Texto lili 22 06-15

7 visualizações

Publicada em

Texto infantil -

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Texto lili 22 06-15

  1. 1. 1 Lili Texto: Thais Lopes e Erik Fernandes Cia. Cubo Cênico – 2014
  2. 2. 2 CENA DE SOMBRAS - AVÓ COSTURANDO E CANTANDO. AVÓ […] Nessa rua, nessa rua tem um bosque, que se chama, que se chama solidão dentro dele, dentro dele mora um anjo que roubou, que roubou meu coração. AVÓ Karina meu amor, olha o que eu fiz pra você! CENA DE SOMBRAS - KARINA ABRAÇA E AFAGA A BONECA DE PANO. KARINA Seu nome vai ser LILI! VOZ DA AVÓ […] Se eu roubei, seu eu roubei teu coração Tu roubaste, roubaste o meu também Se eu roubei, se eu roubei teu coração É porque, é porque te quero bem. PASSAGEM DE TEMPO – PLACA – “PASSARAM OS DIAS” KARINA Ai Lili, sabe a Estefani, aquela menina que puxa o meu cabelo? Hoje ela puxou o cabelo da Lucia. A Lúcia revidou e ela quase ficou careca. (RISO SARCÁSTICO) A professora teve que separar. Eu e o Gustavo rimos tanto. (PAUSA) Gustavo, aquele meu novo amigo, PAUSA) lógico que conhece (FURIOSA) Você lembra dele, sim! (TEMPO) Ah... eu queria tanto que você falasse... (MUDANDO O TOM) Ah... já ia me esquecendo. Hoje eu li num livro uma história e eu lembrei de você. É a história do Pinóquio. CENA DE SOMBRAS – GEPETO CONSTRÓI PINÓQUIO GEPETO Faço carrinhos, mesas, estantes e bonecos. Vou terminar esse meu novo trabalho. Vou chamar de “Pinóquio”, mas falta algo nele. O que será? Olhos, boca, chapéu… Ah, o nariz! Bravo, feliz. Mal... bom. Até parece que tem vida! Agora é hora de dormir. KARINA Ele fez o Pinóquio e foi dormir. Olhou pela janela e viu a estrela do desejo. VOZ DO GEPETO Primeira estrela que vejo, realize aquilo que desejo. KARINA Uma Fada ouvia tudo e realizou seu desejo. FADA Bondoso Gepeto, Tem dado tanta felicidade aos outros Terá seu desejo realizado.
  3. 3. 3 Boneco feito de madeira o dom da vida é seu. Levanta Pinóquio. PINÓQUIO Hum, que dor nas costas. Nossa? Posso falar, posso andar, Posso correr… tenho vida... uuuhhhuuuu... MÚSICA. PINÓQUIO Sou um menino de verdade... FADA Calma, calma! Você ainda não é um menino. Pra isso você precisa provar que é valente, sincero e generoso. PINÓQUIO Ah, não... Isso vai dar trabalho... FADA Um dia você será um menino de verdade. Agora é hora de dormir. Seja um bom boneco. FOCO EM KARINA QUE SE DEBRUÇA NA JANELA. KARINA Será que tem estrela cadente hoje? Eu vou fazer um pedido. (COM SONO) Primeira estrela que vejo faça aquilo que desejo... MUSICA. FADA (CHAMANDO) Karina, Karina! Que menina dorminhoca, pede as coisas e nem espera minha resposta. Nananão. Se você não está acordada não posso correr o risco de dar vida a essa boneca, não terei tempo de explicar pra você as regras pra ter uma boneca que fala. Me recuso a dizer as palavras magicas: “pravradrim vlidol” (FALA SEM QUERER A PALAVRA MÁGICA) Caso contrário, seria um problema... LILI Oi. FADA Ah... Sem querer a fiz falar. Oh, vão arrancar minhas asas… LILI Estou… “palavreando” ... Posso me “remexer”... FADA Elas são tão lindas e ágeis... LILI ·... olha minhas... (DÁ UM NOME PARA AS MÃOS) “fronhas”... São tão legais... E as minhas… FADA Não poderei mais frequentar nada... Vão rir de mim… LILI (DÁ UM NOME PARA OS PÉS) as minhas “pontas”... Posso me erguer... Eeeeee.... Nossa... O que é isso...
