01 FRANCHISING: O que é, como funciona e como adquirir uma Franquia
Terminologia Franchising  = Termo utilizado para se referenciar ao Sistema - aos métodos e meios que, combinados, deverão ...
Terminologia Franqueado   = É quem adquire a Franquia e  recebe do Franqueador os treinamentos para utilizar a marca e a m...
Empreendedor  = “constrói uma organização de sucesso com base em ousadia, determinação, criatividade, relacionamentos, rea...
Negócio Independente X Franquia Principais Diferenças  Itens Independentes Franquias Produtos ou Serviços Requer conhecime...
Negócio Independente X Franquia Principais Diferenças   Itens Independentes Franquias Ponto Comercial Pode errar  ou Acert...
Taxa de Sobrevivência Comparada <ul><li>Empresas Independentes </li></ul><ul><li>1 ano  >  50% </li></ul><ul><li>3 anos > ...
<ul><li>O Mercado das Franquias  </li></ul>2009 –  1643 Marcas – > R$ 63,12 bi 2008 – 1379  Marcas – > R$ 55,03 bi VARIAÇÕ...
<ul><li>Distribuição:  Ocupa territórios sem aumentar sua estrutura. </li></ul><ul><li>Garantia de Sucesso:  Lealdade e ef...
Vantagens para o Franqueado <ul><li>Acesso à  MARCA   de prestígio e  inicia com  Experiência Garantida.   </li></ul><ul><...
Desvantagens <ul><li>FRANQUEADOS </li></ul><ul><li>Independência Limitada </li></ul><ul><li>Inflexibilidade </li></ul><ul>...
<ul><li>Que a  MARCA  seja conhecida e o negócio rentável </li></ul><ul><li>Que o produto / serviço tenha diferenciais. </...
Manualização Completa   <ul><li>ADMINISTRATIVOS -  Sistemática de Trabalho, Sistemas de Informações, Procedimentos de Cont...
Franquia de Negócio Formatado - FNF <ul><li>Identidade Corporativa e Assessoria de Marketing </li></ul><ul><li>Pacote Técn...
Remuneração: Taxa de Franquia <ul><li>Paga na assinatura do Contrato de Franquia.  </li></ul><ul><li>Permite ao  franquead...
<ul><li>Paga mensalmente pelo franqueado ao franqueador. </li></ul>Remunerações: Taxa de  Royalties <ul><li>Percentual fix...
<ul><li>Cobre investimentos com Divulgação Institucional. </li></ul><ul><li>Critérios de cobrança variam, são administrado...
Avaliação de uma Franquia   <ul><li>Analisar as oportunidades com cuidado. </li></ul><ul><li>Auto-Análise: Perfil & Segmen...
<ul><li>Quanto de  capital de giro? </li></ul>Avaliação de uma Franquia <ul><li>Quanto de  capital  precisa para iniciar o...
Análise Financeira da Franquia <ul><li>Investimentos fixos mais importantes: </li></ul><ul><li>Taxa de Franquia </li></ul>...
Análise Financeira da Franquia <ul><li>Investimento Pré-Operacional </li></ul><ul><li>Gastos com Projeto Arquitetônico </l...
Análise Financeira da Franquia <ul><li>CUSTOS:   Gastos relativos à produção de bens e serviços. </li></ul><ul><li>FIXOS: ...
Análise Financeira da Franquia <ul><li>DESPESAS:  Gastos diretos e indiretos na obtenção de RECEITAS. </li></ul><ul><li>FI...
Análise Financeira da Franquia <ul><ul><li>Analise os  dados  fornecidos pelo franqueador  para comprovar ou não a lucrati...
Lei  8.955/94 – Franquia Empresarial <ul><li>Em vigor desde 16/02/95. </li></ul><ul><li>Determina a entrega da  Circular d...
Circular de Oferta da Franquia <ul><li>Histórico  resumido da franqueadora.  </li></ul><ul><li>Balanço e demonstrações  fi...
<ul><li>Informação sobre as  taxas periódicas  e outros valores.  </li></ul><ul><li>Relação de todos os  franqueados e ex-...
Aspectos Jurídicos O  PRÉ-CONTRATO DE FRANQUIA  é firmado com  pessoa física,   concede o prazo para a constituição da  pe...
Contrato de Franquia  ESTRUTURA REFERENCIAL <ul><li>Identificação das partes </li></ul><ul><li>O objeto da Franquia </li><...
Contrato de Franquia  ESTRUTURA REFERENCIAL <ul><li>Da confidencialidade das Informações  </li></ul><ul><li>Não concorrênc...
O Que Esperar de um Candidato a  Franqueado? 2.  Entenda o seu papel:  Administrar o varejo - clientes e concorrentes ... ...
-  Não é um BAÚ DE DINHEIRO onde se mete a mão, só se tira. Que saiba o que  NÃO É  Franquia . -  Não é a maravilhosa lâmp...
Que Conheça o Processo de Escolha Prepare-se : Conheça bem o Sistema de Franchising Auto-avaliação : Perfil ajustado ao Si...
Planejamento, Estruturação e Execução Correta Implementação Profissional e Disciplinada Consultoria ou Supervisão de Campo...
“ Vamos tomar decisões  de olho no que é melhor   para a empresa no longo prazo,  para nossos consumidores e nosso pessoal...
“ SUCESSO  quer dizer   realizações   como resultado de nossos próprios   esforços   e   aptidões .  Uma   preparação adeq...
SAIBA MAIS www.sebrae-sc.com.br www.portaldofranchising.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palestra franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquia

15.211 visualizações

Publicada em

2 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.211
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
691
Comentários
2
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • É importante definirmos a TERMINOLOGIA pois é comum encontrarmos algumas pessoas que confundem o significado dos termos utilizados pelo sistema. Inclusive, se você conhece o significado de cada um dos termos utilizados no sistema de Franquia, você saberá também identificar o grau de experiência e familiaridade de algumas empresas franqueadoras com o franchising como um todo.
  • O FRANQUEADOR é um empresário que detém os direitos sobre uma marca registrada e atuante no mercado. Para efetuar a expansão de seu negócio pelo sistema de franchising, desenvolveu e testou um conceito de negócio e uma metodologia de operação e gestão com padrões e controles bem definidos, e sistematizou suas experiências para serem transferidas aos parceiros (franqueados). O FRANQUEADOR deve ser uma pessoa que gosta de ensinar, que tem habilidades de liderança, e que trabalha com um bom planejamento para definir os rumos da Rede. Deve também estar bem estruturado para prestar assessoria aos franqueados e fazer a supervisão da rede de franquias. A grande expectativa do FRANQUEADOR é encontrar franqueados competentes e com eles conquistar maior presença no mercado. O FRANQUEADO é um empresário que constitui uma empresa com independência econômica e jurídica da franqueadora, e com ela irá comercializar os produtos e/ou serviços utilizando a marca e metodologia de operação e gestão repassada pela franquia. Por ser FRANQUEADO, receberá do franqueador os treinamentos e a assessoria contínua. O FRANQUEADO deve ser uma pessoa que investe no sistema e adere aos princípios de homogeneidade e uniformização da franquia. O FRANQUEADO deve somar qualidades ao grupo e colaborar continuamente com o aperfeiçoamento do sistema e sucesso da Rede. Para operar com a Marca e Know-how do franqueador e contar com o suporte e assessoria, o FRANQUEADO remunera o sistema franqueado. A expectativa do FRANQUEADO é que o negócio seja lucrativo.
