Sobre o impacto dos artigos científicos de autores no Brasil - Carlos Henrique Brito Cruz

758 visualizações

Publicada em

A IV Reunião Anual do SciELO de 2014 retoma a análise e discussão sobre o fortalecimento da qualidade dos periódicos do Brasil com ênfase nos indexados no SciELO e com vistas ao aumento do seu impacto nacional e internacionalmente.

A partir de 2015 o SciELO Brasil passa a operar com novos critérios de indexação baseados no cumprimento de uma lista de requisitos e indicadores sobre a adoção das linhas de ação orientadas à profissionalização, internacionalização e sustentabilidade financeira dos periódicos que o Programa SciELO vem promovendo.

Estas linhas de ação visam contribuir para o melhor desempenho dos periódicos. A liderança dos editores-chefes é determinante na adoção das linhas de ação.

A pauta da reunião abarcará três temas principais:

o desempenho dos periódicos SciELO;
os novos critérios de indexação do SciELO Brasil; e
a função e responsabilidade dos editores no avanço dos periódicos.

Publicada em: Ciências
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
758
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sobre o impacto dos artigos científicos de autores no Brasil - Carlos Henrique Brito Cruz

  1. 1. Sobre o impacto dos artigos científicos de autores no Brasil Carlos H. de Brito Cruz Diretor Científico Fapesp impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 1
  2. 2. Artigos publicados e seu impactoBrasil, 1981-2012 08/12/2014 2 Fonte: TR InCites, 2013 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp
  3. 3. Artigos publicados e seu impactoBrasil, 1981-2013 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 3 Fonte: TR InCites, 2014
  4. 4. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 4 4
  5. 5. Scientificarticlesper scientist impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 5
  6. 6. Quantidadede artigose seuimpactoBrasil e Espanha impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 6 Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2012)
  7. 7. Quantidadede artigose seuimpactoBrasil e Espanha impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 7 Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2014)
  8. 8. Quantidadede artigose seuimpactoBrasil e Argentina impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 8 Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2012)
  9. 9. Quantidadede artigose seuimpactoBrasil e Argentina impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 9 Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2014)
  10. 10. Química: quantidadede artigose seuimpacto, Brasil e Espanha impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 10
  11. 11. Química: quantidadede artigose seuimpacto, Brasil e Coreiado Sul impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 11
  12. 12. Biologiae BioquímicaArtigose seuimpacto, Brasil e Espanha impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 12 Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2012)
  13. 13. BiologiaMolecular e GenéticaArtigose seuimpacto, Brasil e Espanha impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 13 Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2012)
  14. 14. BiologiaMolecular e GenéticaArtigose seuimpacto, Brasil e Argentina impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 14 Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2012)
  15. 15. EngenhariaArtigose seuimpacto, Brasil e China impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 15
  16. 16. FísicaArtigose seuimpacto, Brasil e Espanha impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 16 Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2012)
  17. 17. Impacto por área em relação à média mundial, artigos de 2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 17 Média mundial Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2012)
  18. 18. Impactoe Co-autoriainternacionalArtigoscom autoresbrasileiros, 2009-2013 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 18 Fonte: InCites, Revista FAPESP Nov 2014)
  19. 19. Impactocientífico, universidadesselecionadas impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 19
  20. 20. Univ. EstaduaisPaulistas: artigose impacto, 1980-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 20 Artigos Impactorelativoà médiamundial
  21. 21. Univ. EstaduaisPaulistas: artigose impacto–excluindoFísica, 1980-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 21 Artigos–excl. Física Impactorelativoà médiamundial
  22. 22. Impactoe quantidadede artigosSP, Brasil; RevistasNacionais, Estrangeiras impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 22
  23. 23. Evoluçãodo impactorelativo, paísesselecionados impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 23
  24. 24. Aumentar o impacto intelectual da ciência feita no Brasil •Proteger o tempo do pesquisador contra tarefas extra- científicas –Apoio institucional –“Grants Management Offices” •Desenvolver cooperação internacional •Aumentar a visibilidade e impacto de revistas brasileiras •Estimular a ciência mais ousada, a qualidade e o mérito –Análise do conteúdo científico pela assessoria –Valorizar mais as citações de cada artigo em vez do Fator de Impacto da revista onde sai publicado (o conteúdo tem que valer mais do que a capa) –Valorizar a pesquisa planejada para ousadia e impacto –Auxílios Regulares, Temáticos, JP, CEPIDs 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 24
  25. 25. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 25
  26. 26. USP: artigos e seu impacto, 2009-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 26
  27. 27. São Paulo: maior produção científica da América Latina •Aproximadamente 50% dos artigos de autores do Brasil em revistas científicas internacionais •Mais artigos do que todos os países da América Latina, exceto Brasil impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 27
  28. 28. Sumário •Financiamentoà pesquisaemSão Paulo •FAPESP emSP e naUSP, ICB •Publicaçõescientíficas –Quantidadecrescente –Impactoabaixoda médiamundial •O desafiode aumentaro impactoda ciênciafeitaemSP •Háoutros desafiosquenãotrataremosaqui –Aumentaro numerode pesquisadoresemempresase universidades –Buscade P&D com maiorimpactoeconomicointernacionalnasempresas 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 28
  29. 29. R&D Expenditures in SP: 1.62% (est.) of State GDP in 2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 29 (Fonte: Indicadores FAPESP CT&I)
  30. 30. Brasil: Dispêndios em P&D, 2011, por fonte •Intensidade do dispêndio em P&D – 1,1% do PIB •Dispêndio público –Estados33% –Federal 67% impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 30
  31. 31. São Paulo: Dispêndios em P&D, 2011, por fonte •Intensidade do sispêndioem P&D – 1,6% do PIB estadual –Cresceu de 1.52% em 2008 •Dispêndio público –Estado63% –Federal 37% impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 31
  32. 32. Brasil, fora do Estado de SP: Dispêndio em P&D, 2011, por fonte •Intensidade do dispêndisoemP&D– 0,9% do PIB regional •Dispêndisopúblico –Estados 19% –Federal 81% impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 32
