SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
INTRODUÇÃO
 A Bíblia de Estudo Pentecostal define “dons” como
“manifestações sobrenaturais concedidas da parte do
Espírito Santo, e que operam através dos crentes, para
o seu bem comum”.
 Neste trimestre analisaremos os dons de Deus
dispensados à Igreja para que, com graça e poder, ela
proclame o Evangelho de Jesus a toda criatura. Além
de auxiliar o Corpo de Cristo no exercício da Grande
Comissão, os dons divinos subsidiam os santos para
que cheguem à unidade da fé (Ef 4.12,13).
I - OS DONS NA BÍBLIA
1. No Antigo Testamento.
 O Dicionário Bíblico Wycliffe mostra que há várias
palavras hebraicas que significam “dádiva”.
 A origem dessas palavras está na raiz hebraica
nathan, que significa “dar”.
 Por isso, podemos afirmar que no Antigo Testamento
há vislumbres dos dons divinos concedidos a
pessoas peculiares como reis, sacerdotes, profetas
e outros. Todavia, os dons divinos não estavam
acessíveis ao povo de Deus da Antiga Aliança
como observamos no regime da Nova Aliança.
I - OS DONS NA BÍBLIA
2. No Novo Testamento.
 O mesmo dicionário informa ainda que ao longo do Novo
Testamento a palavra “dom” aparece com diferentes
significados, que se relacionam ao verbo grego didomi.
 Este verbo representa o sentido ativo da palavra “dar” em
Filipenses 4.15. Na Nova Aliança, os dons de Deus estão
disponíveis para que a Igreja, em nome de Jesus, promova a
libertação dos cativos, ministre a cura aos doentes e proclame
a salvação do homem para a glória de Deus.
 O Novo Testamento também deixa claro que todos os crentes
têm acesso direto a Deus através de Cristo Jesus e, por
isso, podem receber os dons do Espírito.
I - OS DONS NA BÍBLIA
I - OS DONS NA BÍBLIA
3. Uma dádiva para a Igreja.
 A fim de sermos mais didáticos e eficientes no estudo a
respeito dos dons, dividiremos este assunto em três categorias
principais: Dons de Serviço, Dons Espirituais e Dons Ministeriais.
Esta divisão acompanha a classificação dos dons conforme se
encontra nas epístolas paulinas aos Romanos, 1 Coríntios e
Efésios, respectivamente.
 Insistimos, porém, que esta classificação é apenas um recurso
didático, pois quando o apóstolo expõe o assunto em suas
cartas, ele não parece querer exaurir os dons em uma
lista, antes, preocupa-se em exortar os irmãos a buscá-los e
usá-los para encorajar, confortar e edificar a Igreja de
Cristo, bem como glorificar a Deus e evangelizar o mundo.
I - OS DONS NA BÍBLIA
R: Reis, sacerdotes e profetas.
R: Sim. Eles estão disponíveis para todos os
membros do Corpo de Cristo.
R: Dons de Serviço, Dons Espirituais e Dons
Ministeriais.
II - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS
1. Dons relacionados ao serviço cristão.
 Em Romanos 12 o apóstolo Paulo admoesta a igreja, lembrando-
a de que o membro do Corpo de Cristo não pode se achar
autossuficiente. Assim como um membro do corpo humano
depende dos outros para exercer a sua função, na igreja
necessitamos uns dos outros para o fortalecimento da nossa vida
espiritual e comunhão em Cristo.
 Por isso, a categoria de dons apresentada em Romanos 12 traz a
ideia da manutenção dessa comunhão dos santos, pois ao
falarmos de serviços, subentende-se que quem serve está
prestando um serviço para alguém.
 Observe os dons de serviço listados por Paulo em Romanos:
Ministério (ofício diaconal), exortação
(encorajamento), repartir, presidir e exercer misericórdia. Note
que esses dons estão relacionados com uma ação em prol do
outro, do próximo. Portanto, se você tem um dom, deve usá-lo
em benefício da Igreja de Cristo na Terra.
2. Conhecendo os dons espirituais.
 “Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais
ignorantes” (1Co 12.1). Os dons listados em 1 Coríntios 12 são:
Palavra da sabedoria; palavra da ciência; fé; curas; operação
de maravilhas; profecia; discernimento de espíritos; variedades
de línguas; interpretação de línguas.
 Apesar de as manifestações sobrenaturais pertencerem ao
mundo espiritual, isto é, a uma categoria particular da
experiência religiosa do crente, o apóstolo Paulo desejava
que as igrejas, e em especial a de Corinto, conhecessem
algumas considerações importantes sobre os dons espirituais.
 Uma característica predominante em Corinto, segundo o
Comentário Bíblico Beacon (CPAD), era a vida pregressa dos
membros envolvidos com idolatria.
II - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAISII - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS
 Muitas manifestações espirituais na igreja lembravam a
experiência mística das religiões de mistérios. Os coríntios
precisavam ser ensinados de forma correta sobre a existência
dos dons e de sua utilização dentro do culto e fora dele. Por isso,
à luz da Palavra de Deus, devemos ensinar a respeito dos dons
espirituais para que a igreja seja edificada.
 A Bíblia traz os ensinos corretos sobre o uso dos dons, e se há
distorções nessa esfera, estas acontecem por algumas igrejas