  • Vamos adicionar mais CARACTERÍSITCAS ao Empreendedor: Tem senso de oportunidade, Assume Riscos, tem mais entusiasmo, mais perseverança, mais otimismo, age com foco, tem mais organização e Liderança. Quem de vocês acredita que tenderiam a comprar uma franquia, o Empreendedor ou o Empresário? O Empreendedor talvez menos – pelas características citadas ele tende a querer a liberdade de um negócio independente, onde pode inovar sem ter que seguir um padrão predeterminado por uma franquia. O Empresário: Certamente mais – busca os benefícios de um modelo de negócio testado, e possivelmente, com riscos mais reduzidos. O empresário vê como benefício o que o empreendedor vê como restrição. Na prática, os maiores compradores de franquia são os NOVOS EMPRESÁRIOS. Orientação: Recomendo a leitura do artigo: O que não é empreendedorismo. Isto dará maior facilidade em discutir o tema um pouco com o público. A franquia é um NEGÓCIO PRÓPRIO? SIM – totalmente próprio! A FRANQUIA um negócio independente? Não! – Porque tem regras! Quais são então as diferenças entre um negócio próprio e uma franquia? Vamos ver ...
  • PRODUTOS E SERVIÇOS : O Empresário tem liberdade e pode criar, testar, modificar e implantar em sua empresa o produto que quiser. O sucesso dependerá da aceitação dos produtos e/ou serviços, e também da comunicação com o mercado. No FRANCHISING, o Franqueado – dependendo do tipo da franquia, não poderá modificar nada! Toda linha de produtos e serviços já foi desenvolvida, testada e implantada pelo franqueador. Em princípio, a MARCA e os Produtos e/ou Serviços devem chegar ao mercado com aceitação do público. O SABER FAZER – Know-How: diz diretamente ao empresário o como fazer, que técnicas ou tecnologias ele deverá utilizar, quais as formas de operar a empresa, como administrar o seu negócio. Se o empresário não chegar ao mercado já sabendo isto, ele dependerá de terceiros para ensiná-lo, o que pode tornar seu custo operacional mais alto ou até mesmo inviável. No FRANCHISING, o Franqueado adquire não só o saber fazer do franqueador, como passa a ter acesso a uma marca já desenvolvida e divulgada pelo franqueador.
  • PONTO COMERCIAL : Para acertar o ponto comercial nos negócios independentes, ou o empresário chega com uma boa experiência no segmento, ou terá que contratar uma consultoria especializada, o que pode custar bem caro. No FRANCHISING, o franqueado poderá contar com a experiência e know-how do franqueador.Os franqueadores traçam o perfil do ponto comercial e os candidatos a franqueados deverão identificar em suas localidades o ponto comercial que mais se aproxime das características especificadas. E antes de contratarem o ponto comercial, o franqueador deverá fazer uma visita para verificar se o ponto se adequa ao negócio. As franquias bem formatadas trazem uma descrição das características básicas do ponto comercial no manual de abertura. PUBLICIDADE e PROPAGANDA : Nos negócios independentes, todos os custos que envolverem criação, produção e seleção dos veículos de comunicação que serão utilizados, deverão ser suportados pelo Empresário sozinho. Tem ele então toda a liberdade para decidir e pagar por isto. No FRANCHISING, as estratégias de comunicação pertencem à franqueadora, ou seja, os custos de criação e produção são suportados pela Rede, podendo ser divididos entre os franqueados. A experiência do franqueador já aponta em que veículos a comunicação tende a dar melhores resultados. O custo da divulgação na localidade é do franqueado. Orientação: Para dar maior sustentação aos questionamentos do público e melhorar a argumentação do Palestrante, recomendo estudar o Anexo FRANCHISING: NEGÓCIO INDEPENDENTE X FRANQUIA.
  • Estas e outras diferenças entre um negócio independente e uma franquia é que vão compondo também esta enorme diferença em termos de sobrevivência. A ALTA TAXA DE MORTALIDADE DAS EMPRESAS INDEPENDENTES é decorrente de, entre outras coisas: Pela Falta de Capital de Giro, Problemas Financeiros, Falta de Crédito Bancário, e maus pagadores. Pela escolha de Ponto comercial Inadequado e Falta de Clientes. Pela Falta de Conhecimentos Gerenciais e de Mão-de-obra qualificada. Nas EMPRESAS INDEPENDENTES cada erro que se comete custa, e às vezes CUSTA CARO. No FRANCHISING, a princípio, pelo fato do franqueado adquirir do franqueador somente os seus ACERTOS .... As chances de sucesso melhoram muito! Nós sabemos que a “ Experiência própria é uma boa escola, mas a mensalidade é muito alta ”, então, o recomendado é preferir as experiências formatadas – organizadas, estruturadas. Uma pessoa pode montar uma EMPRESA INDEPENDENTE e dar certo, ou pode também ADQUIRIR UMA FRANQUIA, e também dar super certo, tudo dependerá mais do perfil e experiência comercial de quem decide empreender. E O SUCESSO DO FRANCHISING, de onde vem, será que ele tem garantia?
  • Vejam o Mercado de Franquias – dados divulgados pela ABF – Associação Brasileira de Franchising – para este ano: Estamos diante de um Sistema que anualmente nos apresenta números de crescimentos excelentes tem uma nomenclatura referencial: Apesar de todo este crescimento ano após ano, cabe lembrar: O FRANCHISING NÃO TEM E NÃO DÁ GARANTIA DE SUCESSO A NINGUÉM. É dever de cada candidato a franqueado verificar se combina com esta modalidade de negócio, quais as vantagens e desvantagens para cada uma das partes. Se quiser reduzir os riscos na implantação de um negócio, tem um longo e bom caminho a percorrer antes. Então vamos conhecer as vantagens e desvantagens para cada uma das partes:
  • DISTRIBUIÇÃO : O Franqueador consegue com o Franchising aumentar sua participação no mercado SEM AUMENTAR SEUS CUSTOS. Quem investe no know-how, coloca no negócio boa parte de suas economias, encontrará amigos e familiares cobrando o sucesso no negócio. Que alternativa tem uma pessoa que faz isto, senão se dedicar, trabalhar arduamente, com lealdade à marca, à operação e buscar a máxima eficiência – “fazer as coisas corretamente, cumprir as tarefas” para atingir seus objetivos. O Franqueador ao contar com a EFICIÊNCIA DO FRANQUEADO : sabe que tem à frente de cada Unidade Franqueada - alguém que cuida de fazer corretamente as coisas; pronto para resolver os problemas operacionais e administrativos; que AGE e segue as REGRAS E PROCEDIMENTOS; que treina sua equipe e está sempre presente à frente do negócio e busca RESULTADOS. MARCA : Maior exposição e visibilidade diante de novos consumidores. FORNECEDORES : Terá mais poder em negociações e condições de viabilizar melhores preços para a Rede à medida que o número de unidades franqueadas for crescendo. PRODUÇÃO : Tendo em cada localidade quem luta para fazer os negócios, ou as vendas acontecerem, o franqueador poderá objetivamente, se dedicar a inovações, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.
