), e a Coluna Prestes. • Durante cerca de dois anos, a coluna da Esperança, comandada por Miguel Costa e Luiz Carlos Prestes, composta da junção das tropas que se sublevaram em São Paulo e no Rio Grande do Sul, em julho de 1924, percorreu cerca de 25 mil quilômetros no interior do Brasil, pregando o fim da República Velha, a modernização do país e a realização de reformas sociais.
  4. 4. Documentário sobre a Coluna Prestes
  5. 5. Formação da Aliança Liberal • Quebra da política do café-com-leite: Washington Luís indica Júlio Prestes, governador de São Paulo, ao invés de Antônio Carlos Ribeiro de Andrada, de Minas. • Coligação Minas-Rio Grande do Sul lança candidatura de Getúlio Vargas e João Pessoa. • O programa aliancista defendia a representação popular através do voto secreto, a Justiça Eleitoral, a independência do Judiciário, a anistia para os revolucionários de 1922, 1924 e 1925-27, e a adoção de medidas econômicas protecionistas para produtos de exportação além do café. Preconizava, ainda, medidas de proteção aos trabalhadores, como a extensão do direito à aposentadoria, a aplicação da lei de férias e a regulamentação do trabalho do menor e da mulher.
  6. 6. Fator Externo: Crash de 1929 REPORTAGEM 2002 Desorganização da economia cafeeira.
  7. 7. Ápice do conflito • Júlio Prestes vence eleições. • João Pessoa é assassinado. • Getúlio Vargas com o apoio de brigadas tenentistas envida esforços para derrubar o governo, o que acontece em 3 de outubro de 1930, com o estabelecimento de um governo provisório.
  8. 8. Interpretação da Revolução de 30 na Década de 70 Aristocracia Cafeeira Elite industrial •setor representante das heranças de um sistema agrário feudal • representante do capitalismo imperialista que começava a vigorar após a Primeira Guerra Mundial e possuía sua maior representação no estado de São Paulo. Tese de um embate de forças entre a Aristocracia Cafeeira, e a nova Elite Industrial.
  9. 9. Interpretação da Revolução é revista por Boris Fausto a influência das elites industriais paulistanas era restrita à época, pois estas não possuíam tamanha força e coesão capaz de promover um arranjo revolucionário que visasse desbancar a elite agrária. A dualidade Latifúndio- burguesia não corresponde exatamente a uma oposição fundamental: trata-se na verdade de um rearranjo da política nacional sem o privilégio significativo desta ou de outra classe. a indústria se caracteriza nesta época, pela dependência do setor agrário exportador, pela insignificância dos ramos básicos, pela baixa capitalização, pelo grau incipiente de concentração " (...) a burguesia industrial, esta não oferece qualquer programa industrialista, como alternativa a um sistema cujo eixo é constituído pelos interesses cafeeiros." Releitura do papel das elites segundo Boris Fausto
  10. 10. Revolução ou Golpe de Estado? Leitura da Atividade

×