não ensinarem de forma correta o que a Bíblia diz, e isso contribui
para o surgimento do fanatismo religioso, da corrupção
doutrinária dos movimentos estranhos e de muitas heresias.
Portanto, o ensino correto das Escrituras nos orienta sobre a forma
adequada da utilização dos dons e previne o surgimento de
práticas condenáveis no culto.
II - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAISII - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS
3. Acerca dos dons ministeriais.
 A Epístola de Paulo aos Efésios classifica os dons ministeriais
assim: Apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e doutores
(4.11).
 Os propósitos de o Senhor concedê-los à Igreja, segundo a
Bíblia de Estudo Pentecostal, são, em primeiro lugar, capacitar o
povo de Deus para o serviço cristão; em segundo, promover o
crescimento da igreja local; terceiro, desenvolver a vida
espiritual dos discípulos de Jesus (4.12-16).
 O Senhor deu a sua Igreja ministros para servi-la com zelo e
amor (1Pe 5.2,3). O ensino do Novo Testamento acerca do
exercício ministerial está ligado a concepção evangélica de
serviço (Mt 20.20-28; Jo 13.1-11), jamais à perspectiva
centralizadora e sacerdotal do Antigo Testamento.
II - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAISII - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS
R: Palavra de sabedoria, palavra da
ciência, fé, dons de curar, operação de
maravilhas, profecia, dom de discernir
espíritos, variedade de línguas e
interpretação de línguas.
III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA
ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11)
1. Os dons são importantes.
 Um argumento utilizado pelos cessacionistas (pessoas que
defendem a errônea ideia de que os dons espirituais cessaram
no primeiro século), é que os crentes pentecostais tendem a se
achar superiores uns aos outros por terem algum dom.
 Lamentavelmente, isto é verdade em muitos lugares.
Entretanto, o apóstolo Paulo faz questão de tratar desse assunto
com os crentes de Corinto que estavam supervalorizando alguns
dons em detrimento de outros.
 Precisamos resgatar a noção de serviço que Jesus Cristo
ensinou nos Evangelhos, pois todos os dons vêm diretamente de
Deus para melhor servirmos à igreja de Cristo.
2. Diversidade dos dons.
 O que mais nos chama a atenção na lista de dons apresentada
por Paulo em 1 Coríntios 12 não são os nove dons, mas a
diversidade deles, isto denota a unidade da Igreja de Cristo, mas
simultaneamente a sua multiplicidade.
 O Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento tem razão
quando fala que “talvez Paulo tenha selecionado estes noves
dons por serem adequados à situação que havia em
Corinto”, pois se compararmos a lista de 1 Coríntios com
Romanos e também Efésios, veremos que outros dons são
relacionados de acordo com as necessidades de cada igreja
local.
III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA
ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11)
III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA
ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11)
3. Autossuficiência e humildade.
 Os dons espirituais são concedidos aos crentes pela graça de Deus, e
não por méritos pessoais (Rm 12.6; 1Pe 4.10).
 Não podemos orgulhar-nos e portar-nos de modo arrogante e
autoritário no exercício dos dons, mas com humildade e temor a Deus.
Portanto, não use o dom que Deus lhe deu com orgulho, visando a
exaltação pessoal. Isto é pecado contra o Senhor e contra a Igreja.
 Use-o com um coração sincero e transbordante de amor pelo próximo
(1Co 13). Não foi por acaso que o capítulo 13 (Amor) de 1 Coríntios foi
colocado entre o 12 (Dons) e o 14 (Línguas e Profecia).
III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA
ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11)
III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA
ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11)
R: Sim.
CONCLUSÃO
 O estudo dos dons de Deus aos homens é amplo e
nos apresenta recursos pelos quais podemos servir
ao Senhor e à sua Igreja.
 Esses dons são para os nossos dias, pois não há na
Bíblia nenhum versículo que diga que os dons
espirituais deixaram de existir com a morte do último
apóstolo. Portanto, busquemos os dons do Espírito
Santo, pois estão à nossa disposição.
 Eles são um exemplo da multiforme graça de Deus
em dispensar instrumentos espirituais para a Igreja
na história.
ACESSE O NOSSO SITE
www.escola-dominical.com
Produção dos slides
Ev. Ismael Pereira de Oliveira
Elaboração:
Ismael Pereira de Oliveira
Criador e administrador do Blog Escola Bíblica Dominical
http://www.escola-dominical.com/
Edição do Slide:
Ismael Isidio
Criador e administrador do Blog Cyber Project
http://cyberprotuto.blogspot.com.br/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doutrina da igreja
Doutrina da igrejaDoutrina da igreja
Doutrina da igrejaugleybson
 