  • EXPERIÊNCIA GARANTIDA : Este é o princípio, e se você não souber identificar, você compra uma franquia errada! Esta EXPERIÊCIA é o que nós esperamos que com esta Palestra você saiba IDENTIFICAR e EXIGIR. Os PRODUTOS e SERVIÇOS TESTADOS : É a razão pela qual você adquiriu uma franquia. Estamos falando aqui da EFICÁCIA do negócio, do entendimento do “para que as coisas são feitas, quais os RESULTADOS que elas trazem e quais OBJETIVOS elas alcançam”. REDUZINDO RISCOS exatamente por contar com a EXPERIÊNCIA e ASSISTÊNCIA do Franqueador os riscos são reduzidos. As possibilidade de erros são menores, desde que o franqueado siga todos os padrões e orientações do franqueador. Ou seja, depende muito mais do franqueado. Conhecemos franqueados que recebem os MANUAIS DA FRANQUIA, não lêem e não gostam! Faz sentido isto? Há também aqueles que não se dedicam ao negócio... PUBLICIDADE : Os custos de criação dos materiais promocionais serão rateados, porém a quantidade de impressão para divulgação na localidade franqueada é de responsabilidade do franqueado. ECONOMIA DE ESCALA : Por participar de uma rede, as compras feitas através de fornecedores comuns permite negociações sobre volume e a conseqüente conquista de melhores preços, reduzindo o CMV – Custo da Mercadoria Vendida.
  • INDEPENDÊNCIA LIMITADA : Por exemplo, se você entender que precisa mudar de Ponto Comercial, você não poderá fazer sem aprovação do franqueador. Se você entender que alguns PRODUTOS ou SERVIÇOS precisam ser modificados para se ajustar ao gosto de alguns clientes, tem que ter autorização do franqueador. Você segue PADRÕES definidos pelo Franqueador. Para qualquer mudança vai ser preciso ouvir o franqueador antes! PEDIDOS : Você só poderá comprar de fornecedores previamente aprovados pela FRANQUEADOR. Novos fornecedores poderão surgir, mas dependerá da aprovação do Franqueador. FRANQUEADOS dependem da COMPETÊNCIA do FRANQUEADOR e vice-versa. Para o FRANQUEADOR perder um pouco do SIGILO e um pouco do PADRÃO – é um risco natural que poderá ser minimizado com MAIS SUPERVISÃO e TREINAMENTOS.
  • Estas exigências são típicas de uma franquia corretamente formatada. As franquias formatadas costumam receber uma CLASSIFICAÇÃO: Existe uma farta literatura que classifica as franquias quanto a GERAÇÃO, que vai da primeira à quarta ou até quinta geração. Na Lei da Franquia Empresarial não há nenhuma referência direta à modalidade ou grau de modernidade de uma franquia. O Artigo 3o. da Lei determina que se informe o que será oferecido ao franqueado em termos de SUPORTE. Na prática, vale o que o franqueador entende como ideal e funcional para fazer a cessão de sua marca, e transferir o conhecimento e experiência necessária para fazer o negócio acontecer nas mãos dos franqueados. A Classificação das Franquias fica dependente dos serviços prestados pelo franqueador à sua rede, incluindo especialmente: auxiliar na definição do ponto comercial, especificar layout e padrões arquitetônicos, orientar os franqueados e equipe na operação, treinar, fornecer os manuais da franquia, e supervisionar cada unidade. Esses itens, entre outros, constituem um “pacote técnico”. Se os candidatos a franqueados buscam, cada vez mais, negócios com melhores chances de dar certo, o ideal, então, é que cada franqueador inicie a sua operação no franchising, com o melhor “pacote técnico” possível. Orientação: LEIA o artigo sobre GERAÇÕES DE FRANQUIAS no Anexo.
  • Imagino que você queira ESCOLHER CERTO a sua franquia, porém o mercado tem de tudo – franquias perfeitamente estruturadas e outras que deixam muito a desejar. Você quer FRANQUEADORES que entreguem o que você quer comprar: ou seja, MARCA e KNOW-HOW: Marca com identidade visual bem trabalhada e know-how registrado em manuais, contendo os conhecimentos e experiências em negócios, e naturalmente isto exigirá da franquia uma série de TREINAMENTOS. Soma-se a isto o NÍVEL DE SERVIÇOS E SUPORTE AOS FRANQUEADOS. No PROCESSO DE ANÁLISE DE UMA FRANQUIA identifique com os franqueados da rede itens como TREINAMENTOS, MANUAIS e SUPORTE OPERACIONAL. Já no início de sua PESQUSA identifique a qualidade do que é lhe enviado, veja se já de início a empresa começou a atender com profissionalismo. Verifique a qualidade do material inicial e o conjunto de informações iniciais.
  • Imagino que você queira ESCOLHER CERTO a sua franquia, porém o mercado tem de tudo – franquias perfeitamente estruturadas e outras que deixam muito a desejar. Você quer FRANQUEADORES que entreguem o que você quer comprar: ou seja, KNOW-HOW: entregar os conhecimentos e experiências exigirá TREINAMENTOS E MANUAIS. Soma-se a isto o NÍVEL DE SERVIÇOS E SUPORTE AOS FRANQUEADOS. No PROCESSO DE ANÁLISE DE UMA FRANQUIA identifique com os franqueados da rede se os itens como TREINAMENTOS, MANUAIS e SUPORTE OPERACIONAL atenderam bem na fase inicial do negócio Já no início de sua PESQUSA identifique a qualidade do que é lhe enviado, veja se a empresa o atendeu com profissionalismo. Verifique a qualidade do material inicial e o conjunto de informações iniciais enviadas. No Franchising você paga por tudo que precisa, então escolha a franquia mais profissional possível, exija o melhor! Você pode e deve fazer a melhor triagem, pois você é o investidor, muitos franqueadores querem você. Saiba escolher!