  4. 4. 4 FADA Minhas primas e irmãs vão me expulsar do Clube Dente de Leite… (PERCEBE A BONECA) O que? LILI (DÁ UM NOME PARA KARINA) como posso chamar? Ah, já sei… “Ursinho”... FADA Mas o que é isso? Por que está falando assim da menina? LILI Menina? O nome que criei era melhor... FADA Para, boneca boba... Nós somos proibidas de dar vida a qualquer boneco, sem antes falar das regras, entende? LILI Não. Mas você “palavreia” comigo e minha “mochila” guarda tudo. (FALANDO E APONTANDO A CABEÇA) FADA Por Merlin!! Venha aqui vou costurar sua boca antes que você faça alguma bobagem... LILI O que é bobagem? É de “brincariar”? Posso pegar com minhas “fronhas”? FADA Ouça bem bonequinha... Isso é mão, abaixo são pés e você tem cabeça que é um pouco diferente que mochila... Vem aqui que vou costurar sua boca... LILI Não, não, não, eu gostei tanto de “palavrear”, posso fazer tanta coisa, e a menina ficará tão “formiga” comigo... FADA Formiga? Não, não!! A palavra é “Feliz”. Mas “fazer tanta coisa”…? Isso me deixa muito, muito, preocupada... Ninguém pode saber, eu não passei as regras pra Karina!!! LILI Karina? Ôh, por que você não dá apenas um nome? Assim me confunde... Por que ela também não pode saber? Por que existem as regras? Por que… FADA Chegaaaaaa.... Vou explicar tudo tim tim por tim tim... Mas quando o sol raiar terei que ir embora... bom, vamos fazer um acordo. LILI Acordo? O que é isso? FADA É uma coisa muito legal. Se você topar, não costuro sua boca... LILI É... E o que eu faço, o que eu faço, fala logo sua… sua? FADA Fada. Me chama de Fada. (PAUSA) Jure solenemente… Calma... Você não vai entender assim... Você não pode nunca falar com ninguém... Nenhum humano...
  5. 5. 5 LILI Humano? O que é… FADA Por Merlin!! Só prometa... Um, dois, LILI “Prometerido”.... FADA Melhor assim. Será um segredo nosso. Bom... As regras começam com não falar com ninguém, entendeu? LILI Sim, sim... TEMPO - RELÓGIO FADA Está amanhecendo, lembre-se você não é Pinóquio e tem que seguir as regras… Tchauzinho! LILI Tá certo, mas pra que poder “palavrear”, se tenho que ficar “quietada”, são tantas regras que até “cansii”... Ai, ai.. MÚSICA. GALO... (3X). KARINA ACORDA PEGA LILI. KARINA Bom dia! (OBSERVA A BONECA) Lili? Lili? Ai, ai não foi dessa vez. VOZ DA AVÓ Anda menina, vem tomar café, sua mãe está quase saindo. KARINA (DANÇANDO) Já vou vó, já vou... Legal, hoje é sábado, vamos brincar muito.... VOZ DA AVÓ Karina! KARINA To indo, to indo... (SAI CORRENDO) SOM DE RÉLOGIO CENA DE SOMBRAS – CONVERSA DA AVÓ E PROFESSORA. SOM DE CAMPAINHA AVÓ Já vou, já vou! PROFª. Bom dia, sou Sofia, professora de Karina. AVÓ Bom dia. PROFª. Sei que hoje é sábado, mas preciso falar com os responsáveis pela menina. AVÓ Sou eu. A mãe está trabalhando. PROFª. E onde está a Karina? AVÓ No quintal. PROFª. Vim pedir à senhora que não deixe mais ela levar aquela boneca pra escola. AVÓ Nossa! Ela não larga daquela boneca.