  33. 33. Três características diferenciais do dispêndio em P&D em São Paulo impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 33 (Valores para 2011) São Paulo Brasil sem SP Intensidade do Dispêndio Total em P&D (DTPD) 1,6% 0,9% Parte empresarial do DTPD 61% 25% Parte Estadual/Parte Federal 171% 24% Fonte: Indicadores FAPESP C&T&I
  34. 34. % dos recursos para P&D obtidos de empresas: USP, UNESP, Unicamp e EUA impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 34 UNICAMP UNESP USP
  35. 35. Statelevelsupportfor R&D in Brazil, 2010 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 35 10 x Source: Indicadores C&T, MCTI 23 x
  36. 36. São Paulo R&DExpendituresInternational standing impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 36
  37. 37. Fapesp: São Paulo Research Foundation •Mission: supportresearchin allfields •Funded by the State of São Paulo with 1% of all state revenues •All proposals are peer reviewed (21,400 proposals in 2012) –Average time for decision–65 days •Annual budget: $PPP 600 M in 2012 –Fellowships(3,000 SI, 2,600 MSc, 4,000 DrSc, 1,800 Post-docs, 800 other) –Academic R&D (RIDC, Thematic, Young Investigators, Regular) –University-IndustryJoint R&D: Microsoft, Agilent, Braskem, Oxiteno, SABESP, VALE, Natura, Petrobrás, Embraer, Padtec, Biolab, Cristalia, Whirlpool, Boeing , GSK, BP, BG, PSA(Peugeot-Citröen), ... –Small bussiness R&D: 1,200 SBE’s (two PIPE+PAPPE awards per week in 2013) 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 37
  38. 38. Agências de fomento à pesquisa em SP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 38 2011 1995
  39. 39. USP, 2012agências de financiamento à pesquisa impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 39
  40. 40. Fapesp: Receitas e Dispêndios em Auxílios e Bolsas, 1995-2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 40
  41. 41. FAPESP: 9,4 mil solicitantes; 25 mil decisões em 2012 Número de solicitantes Solicitações e Concessões impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 41 0 1.000 2.000 3.000 4.000 5.000 6.000 7.000 8.000 9.000 10.000 1990 1994 1998 2002 2006 2010 2014 Número de solicitantes à FAPESP Ano
  42. 42. FAPESP: taxa de sucesso global –51% impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 42
  43. 43. Taxa de SucessoResearch Councils UK impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 43
  44. 44. NIH: 21% success rate in 2008; 18% in 2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 44
  45. 45. NSF: 22% success rate in 2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 45
  46. 46. USP: taxa de sucesso impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 46
  47. 47. USP: concessõesFAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 47
  48. 48. USP: solicitaçõese concessõesFAPESP, 1992-2013 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 48
  49. 49. USP: solicitaçõesà FAPESP, 1992-2013 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 49
  50. 50. Solicitaçõese Taxa de Sucessopara os10 maioressolicitantesUSP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 50
  51. 51. FAPESP: international agreements for joint research funding •Agreements with foreign funding agencies, universities and companies •303 joint proposals supported, 2005-2010 –U.S115; France 87; Germany41; U.K. 27; Argentina 11; Canada 8; Portugal 8 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 51 UK: RCUK;KCL; Surrey; Southampton; Nottingham, Manchester, Keele, IoE/UoL; Bangor, Birmingham, Bath, East Anglia, York, Edinburgh, Cambridge; BG, GSK, BP Ge: DFG Fr: ANR; CNRS; INSERM; INRIA; INRA Ca: ISTP; NSERC; U. Toronto; U. WeternOntario, McMaster, CALDO EU: CNPq (Bioenergy) Is:HebrewUniv. Jerusalem ; MATIMOP Ar: CONICET; Cl:CONICYT U.S.:NSF–CNIC andICC; Microsoft Research; Boeing;AgilentTechnologies MIT,USC, U Michigan, UCDavis Portugal:FCT Fi: AkA / De: DCSR Spain: Salamanca, CSIC
  52. 52. Ousadia da proposta de pesquisa impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 52 NSF Transformative research involves ideas, discoveries, or tools that radically change our understanding of an important existing scientific or engineering concept or educational practice or leads to the creation of a new paradigm or field of science, engineering, or education. Such research challenges current understanding or provides pathways to new frontiers.
  53. 53. Bons pareceres são essenciais para formar a decisão da Fapesp •O que se espera de um parecer –Análise qualitativabem fundamentada –Justificativaspara as avaliações feitas –Destaque dos pontos positivos e negativos da proposta •Proposta: –1) Projeto de Pesquisa; –2)Histórico Acadêmico do proponente; –3) Adequação da equipe; –4) Orçamento ou Histórico Escolar e Acadêmico do candidato à bolsa, no caso de Bolsas 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 53
  54. 54. Políticada FAPESP paraanálisede propostasde pesquisa •Busca-se avaliaçãoda qualidade •Impactosdos artigoscientíficos –A FAPESP nãoestimulae nãoesperaquea assessoriause classificaçõescomoQualise JCR •Súmulacurricular com destaquesde “efeitos” dos trabalhospeloautor •Númerode citaçõesde cadaartigopodeservalorizado –Espera-se análisequeajudea aferira “influência” dos artigos –Pelomenostrês“influências”/”impactos” •Científico •Social •Econônimca 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 54
  55. 55. Exemplos de pareceres que ajudam pouco na análise -I 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 55
  56. 56. Exemplos de pareceres que ajudam pouco na análise -II 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 56
  57. 57. Um parecer que ajuda a tomar decisões impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 57 There is a clear and pressing need for the proposed research, which offers the potential to understand bioenergy’s role in sustaining rural communities and stabilizing climate in critical regions of the world. The focus on ……………. makes sense both because these regions contain the largest fraction of land areas potentially available for bioenergy production, and because similarities in climate maximize opportunities for transfer of crop and conversion technologies. This team has proposed a thematic project to address what is clearly one of the grand challenges of the century –the development of tropical agricultural systems that provide both energy and food as well as a range of other ecosystems services required for a sustainable world. The stated objectives are bold and ambitious, as is appropriate for a thematic project of this importance. Sugar cane is among the most sustainable bioenergy systems available today, and has been the subject of considerable prior research on the production and conversion strategies developed and implemented in Brazil. But the social, economic, and environmental pathways and consequences of the Brazilian development paradigm may play out in different ways in other countries. This project would evaluate the ways in which such development could proceed in regions with similar agroecologicalpotential, but different socioeconomic and political resources and trajectories. The meta-design of this research, examining countries with andwithout established sugar cane industries, will provide a rich understanding of challenges and possibilities as this industrydevelops. By focusing particular emphasis on nations with the largest potential for expansion (for example South Africa, Mozambique, and