  • Esta é a taxa que lhe dá acesso à Marca e aos Métodos de Administração e Operação da Franquia, a toda a tecnologia detida e/ou desenvolvida pelo franqueador. O Franqueado paga esta taxa na assinatura do Pré Contrato de Franquia, isto quando a franquia adota este passo, ou na assinatura do Contrato de Franquia. Quando a franquia tem o pré-contrato (falaremos sobre ele mais à frente), o franqueado normalmente paga 50% do valor na sua assinatura. Os outros 50% serão pagos na assinatura do Contrato de Franquia, que deverá ocorrer por volta de 30 dias depois. O pagamento completo desta taxa já lhe dá direito a ter acesso a uma série de serviços da franquia, tais como: Manuais e Treinamentos, Assessoria na análise do Ponto Comercial, Projetos de Arquitetura e Identidade Visual da rede, entre outros, variando de franquia para franquia. IMPORTANTE: Algumas franquias divulgam que não cobram taxas, seja de Adesão ou Royalties, investiguem, é bem provável que os valores estejam embutidos nos preços dos produtos. Não é usual a cessão de marca e know-how de graça!
  • Esta taxa remunera o Franqueador pela assistência ou suporte que presta ao Franqueado, tais como: credenciamento e assessoria junto aos fornecedores da Rede para compras de produtos e insumos; assessoria na inauguração da unidade franqueada; treinamentos dos franqueados e equipes, assistência e consultoria de campo e por tudo que é feito para que a unidade franqueada tenha sucesso. As formas de cobrança variam de franquia para franquia e podem ser: Valor percentual sobre o FB – Faturamento Bruto. Critério melhor utilizado quando o franqueador possui sistemas de controle sobre o faturamento da unidade franqueada. V alor percentual sobre compras – S/C : Critério adotado por empresas que fornecem 100% dos produtos que a franquia comercializa. É de mais fácil controle para o franqueador. V alor fixo mensal : Critério mais utilizado quando o franqueador não tem um controle sistematizado sobre o faturamento ou compras da unidade franqueada. A definição do valor vem da experiência do franqueador com unidades próprias cujo tamanho e operação se assemelham à UF. Muitos contratos de franquia especificam que será cobrado o que for maior entre um percentual sobre Faturamento Bruto ou Compras ou um valor fixo definido.
  • Esta taxa destina-se a cobrir os gastos com campanhas publicitárias da Rede, seu valor varia de franquia para franquia. Como o uso da marca e a comunicação padronizada com o mercado é de responsabilidade do franqueador, a gestão deste recurso passa a ser feita por ele. Por experiência própria, o franqueador sabe em que canais de comunicação esta taxa poderá dar melhor retorno. É comum as redes formarem um Fundo de Publicidade e Propaganda com o objetivo de acumular recursos para investir em ações de marketing que coloquem clientes nas lojas. A administração deste fundo deve ser feita, de forma transparente, pelo franqueador, em conjunto com os franqueados. Os franqueados poderão utilizar em suas localidades as peças desenvolvidas para a rede, porém os custos de produção e divulgação devem ser suportados por cada franqueado interessado. Se algum franqueado tiver interesse de produzir uma peça de publicidade que seja, uma mala direta por exemplo, deverá seguir os padrões da rede, e antes de produzir, submeter à aprovação do franqueador.
  • Solicitem informações de 2 ou 3 franquias do segmento de seu interesse. Envie e-mails, dê alguns telefonemas... Você receberá informações preliminares e prestará informações preliminares; Peça novas informações, você terá que prestar mais informações também. Avalie qual das franquias lhe prestou melhor atendimento, selecione a que lhe parecer mais profissional; Cuidado , você poderá lidar com “ CORRETORES” e os interesses destes são diferentes dos seus. E mais: É o “corretor” quem estará vendendo e quem fará a entrega é outro – o FRANQUEADOR. Será que um entrega o que o outro prometeu? FRANQUIA você escolhe pelo seu PERFIL para atuar no SEGMENTO, não deixe que outros decidam por você, o NEGÓCIO é seu projeto de vida. Visite a FRANQUIA SELECIONADA, visite a unidade piloto - UP, avalie o tempo de operação da UP, avalie a experiência do franqueador e como know-how é transferido. Conheça a equipe de atendimento e suporte a franqueados. IMPORTANTE : Não se impressione e nem se deixe pressionar, não assine nada sem ter uma análise de um especialista. Selecione um bom número de franqueados e ex-franqueados para conversar. Selecione os franqueados com tempo médio de 2 ou 3 anos de rede, se houver.
  • Estas são as primeiras perguntas que os candidatos a franqueados fazem. É natural que queiram conhecer os números, alguns franqueadores até fornecem planilhas. Porém é muito importante que você – como candidato a uma franquia - faça sua ANÁLISE FINANCERA do negócio. Não se deixe impressionar pelos números oferecidos, faça você um estudo dos números para sua localidade, certamente os números não serão iguais. Os franqueadores informam o investimento mínimo, este investimento é mínimo mesmo, mais uma razão para você trabalhar antes e não ser pego de surpresa. Existem números importantes: luvas pelo ponto, reforma e adequação do ponto, instalações, máquinas e equipamentos. Se a unidade for instalada em Shopping, quais os custos envolvidos. Especial atenção deverá ser dada às previsões de RECEITAS e DESPESAS. Faça VOCÊ a análise do RETORNO PREVISTO PARA O INVESTIMENTO.
  • A grande maioria das planilhas financeiras não lançam os investimentos feitos no ponto comercial, tais como luvas e reformas. Recomendamos observarem nas Circulares de Oferta das Franquias, pois neste documento os franqueadores anotam junto ao valor do investimento a expressão “fora ponto comercial”. Portanto, ao investir em franquias que demandam por pagamento de luvas por ponto comercial e custos na elaboração do contrato como é mais comum no caso de locação em shopping center, por exemplo. Existem franquias em que são cobrados taxas de manutenção em equipamentos e instalações, como é o caso das lavanderias a seco. Muitas empresas franqueadoras contratam softwares de Gestão, e seus franqueados ficam obrigados a pagar um valor mensal também a título de direito de uso dos sistemas. Então, é necessário ir fundo nas investigações das taxas incidentes.
  • Projeto Arquitetônico, Decoração, Iluminação, Mobiliário: Há de se tomar cuidado com este item, pois, se por ventura o ponto comercial for um pouco maior do que especificado pelo franqueador, SAIRÁ MAIS DINHEIRO do que o previsto por este canal. Não se deixe entusiasmar utilizando a expressão “minha loja será a mais bonita da rede”. O certo é “minha loja é a mais rentável da rede”. Segure, não gaste a mais, pode lhe faltar capital de giro. Pesquisa de Mercado: Importante que seja feito, só traz benefícios. As franquias normalmente não oferecem este serviço, isto é investimento do candidato a franqueado. Você precisa conhecer os seus concorrentes Você precisa conhecer o que os potenciais clientes demandam. É preciso identificar o que poderá influenciar a sua operação em termos de receitas e despesas. Despesas de Abertura: procure um bom contador – de sua confiança, verifique com ele as taxas de registro, livros fiscais entre outras taxas. Se você não tem experiência em locação de imóvel comercial, recorra ao franqueador, busque com ele argumentos e/ou apoio nas negociações.