  6. 6. 6 PROFª. Chegamos ao ponto, ela brinca o tempo todo sozinha com a boneca, não interage nem conversa com ninguém. AVÓ Que coisa... Bom, peço pra que tenha paciência, em breve resolverei isso. A senhora foi de grande ajuda. PROFª. Senhora, não! Senhorita, se- nho – ri – ta... (SAINDO) Senhora... Vê se pode? Nem sou tão velha assim... AVÓ Meu Deus, o que fazer? Como pedir pra ela se separar da sua única… da sua boneca? Preciso pensar. MENINA ENTRA E SAI BRINCANDO. NARRADOR Esta é a Dona Amélia, avó de Karina. Elas moram numa pequena vila no interior. Um dia a avó percebeu que Karina estava muito sozinha então, recolheu alguns retalhos e fez uma boneca pra menina. Só que depois do encontro com a professora, Dona Amélia anda preocupada. Como resolver o problema da Karina, que não desgruda da sua boneca? Esconder a boneca dela? (PAUSA) Seria muito cruel. (PAUSA) Tirar a menina da escola? Bom... Ninguém aprovaria. Por dias ficou pensando, pensando, criou histórias, mas desfez. Por fim, resolveu falar a verdade! MANIPULAÇÃO E PROJEÇÃO DA AVÓ NA PARTE DA FRENTE DA TELA. CENA DE SOMBRAS AVÓ Karina! Karina, meu amor, venha aqui um pouquinho. KARINA Já vou, vó! AVÓ Preciso falar com você! KARINA Oi vó, fala. AVÓ É muito importante, preste atenção: sua professora veio em casa e falou que você não pode mais levar a Lili à escola. KARINA Mas vó por quê? Por quê? AVÓ A professora me falou que você não conversa com ninguém. KARINA Ninguém gosta de mim, e ficam machucando a Lili. Vó ela é uma boneca, mas tem sentimento!!! AVÓ Por isso mesmo! Ela vai ficar comigo e ninguém vai machucar ela. KARINA Vó não é justo, não faço nada pra eles e a Lili que... Que droga.... AVÓ O que é isso menina? Onde você aprendeu a falar assim?
  7. 7. 7 KARINA Ah, sei lá… vendo televisão… AVÓ Olha, não fale mais assim, senão ficará sem TV. E outra: eu cuido dela, pode deixar. Quando você voltar da escola pode brincar com ela. KARINA Tá bom vó. (INTENÇÃO DE SAIR – MAS SE VOLTA PARA A VÓ) Mas vozinha pensa bem, ela é minha melhor amiga. Vai sentir muito a minha falta. AVÓ Não exagera Karina, você não demora tanto tempo na escola. Quando você voltar, pode contar pra ela o que aprendeu. KARINA Mas que dro… (SUSPIRA) a escola vai ficar muito chata. Vou pro meu quarto. AVÓ Karina, meu amor, um dia você vai me entender, volta aqui, me dá um beijo. FIM DA MANIPULAÇÃO. NARRADOR Passou aquele sábado e domingo da conversa. Na Segunda, a menina vai pra escola, mesmo contrariada, e a boneca fica em casa com Dona Amélia. Ah, hoje foi bolo... Hum... CENA DE SOMBRAS LILI Bolo de nozes, hummm, foi esse nome que ela deu, pra mim parecia outra coisa, mas fiquei com tanta vontade de comer… (IRRITADA) mas a vovó não dá nenhum pedacinho pra mim… Pelo menos Karina vai gostar, vai sim... (TEMPO) Como tá bonito lá fora, (SUSPIRO) se não fosse o segredo, eu brincaria lá quintal. MUSICA. ENTRADA DE GIGI.·. LILI Que “estranheiro”, o que é aquilo? É tão “piquititica”, magra, cabelo clarinho. (TEMPO) Vou ficar bem “quietada”, sem me “remexer”. GIGI Hum, uma boneca. Feiaaaaa... ai,ai... o que será que ela faz na janela? Oi coisinha... você fala? (TEMPO) Nossa, parece que não. Nem todas as bonecas tem a mesma sorte que eu... (RISOS) LILI (NÃO SE SEGURA E FALA) Tenho sim. (PAUSA) Ai, eu “palavreei”. GIGI Hahã, não é que fala a danada? Oi boneca, sou Gigi e você?