Columbia), the results will be particularly relevant in informing development of large-scale bioenergy production and its essential corollary, climate change mitigation. These are central issues of 21stcentury sustainable development, and thus this research could have truly global impact. Integration among the various disciplines is well articulated and appropriate. This project will require both interdisciplinary and transdisciplinaryresearch, which this team is well positioned to achieve. Synergies among disciplines and team members are likely to result in novel and significant scientific results. The proposed project is rich with opportunities for cutting edge work on engineering and environmental science, sustainability metrics, and multi-criteria optimization. It also can provide a basis for important research on economic development, market development and decision sciences embodied in future proposals described in section 7 as …….. The regional diagnostic analysis and resource assessment proposed in section 5.1 will provide a solid platform for subsequentresearch in the other projects proposed. That synergy is clearly indicated in the biophysical modeling efforts in section 5.2, which
  58. 58. Pontos esperados de um parecersobre o Projeto de Pesquisa What do you consider to be the most original or innovative aspect of the proposed research? What advances would the research result bring about to the related field if the proposed research is successful? 1) Projeto de pesquisa original, ousado, competitivo internacionalmente e perfeitamente apresentado. 2) Os desafios de pesquisa estão perfeitamente formulados e situados frente ao estado da arte e à literatura existente. 3) Os resultados tem grande possibilidade de expandir de forma significativa a fronteira do conhecimento na área e portanto de ter impacto científico muito significativo. 4) A metodologia descrita é convincente. 5) Pode-se esperar a publicação de resultados que serão significativamente citados pela comunidade na literatura da área. 6) O Projeto de Pesquisa pode ser realizado pelo pesquisador proponente e sua equipe no prazo previsto na proposta (note que nem toda solicitaçãode financiamento para Projeto Temático prevê 5 anos de duração) 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 58
  59. 59. Pontos esperados de um parecer sobre o Histórico de Pesquisa do PR impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 59 Quais são os trabalhos científicos, livros,capítulos de livros, ou patentes de autoria do Pesquisador Responsável, na área do projeto de pesquisa proposto e listados na súmula curricular, que tiveram maior impacto internacional. Descreva sucintamente os resultados e porque foram reconhecidos. 1) Os resultados científicos publicados pelo Pesquisador Responsável na área de pesquisa do projeto proposto, tem alto impacto científico? 2) Os resultados científicos obtidos pelo Pesquisador Responsável, na área de pesquisa do projeto proposto, tiveram ou podem vir a ter alto impacto econômico? 3) Os resultados científicos obtidos pelo Pesquisador Responsável, na área de pesquisa do projeto proposto, tiveram ou podem vir a ter alto impacto social? 4) Pesquisador com capacidade de liderança científica demonstrada[para Temáticos e JP]? 5) Supervisionou pós-doutores em projetos bem sucedidos e alguns desses pós-doutores conseguiram posições permanentes em instituições de pesquisa destacadas internacionalmente.? [paraTemáticos] 6) Orientou doutorados, mestrados e estudantes de IC com resultados reconhecidos na comunidade? 7) Em sua atividade recente demonstra significativo intercâmbio internacional com grupos de excelência? 8) Seu trabalho tem visibilidade internacional tendo apresentado palestras e conferências a convite em instituições e em eventos de renome?
  60. 60. Aumentar o impacto intelectual da ciência feita no Brasil •Proteger o tempo do pesquisador contra tarefas extra- científicas –Apoio institucional –“Grants Management Offices” •Desenvolver cooperação internacional •Aumentar a visibilidade e impacto de revistas brasileiras •Estimular a ciência mais ousada, a qualidade e o mérito –Análise do conteúdo científico pela assessoria –Valorizar mais as citações de cada artigo em vez do Fator de Impacto da revista onde sai publicado (o conteúdo tem que valer mais do que a capa) –Valorizar a pesquisa planejada para ousadia e impacto – Temáticos, JP 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 60
  61. 61. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 61
  62. 62. ICB: quantidadede pesquisadorescom solicitaçõesà FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 62
  63. 63. ICB: solicitaçõese concessõesFAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 63
  64. 64. ICB: taxa de sucessoFAPESP55% em2013 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 64
  65. 65. ICB: valor das concessõesFAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 65
  66. 66. BolsasDR: Solicitaçõese Concessões impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 66
  67. 67. Artigos e seu impactoBrasil e com autores em São Paulo impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 67
  68. 68. Artigose seuimpacto: Brasil e São Paulo, 1981-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 68
  69. 69. Unicamp: artigose seuimpacto, 2009- 2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 69
  70. 70. Biologiae BioquímicaArtigose seuimpacto, Brasil e Argentina impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 70 Fonte: InCitesTM, Thomson Reuters (2012)
  71. 71. Intensidade da interação universidade- empresa é comparável à das univ. dos EUA impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 71
  72. 72. Sumário •FAPESP –Sistema de análise, prazos, pareceres, orçamento •A UNICAMP e oIB UNICAMP na FAPESP –Solicitações, taxa de sucesso, principais modalidades •Pesquisa em SP –desafios –Artigos, impacto, colaboração internacional, pesquisa com objetivos ousados e impacto científico (e social e econômico quando for o caso) 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 72
  73. 73. O Objeto da Fapesp é a Pesquisa •Pesquisa –conjunto de atividades que têm por finalidade a descoberta de novos conhecimentos no domínio científico, literário, artístico etc •Científica •Tecnológica •Criação de conhecimento •Todas as áreas 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 73
  74. 74. FAPESP: análise e seleção de propostas de pesquisa •21,4 mil propostas analisadas em 2012 •Todas são analisadas com uso de pareceres de pesquisadores de SP ou de fora •Decisões apoiadas por análise em Coordenações de Área e Coordenação Adjunta 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 74
  75. 75. Taxa de SucessoResearch Councils UK impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 75
  76. 76. NIH: 21% success rate in 2008; 18% in 2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 76
  77. 77. NSF: 22% success rate in 2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 77
  78. 78. Análise e Seleção de propostasFluxo impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 78 Coordenação de Área Assessoria Coordenação de Área Coordenação Adjunta Proponente Gerência DC Prep. despacho CTA Referendo DA T. de Outorga DC Decisão Diretoria Científica Aprovado/ Não aprov.