  • Recomendamos que os candidatos a franqueados façam eles mesmos os cálculos de seus projetos de investimento. Se ainda não souberem fazer, vale a pena investir um tempo e pequenos recursos em um bom curso de gestão financeira, com uso de planilhas em Excel, ou contrate um especialista, é importante e necessário formar uma idéia do negócio antes de entrar. O ideal para o seu projeto de franquia é fazer um fluxo de caixa, projetar as receitas e despesas e visualizar os números com certa antecedência. Isto lhe permitirá avaliar os aportes de capital que serão necessários.
  • Todos os levantamentos que recomendamos aqui têm o objetivo de compor um fluxo de caixa para análise do investimento. A construção do seu possível fluxo de caixa é a parte mais importante desta analise financeira, é com ele que você verá os resultados futuros de seu investimento inicial. Nele você pode simular que receita mensal precisa ter para pagar seus custos fixos e as despesas variáveis que incidem sobre o mesmo.
  • A única forma que uma pessoa tem de entrar em um negócio novo é fazendo este para casa. compare seus números com os números oferecidos pelo franqueador, é natural que tenha divergências, foram feitos considerando uma série de valores em localidades diferentes. Assim, busque mais informações com a empresa franqueadora, ajuste suas planilhas. O instrumento de decisão do candidato a franqueado deve ser o fluxo de caixa projetado . É com ele que se forma uma visão futura das receitas e despesas em um determinado período. Se a franquia promete retorno sobre o investimento em 24 meses, faça o fluxo de caixa com 24 meses, se promete com 36 meses, faça também. Comprove o Ponto de Equilíbrio e o Retorno sobre o Investimento. “ PONTO DE EQUILÍBRIO contábil é o volume de vendas “x” que zera o lucro líquido”. Ou seja quando a receita bruta mensal equivale à soma dos custos fixos e variáveis. Preste bastante atenção: as grandes redes têm franqueados de todo tipo, uns mais competentes que os outros, uns de melhores resultados, outros nem tanto. Observe bem, os franqueados mais satisfeitos com o negócio são os que mais trabalham e são também os que têm mais e melhores controles financeiros.
  • Ter acesso à lei é fundamental. Trata-se de um documento pequeno, de fácil leitura e o seu entendimento só valoriza o candidato. Vocês encontram esta lei disponível na internet, sites como o do Sebrae, o da ABF e o www.guiadofranchising.com.br, permitem vocês imprimirem uma cópia da Lei 8.955/94. A LEI ao determinar que o franqueador forneça ao interessado em tornar-se franqueado uma COF, ela especifica a necessidade de se dar total transparência na concessão de franquias. Os candidatos a franqueados terão agora a oportunidade de entenderem que informações eles deverão ter acesso antes de adquirir uma franquia. Antes de ver o que diz o artigo 3o. quero destacar o que diz o artigo 4o.: “ A COF deve ser entregue 10 dias antes da assinatura do Contrato ou Pré Contrato de franquia ou ainda do pagamento de qualquer tipo de taxa pelo franqueado ao franqueador ou a empresa ou pessoa ligada a este ”. A não observância torna o contrato anulável. Vejamos então o que especifica o artigo 3o.
  • Objetivo do Histórico: Conhecer melhor a franqueadora Balanço e Demonstrações: Para análise e verificação da situação da empresa franqueadora. Pendências Judiciais: Principalmente as que envolvam o sistema de franquias. Descrição da Franquia: Permite ao franqueado conhecer antes o que é o negócio para que não alegue no futuro que foi enganado, que não era bem o que queria. Perfil Ideal: Para que os franqueados possam verificar se eles preenchem os requisitos e se encaixam no negócio. Envolvimento: Saber antes que tipo de trabalho terão que fazer, quais serão delegados, etc. Investimento na aquisição, implantação, operação junto com as taxas, definem para o candidato o montante de recursos que ele terá que disponibilizar para se tornar franqueado.
  • Relação de Franqueados e ex-franqueados: Deve conter nome, endereço completo, telefone e e-mail - tem o propósito de permitir aos candidatos a franqueados obterem, através dos franqueados informações práticas do negócio, possíveis dificuldades operacionais, como ocorre a assistência e suporte do franqueador, etc., e dos ex-franqueados é importante saber porque deixaram a rede. Território: Deve informar se é garantida a exclusividade ou preferência sobre determinado território. Bens e Mercadorias: Informar se é obrigatório adquirir bens, serviços e insumos somente da franqueadora, e/ou de fornecedores indicados e aprovados pela franqueadora. O que é oferecido: Informar ao franqueado tudo que a rede oferece. Após expiração do Contrato: Obriga informar ao franqueado o que será feito após o término do contrato. A grande maioria das franquias impedem o franqueado de continuar operando no mesmo mercado e segmento, com know-how do franqueador. MARCA junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial: informa os números do registro ou do pedido de registro – proteção à marca. Pré Contrato e Contrato: Estas minutas completam o pacote de informação sobre o negócio, e permite ao franqueado analisar o teor do contrato e pré-contrato da franquia, antes de assinar.
  • Estes documentos regulam a relação Franqueador – Franqueado e devem ser redigidos de forma estruturada, com uma linguagem clara, precisa e buscando sempre o equilíbrio entre as partes. Se a Franquia tem o Pré Contrato, e tendo o franqueado pago na sua assinatura os 50% da taxa de franquia, se ele vier a desistir, somente parte deste valor deverá ser devolvido, pois a franquia já disponibilizou serviços ao franqueado, e ele arcará com estes custos. Não se concebe trabalhar com um Contrato de Franquia Padrão, pois cada contrato deve refletir a natureza da operação franqueada. Em termos de Estrutura, em linhas gerais as principais cláusulas são:
  • Dados completos da empresa franqueadora e dados completos da empresa franqueada, que deverá ser constituída pelas mesmas pessoas que assinaram o protocolo de recebimento da COF ou da minuta de contrato. Formaliza a concessão do direito ao franqueado de instalar uma unidade franqueada de acordo com o padrão da rede, comercializando somente os produtos e/ou serviços autorizados pelo franqueador, e formaliza o direito de uso da marca ou patente, pelo prazo de vigência do contrato. Território: procura delimitar bem a área de atuação do franqueado. Direitos e Obrigações das Partes: especifica a obrigação do franqueador transferir o know-how, o direito de supervisionar as unidades franqueadas. É direito do franqueado instalar e operar a franquia de acordo com as normas de administração e operação; contar com o suporte da empresa franqueadora; participar dos treinamentos, reciclagens e convenções. Condições Financeiras: ajustam nesta cláusula os valores a serem pagos pela empresa franqueada para utilizar a marca ou patente, o know-how e a imagem da franqueadora – seja através de material publicitário, projetos de arquitetura e decoração, bem como pela assistência ou assessoria da franqueadora durante toda a vigência do contrato.