  8. 8. 8 LILI Acho que não posso fazer isso com você. GIGI Isso o que? Falar? Sou boneca como você, não vê? Por que não poderia falar comigo? Sou tãaaaoooo legal (RISOS) LILI Se você é uma boneca, acho que posso! Eu “prometeri“ solenemente não (TEMPO) fa-falar com nenhum tal de Humano. Meu nome é Lili. Mas, onde você vai? GIGI Estou indo numa festa. Na floresta. Quer ir comigo? LILI Feeeesta... GIGI Sim... . Vamos, vamos... vai ser super, hiper legal, a gente pode dançar, cantar. E outra você vai comigo mesmo sem convite ... LILI O que é convite? GIGI Que burra! Fofucha, convite é, é ... Ah... deixa pra lá, você nunca vai entender, pelo jeito jamais foi a uma festa. Você é feita de que mesmo? (BELISCÃO – LILI GRITA) Pano? Que coisa mais… Nossa!!! Estou atrasada. Você vem ou não vem? LILI Não sei, não sei, acho que tenho que falar com a fada. GIGI Ai, ai... Ta com medo? A fada nem liga pra você... é toupeira mesmo, vamos, tem váriosssssss bonecos... LILI Não sei não sei... olha a Karina tá chegando GIGI É mesmo... Que pena, quem sabe na próxima Bonequita Medrosa (RISOS)... Bye, Bye. LILI Ai, ai. Essa doeu... Eu não sou medrosa... O que deve ser toupeira? Ela parece com os Humanos, como a fada não veio costurar minha boca, ela deve ser uma boneca mesmo. Festa. Será que posso ir? Fadaaaa eu posso ir a uma festa? (SILENCIO)… Vou considerar como sim. Nossa a Karina... VOZ DA KARINA Vovó, cheguei. Cadê a Lili? VOZ DA AVÓ Na sala. KARINA Liliiiii, hoje a professora ensinou uma poesia pra gente (SUSPIRO). É uma poesia linda... Vou contar pra você. Se chama “Leilão de Jardim”, da Cecília Meireles. CENA DE SOMBRAS - IMAGINAÇÃO DA LILI REPRODUZIDA NA TELA. MÚSICA. LILI BRINCA COM OS PERSONAGENS DA POESIA – (SEGUNDA BONECA)
  9. 9. 9 Quem me compra um jardim com flores? Borboletas de muitas cores, lavadeiras e passarinhos, ovos verdes e azuis nos ninhos? Quem me compra este caracol? Quem me compra um raio de sol? Um lagarto entre o muro e a hera, uma estátua da Primavera? Quem me compra este formigueiro? E este sapo, que é jardineiro? E a cigarra e a sua canção? E o grilinho dentro do chão? (Este é meu leilão!) VOZ DA AVÓ Vamos Karina se arruma! KARINA Nossa quase me esqueci, hoje vamos a uma festa. Uma amiga convidou. (TROCA O VESTIDO DA BONECA) Gostou deste vestido? Eu também. A Estefani não foi convidada. Bem feito, falaram na escola que ela tá de castigo. (SUSPIRO) Você tá tão linda... VOZ DA AVÓ Karina!! Vem logo, menina!!! Já estamos atrasadas pra festa! KARINA Já to indo... (FICA DANÇANDO) VOZ DA AVÓ Karina! (SAI CORRENDO) MUSICA. CENA DE SOMBRAS: KARINA ENTRA ABRAÇA A BONECA E SENTA NO CHÃO. MENINAS DANÇANDO, PULANDO, CORRENDO... FIM DA MUSICA – KARINA LEVANTA.
  10. 10. 10 LILI Não “gosti”. Festa? Que ruim... Nem vi a Gigi, e esse segredo e regras, que droga! (FADA- COM A MÃO= Lili!) Foi mal Fada, mas não posso “dan - dançar”, nem “can- cantar”, e aquela menina jogou bolo na minha “ropinha”! Que raiva, era a melhor que eu tinha, agora tá tudo “melecanhado”... ai,ai. GIGI CHEGA. LILI Gigi! (SUSSURANDO) Você não foi à festa das amigas da Karina? GIGI Lógico que não! LILI Psiuuuu, a Karina tá “sonando”. GIGI É dormindo. Aquilo é festa de meninas, bobinha. Eu fui numa festa de bonecos, muito mais legal... Tem luzes, cores, mágicos, duendes, princesas... é um ar-ra-so... Mas você não quis ir... perdeu... LILI É... Mas agora posso ir? Você me dá um Convite? GIGI Hum... Pra ganhar convite, você tem que dar algo em troca, aposto que não tem nada além desse vestidinho cafona... LILI Cafona? Sei lá, mas tenho “divérsicos” vestidos. Posso dar um bem bonito... GIGI Diversos? Sei. Vou pensar e ver o que consigo... mas não garanto nada... Espere um contato. Bye, bye. NARRADOR Todo dia Lili ficava na janela esperando