  79. 79. Bons pareceres são essenciais para formar a decisão da Fapesp •O que se espera de um parecer –Análise qualitativabem fundamentada –Justificativaspara as avaliações feitas –Destaque dos pontos positivos e negativos da proposta •Proposta: –1) Projeto de Pesquisa; –2)Histórico Acadêmico do proponente; –3) Adequação da equipe; –4) Orçamento ou Histórico Escolar e Acadêmico do candidato à bolsa, no caso de Bolsas 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 79
  80. 80. O compromisso de confidencialidade •Mão dupla: –A FAPESP protegerá a identidade do assessor –O Assessor não divulgará a ninguém, exceto à FAPESP, os detalhes dos pareceres que emitiu, especialmente a identidade dos pesquisadores 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 80
  81. 81. Pareceres -o que não fazer •O que não se espera de um parecer –Avaliações extra-acadêmicase termos inadequados –Recomendação sobre a decisão (conceder/não conceder) –Conteúdo que permita a identificação do parecerista •Erros comuns –“Projeto de pesquisa tem risco” –Avaliação sem justificativa 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 81
  82. 82. Pontos esperados de um parecersobre o projeto de pesquisa What do you consider to be the most original or innovative aspect of the proposed research? What advances would the research result bring about to the related field if the proposed research is successful? 1) Projeto de pesquisa original, ousado, competitivo internacionalmente e perfeitamente apresentado. 2) Os desafios de pesquisa estão perfeitamente formulados e situados frente ao estado da arte e à literatura existente. 3) Os resultados tem grande possibilidade de expandir de forma significativa a fronteira do conhecimento na área e portanto de ter impacto científico muito significativo. 4) A metodologia descrita é convincente. 5) Pode-se esperar a publicação de resultados que serão significativamente citados pela comunidade na literatura da área. 6) O Projeto de Pesquisa pode ser realizado pelo pesquisador proponente e sua equipe no prazo previsto na proposta (note que nem toda solicitaçãode financiamento para Projeto Temático prevê 5 anos de duração) 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 82
  83. 83. Pontos esperados de um parecer sobre o histórico de pesquisa do PR impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 83 Quais são os trabalhos científicos, livros,capítulos de livros, ou patentes de autoria do Pesquisador Responsável, na área do projeto de pesquisa proposto e listados na súmula curricular, que tiveram maior impacto internacional. Por favor, descreva sucintamente os resultados e porque foram reconhecidos. 1) Os resultados científicos publicados pelo Pesquisador Responsável na área de pesquisa do projeto proposto, tem alto impacto científico. 2) Os resultados científicos obtidos pelo Pesquisador Responsável, na área de pesquisa do projeto proposto, tiveram ou podem vir a ter alto impacto econômico. 3) Os resultados científicos obtidos pelo Pesquisador Responsável, na área de pesquisa do projeto proposto, tiveram ou podem vir a ter alto impacto social 4) Pesquisador com capacidade de liderança científica demonstrada[para Temáticos e JP] 5) Supervisionou pós-doutores em projetos bem sucedidos e alguns desses pós-doutores conseguiram posições permanentes em instituições de pesquisa destacadas internacionalmente.[paraTemáticos] 6) Orientou doutorados, mestrados e estudantes de IC com resultados reconhecidos na comunidade. 7) Em sua atividade recente demonstra significativo intercâmbio internacional com grupos de excelência. 8) Seu trabalho tem visibilidade internacional tendo apresentado palestras e conferências a convite em instituições e em eventos de renome.
  84. 84. FAPESP: prazo médio para despacho, 1992-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 84
  85. 85. Prazo para decisãoNSF, EUA impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 85 O “Grant ProposalGuide” da NationalScience Foundation (NSF) estabelece que: “Proposers should allow up to six months for programmatic review and processing (see Chapter III for additional information on the NSF merit review process). In addition, proposers should be aware that the NSF Division of Grants and Agreements generally makes awards to academic institutions within 30 days after the program division makes its recommendation.” NSF 04-23, Grants Proposal Guide, seção I.H. Consultado em http://www.nsf.gov/pubs/gpg/nsf04_23/nsf04_23.pdf em 22 de Setembro de 2006.