  • Confidencialidade: esta cláusula refere-se ao que deve ser mantido em segredo, o que o franqueado não pode revelar ou tornar público. Busca-se com ela proteger o know-how e manter a inviolabilidade da operação e da estratégia de expansão da empresa franqueadora. As partes estabelecem e se obrigam por esta cláusula ao compromisso de segredo sobre uma metodologia de trabalho, e devem seguir o que nela foi ajustado, com segurança e precisão. Não Concorrência: Esta cláusula é colocada pela simples razão do franqueado ter acesso a um conjunto de informações e documentos, e ao término do contrato, deixando a rede, pretender estabelecer uma concorrência com a empresa franqueadora. O objetivo é não estabelecer concorrência em áreas ou territórios onde a franqueadora e seus franqueados atuam. Trata-se de um acordo do não estabelecimento de rivalidades. Prazo:Tecnicamente, a definição do prazo mais recomendada é a que toma como base o prazo de retorno do investimento, que é fornecido pelo estudo de viabilidade da franquia (Análise de Franqueabilidade). Rescisão e Multas:especifica o que provoca a rescisão é o descumpri-mento, por qualquer uma das partes, das condições acordadas em contrato. Foro: Local onde as partes recorrem para dirimir dúvidas sobre o contrato. Arbitragem:ver artigos no Anexo.
  • É importante destacar ainda: É preciso “Pensar por si e decidir por si” – Isto demanda ter uma boa autoconfiança, auto-estima elevada, capacidade para enfrentar os caminhas da identificação da franquia certa, enfrentar desafios e adversidades. Capacidade de aplicar os conhecimentos adquiridos e buscar novos conheci-mentos: A sua FRANQUIA CERTA dependerá da sua capacidade de REFLETIR, COMPARAR e ELABORAR um juízo de valor. Utilizar MÉTODOS e TÉCNICAS DE DECISÃO profissionais: DPA Diagnóstico, Planejamento e Ação. Se você utilizar um PROCESSO de tomada de decisão RUIM você pode ter um RESULTADO RUIM: Isto é PREVISIÍVEL. Se você utilizar um PROCESSO de tomada de decisão RUIM e obtiver um RESULTADO BOM, foi SORTE. Se você utilizar um PROCESSO de tomada de decisão BOM e obtiver um RESULTADO RUIM, é puro AZAR. Se você utilizar um PROCESSO de tomada de decisão BOM e obtiver um RESULTADO BOM – Isto é MERECIDO. A ESTRATÉGIA É FOCO NO RESULTADO ATRAVÉS DOS PROCESSOS
  • O QUE É FRANQUIA ENTÃO? Orientação: Pergunte ao público, deixe que alguns respondam e arremate assim: FRANQUIA é um sistema de PARCERIA EMPRESARIAL no qual a FRANQUEADORA licencia o uso da marca, vende o seu Know-how de operação de um negócio testado e comprovadamente rentável e eficiente a terceiros - FRANQUEADOS, que se identificam com o seu negócio e vêem nele a oportunidade de firmar-se PROFISSIONAL e ECONOMICAMENTE.
  • Como Identificar uma Franquia? Consulte o GUIA OFICIAL DE FRANQUIAS DA ABF – 2007, ele traz as franquias organizadas por SEGMENTO de negócio; visite sites do segmento; ou ainda visite a ABF FRANCHISING EXPO – feira anual de franquias, em São Paulo, que acontece normalmente no mês de junho. Importante fazer uma visita, se possível falar com franqueadores do segmento de seu interesse. Importante : Ao buscar informações sobre as franquias em qualquer um desses meios, não se deixe pressionar por decisões rápidas – você tem muito trabalho pela frente, precisa pesquisar bem para decidir certo. Não faça nada de impulso. Obtenha informações preliminares sobre a franquia e forneça seus dados cadastrais – isto não cria compromisso de compra. Tenha acesso à COF e utilize as informações para conhecer mais a franquia. Pesquise o Mercado – conheça mais um pouco sobre o seu futuro cliente. Posicionamento: O que distingue a franquia dos concorrentes? O diferencial competitivo dela pode ser facilmente copiado? O diferencial é comunicável e visível aos consumidores? No seu mercado, o consumidor irá dispor de dinheiro para pagar pelo diferencial? Tenha acesso aos franqueados da Rede, entreviste o maior número possível, faça uma lista de perguntas. Leia o Contrato de Franquia e busque auxílio de um especialista no Franchising. O Contrato precisa ser equilibrado, bom para os dois lados do negócio.
  • Em síntese, os FATORES DETERMINANTES DE SUCESSO dependem da nossa habilidade em não FAZER A VIDA DE UMA FORMA COMPLICADA, por mais fácil que pareça. É MUITO MAIS FÁCIL COMPRAR ERRADO UMA FRANQUIA, basta não ter MÉTODO DE TRABALHO – método de pesquisa. Durante o nosso encontro falamos sobre como ADQUIRIR CERTO uma franquia, depois desta pequena jornada pergunto: O QUE É UMA FRANQUIA CERTA? (Deixe os participantes responderem). A que dá RETORNO SOBRE INVESTIMENTO: Não é só trabalho, você tem OBJETIVOS e quer RESULTADOS, você quer ter GANHOS. A que transfere o KNOW-HOW e dá o SUPORTE ADEQUADO. Como se identifica a FRANQUIA CERTA? Utilizando do processo certo, trabalho duro, pesquisando para reduzir os riscos. O que garante que a FRANQUIA seja CERTA para você? É quando você tem o perfil ajustado aos produtos e serviços. Rentabilidade: Remunera o seu Capital e o seu Trabalho.
  • OUTRA RECOMENDAÇÃO IMPORTANTE: Tome as decisões que sejam melhores para você e sua empresa e não aceite pressão dos chamados “corretores de franquia”. Prefiram, sempre que for possível, falar diretamente com o franqueador, o know-how é dele e é ele e sua equipe quem irão lhe entregar o que você quer: Know-how!
  • OBRIGADO PELA ATENÇÃO ESTOU ABERTO A PERGUNTAS!
  • OBRIGADO PELA ATENÇÃO ESTOU ABERTO A PERGUNTAS!
  • Palestra franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquia

    1. 1. 01 FRANCHISING: O que é, como funciona e como adquirir uma Franquia
    2. 2. Terminologia Franchising = Termo utilizado para se referenciar ao Sistema - aos métodos e meios que, combinados, deverão produzir os resultados esperados - multiplicar modelos negócios. Franquia = É a empresa do Franqueado que se utiliza do Sistema – marca, know-how, métodos, assistência e assessoria da Franqueadora.
    3. 3. Terminologia Franqueado = É quem adquire a Franquia e recebe do Franqueador os treinamentos para utilizar a marca e a metodologia de operação e gestão. Franqueador = Detém o know-how e cede o direito de uso da marca e do Sistema de Negócios com métodos de implantação, administração e operação do negócio.