notícias da Gigi, e nada. Lili passou a ter um pensamento, era estranho, parecia preocupação, então ela andava de um lado pro outro e de outro pra a janela e nada da Gigi aparecer. (SAI) CENA DE SOMBRAS - IMAGEM DA CARTA VOZ Correio!!! Convite... Convite pra Lili... LILI Nossa um conviteeeeee? uhu... vou dançar, “brincariar”, “fa-falar” com todo mundo... opa. Agora eu preciso de uma “ropa”... Voz do convite: (CORTANDO) É uma festa a fantasia, tem que ir com uma roupa diferente. LILI Diferente, como assim? Voz do convite Como animal ou alguma roupa de histórias infantis. LILI Ah, entendi... (ESCOLHENDO) Dragão... não... Vestido vermelho? É de rainha, mas tá manchado... Múmia? nãaaaaoooo... achei... o
  11. 11. 11 azul, vou parecer uma fada... vou pegar isso, serão minhas “asicas”... (COLHERES). Bom, agora é esperar. Quando Karina estiver “dor-dormin-do” e Gigi me chamar, me “aprumo”. KARINA VAI PARA FRENTE// SOMBRA DA VÓ. VÓ Vamos Karina, vá dormir. KARINA Mas vozinha tá muito cedo, não quero dormir. VÓ Pra cama agora! Amanhã você vai pra casa de seu pai. KARINA Mas eu não quero ir... lá é muito chato... AVÓ Anda logo, menina! KARINA Tá bom... Lili vamos dormir... amanhã vamos pra casa do papai... BLACK OUT - MUSICA VOZ DA GIGI Psiu.... Fofucha... estamos atrasadas... LILI Calma, calma... MANIPULADOR VAI PARA SOMBRA GIGI Bonito vestido cherry. LILI “Obrigadeiro”. GIGI Ai,ai. Tadinha parece uma fadinha, mas com “capinha de bujão...” LILI Pelo menos tenho diversos vestidos. Diferentemente de você. GIGI Que, o que foi que você disse? LILI Bonitoooo o seu vestido... GIGI Ah bom, então vamos! Não gosto de chegar atrasada... MÚSICA. CENA DE SOMBRAS – FLORESTA E FESTA GIGI Fica um pouco pra trás... Oi... quanto tempo. Saudades, gato!! (PARA LILI) E ai, gostou? LILI Muito legal!! É melhor que a festa das amigas da Karina. Mas não posso “demorari”. Amanhã vamos “viajandar”... GIGI Calma, a noite é uma criança. LILI “A noite é uma criança”? Como assim? GIGI Ai cherry, como você é tapada! Não tenho paciência com você não!! Vou dançar com meus amigos, que eu ganho mais. Fui. Meninas... oi, quanto tempo...(GIGI VAI EMBORA)
  12. 12. 12 LILI Que chata! Só vim por que me “convi-convi”... ah é isso. Bom, não preciso dela mesmo. (EL MATADOR ENTRANDO) Ai, ai, Não “conhecidi” ninguém da festa. Opa... EL MATADOR Oi, você é nova por aqui... Quer dançar? LILI Sim, sim (DANÇAM UM POUCO - IMAGEM DE UM RELÓGIO) – Você também é um boneco, e bem diferente. EL MATADOR Quase isso. Eu sou um “Action Figure”! LILI Que? O que é isso? É de comer? EL MATADOR Não meu bem, isso significa boneco de ação. Me chamo Poderoso Soldado El Matador... LILI Poderoso o quê...? EL MATADOR Poderoso Soldado El Matador. E qual seu nome? LILI Lili, “apenasmente” Lili... EL MATADOR Lili, sua dona te abandonou também? Por isso está aqui? LILI Não, não. Foi a Gigi, ela me “convi-”... EL MATADOR Convidou. LILI Isso. Mas não quis ficar comigo. EL MATADOR Você veio com a Gigi? E sua dona, deixou você vir? Estranho... LILI Não, ela não sabe que eu tenho vida. Vim “escondidíssimo”, ela “dor-dorm-i-u”, e eu sai pra festa... EL MATADOR Como assim Lili? E se ela acordar? A Fada vai ficar furiosa, vai acontecer com você o que aconteceu comigo. LILI O que aconteceu com você? IMAGEM DO RELÓGIO EL MATADOR (CENAS DE AÇÃO) Eu tinha um dono e muito amigos e companheiros de batalha, uma noite ouvi musicas... fui ver o que era... fiquei dançando a noite toda. Quando percebi já era muito tarde. Voltei correndo pro meu dono, mas ele e todos meus amigos partiram. E eu fiquei. Hoje não tenho casa. Durmo embaixo das arvores, quando chove, alguns amigos da floresta me dão abrigo. Se eu pudesse escolher... Teria ficado com meu dono... LILI Que “tristonho”... Você sente falta dele?
