O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Trabalho de Conclusão de Curso - Publicidade UFPR

40 visualizações

Publicada em

Trabalho de Conclusão de Curso - Publicidade UFPR
Isabelle S.

Publicada em: Design
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Trabalho de Conclusão de Curso - Publicidade UFPR

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ ''VIVI LOBO E O QUARTO MÁGICO'' UM LIVRO INFANTIL ILUSTRADO A PARTIR DOS ESTUDOS FEMINISTAS Comunicação Social - Publicidade e Propaganda Trabalho de Conclusão de Curso CURITIBA, 2017 ISABELLE SILVA DOS SANTOS ORIENTADOR: FÁBIO HANSEN
  2. 2. PRIMEIRAMENTE, A QUESTÃO NORTEADORA: COMO SE DÁ A FORMAÇÃO DA REPRESENTAÇÃO FEMININA INFANTIL NAS NARRATIVAS COMUNICACIONAIS E FICCIONAIS, COMO A LITERATURA INFANTIL?
  3. 3. QUAIS OS OBJETIVOS DE PESQUISA?
  4. 4. 1) CRIAÇÃO DE UM LIVRO INFANTIL ILUSTRADO QUE TRATE SOBRE QUESTÕES FEMINISTAS E DE GÊNERO PARA CRIANÇAS ENTRE 8 E 10 ANOS. DESENVOLVENDO REPRESENTAÇÕES PLURALIZADAS E DIVERSIFICADAS DOS PERSONAGENS FEMININOS E MASCULINOS. GERAL
  5. 5. FUGIR DO NORMATIVO ESTEREÓTIPOS ARTISTA JEONGMEE YOON
  6. 6. 1) Identificar e demonstrar de que forma são construídas as representações femininas e os estereótipos de gênero na infância pelas narrativas comunicacionais, especialmente as narrativas publicitárias. 2) Analisar e problematizar as representações sociais do feminino nos produtos e discursos de consumo infantil, com ênfase na literatura infantil. ESPECÍFICOS
  7. 7. PARA ISSO, PERCORREMOS O SEGUINTE CAMINHO TEÓRICO, ATRAVÉS DE SEIS CAPÍTULOS: (do macro ao micro) (DO MACRO AO MICRO)
  8. 8. 1 REPRESENTAÇÃO 1.1 A REPRESENTAÇÃO SOCIAL 1.2 REPRESENTAÇÃO SOCIAL DO FEMININO NAS NARRATIVAS COMUNICACIONAIS _SERGE MOSCOVICI: CORRENTE PSICOSSOCIAL
  9. 9. 2 O FEMININO: A CONSTRUÇÃO DO ''SER'' MULHER A PARTIR DE BEAUVOIR 2.1 O QUE É UMA MULHER? 2.2 O FEMININO CONSTRUÍDO: COMO A FEMINILIDADE É CONSTRUÍDA E PERFORMADA PELAS MULHERES E SUAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS
  10. 10. 3 O INFANTIL 3.1 O QUE É A INFÂNCIA? 3.2 A INFÂNCIA E O PERÍODO DE FORMAÇÃO IDENTITÁRIA: GÊNERO COMO FORMA DE APRENDIZADO NA ESCOLA, FAMÍLIA, MÍDIA E CONSUMO
  11. 11. 4 A LITERATURA INFANTIL E AS QUESTÕES DE GÊNERO 4.1 BREVE HISTÓRICO DA LITERATURA INFANTIL: O SURGIMENTO DO LIVRO IMPRESSO E A SEGMENTAÇÃO PARA AS CRIANÇAS 4.2 O MERCADO EDITORIAL INFANTIL E AS NARRATIVAS DE GÊNERO
  12. 12. DESSA FORMA, PARA CRIAR UM LIVRO INFANTIL EM QUESTÃO, FOI PRECISO DEFINIR E ENTENDER O PÚBLICO ALVO. CHEGAMOS, ENTÃO, NA FASE EMPÍRICA DO TRABALHO.
  13. 13. 5 PESQUISA EMPÍRICA5.1 DEFINIÇÃO DO PÚBLICO-ALVO 5.2. METODOLOGIA DA PESQUISA: OS GRUPOS FOCAIS 5.3 AS ATIVIDADES PROPOSTAS PELO GRUPO FOCAL E O PROCESSO DE EXECUÇÃO EM CURITIBA 5.4 ANÁLISE DE DADOS E DISCUSSÃO DE RESULTADOS 5.4.1 DIA UM: LUIZA E PAULA 5.4.2 DIA DOIS: ESCOLA ANJO DA GUARDA 5.5 CONSIDERAÇÕES FINAIS DO GRUPO FOCAL