Lição 5 Os Dons Espirituais
Lição 5   Os Dons EspirituaisLição 5   Os Dons Espirituais
Lição 5 Os Dons EspirituaisWander Sousa
 
Lição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
Lição 13 - A Igreja e as Últimas CoisasLição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
Lição 13 - A Igreja e as Últimas CoisasÉder Tomé
 
Lição 1 - Levítico, Adoração e Serviço ao Senhor
Lição 1 - Levítico, Adoração e Serviço ao SenhorLição 1 - Levítico, Adoração e Serviço ao Senhor
Lição 1 - Levítico, Adoração e Serviço ao SenhorÉder Tomé
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoErberson Pinheiro
 
Doutrina Da Igreja Modulo 2
Doutrina Da Igreja Modulo 2Doutrina Da Igreja Modulo 2
Doutrina Da Igreja Modulo 2fogotv
 
Lição 7 - Cultuando a Deus com Liberdade e Reverência
Lição 7 - Cultuando a Deus com Liberdade e ReverênciaLição 7 - Cultuando a Deus com Liberdade e Reverência
Lição 7 - Cultuando a Deus com Liberdade e ReverênciaÉder Tomé
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)Éder Tomé
 
Lição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAIS
Lição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAISLição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAIS
Lição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAISErberson Pinheiro
 
Lição 09 - O Legado Missionário da Igreja Primitiva
Lição 09 - O Legado Missionário da Igreja PrimitivaLição 09 - O Legado Missionário da Igreja Primitiva
Lição 09 - O Legado Missionário da Igreja PrimitivaÉder Tomé
 
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZAA IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZASandra Dias
 
Lição 5 – Avivamento e Missões na história da igreja
Lição 5 – Avivamento e Missões na história da igrejaLição 5 – Avivamento e Missões na história da igreja
Lição 5 – Avivamento e Missões na história da igrejaÉder Tomé
 
2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens
2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens
2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos HomensAnderson Silva
 
Lição 8 - A Igreja e sua Influência na Sociedade
Lição 8 - A Igreja e sua Influência na SociedadeLição 8 - A Igreja e sua Influência na Sociedade
Lição 8 - A Igreja e sua Influência na SociedadeÉder Tomé
 
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua OrganizaçãoLição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua OrganizaçãoÉder Tomé
 
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito SantoLição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito SantoÉder Tomé
 
Lição 1 - A Igreja e o Plano Divino
Lição 1 - A Igreja e o Plano DivinoLição 1 - A Igreja e o Plano Divino
Lição 1 - A Igreja e o Plano DivinoÉder Tomé
 
Lição 2 – O Fundamento e a Edificação da Igreja
Lição 2 – O Fundamento e a Edificação da IgrejaLição 2 – O Fundamento e a Edificação da Igreja
Lição 2 – O Fundamento e a Edificação da IgrejaÉder Tomé
 

Mais procurados (20)

Doutrina da igreja
Doutrina da igrejaDoutrina da igreja
Doutrina da igreja
 
Lição 5 Os Dons Espirituais
Lição 5   Os Dons EspirituaisLição 5   Os Dons Espirituais
Lição 5 Os Dons Espirituais
 
Lição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
Lição 13 - A Igreja e as Últimas CoisasLição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
Lição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
 
Lição 1 - Levítico, Adoração e Serviço ao Senhor
Lição 1 - Levítico, Adoração e Serviço ao SenhorLição 1 - Levítico, Adoração e Serviço ao Senhor
Lição 1 - Levítico, Adoração e Serviço ao Senhor
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
 
Doutrina Da Igreja Modulo 2
Doutrina Da Igreja Modulo 2Doutrina Da Igreja Modulo 2
Doutrina Da Igreja Modulo 2
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
 
Lição 7 - Cultuando a Deus com Liberdade e Reverência
Lição 7 - Cultuando a Deus com Liberdade e ReverênciaLição 7 - Cultuando a Deus com Liberdade e Reverência
Lição 7 - Cultuando a Deus com Liberdade e Reverência
 
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
Lição 1 - E deu Dons aos Homens (windscreen)
 
Lição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAIS
Lição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAISLição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAIS
Lição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAIS
 
A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.
 
Lição 09 - O Legado Missionário da Igreja Primitiva
Lição 09 - O Legado Missionário da Igreja PrimitivaLição 09 - O Legado Missionário da Igreja Primitiva
Lição 09 - O Legado Missionário da Igreja Primitiva
 
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZAA IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
 
Lição 5 – Avivamento e Missões na história da igreja
Lição 5 – Avivamento e Missões na história da igrejaLição 5 – Avivamento e Missões na história da igreja
Lição 5 – Avivamento e Missões na história da igreja
 
2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens
2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens
2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens
 
Lição 8 - A Igreja e sua Influência na Sociedade
Lição 8 - A Igreja e sua Influência na SociedadeLição 8 - A Igreja e sua Influência na Sociedade
Lição 8 - A Igreja e sua Influência na Sociedade
 
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua OrganizaçãoLição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
 
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito SantoLição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
 
Lição 1 - A Igreja e o Plano Divino
Lição 1 - A Igreja e o Plano DivinoLição 1 - A Igreja e o Plano Divino
Lição 1 - A Igreja e o Plano Divino
 
Lição 2 – O Fundamento e a Edificação da Igreja
Lição 2 – O Fundamento e a Edificação da IgrejaLição 2 – O Fundamento e a Edificação da Igreja
Lição 2 – O Fundamento e a Edificação da Igreja
 

Destaque

O Estudo da Bíblia e a Pós-Modernidade
O Estudo da Bíblia e a Pós-ModernidadeO Estudo da Bíblia e a Pós-Modernidade
O Estudo da Bíblia e a Pós-ModernidadeAprofundamento Bíblico
 