  13. 13. 13 El MATADOR Muito... Conheço todo mundo, mas não sou da família de ninguém. Você é bem esperta, não deveria ter vindo, Gigi é invejosa... CENA DE SOMBRAS RELÓGIO FADA Lili? LILI Fada? OH!!! O que você faz aqui? FADA O que eu faço aqui...Vim atrás de você... LILI Ahhhh... esse é o ... FADA Oi, El matador. Foi você que trouxe a Lili? Depois conversamos! E você, boneca burra, por que saiu de casa? LILI Ah, eu queria conhecer uma festa, “dançar”, “falar” com alguém. Tem vários bonecos por aqui. Você viu? FADA Vi sim. E até aprendeu as palavras corretas.. você quebrou diversas regras. EL MATADOR Fada, eu não fiz nada... FADA Não estou falando com você... Lili, a Karina acordou... está desesperada... em prantos com D. Amélia. Olha a confusão... LILI Mas a Karina sempre fica dormindo a noite todinha... FADA Desta vez ela acordou. O que eu disse pra você? Então, ela não pode saber que você fala e anda, sem conhecer as regras... E você aqui na festa. LILI Nossa. O que faço? O que faço? Ah, você é fada, faz uma “abracadabra” pra mim, e tá tudo “resolvidíssimo”!! FADA Sou fada, não sou madrinha, Não tem nada que eu posso fazer... Se você correr, (IMITANDO O JEITO DE FALAR DA BONECA) “correndíssimo”... Quem sabe você consegue resolver a situação. LILI Ai, ai... e agora... EL MATADOR Vou com você... Quem sabe eu possa... LILI Adeus.... EL MATADOR Liliiiiiiiiiiii... MÚSICA. GALO... (3X). KARINA PASSA NA SOMBRA PROCURANDO A BONECA - ENCONTRA
  14. 14. 14 KARINA Vovó eu achei a Lili!!! (TEMPO – SAI DO TECIDO DANÇANDO) Lili seu vestido está rasgado. O que você andou fazendo? Por que você estava no chão, no canto da sala? Fala boneca burra!!! (TEMPO- ABRAÇA A BONECA) LILI Não posso. KARINA (ESPANTADA) Que? Nossa!!!! Parece que você falou. O que será que aconteceu? (TEMPO) Bom... vou trocar sua roupa. AVÓ Viu Karina, pra que tanto desespero? Já achou sua boneca! Se arruma, vou levar você pra casa de seu pai. Mas a Lili fica. É um problema a menos... KARINA Mas vó... não posso deixar a Lili! E se ela sumir de novo? VOZ DA AVÓ Você guardou a boneca e não lembra onde, foi só isso... Se você esquecer na casa de seu pai será pior... Agora precisamos ir. KARINA Tá. Você vai ficar, Hum... (PENSANDO) no guarda-roupas, trancada. KARINA SAI. GIGI VEM CANTANDO E DANÇANDO. CENA DE SOMBRAS. E MANIPULAÇÃO GIGI Oi Cherry. O que está fazendo ai dentro? LILI Bom, a Karina foi “viajandar” e me “chaveou” aqui... Ela não sabe que eu tenho... que eu tenho... GIGI Vida?(RISOS) E agora tá de castigo... Que dó, presa, de castigo? (RISOS). Você ainda não entendeu que seremos bonecas pra sempre. Nananão. Chega uma fada, pede segredo pra menina e pra boneca. MAS a menina cresce e esquece. No final não tem “felizes pra sempre”. Sempre seremos abandonadas. Eu sou feita do melhor plástico e venho da melhor loja da cidade, mesmo assim, minha dona cresceu, casou e me deixou. Não seja tão boba. LILI Karina não é minha dona, ela é minha “amigadona”. Ficou muito preocupada comigo. Ela gosta de mim, viu? GIGI (RISOS) “Amigadona”, preocupada? Como você é burra... até eu te trancaria. Não sei por que te dou atenção... Mesmo assim, fica a dica: ela não é sua amiga, ela não ficou tão preocupada assim,