  86. 86. NIH impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 86 9 a 12 meses para um R01
  87. 87. FAPESP: receitas e despesas, 2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 87 2012 Receitas Valor (MR$) % Tesourodo Estado (1%) 893,8 87% Outras 120,7 12% Total 1.014,5 100% Dispêndios Valor (MR$) % Bolsas 368,9 37% Auxílios 437,0 44% Programas Especiais 152,4 15% Programas Pesquisa para Inovação 76,9 8% Custeio da fundação 40,8 4,1% Despesas de capital 5,3 0,5% Total 1.081,3 100%
  88. 88. FAPESP expenditures, 2012Total: R$ 1,035 million impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 88
  89. 89. A UNICAMP NA FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 89
  90. 90. Unicamp: concessões FAPESP por instrumento, 2008-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 90
  91. 91. Unicamp: valor concedido por instrumento FAPESP, 2008-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 91
  92. 92. Unicamp: apoio por agências de fomento, 1995-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 92
  93. 93. A PESQUISA EM SÃO PAULO impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 93
  94. 94. Artigosde autoresde SP com co-autoresestrangeiros 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 94
  95. 95. Artigosde autoresde SP com co-autoresestrangeiros 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 95
  96. 96. Impacto em relação à média mundial5 anos de 2005 a 2009 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 96 (Fonte: TR InCites)
  97. 97. Impacto em relação à média mundial: 2000-2001 e 2010-2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 97
  98. 98. Articles and their ImpactAgricultural Sciences: Brazil and Spain impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 98
  99. 99. FAPESP: solicitações despachadas, 1992 –2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 99
  100. 100. SOAR: Southern Observatory for Astrophysical Research impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 100 J.B. Haislip et al., “A photometric redshiftof z= 6.39 0.12 for GRB 050904”, Nature 440, 181-183 (9 March 2006). Infrared afterglow observation after a GRB -unveils the explosion which happened 13 billion years ago IAG, USP; IF, UFRGS Fapesp, CNPq
  101. 101. Pierre Auger Cosmic Rays Observatory: Science, novembro 2007 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 101
  102. 102. A Filosofia grega impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 102
  103. 103. Filosofia impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 103
  104. 104. Como o homem veio para a América? impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 104
  105. 105. A evolução da espécie impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 105
  106. 106. Biodiversity Virtual InstituteBIOTA •A network of 200+ scientists •Characterize the biodiversity of the State of São Paulo, and define mechanisms for its conservation and sustainable use –Study and disseminate data, information, and knowledge about São Paulo’s biodiversity and its importance. –Increase public and private organizations’ capacity in managing, monitoring and using biodiversity. –Promoting informed decisions •http://www.biota.org.br/ 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 106
  107. 107. BIOTA: Amphibian Decline impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 107
  108. 108. BIOTA: Science –Perspectives, April 6 , 2009 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 108 Unesp
  109. 109. BIOTA: Science, July 2009 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 109
  110. 110. BIOTAScience, June 2010 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 110
  111. 111. BIOTA: cascading effects in evolutionSCIENCE 2013 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 111
  112. 112. BIOTA: Jaguar population in Brazil impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 112
  113. 113. SP Environment Secretary bases Resolution on BIOTA research •Plus two Governor’s Edits –Decree 53.939, 06Jan09 – Legal Reserves –Decree 54.746, 04Sep09 – Conservation Units Cantareira impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 113
  114. 114. BIOTA’s Map for Sugarcane Agroecological Zoning impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 114
  115. 115. Ciência Política comparada impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 115
  116. 116. Bioenergy research: 84 → 148 → 212 → 381 ton/Ha?? impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 116
  117. 117. Embraer: R&D to build an innovative jet impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 117 CFD simulation and tests Research co-funded by FAPESP, using several universities
  118. 118. Microorganismos para biocombustíveis impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 118 Pesquisa FAPESP–Cinco pesquisadores contratados por uma empresa. Essa foi a boa experiência vivida dentro do grupo do professor Gonçalo Guimarães Pereira, do Departamento de Genética, Evolução e Bioquímica do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
  119. 119. Cooperação universidade empresa começa com uma idéiade um professor impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 119
  120. 120. A idéiavira algo que a indústria pode captar impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 120
  121. 121. Resultado: Centro FAPESP-Embraer de Engenharia de Conforto na Poli-USP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 121
  122. 122. Laboratório de Estrutura Leves: IPT, ITA, Embraer impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 122
  123. 123. Pesquisa em empresas e na universidade •Principal deficiência no dispêndio em P&D no Brasil é a baixa contribuição das empresas •No mundo: pesquisa acadêmica é financiada majoritariamente pelo governo 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 123
  124. 124. % dos recursos para pequisa obtidos de empresas, USP, Unicamp 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 124
  125. 125. % dos recursos para pequisa obtidos de empresas, USP, Unicamp e univ. EUA 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 125
  126. 126. Pesquisa em Parceria: recurso de empresas para pesquisa •FAPESP e Empresa se associam para convidar propostas –Temas propostos pela empresa –Pesquisa exploratória (adequada à academia) –Comitê Gestor paritário –Análise do mérito pela FAPESP (com asessoresindicados pela empresa e pela FAPESP) •Embraer, Natura, Ouro Fino, Oxiteno, Microsoft Research, Telefonica, Dedini, PadTec, Ci&T, Braskem, Whirlpool, Sabesp, Boeing, GSK, Vale, BP Biocombustíveis, BG, PSA, ..... –Com BP Biocombustíveis: ERC de bioenergia; 10 anos, US$ 50 milhões –Com PSA: ERC motores a etanol; 10 anos; R$ 16 milhões –Com GSK: ERC química verde; 10 anos; R$ 24 milhões –Proposta LENOVO: TI; 10 anos; R$ 35 milhões 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 126
  127. 127. Projetos FAPESP para pesquisa colaborativa universidade-empresa impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 127
  128. 128. PesquisaInovativanaPequenaEmpresa-PIPE •Pesquisanapequenaempresa –potencialde retornocomercial –aumentoda competitividadeda empresa –estimulara criaçãode “culturade inovaçãopermanente” •Condições –nãose exigecontrapartida –atéR$ 200.000 +R$ 1.000.000 porprojeto –pesquisadorprincipal deveservinculadoà empresa –pode-se criar a empresa deposide ter o projeto aprovado •2,935 auxílios e bolsas apoiados –2 por semana em 2011 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 128
  129. 129. PIPE: qtd de auxilios e bolsas vigentes impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 129
  130. 130. Omnisys: São CaetanoRadares, 250 funcionários Parceiros: Unicamp IPT; USP ITA; FEI CTA; IPqM CLA, INPE 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 130
  131. 131. Localização dos projetos PIPE apoiadosboas universidades atraem PE 131 Munic. Qtd SP 312 Campinas 201 S. Carlos 194 SJCampos 81 Rib. Preto 51 Botucatu 23 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp
  132. 132. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 132
  133. 133. Unesp: apoioporagênciasde fomento impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 133