Estudo sobre a biblia sagrada
Estudo sobre a biblia sagradaEstudo sobre a biblia sagrada
Estudo sobre a biblia sagradasanlopes32
 
BÍBLIA MISSIONÁRIA DE ESTUDO - APRESENTAÇÃO
BÍBLIA MISSIONÁRIA DE ESTUDO - APRESENTAÇÃO BÍBLIA MISSIONÁRIA DE ESTUDO - APRESENTAÇÃO
BÍBLIA MISSIONÁRIA DE ESTUDO - APRESENTAÇÃO Jamierson Oliveira
 
Metodos e recusos para estudo da biblia
Metodos e recusos para estudo da bibliaMetodos e recusos para estudo da biblia
Metodos e recusos para estudo da biblialeticia santana
 
Bibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da BíbliaBibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da BíbliaMarcos Aurélio
 

Destaque (6)

O Estudo da Bíblia e a Pós-Modernidade
O Estudo da Bíblia e a Pós-ModernidadeO Estudo da Bíblia e a Pós-Modernidade
O Estudo da Bíblia e a Pós-Modernidade
 
Estudo sobre a biblia sagrada
Estudo sobre a biblia sagradaEstudo sobre a biblia sagrada
Estudo sobre a biblia sagrada
 
BÍBLIA MISSIONÁRIA DE ESTUDO - APRESENTAÇÃO
BÍBLIA MISSIONÁRIA DE ESTUDO - APRESENTAÇÃO BÍBLIA MISSIONÁRIA DE ESTUDO - APRESENTAÇÃO
BÍBLIA MISSIONÁRIA DE ESTUDO - APRESENTAÇÃO
 
Metodos e recusos para estudo da biblia
Metodos e recusos para estudo da bibliaMetodos e recusos para estudo da biblia
Metodos e recusos para estudo da biblia
 
Estudo biblia
Estudo bibliaEstudo biblia
Estudo biblia
 
Bibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da BíbliaBibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da Bíblia
 

Semelhante a Dons de Deus para a Igreja

2014 2 TRI LIÇÃO 2 - O propósito dos dons espirituais
2014 2 TRI LIÇÃO 2 - O propósito dos dons espirituais2014 2 TRI LIÇÃO 2 - O propósito dos dons espirituais
2014 2 TRI LIÇÃO 2 - O propósito dos dons espirituaisNatalino das Neves Neves
 
Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituaisLição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituaisPr. Andre Luiz
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons EspirituaisLição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons EspirituaisÉder Tomé
 
opropsitodosdonsespirituais-140410113333-phpapp01.pdf
opropsitodosdonsespirituais-140410113333-phpapp01.pdfopropsitodosdonsespirituais-140410113333-phpapp01.pdf
opropsitodosdonsespirituais-140410113333-phpapp01.pdfTiago Silva
 
O propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituaisO propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituaisMoisés Sampaio
 
LIÇÃO 01 - JOVENS E ADULTOS - DEUS DEU DONS AOS HOMENS.pptx
LIÇÃO 01 - JOVENS E ADULTOS - DEUS DEU DONS AOS HOMENS.pptxLIÇÃO 01 - JOVENS E ADULTOS - DEUS DEU DONS AOS HOMENS.pptx
LIÇÃO 01 - JOVENS E ADULTOS - DEUS DEU DONS AOS HOMENS.pptxKARINEVONEYVIEIRABAR
 
2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-
2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-
2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUSLIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUSIsmael Isidio
 
Lição 2 o proposito dos dons espirituais
Lição 2 o proposito dos dons espirituaisLição 2 o proposito dos dons espirituais
Lição 2 o proposito dos dons espirituaispralucianaevangelista
 
Lição 2 o propósito dos dons espirituais
Lição 2   o  propósito dos dons espirituaisLição 2   o  propósito dos dons espirituais
Lição 2 o propósito dos dons espirituaisIsmael Isidio
 
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja localSlide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja localVilma Longuini
 
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanosNatalino das Neves Neves
 
Slide Licao 9 - 4T - 2022 - BETEL.pptx
Slide Licao 9 - 4T - 2022 - BETEL.pptxSlide Licao 9 - 4T - 2022 - BETEL.pptx
Slide Licao 9 - 4T - 2022 - BETEL.pptxLydianeAlves2
 
Lição 13 - A multiforme Sabedoria de Deus
Lição 13 - A multiforme Sabedoria de DeusLição 13 - A multiforme Sabedoria de Deus
Lição 13 - A multiforme Sabedoria de DeusLourinaldo Serafim
 
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons EspirituaisLição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons EspirituaisMaxsuel Aquino
 
“Há diversidade dos serviços”
“Há diversidade dos serviços”“Há diversidade dos serviços”
“Há diversidade dos serviços”JUERP
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 2 - AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 2 - AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 2 - AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 2 - AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
Lição 05 – dons de elocução
Lição 05 – dons de elocuçãoLição 05 – dons de elocução
Lição 05 – dons de elocuçãoIsmael Isidio
 

Semelhante a Dons de Deus para a Igreja (20)

E deu dons aos homens
E deu dons aos homensE deu dons aos homens
E deu dons aos homens
 