  15. 15. 15 Se ela gostasse de você te escondia na mochila e você estaria com ela agora, e não ai dentro do armário no escuro... LILI Ela não pôde me “le-levar”... vovó não “dei-deixou". GIGI Ai que boneca atrapalhada!!! Quando você vai aprender a falar direito sua burra? Eu sou esperta, presto atenção em todos, por isso eu sei falar. Bom, acho que sua Amiguinha humana foi comprar uma boneca nova, mais interessante. E você continuará dentro do armário. (RISOS) Pra sempre. LILI Você pode me tirar daqui? GIGI Pra quê? Pra você ficar se atirando no melhor partido deste fim de mundo? Nem pensar! Tomara que te façam de pano de chão! Será mais útil. (RISOS) Oh, ficou magoada? (SOM DE CHORO) Chora bastante, você vai embolorar mais rápido e nunca mais ver O El matador... Pensa que eu não vi, você conversando com ele? A Karina fez muito bem em te prender... tomara que não te solte... Jamais... (RISOS) Vou pra outra festa... sem você sua intrometida! Adeus! (RISOS) LUZ APAGA LENTAMENTE. KARINA (ENTRA COM A BONECA) Lili, senti tanta saudade... Agora vamos dormir, amanhã é domingo e a gente vai poder brincar bastante. MÚSICA. LILI Você gosta de mim? Você é minha amiga? KARINA (DORMINDO) Lógico Lili. Eu gosto muito de você! LILI Por que você me “colocouuuu” de castigo? Por que você me “chaveou” no armário? KARINA Não, eu não coloquei você de castigo. Só estava te protegendo. Você não fala, não consegue se defender... Como nos contos de fada. A bruxa... é muito má. LILI Você foi comprar uma boneca nova? Por isso não me levou? Você vai me abandonar? Vai me fazer de pano de chão? KARINA Nunca. Quem disse isso? Você é minha amiga, a melhor que tenho, a única que sabe meus segredos. Só quero te proteger... dossss monssstronsss ... BLACKOUT. GALO (3X).
  16. 16. 16 KARINA Bom dia, Lili. Eu sonhei que você falava, andava. E depois a gente buscava um coração de verdade com o Mágico de OZ... Tinha um leão, um espantalho e um homem de lata. E a gente corria feliz pela estrada de tijolos amarelos... Mas a Bruxa queria te pegar e eu não deixei!! Vamos tomar café? (SAI CANTANDO – Quem tem medo do lobo mal...) CENA DE SOMBRAS EL MATADOR Oi Gigi, tudo bem? GIGI Oi, fofinho, melhor agora. Hum, o que vai fazer hoje? Vamos sair? Podemos tomar um milk shake e pegar um cineminha... EL MATADOR Não Gigi. Quero saber onde mora a Lili, você pode me dizer? Sei que foi você que levou ela pra festa a fantasia do Sapo Alfred. GIGI Por quê? O que você quer com ela? EL MATADOR Ela é legal, mas foi embora rápido, quero conversa mais com ela. GIGI Ai... Porque você quer falar com aquele trapo? Pode falar comigo, sou mais interessante. Onde já viu, um boneco moderno de papo com um pano de chão velho! EL MATADOR Que isso Gigi. Isso é… inveja. Ela é de pano sim, mas única e linda, nunca vai ter outra igual. Como a gente tem um monte por aí. Fique sabendo: tenho até vergonha dessas coisas que você fala. Você arrastou ela pra festa, por quê? Vingança por que ela tem uma dona que brinca com ela e você é sozinha? Ou tem outro motivo? GIGI Vingança? Eu não sou sozinha, sou independente. Ela é uma atrevida, deu em cima de você a noite toda. E você fica defendendo aquele trapinho? Sou mais eu querido! EL MATADOR Quanta Bobagem. Nunca deveria ter o dom de falar. Ou melhor... já que tem... doçura... me diz onde ela mora? GIGI Que? Não vou dizer... Não quer nada comigo... e quer que eu te leve até aquela boneca embolorada? Nem pensar... E outra sou linda, ninguém tem vergonha de mim. Onde já se viu? Eu com inveja daquela boneca com cheiro de mofo... EL MATADOR Tudo bem, procuro sozinho. (SAI)