    4. 4. Empreendedor = “constrói uma organização de sucesso com base em ousadia, determinação, criatividade, relacionamentos, realizações, autoconfiança, flexibilização e visão”. Empresário = “É quem abre um negócio”. Fonte: Marcos Hashimoto – Prof. Business School SP – Gazeta Mercantil 09/05/2005 Terminologia
    5. 5. Negócio Independente X Franquia Principais Diferenças Itens Independentes Franquias Produtos ou Serviços Requer conhecimentos, experiências e investimentos em Mkt . Desenvolvidos, testados e implantados. Qualidade e Aceitação. Know-how Depende da experiência, tempo, pesquisa e aprendizado. Inicia com conhecimentos e experiências acumuladas .
    6. 6. Negócio Independente X Franquia Principais Diferenças Itens Independentes Franquias Ponto Comercial Pode errar ou Acertar Assessoria na Escolha do Ponto Publicidade Suporta todos os Custos sozinho Divide parte dos custos e a ssume divulgação local Vender Total Liberdade Preferência do franqueador. Outros, só com aprovação
    7. 7. Taxa de Sobrevivência Comparada <ul><li>Empresas Independentes </li></ul><ul><li>1 ano > 50% </li></ul><ul><li>3 anos > 30% </li></ul><ul><li>5 anos > 20% </li></ul><ul><li>Empresas Franqueadas </li></ul><ul><li>1 ano > 96% </li></ul><ul><li>3 anos > 94% </li></ul><ul><li>5 anos > 92% </li></ul>
    8. 8. <ul><li>O Mercado das Franquias </li></ul>2009 – 1643 Marcas – > R$ 63,12 bi 2008 – 1379 Marcas – > R$ 55,03 bi VARIAÇÕES Rede: 16,07% Faturamento: 12,8% Fonte: ABF – Associação Brasileira de Franchising – Guia Oficial de Franquias 2008 <ul><li>SETORES QUE MAIS CRESCERAM EM 2009 </li></ul><ul><li>Acessórios Pessoais e Calçados (41,2%), </li></ul><ul><li>Vestuário (37,5%) </li></ul><ul><li>Informática e Eletrônicos (28,9%) </li></ul><ul><li>Hotelaria e Turismo (24,0%) </li></ul><ul><li>Alimentação (21,8%) </li></ul>
    9. 9. <ul><li>Distribuição: Ocupa territórios sem aumentar sua estrutura. </li></ul><ul><li>Garantia de Sucesso: Lealdade e eficiência do franqueado. </li></ul><ul><li>Fortalecimento da Marca e conquista de novos mercados. </li></ul><ul><li>Fornecedores: Mais poder nas negociações. </li></ul><ul><li>Produção: Pode se concentrar no desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços. </li></ul>Vantagens para o Franqueador
    10. 10. Vantagens para o Franqueado <ul><li>Acesso à MARCA de prestígio e inicia com Experiência Garantida. </li></ul><ul><li>Produtos/Serviços > Testados, qualidade e aceitação comprovada. Concentra-se nas VENDAS. </li></ul><ul><li>Assistência Contínua > Reduzindo Riscos de Insucesso. </li></ul><ul><li>Publicidade e Material Promocional > Rateando Custos. </li></ul><ul><li>Compra Conjunta com o Franqueador > Economia de Escala. </li></ul>
    11. 11. Desvantagens <ul><li>FRANQUEADOS </li></ul><ul><li>Independência Limitada </li></ul><ul><li>Inflexibilidade </li></ul><ul><li>Submissão na hora do pedido </li></ul><ul><li>Divide resultados das vendas </li></ul><ul><li>FRANQUEADOR </li></ul><ul><li>Riscos do desempenho fraco de franqueados </li></ul><ul><li>Perda Parcial do Sigilo </li></ul><ul><li>Risco de perder no padrão operacional </li></ul><ul><li>Divide resultados das vendas. </li></ul>
    12. 12. <ul><li>Que a MARCA seja conhecida e o negócio rentável </li></ul><ul><li>Que o produto / serviço tenha diferenciais. </li></ul><ul><li>Conhecimento recíproco, confiança e cooperação. </li></ul><ul><li>Que o franqueado siga as regras estabelecidas. </li></ul><ul><li>Que o franqueador estruture e siga a legislação </li></ul><ul><li>Que a rede tenha treinamentos, supervisão, suporte e manuais. </li></ul>Principais Exigências do Sistema de Franchising
    13. 13. Manualização Completa <ul><li>ADMINISTRATIVOS - Sistemática de Trabalho, Sistemas de Informações, Procedimentos de Controle, Manutenção e Conservação ... </li></ul><ul><li>OPERACIONAIS - Implantação, Sistema de Compras, Operação, Vendas, Marketing ... </li></ul>Franquia de Negócio Formatado - FNF
    14. 14. Franquia de Negócio Formatado - FNF <ul><li>Identidade Corporativa e Assessoria de Marketing </li></ul><ul><li>Pacote Técnico: </li></ul><ul><ul><ul><li>Gestão Administrativa e Operacional </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Assessorias e Assistências </li></ul></ul></ul><ul><li>Treinamentos aos Franqueados e Equipe </li></ul><ul><li>Sistema de Compras e Apoio Logístico </li></ul>
    15. 15. Remuneração: Taxa de Franquia <ul><li>Paga na assinatura do Contrato de Franquia. </li></ul><ul><li>Permite ao franqueado o ingresso em uma rede e concede o direito de uso da marca e metodologia de gestão . </li></ul><ul><li>Remunera o franqueador pela concessão do “know-how”, </li></ul><ul><li>pelo licenciamento da marca e pelos treinamentos. </li></ul>
    16. 16. <ul><li>Paga mensalmente pelo franqueado ao franqueador. </li></ul>Remunerações: Taxa de Royalties <ul><li>Percentual fixo sobre o faturamento bruto - %FB </li></ul><ul><li>Percentual sobre as compras - % S/C </li></ul><ul><li>Valor fixo mensal - R$ > (% ou R$) </li></ul>
    17. 17. <ul><li>Cobre investimentos com Divulgação Institucional. </li></ul><ul><li>Critérios de cobrança variam, são administrados pelo franqueador </li></ul><ul><li>Não é receita para franquia. </li></ul><ul><li>Nas campanhas locais: Custeada pelo franqueado </li></ul><ul><li>Todo o material é padronizado para a rede. </li></ul>Taxa de Publicidade S17E1
    18. 18. Avaliação de uma Franquia <ul><li>Analisar as oportunidades com cuidado. </li></ul><ul><li>Auto-Análise: Perfil & Segmento. </li></ul><ul><li>Franquia: detalhes operacionais + valores. </li></ul><ul><li>Localidade: região / mercado de sua preferência. </li></ul><ul><li>Franqueador: Sério, Competente e Profissional. </li></ul><ul><li>Reunir informações: contato franqueados e ex-franqueados. </li></ul>
    19. 19. <ul><li>Quanto de capital de giro? </li></ul>Avaliação de uma Franquia <ul><li>Quanto de capital precisa para iniciar o negócio? </li></ul><ul><li>Quanto de capital é necessário para manter a operação nos primeiros meses de funcionamento? </li></ul><ul><li>Em quais momentos da implantação e decolagem do negócio será necessário ter o capital para aportar? </li></ul>