2014 2 TRI LIÇÃO 2 - O propósito dos dons espirituais
2014 2 TRI LIÇÃO 2 - O propósito dos dons espirituais2014 2 TRI LIÇÃO 2 - O propósito dos dons espirituais
2014 2 TRI LIÇÃO 2 - O propósito dos dons espirituais
 
Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituaisLição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
 
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons EspirituaisLição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
Lição 2 - O Propósito dos Dons Espirituais
 
opropsitodosdonsespirituais-140410113333-phpapp01.pdf
opropsitodosdonsespirituais-140410113333-phpapp01.pdfopropsitodosdonsespirituais-140410113333-phpapp01.pdf
opropsitodosdonsespirituais-140410113333-phpapp01.pdf
 
O propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituaisO propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituais
 
LIÇÃO 01 - JOVENS E ADULTOS - DEUS DEU DONS AOS HOMENS.pptx
LIÇÃO 01 - JOVENS E ADULTOS - DEUS DEU DONS AOS HOMENS.pptxLIÇÃO 01 - JOVENS E ADULTOS - DEUS DEU DONS AOS HOMENS.pptx
LIÇÃO 01 - JOVENS E ADULTOS - DEUS DEU DONS AOS HOMENS.pptx
 
2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-
2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-
2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-
 
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUSLIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
 
Lição 2 o proposito dos dons espirituais
Lição 2 o proposito dos dons espirituaisLição 2 o proposito dos dons espirituais
Lição 2 o proposito dos dons espirituais
 
Lição 2 o propósito dos dons espirituais
Lição 2   o  propósito dos dons espirituaisLição 2   o  propósito dos dons espirituais
Lição 2 o propósito dos dons espirituais
 
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja localSlide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
 
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
 
Slide Licao 9 - 4T - 2022 - BETEL.pptx
Slide Licao 9 - 4T - 2022 - BETEL.pptxSlide Licao 9 - 4T - 2022 - BETEL.pptx
Slide Licao 9 - 4T - 2022 - BETEL.pptx
 
Lição 13 - A multiforme Sabedoria de Deus
Lição 13 - A multiforme Sabedoria de DeusLição 13 - A multiforme Sabedoria de Deus
Lição 13 - A multiforme Sabedoria de Deus
 
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons EspirituaisLição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
 
“Há diversidade dos serviços”
“Há diversidade dos serviços”“Há diversidade dos serviços”
“Há diversidade dos serviços”
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 2 - AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 2 - AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 2 - AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 2 - AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO
 
Portal escola dominical
Portal escola dominicalPortal escola dominical
Portal escola dominical
 
Lição 05 – dons de elocução
Lição 05 – dons de elocuçãoLição 05 – dons de elocução
Lição 05 – dons de elocução
 

Mais de Ismael Isidio

Lição 10 – o perigo da busca pela autorrealização humana
Lição 10 – o perigo da busca pela autorrealização humanaLição 10 – o perigo da busca pela autorrealização humana
Lição 10 – o perigo da busca pela autorrealização humanaIsmael Isidio
 
LIÇÃO 08 – O CUIDADO COM A LÍNGUA
LIÇÃO 08 – O CUIDADO COM A LÍNGUALIÇÃO 08 – O CUIDADO COM A LÍNGUA
LIÇÃO 08 – O CUIDADO COM A LÍNGUAIsmael Isidio
 
LIÇÃO 06 – A VERDADEIRA FÉ NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS
LIÇÃO 06 – A VERDADEIRA FÉ NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS LIÇÃO 06 – A VERDADEIRA FÉ NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS
LIÇÃO 06 – A VERDADEIRA FÉ NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS Ismael Isidio
 
LIÇÃO 5 – O CUIDADO AO FALAR E A RELIGIÃO PURA
LIÇÃO 5 – O CUIDADO AO FALAR E A RELIGIÃO PURALIÇÃO 5 – O CUIDADO AO FALAR E A RELIGIÃO PURA
LIÇÃO 5 – O CUIDADO AO FALAR E A RELIGIÃO PURAIsmael Isidio
 
LIÇÃO 04 – GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE
LIÇÃO 04 – GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADELIÇÃO 04 – GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE
LIÇÃO 04 – GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADEIsmael Isidio
 
LIÇÃO 3 - A IMPORTÂNCIA DA SABEDORIA HUMILDE
LIÇÃO 3 - A IMPORTÂNCIA DA SABEDORIA HUMILDELIÇÃO 3 - A IMPORTÂNCIA DA SABEDORIA HUMILDE
LIÇÃO 3 - A IMPORTÂNCIA DA SABEDORIA HUMILDEIsmael Isidio
 
Lição 02 – o propósito da tentação
Lição 02 – o propósito da tentação Lição 02 – o propósito da tentação
Lição 02 – o propósito da tentação Ismael Isidio
 
Lição 1: Tiago — Fé que se Mostra pelas Obras
Lição 1: Tiago — Fé que se Mostra pelas ObrasLição 1: Tiago — Fé que se Mostra pelas Obras
Lição 1: Tiago — Fé que se Mostra pelas ObrasIsmael Isidio
 
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATOLIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATOIsmael Isidio
 