  134. 134. Dispêndio Estadual em P&D e PIB Estadual; em relação ao de São Paulo impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 134
  135. 135. PITE: Embraer. IAE, CTAComputationalFluid-dynamics impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 135
  136. 136. Quantidade de assessores usados impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 136
  137. 137. Fapesp: programa de bolsas •Bolsas de formação –Iniciação científica + BEPE –Mestrado + BEPE –Doutorado + BEPE •Bolsas de pesquisa –Pós-doutorado no País + BEPE –Pesquisa no Exterior –Jovem Pesquisador –Pesquisador Pequena Empresa –Jornalismo Científico –Treinamento Técnico 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 137
  138. 138. Bolsas FAPESP BolsasFAPESP Julho, 2012 Bolsas de Formação 9.686 IC 3.003 MS 2.612 DR 3.580 DD 491 Bolsasde Pesquisa 2.617 PD 1.708 JP 83 PE 35 TT 770 JC 2 EP 19 Total Bolsas 12.303 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 138
  139. 139. Programas de Bolsas: destaques •Análise de solicitações de Bolsa MS em AC mensal •Bolsas BEPE–Estágio de Pesquisa no Exterior –Análise com pareceres internos •Reajuste de valores a partir de 1º de abril 2013 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 139
  140. 140. Bolsas FAPESP: Mestrado e Doutorado •Bolsas MS –2005: 1.400 –2012: 2.640 •Bolsas DR –2005: 2.000 –2013: 4.100 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 140 0 1.000 2.000 3.000 4.000 5.000 Quantidade de bolsas de doutorado pagas 0 500 1.000 1.500 2.000 2.500 3.000 Quantidade de bolsas de mestrado pagas
  141. 141. Bolsas: solicitações e concessões impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 141
  142. 142. FAPESP: formação para o Brasil impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 142 Giovanni, G. Et al., “Perfil dos Bolsistas da FAPESP”, FAPESP 2008
  143. 143. PIPE FAPESP: quantidade de concessões por ano 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 143
  144. 144. Avaliação do PIPE: principais conclusões •O PIPE é um programa que tem financiado empresas: –de pequeno porte (faturamento total médio em torno de R$ 6,3 milhões e mediano de R$ 562 mil em 2007) –relativamente novas (em média com 6 anos de vida) –de base tecnológica (todas têm P&D interno) –para fomentar o desenvolvimento de novos produtos, processos e softwares (60% dos projetos alcançaram inovações) •A taxa de mortalidade das empresas PIPE após o termino do projeto é de 8% –muito abaixo dos 70% apontados pelo SEBRAE para EBTs no Brasil –taxa é maior para empresas que foram criadas para submeterem projetos ao PIPE (22%) 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 144
  145. 145. Avaliação do PIPE: impacto econômico •O cálculo dos impactos econômicos do PIPE apontou para um retorno de 11 vezes o valor investido pela FAPESP –FAPESP = 1 / Empresa = 0,8 / Faturamento = 11 –considerando o faturamento e os investimentos realizados (pela FAPESP e por outras fontes) esse programa tem se mostrado não só de alto retorno, como de retorno crescente. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 145
  146. 146. Avaliação do PIPE: principais conclusões •O impacto no nível de emprego das empresas envolvidas foi expressivo: –aumento de 40% na massa de recursos humanos (contratados, terceirizados e bolsistas) –aumento de quase 30% no pessoal contratado diretamente que levou à ampliação, até um ano após o encerramento do projeto •de 60% do pessoal de nível superior •de mais de 90% do pessoal com pós-graduação 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 146
  147. 147. Avaliação do PIPE: principais conclusões •A maioria dos números encontrados na avaliação do PIPE é bastante similar aos apresentados nas avaliações do SBIR (EUA): –Os projetos que geraram faturamento decorrente do apoio PIPE são cerca de 40% –Poucos projetos (menos 5%) que conseguem faixas maiores de faturamento •R$ 20 a 25 milhões (PIPE) •US$ 20 milhões (SBIR) –entre ½ e ⅔ dos projetos não teriam sido desenvolvidos sem esse tipo de recurso –alavancagem de recursos financeiros adicionais: no PIPE 52% e no SBIR 56% dos projetos 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 147
  148. 148. FAPESP: Basic Science Focus •In the World and in Brazil there is in an “utilitarian” view about Science –Science that makes business more competitive –Science that heals the sick –Science that makes the poor rich •FAPESP values also a not so “utilitarian” item –Science that makes mankind wiser •In all fields there are fundamental questions •Philosophy, Archeology, Literature, High Energy Physics, Cosmic Rays, Astronomy, Evolution,.. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 148
  149. 149. Artigos publicados e seu impactoBrasil, 1981-2011 08/12/2014 149 0 10.000 20.000 30.000 40.000 1980 1984 1988 1992 1996 2000 2004 2008 2012 Quantidade de artigos publicados 0,00 0,30 0,60 0,90 1,20 1980 1984 1988 1992 1996 2000 2004 2008 2012 Impactorelativoaomundo Fonte: TR InCites, 2012 em torno de 60% da média mundial Fonte: TR InCites, 2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp
  150. 150. Impacto por área em relação à média mundial: 2006-2010 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 150 Fonte: Thomson-Reuters NSI 2010
  151. 151. Articles and their impactBrazil and Spain, 1981-2010 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 151 Fonte: Thomson-Reuters NSI 2010
  152. 152. Impacto em relação à média mundial5 anos de 2005 a 2009 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 152 (Fonte: TR InCites)
  153. 153. Brasil: queda nas cooperações internacionais impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 153
  154. 154. Desafios para a Pesquisa Acadêmica em SP •Proteger o tempo do pesquisador contra tarefas extra- científicas –Apoio institucional –“Grants Management Offices” •Mais cooperação internacional –Projetos em cooperação –Vinda de estudantes, pos-docs e visitantes •Websites bilíngues e estudantes com dominio do inglês –Estágio no exterior para estudantes •Mais recursos federais •Aumento no número de pesquisadores –Pesq. por milhão de habitantes: •Br 660; SP 1.033; Es 2.700; Cor 4.600 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 154
  155. 155. Apoio Institucional ao Pesquisador impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 155 Revista Pesquisa FAPESP, 203 -Janeiro de 2013 http://fapesp.br/7068
  156. 156. Aumentar o impacto intelectual da ciência feita no Brasil •Proteger o tempo do pesquisador contra tarefas extra-científicas –Apoio institucional –“Grants Management Offices” •Desenvolver cooperação internacional •Aumentar a visibilidade e impacto de revistas brasileiras •Estimular a qualidade e o mérito –Valorizar mais as Citações de cada artigo em vez do Fator de Impacto da revista onde sai publicado 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 156
  157. 157. Articles and their ImpactAgricultural Sciences: Brazil and China impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 157
  158. 158. Impacto em relação à média mundial: 2000-2001 e 2010-2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 158
  159. 159. Artigos com co-autoria internacional, São Paulo impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 159
  160. 160. Artigos com co-autoria internacional, São Paulo impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 160 Auxílios FAPESP em Colab. Internacional
  161. 161. Artigos com co-autoria internacional, São Paulo impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 161 Auxílios FAPESP em Colab. Internacional
  162. 162. Bolsas de Mestrado: Prazo Médio e Quantidade de Solicitações impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 162
  163. 163. Evitar: recomendação que não fala da ciência impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 163 O projeto pode ser aprovado. Porem, considerando o estágio profissional/acadêmico do candidato e sua produtividade científico, o orçamento foi julgado elevado. Consequentemente a ..... solicita que o orçamento seja reformulado em tal forma que 1) os itens orçamentarios MPI, MCN e MCI sejam reduzidos por um fator de 30% e 2) os serviços de ..... sejam feitos no Brasil.