  14. 14. O TRABALHO DE CAMPO FOI REALIZADO EM DOIS DIAS, EM CURITIBA:
  15. 15. 1) DIA UM: LUIZA E PAULA (8/4) _FASE TESTE, ENTREVISTAS E REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE ''SE EU FOSSE UM ESCRITOR'' _ NÃO FOI UM GRUPO FOCAL, MAS UMA ETAPA QUE FUNCIONOU COMO APOIO E EXPERIMENTAÇÃO PARA O GRUPO FOCAL EM SI Luiza, 8 anos Paula, 7 anos
  16. 16. 2) DIA DOIS: ANJO DA GUARDA (20/4) _GRUPO FOCAL REALIZADO COM 22 CRIANÇAS, ATIVIDADE E DISCUSSÃO DOS DESENHOS _DUAS ENTREVISTAS REALIZADAS COM 4 CRIANÇAS, APÓS O GRUPO FOCAL
  17. 17. EXTENSO E RICO MATERIAL OBTIDO. 44 DESENHOS E DIVERSOS ÁUDIOS,VIDEOS.
  18. 18. FOI PRECISO FAZER UM RECORTE NA ANÁLISE. ESCOLHER CAMINHOS. NOTAMOS DOIS PONTOS QUE SE REPETIAM:
  19. 19. COM BASE EM TUDO ISSO: CRIAMOS O PRODUTO FINAL.
  20. 20. 6 A CRIAÇÃO LIVRO ''VIVI LOBO E O QUARTO MÁGICO''
  21. 21. ''VIVI LOBO E O QUARTO MÁGICO''É UM LIVRO INFANTIL DE FANTASIA E AVENTURA QUE TRATA SOBRE QUESTÕES FEMINISTAS: PROTAGONISMO FEMININO, AMIZADE ENTRE MULHERES E LIBERDADE. REPENSANDO OS PAPÉIS E AS REPRESENTAÇÕES DE GÊNERO. TEM 40 PÁGINAS E FOI EMBASADO NO GRUPO FOCAL (MUDANÇAS DE IDEIAS), EXPERIÊNCIAS PESSOAIS E NO REFERENCIAL TEÓRICO CONSULTADO.
  22. 22. OS PERSONAGENS PRINCIPAIS:
  23. 23. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  24. 24. 1) GRANDE PROCESSO DE APRENDIZADO DURANTE UM ANO DE TRABALHO ACADÊMICO (REFERENCIAL TEÓRICO + PESQUISA EMPÍRICA) 2) VIMOS E CONFIRMAMOS QUE OS PAPÉIS DE GÊNERO BEM DEFINIDOS AINDA SÃO PROPAGADOS DESDE A INFÂNCIA (PARTE TEÓRICA E GRUPO FOCAL DEMONSTRARAM ISSO)3) PORÉM, HÁ ESPAÇO PARA RUPTURA. COM O TRABALHO, ENCONTRAMOS UM NOVO OLHAR. AS CRIANÇAS NÃO SÃO PASSIVAS E CADA VEZ MAIS QUESTIONAM OS PADRÕES DE GÊNERO. ''ROSA, AZUL, TUDO É DE MENINO E DE MENINA''4) ''VIVI LOBO E O QUARTO MÁGICO'', DE FORMA SINGELA, SE COLOCA DENTRO DO MOVIMENTO EM PROL DA LUTA DAS MULHERES. É UM LIVRO FEMINISTA E POSSUI PRETENSÃO DE SAIR DA ACADEMIA. CIRCULAR CONHECIMENTO PRODUZIDO NA UNIVERSIDADE PÚBLICA.
  25. 25. SUGESTÃO DE PESQUISA: LITERATURA E A LITERATURA INFANTIL TAMBÉM SÃO PRODUÇÕES E PRODUTOS DE COMUNICAÇÃO. ENQUANTO COMUNICADORES E PUBLICITÁRIOS, JÁ PRODUZIMOS NARRATIVAS E USAMOS DE VÁRIAS FERRAMENTAS E GÊNEROS PARA SE COMUNICAR (CINEMA, LITERATURA). SERIA INTERESSANTE SE EXPLORÁSSEMOS MAIS A LITERATURA INFANTIL E AS DIVERSAS POSSIBILIDADES DESSE NICHO DO MERCADO EDITORIAL. ENQUANTO PROFISSIONAIS DE COMUNICAÇÃO, PESQUISAR SOBRE COMO AS QUESTÕES DE GÊNERO SE DÃO NA INFÂNCIA É DE EXTREMA RELEVÂNCIA NA LUTA EM PROL DA EQUIDADE ENTRE MENINAS E MENINOS.
  26. 26. MUITO OBRIGADA!

×