LIÇÃO 10 – O MINISTÉRIO DE MESTRE OU DOUTOR
LIÇÃO 10 – O MINISTÉRIO DE MESTRE OU DOUTORLIÇÃO 10 – O MINISTÉRIO DE MESTRE OU DOUTOR
LIÇÃO 10 – O MINISTÉRIO DE MESTRE OU DOUTORIsmael Isidio
 
LIÇÃO 09 - O MINISTÉRIO DE PASTOR
LIÇÃO 09 - O MINISTÉRIO DE PASTORLIÇÃO 09 - O MINISTÉRIO DE PASTOR
LIÇÃO 09 - O MINISTÉRIO DE PASTORIsmael Isidio
 
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTALIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTAIsmael Isidio
 
LIÇÃO 7 - O MINISTÉRIO DE PROFETA
LIÇÃO 7 - O MINISTÉRIO DE PROFETALIÇÃO 7 - O MINISTÉRIO DE PROFETA
LIÇÃO 7 - O MINISTÉRIO DE PROFETAIsmael Isidio
 
Lição 06 - O ministério dos Apóstolos
Lição 06 - O ministério dos ApóstolosLição 06 - O ministério dos Apóstolos
Lição 06 - O ministério dos ApóstolosIsmael Isidio
 
Lição 4 dons de poder
Lição 4   dons de poderLição 4   dons de poder
Lição 4 dons de poderIsmael Isidio
 
LIÇÃO 3 - DONS DE REVELAÇÃO
LIÇÃO 3 - DONS DE REVELAÇÃOLIÇÃO 3 - DONS DE REVELAÇÃO
LIÇÃO 3 - DONS DE REVELAÇÃOIsmael Isidio
 
LIÇÃO 13 – O LEGADO DE MOISÉS
LIÇÃO 13 – O LEGADO DE MOISÉSLIÇÃO 13 – O LEGADO DE MOISÉS
LIÇÃO 13 – O LEGADO DE MOISÉSIsmael Isidio
 

Mais de Ismael Isidio (17)

Lição 10 – o perigo da busca pela autorrealização humana
Lição 10 – o perigo da busca pela autorrealização humanaLição 10 – o perigo da busca pela autorrealização humana
Lição 10 – o perigo da busca pela autorrealização humana
 
LIÇÃO 08 – O CUIDADO COM A LÍNGUA
LIÇÃO 08 – O CUIDADO COM A LÍNGUALIÇÃO 08 – O CUIDADO COM A LÍNGUA
LIÇÃO 08 – O CUIDADO COM A LÍNGUA
 
LIÇÃO 06 – A VERDADEIRA FÉ NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS
LIÇÃO 06 – A VERDADEIRA FÉ NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS LIÇÃO 06 – A VERDADEIRA FÉ NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS
LIÇÃO 06 – A VERDADEIRA FÉ NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS
 
LIÇÃO 5 – O CUIDADO AO FALAR E A RELIGIÃO PURA
LIÇÃO 5 – O CUIDADO AO FALAR E A RELIGIÃO PURALIÇÃO 5 – O CUIDADO AO FALAR E A RELIGIÃO PURA
LIÇÃO 5 – O CUIDADO AO FALAR E A RELIGIÃO PURA
 
LIÇÃO 04 – GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE
LIÇÃO 04 – GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADELIÇÃO 04 – GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE
LIÇÃO 04 – GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE
 
LIÇÃO 3 - A IMPORTÂNCIA DA SABEDORIA HUMILDE
LIÇÃO 3 - A IMPORTÂNCIA DA SABEDORIA HUMILDELIÇÃO 3 - A IMPORTÂNCIA DA SABEDORIA HUMILDE
LIÇÃO 3 - A IMPORTÂNCIA DA SABEDORIA HUMILDE
 
Lição 02 – o propósito da tentação
Lição 02 – o propósito da tentação Lição 02 – o propósito da tentação
Lição 02 – o propósito da tentação
 
Lição 1: Tiago — Fé que se Mostra pelas Obras
Lição 1: Tiago — Fé que se Mostra pelas ObrasLição 1: Tiago — Fé que se Mostra pelas Obras
Lição 1: Tiago — Fé que se Mostra pelas Obras
 
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATOLIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
 
LIÇÃO 10 – O MINISTÉRIO DE MESTRE OU DOUTOR
LIÇÃO 10 – O MINISTÉRIO DE MESTRE OU DOUTORLIÇÃO 10 – O MINISTÉRIO DE MESTRE OU DOUTOR
LIÇÃO 10 – O MINISTÉRIO DE MESTRE OU DOUTOR
 
LIÇÃO 09 - O MINISTÉRIO DE PASTOR
LIÇÃO 09 - O MINISTÉRIO DE PASTORLIÇÃO 09 - O MINISTÉRIO DE PASTOR
LIÇÃO 09 - O MINISTÉRIO DE PASTOR
 
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTALIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
 
LIÇÃO 7 - O MINISTÉRIO DE PROFETA
LIÇÃO 7 - O MINISTÉRIO DE PROFETALIÇÃO 7 - O MINISTÉRIO DE PROFETA
LIÇÃO 7 - O MINISTÉRIO DE PROFETA
 
Lição 06 - O ministério dos Apóstolos
Lição 06 - O ministério dos ApóstolosLição 06 - O ministério dos Apóstolos
Lição 06 - O ministério dos Apóstolos
 