  164. 164. Pareceres de assessoria: Cuidados importantes nas CAs •“Projeto tem risco”: muitos bons projetos podem ter risco –Talvez devam ter risco •Excesso de zelo em solicitações pequenas vinculadas a projetos grandes •Avaliação qualitativa mais do que quantitativa –Nova súmula •Informações sobre impacto intelectual, social e econômico de cada trabalho •Links para MyResearcher ID (WoS) e Google MyCitations •Escolha de assessoria -qualificação •Recomendações precisam comentar a qualidade e ousadia da ciência contida na proposta 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 164
  165. 165. Taxa de Sucesso por Modalidade impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 165 Solic. Conc. Tx Suc. Auxílio Pesquisa -Regular 3.313 2.022 61% APR –valor > R$ 300 mil 394 164 42% Auxílio Pesquisa -Jovem Pesquisador 275 88 32% Auxílio Pesquisa -Projeto Temático 154 79 51% Auxílio Pesquisa -PIPE 203 73 36% Auxílio Pesquisa -PITE 78 24 31% AuxílioReunião 1.399 1.006 72% AuxílioOrganização 587 512 87% AuxílioPublicaçãoRegular 374 290 78% AuxilioVisitante 332 280 84% Auxílio Pesquisa -Reparo de Equipamentos 84 71 85% Bolsa no País Iniciação Científica 3.809 2.577 68% Bolsano País Mestrado 3.920 1.863 48% Bolsano País Doutorado 2.462 1.356 55% Bolsa no País Pós-Doutorado 1.629 976 60% Bolsano Exterior Pesquisa 265 194 73% Bolsa no País Doutorado Direto 262 155 59% Total dos Auxílios e Bolsas Listados 19.146 11.566 60%
  166. 166. Análise de propostas •Priorizar a análise do Projeto de Pesquisa –Originalidade –Risco –Ousadia –Impacto intelectual potencial 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 166
  167. 167. Auxilio à escolha de assessores •http://www.bv.fapesp.br/pt/pesquisador/ 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 167
  168. 168. SUMÁRIO impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 168
  169. 169. Pareceres de assessoria: Cuidados importantes nas CAs •“Projeto tem risco”: muitos bons projetos podem ter risco •Excesso de zelo em solicitações pequenas vinculadas a projetos grandes •Avaliação qualitativa mais do que quantitativa –Nova súmula •Informações sobre impacto intelectual, social e econômico de cada trabalho •Links para MyResearcher ID (WoS) e Google MyCitations •Escolha de assessoria -qualificação •Recomendações precisam comentar a qualidade e ousadia da ciência contida na proposta 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 169
  170. 170. EUA: Post-docs x doutorados defendidos impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 170 024681002004006008001000Number of Doctorates granted, 2004 Post-docs per Doctorate granted, 2004
  171. 171. Quantidade de Pós-docs impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 171 PD DR defendi- dos PD/DR defendido Universidades EUA 45.327 38.423 1,2 USP 900 2200 0,4 Unicamp 300 800 0,4 Unesp 140 600 0,2 UFSCAR 60 180 0,3 UNIFESP 70 235 0,3
  172. 172. FAPESP: 1.699 Bolsas PDvigentes em julho, 2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 172
  173. 173. A FAC.MEDICINA DA SANTA CASA NA FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 173
  174. 174. FMSCSP: solicitações e concessões FAPESP, 1992-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 174
  175. 175. FMSCSP: taxa de sucesso global FAPESP, 1992-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 175
  176. 176. FMSCSP: valor concedido FAPESP1992-2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 176
  177. 177. FMSCSP: concessões FAPESP por tipo, 2008-2012 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 177
  178. 178. FMSCSP: pesquisadores com solicitações à FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 178
  179. 179. A PESQUISA EM SÃO PAULO impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 179
  180. 180. R&D expendituresin São Paulo, bysource impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 180 Ano2010 (values in R$) Value(MR$) % %GDP R&D Expenditures 19.758,4 100% 1,64% Federal 2.800,5 14% 0,23% State 4.611,7 23% 0,38% State Higher Education 3.272,2 17% 0,27% State Research Institutes 559,4 3% 0,05% FAPESP 780,0 4% 0,06% Privado 12.346,2 62% 1,03% Business 11.986,9 61% 1,00% Private HigherEducation 359,3 2% 0,03%
  181. 181. Pesquisadores por milhão de habitantes impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 181
  182. 182. Brasil: número de artigos científicos em revistas TR-ISI impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 182 (Source: NSI, 2011)
  183. 183. Articles and their impactBrazil and Argentina, 1981-2010 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 183 Fonte: Thomson-Reuters NSI 2010
  184. 184. Articles and their impactBrazil and China, 1981-2010 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 184 Fonte: Thomson-Reuters NSI 2010
  185. 185. Impacto em relação à média mundial5 anos de 2005 a 2009 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 185 (Fonte: TR InCites)
  186. 186. Acordos internacionaisPor grande Área e por País impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 186 Área Qtd Agráriase Veterinárias 5 Biológicas 26 Saúde 41 Engenharias 33 Exatas 163 Humanase Sociais 30 PAÍS Qtd Valor (R$) ALEMANHA 40 2.485.242 ALEMANHA ESTADOS UNIDOS 1 67.300 ARGENTINA 10 143.669 CANADÁ 8 1.432.382 DINAMARCA 2 2.263.759 ESTADOS UNIDOS 115 4.113.012 FRANÇA 82 4.857.458 FRANÇA E CHILE 1 22.656 FRANÇA E PERU 1 22.656 FRANÇA E URUGUAI 1 22.656 FRANÇA PORTUGAL 1 90.088 FRANÇA, ARGENTINA E CHILE 1 22.656 ISRAEL 5 525.502 PORTUGAL 8 30.480 REINO UNIDO 27 1.528.181 Total 303 17.627.695
  187. 187. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 187
  188. 188. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 188