  17. 17. 17 GIGI Ei, volta aqui. Eu ainda não terminei… Sou melhor que aquela boneca, ganho qualquer concurso de beleza e falo muito melhor que ela... E tem mais: Você nunca mais verá aquela estranha, ela tá presa no armário da “menininha” dela. (RISOS) Outras bonecas iguais a mim? Até parece... Lógico que não existe, presta atenção não eeeeexisteeeee. Fada? LILI APARECE COM A FADA de um lado da tela FADO Veja o que acontece quando a maldade é maior... GIGI Não, não, eu sou muitttooooo legal. FADO Você causou muita Confusão. Quebrou muitas regras. GIGI Ahhh.... Nãoooooo..... AÇÃO DE PUNIÇÃO À GIGI LUZ SE APAGA LENTAMENTE. NARRADOR El Matador procurou aquela boneca por todo lugar. Perguntou aos anões que passavam por ali, eles não sabiam. Encontrou uma árvore cheia de pardais, mas eles também não sabiam. Procurou em outras festas, casas e castelos mágicos. Nem sinal da Lili. Gigi bem que poderia ter ajudado, mas seu orgulho e inveja eram maiores. Por isso perdeu o direito de falar e andar. De repente, El Matador parou em frente a uma cerca. Encontrou um pedaço de tecido igual ao que Lili estava usando no dia da festa. Olhou pra aquela casa de madeira e viu Lili. Sem pensar duas vezes entrou correndo no quintal. Mas no meio do caminho... BONECO É DEIXADO NO PALCO PELO MANIPULADOR. KARINA SAI BRINCANDO SOZINHA DE ESCONDE-ESCONDE COM A VÓ E LILI. ENCONTRA O BONECO. KARINA Vinte e cinco, vinte e seis, vinte e sete, vinte e oito, vinte e nove, trinta, lá vou eu... vou achar vocês... Ué? Será que o Gustavo esqueceu o boneco em casa? (TEMPO) Não, não é dele. Vovó! Tem um boneco jogado aqui no quintal. Posso ficar com ele? REVEZAMENTO - SOMBRAS E PROJEÇÃO VOZ DA AVÓ Deve ser do seu amigo. KARINA Não é do Gustavo e não tem nenhum nome nele. VOZ DA AVÓ Então, trás pra dentro pra eu ver.
  18. 18. 18 KARINA Tá bom, vó. Hum, vou te dar um banho. Nossa, não tenho outra roupa pra você, só tenho as da Lili. Ah, Vovó faz outra pra você, num instantinho. E, se alguém te procurar, devolvo. Você deve tá com saudades da sua casa. Por enquanto você fica fazendo companhia pra Lili. Ela é muito esperta. (SAI) MÚSICA. CENA DE SOMBRAS MUSICA KARINA Lili esse, esse é o… vou te chamar de Fred. É bem fácil. Fred essa é minha melhor amiga Lili. Vocês serão amigos a partir de hoje. Mas se você brigar com ela, te jogo pro cachorro do vizinho. (SAI DO FOCO DE LUZ) VOZ DA AVÓ Karina, vem aqui um pouco. Vem ver a roupinha que eu fiz... KARINA Tá, to indo. LILI Fred! É melhor do que o outro nome. Tem mais “boniteza”. FRED É? Acho que você quis dizer Beleza. LILI Sim, sim. FRED Que bom que gostou. A Karina é muito legal... fazia tempo que nenhum humano me dava banho. LILI (RISOS) Sério? Ela é muito legal, sim! Mas você Falava diferente... FRED Era charme. LILI Sabe? sabe? Você sabe falar bem bonito. Me ensina? FRED Lógico. Depois daquele dia procurei por você, em todos os lugares, eu queria saber de você. LILI É? Eu pensei em te procurar. Mas a fada brigou comigo... e eu passei um tempo no armário. Sabe eu quase falei com a Karina! FRED Nossa, mas agora vai ficar tudo bem. Agora estamos juntos e podemos chamar a fada e falar com a Karina. LILI Mas pode? FRED Lógico! Desde que ela saiba as regras. Lili Sim, sim. Quero muito falar com ela... vai ser tão legal AMBOS COMEÇAM A DANÇAR. A LUZ VAI DIMINUINDO EM RESISTÊNCIA.
  19. 19. 19 MÚSICA E assim termina, ou começa, essa história, Fred, Lili e Karina amizade, brincadeira e alegria De Pinóquio a Bela Adormecida São histórias e fantasias brincadeiras divertidas chá, bola e pipa. Vovó costura e faz bolos Karina lê seus livros Fred e Lili tem o mundo E o tempo todo pela frente Thais Lopes/ Erik Fernandes Setembro de 2014

×