Lição 4 dons de poder
Lição 4   dons de poderLição 4   dons de poder
Lição 4 dons de poder
 
LIÇÃO 3 - DONS DE REVELAÇÃO
LIÇÃO 3 - DONS DE REVELAÇÃOLIÇÃO 3 - DONS DE REVELAÇÃO
LIÇÃO 3 - DONS DE REVELAÇÃO
 
LIÇÃO 13 – O LEGADO DE MOISÉS
LIÇÃO 13 – O LEGADO DE MOISÉSLIÇÃO 13 – O LEGADO DE MOISÉS
LIÇÃO 13 – O LEGADO DE MOISÉS
 

Último

Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 

Dons de Deus para a Igreja

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7. INTRODUÇÃO  A Bíblia de Estudo Pentecostal define “dons” como “manifestações sobrenaturais concedidas da parte do Espírito Santo, e que operam através dos crentes, para o seu bem comum”.  Neste trimestre analisaremos os dons de Deus dispensados à Igreja para que, com graça e poder, ela proclame o Evangelho de Jesus a toda criatura. Além de auxiliar o Corpo de Cristo no exercício da Grande Comissão, os dons divinos subsidiam os santos para que cheguem à unidade da fé (Ef 4.12,13).
  • 8.
  • 9. I - OS DONS NA BÍBLIA 1. No Antigo Testamento.  O Dicionário Bíblico Wycliffe mostra que há várias palavras hebraicas que significam “dádiva”.  A origem dessas palavras está na raiz hebraica nathan, que significa “dar”.  Por isso, podemos afirmar que no Antigo Testamento há vislumbres dos dons divinos concedidos a pessoas peculiares como reis, sacerdotes, profetas e outros. Todavia, os dons divinos não estavam acessíveis ao povo de Deus da Antiga Aliança como observamos no regime da Nova Aliança.
  • 10.
  • 11. I - OS DONS NA BÍBLIA 2. No Novo Testamento.  O mesmo dicionário informa ainda que ao longo do Novo Testamento a palavra “dom” aparece com diferentes significados, que se relacionam ao verbo grego didomi.  Este verbo representa o sentido ativo da palavra “dar” em Filipenses 4.15. Na Nova Aliança, os dons de Deus estão disponíveis para que a Igreja, em nome de Jesus, promova a libertação dos cativos, ministre a cura aos doentes e proclame a salvação do homem para a glória de Deus.  O Novo Testamento também deixa claro que todos os crentes têm acesso direto a Deus através de Cristo Jesus e, por isso, podem receber os dons do Espírito. I - OS DONS NA BÍBLIA
  • 12.
  • 13. I - OS DONS NA BÍBLIA 3. Uma dádiva para a Igreja.  A fim de sermos mais didáticos e eficientes no estudo a respeito dos dons, dividiremos este assunto em três categorias principais: Dons de Serviço, Dons Espirituais e Dons Ministeriais. Esta divisão acompanha a classificação dos dons conforme se encontra nas epístolas paulinas aos Romanos, 1 Coríntios e Efésios, respectivamente.  Insistimos, porém, que esta classificação é apenas um recurso didático, pois quando o apóstolo expõe o assunto em suas cartas, ele não parece querer exaurir os dons em uma lista, antes, preocupa-se em exortar os irmãos a buscá-los e usá-los para encorajar, confortar e edificar a Igreja de Cristo, bem como glorificar a Deus e evangelizar o mundo. I - OS DONS NA BÍBLIA
  • 14.
  • 15. R: Reis, sacerdotes e profetas. R: Sim. Eles estão disponíveis para todos os membros do Corpo de Cristo. R: Dons de Serviço, Dons Espirituais e Dons Ministeriais.
  • 16.
  • 17. II - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS 1. Dons relacionados ao serviço cristão.  Em Romanos 12 o apóstolo Paulo admoesta a igreja, lembrando- a de que o membro do Corpo de Cristo não pode se achar autossuficiente. Assim como um membro do corpo humano depende dos outros para exercer a sua função, na igreja necessitamos uns dos outros para o fortalecimento da nossa vida espiritual e comunhão em Cristo.  Por isso, a categoria de dons apresentada em Romanos 12 traz a ideia da manutenção dessa comunhão dos santos, pois ao falarmos de serviços, subentende-se que quem serve está prestando um serviço para alguém.  Observe os dons de serviço listados por Paulo em Romanos: Ministério (ofício diaconal), exortação (encorajamento), repartir, presidir e exercer misericórdia. Note que esses dons estão relacionados com uma ação em prol do outro, do próximo. Portanto, se você tem um dom, deve usá-lo em benefício da Igreja de Cristo na Terra.
  • 18.
  • 19. 2. Conhecendo os dons espirituais.  “Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes” (1Co 12.1). Os dons listados em 1 Coríntios 12 são: Palavra da sabedoria; palavra da ciência; fé; curas; operação de maravilhas; profecia; discernimento de espíritos; variedades de línguas; interpretação de línguas.  Apesar de as manifestações sobrenaturais pertencerem ao mundo espiritual, isto é, a uma categoria particular da experiência religiosa do crente, o apóstolo Paulo desejava que as igrejas, e em especial a de Corinto, conhecessem algumas considerações importantes sobre os dons espirituais.  Uma característica predominante em Corinto, segundo o Comentário Bíblico Beacon (CPAD), era a vida pregressa dos membros envolvidos com idolatria. II - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAISII - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS
  • 20.  Muitas manifestações espirituais na igreja lembravam a experiência mística das religiões de mistérios. Os coríntios precisavam ser ensinados de forma correta sobre a existência dos dons e de sua utilização dentro do culto e fora dele. Por isso, à luz da Palavra de Deus, devemos ensinar a respeito dos dons espirituais para que a igreja seja edificada.  A Bíblia traz os ensinos corretos sobre o uso dos dons, e se há distorções nessa esfera, estas acontecem por algumas igrejas não ensinarem de forma correta o que a Bíblia diz, e isso contribui para o surgimento do fanatismo religioso, da corrupção doutrinária dos movimentos estranhos e de muitas heresias. Portanto, o ensino correto das Escrituras nos orienta sobre a forma adequada da utilização dos dons e previne o surgimento de práticas condenáveis no culto. II - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAISII - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS
  • 21.
  • 22. 3. Acerca dos dons ministeriais.  A Epístola de Paulo aos Efésios classifica os dons ministeriais assim: Apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e doutores (4.11).  Os propósitos de o Senhor concedê-los à Igreja, segundo a Bíblia de Estudo Pentecostal, são, em primeiro lugar, capacitar o povo de Deus para o serviço cristão; em segundo, promover o crescimento da igreja local; terceiro, desenvolver a vida espiritual dos discípulos de Jesus (4.12-16).  O Senhor deu a sua Igreja ministros para servi-la com zelo e amor (1Pe 5.2,3). O ensino do Novo Testamento acerca do exercício ministerial está ligado a concepção evangélica de serviço (Mt 20.20-28; Jo 13.1-11), jamais à perspectiva centralizadora e sacerdotal do Antigo Testamento. II - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAISII - OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS
  • 23.
  • 24. R: Palavra de sabedoria, palavra da ciência, fé, dons de curar, operação de maravilhas, profecia, dom de discernir espíritos, variedade de línguas e interpretação de línguas.
  • 25.
  • 26. III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11) 1. Os dons são importantes.  Um argumento utilizado pelos cessacionistas (pessoas que defendem a errônea ideia de que os dons espirituais cessaram no primeiro século), é que os crentes pentecostais tendem a se achar superiores uns aos outros por terem algum dom.  Lamentavelmente, isto é verdade em muitos lugares. Entretanto, o apóstolo Paulo faz questão de tratar desse assunto com os crentes de Corinto que estavam supervalorizando alguns dons em detrimento de outros.  Precisamos resgatar a noção de serviço que Jesus Cristo ensinou nos Evangelhos, pois todos os dons vêm diretamente de Deus para melhor servirmos à igreja de Cristo.
  • 27.
  • 28. 2. Diversidade dos dons.  O que mais nos chama a atenção na lista de dons apresentada por Paulo em 1 Coríntios 12 não são os nove dons, mas a diversidade deles, isto denota a unidade da Igreja de Cristo, mas simultaneamente a sua multiplicidade.  O Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento tem razão quando fala que “talvez Paulo tenha selecionado estes noves dons por serem adequados à situação que havia em Corinto”, pois se compararmos a lista de 1 Coríntios com Romanos e também Efésios, veremos que outros dons são relacionados de acordo com as necessidades de cada igreja local. III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11) III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11)
  • 29.
  • 30. 3. Autossuficiência e humildade.  Os dons espirituais são concedidos aos crentes pela graça de Deus, e não por méritos pessoais (Rm 12.6; 1Pe 4.10).  Não podemos orgulhar-nos e portar-nos de modo arrogante e autoritário no exercício dos dons, mas com humildade e temor a Deus. Portanto, não use o dom que Deus lhe deu com orgulho, visando a exaltação pessoal. Isto é pecado contra o Senhor e contra a Igreja.  Use-o com um coração sincero e transbordante de amor pelo próximo (1Co 13). Não foi por acaso que o capítulo 13 (Amor) de 1 Coríntios foi colocado entre o 12 (Dons) e o 14 (Línguas e Profecia). III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11) III - CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11)
  • 31.
  • 33.
  • 34. CONCLUSÃO  O estudo dos dons de Deus aos homens é amplo e nos apresenta recursos pelos quais podemos servir ao Senhor e à sua Igreja.  Esses dons são para os nossos dias, pois não há na Bíblia nenhum versículo que diga que os dons espirituais deixaram de existir com a morte do último apóstolo. Portanto, busquemos os dons do Espírito Santo, pois estão à nossa disposição.  Eles são um exemplo da multiforme graça de Deus em dispensar instrumentos espirituais para a Igreja na história.
  • 35.
  • 36.
  • 37. ACESSE O NOSSO SITE www.escola-dominical.com Produção dos slides Ev. Ismael Pereira de Oliveira
  • 38. Elaboração: Ismael Pereira de Oliveira Criador e administrador do Blog Escola Bíblica Dominical http://www.escola-dominical.com/ Edição do Slide: Ismael Isidio Criador e administrador do Blog Cyber Project http://cyberprotuto.blogspot.com.br/