    20. 20. Análise Financeira da Franquia <ul><li>Investimentos fixos mais importantes: </li></ul><ul><li>Taxa de Franquia </li></ul><ul><li>Luvas para o ponto comercial </li></ul><ul><li>Instalações, reforma, móveis e utensílios </li></ul><ul><li>Máquinas, equipamentos e ferramentas </li></ul><ul><li>Softwares para gestão </li></ul>
    21. 21. Análise Financeira da Franquia <ul><li>Investimento Pré-Operacional </li></ul><ul><li>Gastos com Projeto Arquitetônico </li></ul><ul><li>Pesquisa de Mercado </li></ul><ul><li>Despesas com abertura da empresa </li></ul><ul><li>Aluguel antes da empresa entrar em operação </li></ul>IMOBILIZAR O MÍNIMO POSSÍVEL - INDISPENSÁVEL
    22. 22. Análise Financeira da Franquia <ul><li>CUSTOS: Gastos relativos à produção de bens e serviços. </li></ul><ul><li>FIXOS: Relacionados à sua estrutura , ocorrem independente do nível de produção - aluguel + salários + telefone + energia elétrica </li></ul><ul><li>VARIÁVEIS: Variam conforme a produção: (reposição de matéria prima/estoque, impostos + royalties + PP) </li></ul>
    23. 23. Análise Financeira da Franquia <ul><li>DESPESAS: Gastos diretos e indiretos na obtenção de RECEITAS. </li></ul><ul><li>FIXAS: Relacionadas à estrutura da empresa, independem do faturamento. (Serviços de Terceiros - contabilidade, limpeza + salários adm.) </li></ul><ul><li>VARIÁVEIS: Variam de acordo com as vendas (Comissões sobre vendas, fretes, impostos federais, ICMS, ISS) </li></ul>
    24. 24. Análise Financeira da Franquia <ul><ul><li>Analise os dados fornecidos pelo franqueador para comprovar ou não a lucratividade do negócio. </li></ul></ul><ul><ul><li>Atenção: valor do investimento, projeção de receitas e despesas . </li></ul></ul>S24E1 LUCRATIVIDADE ESTÁ RELACIONADA AO DESEMPENHO DO FRANQUEADO
    25. 25. Lei 8.955/94 – Franquia Empresarial <ul><li>Em vigor desde 16/02/95. </li></ul><ul><li>Determina a entrega da Circular de Oferta da Franquia - COF dez dias antes da assinatura do Contrato de Franquia + Pagamentos. </li></ul>
    26. 26. Circular de Oferta da Franquia <ul><li>Histórico resumido da franqueadora. </li></ul><ul><li>Balanço e demonstrações financeiras. </li></ul><ul><li>Indicação de pendências judiciais da franqueadora. </li></ul><ul><li>Descrição da franquia e atividades do franqueado. </li></ul><ul><li>Descrição do “Perfil Ideal” do franqueado. </li></ul><ul><li>Requisitos do envolvimento direto do franqueado. </li></ul><ul><li>Especificação do investimento para aquisição , implantação e operação da franquia. </li></ul>
    27. 27. <ul><li>Informação sobre as taxas periódicas e outros valores. </li></ul><ul><li>Relação de todos os franqueados e ex-franqueados </li></ul><ul><li>Especificação do território. </li></ul><ul><li>Informações sobre a aquisição de bens e mercadorias. </li></ul><ul><li>Indicação do que é oferecido ao franqueado : supervisão, serviços, manuais, treinamentos, ... </li></ul><ul><li>Situação do franqueado após expiração do contrato. </li></ul><ul><li>Situação da Marca ou Patente junto ao INPI. </li></ul><ul><li>Obrigatoriedade de anexar Pré-contrato e Contrato . </li></ul>Circular de Oferta da Franquia
    28. 28. Aspectos Jurídicos O PRÉ-CONTRATO DE FRANQUIA é firmado com pessoa física, concede o prazo para a constituição da pessoa jurídica - empresa franqueada. O CONTRATO DE FRANQUIA contém as mais variadas cláusulas, buscando resguardar os direitos e deveres de cada uma das partes.
    29. 29. Contrato de Franquia ESTRUTURA REFERENCIAL <ul><li>Identificação das partes </li></ul><ul><li>O objeto da Franquia </li></ul><ul><li>O território e o local da Franquia </li></ul><ul><li>O direito e as obrigações das partes </li></ul><ul><li>Condições financeiras: preço e remunerações </li></ul><ul><li>Condições de cessão e sucessão </li></ul>
    30. 30. Contrato de Franquia ESTRUTURA REFERENCIAL <ul><li>Da confidencialidade das Informações </li></ul><ul><li>Não concorrência </li></ul><ul><li>Prazo de vigência e condições de renovação </li></ul><ul><li>Rescisão e Multas </li></ul><ul><li>Foro ou arbitragem </li></ul>
    31. 31. O Que Esperar de um Candidato a Franqueado? 2. Entenda o seu papel: Administrar o varejo - clientes e concorrentes ... 3. Trabalhar: Atenção - Controles Financeiros e normas operacionais. <ul><li>Saiba escolher certo : FNF – Franquia de Negócio Formatado. Atenda a legislação; Transfira conhecimentos e experiências; </li></ul>
    32. 32. - Não é um BAÚ DE DINHEIRO onde se mete a mão, só se tira. Que saiba o que NÃO É Franquia . - Não é a maravilhosa lâmpada de Aladim pronta para realizar todo os seus sonhos. - Não é um negócio de pai para filho onde um faz e o outro desfruta Fonte: Revista Cláudia – Junho 1992
    33. 33. Que Conheça o Processo de Escolha Prepare-se : Conheça bem o Sistema de Franchising Auto-avaliação : Perfil ajustado ao Sistema e ao segmento Identifique a Franquia : Posicionamento e Diferenciais Avalie as informações recebidas: Investigue a fundo Análise financeira da Franquia – Estudo de Viabilidade Decida-se pela melhor e não se deixe pressionar
    34. 34. Planejamento, Estruturação e Execução Correta Implementação Profissional e Disciplinada Consultoria ou Supervisão de Campo Capacitação em Gestão Não ter medo das decisões e obstinação por resultados Não ter medo do trabalho duro! Fatores Determinantes
    35. 35. “ Vamos tomar decisões de olho no que é melhor para a empresa no longo prazo, para nossos consumidores e nosso pessoal. Se tomarmos decisões corretas, o valor das nossas ações vai responder por conta própria .” Howard Schultz - Presidente do Conselho da Starbucks
    36. 36. “ SUCESSO quer dizer realizações como resultado de nossos próprios esforços e aptidões . Uma preparação adequada é a chave para o sucesso ” O Homem mais Rico da Babilônia - Geroge S. Clason - Ediouro
    37. 37. SAIBA MAIS www.sebrae-sc.com.br www.portaldofranchising.com.br

    ×