  189. 189. FAPESP •1947: Constituição Paulista, Art. 123 –"O amparo à pesquisa científica será propiciado pelo Estado, por intermédio de uma fundação organizada em moldes a serem estabelecidos por lei". Determinava ainda: "Anualmente, o Estado atribuirá a essa fundação, como renda especial de sua privativa administração, a quantia não inferior a meio por cento de sua receita ordinária". •1960: Lei autoriza o Poder Executivo a instituir a FAPESP •1962: Decreto 40.132 institui a FAPESP •1989: Constituição Estadual –Artigo 271 -O Estado destinará o mínimo de um por cento de sua receita tributária à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, como renda de sua privativa administração, para aplicação em desenvolvimento científico e tecnológico. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 189
  190. 190. Como se comunicar com a FAPESP“Converse com a FAPESP” impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 190 1 2
  191. 191. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 191
  192. 192. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 192
  193. 193. Bolsa PD: Prazo Médio e Quantidade impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 193
  194. 194. Bolsa DR: Prazo Médio e Quantidade impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 194
  195. 195. Organização de Evento: Prazo Médio para decisão e Quantidade impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 195
  196. 196. Participação em Reunião Científica: Prazo Médio e Quantidade impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 196
  197. 197. A UNESPNA FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 197
  198. 198. UNESP: em valor absoluto todas as áreas crescem; muda a participação relativa impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 198
  199. 199. CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS NA FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 199
  200. 200. FAPESP dispêndios, 2010Por área do conhecimento impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 200
  201. 201. CHS: valor concedido1992-2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 201
  202. 202. CHS: solicitações e concessões1992-2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 202
  203. 203. CHS: taxa de sucesso1992-2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 203
  204. 204. CHS: número de pesquisadores com solicitações a cada ano impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 204
  205. 205. CHS: concessões nas principais instituições impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 205
  206. 206. Palavras-chave CHS1992-1993 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 206
  207. 207. Palavras-chave CHS2010-2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 207
  208. 208. USP: principais unidades solicitantes à FAPESP, 2007-2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 208
  209. 209. FFLCH, USP: solicitações e concessões impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 209
  210. 210. FFLCH, USP: taxa de sucesso impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 210
  211. 211. FFLECH, USP: valor concedido impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 211
  212. 212. FFLCH, USP: número de solicitantes impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 212
  213. 213. FFLCH, USP: principais modalidades FAPESP 2002-2011 2011 Solic. Conc. Solic. Conc. Bolsas IC 660 457 60 42 Bolsas MS 1.292 631 133 79 Bolsas DR+DD 666 396 95 65 Bolsas PD 284 183 61 39 AP Regular 104 74 27 19 AP Tem 37 24 2 1 AP PqVisitante 112 94 11 6 AP Reu. Exterior 272 184 28 20 AP Pub Lvr 441 332 53 40 AP Pol. Pub. 4 2 0 0 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 213
  214. 214. FFLCH, USP: palavras-chave 1992-1993 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 214
  215. 215. FFLCH, USP: palavras-chave2010-2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 215
  216. 216. SP, Dispêndio em P&DComparação internacional impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 216 Total Empresas
  217. 217. Brasil EUA Doutorados Num Prof. DR/Prof. USP 2.244 5.434 0,41 Unicamp 871 1.743 0,50 U. CA, Berkeley 856 2.028 0,42 U. TX Austin 821 2.500 0,33 Unesp 805 3.554 0,23 U. WI Madison 740 2.033 0,36 U. IL Urbana-Champaign 735 3.081 0,24 U. CA, Los Angeles 724 4.016 0,18 OH State U. main campus 719 5.272 0,14 U. MI Ann Arbor 716 n.d. n.d. U. MN Twin Cities 690 4.088 0,17 U Florida 674 n.d. n.d. PA State U. main campus 658 4.049 0,16 Stanford U. 638 1.878 0,34 U. Maryland 614 n.d. n.d. MIT 599 1.725 0,35 Purdue U. main campus 597 1.918 0,31 Texas A&M U. 594 n.d. n.d. Doutorados por instituiçãoBrasil e EUA impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 217
  218. 218. SP: 2ª maiorproduçãocientíficanaA.Latina(2008) impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 218
  219. 219. Artigos ISI por cientista, 2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 219
  220. 220. Pesquisadores por milhão de habitantes impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 220
  221. 221. Artigos publicados: Universidades impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 221 (Fonte: TR InCites)
  222. 222. Dados das universidades comparadoras impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 222 Institution Faculty Ugrads Grads Expend. (BUS$) PIERRE & MARIE CURIE UNIV -PARIS 6 5.820 RUTGERS STATE UNIV 4.150 42.300 14.500 1,867 STATE UNIV CAMPINAS 1.750 17.083 19.718 0,966 UNIV AUTONOMA MADRID 2.454 21.519 4.637 UNIV CALIF BERKELEY 2.082 25.540 10.298 1,790 UNIV CALIF IRVINE 1.100 21.976 5.605 1,967 UNIV POLYTECH MADRID 3.359 33.298 2.133 UNIV VIRGINIA 2.277 14.445 6.604 1,178 UNIV SAO PAULO 5.865 57.300 26.568 2,000
  223. 223. O desafio do impacto impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 223 (Fonte: TR InCites)
  224. 224. Impacto em relação à média mundial5 anos de 2005 a 2009 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 224 (Fonte: TR InCites)
  225. 225. O que afeta o impacto? Um fator: co-autoria internacional impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 225 Dados: SCIMAGO SIR, 2010; 2834 entidades de 89 países
  226. 226. Impacto x co-autoria internacionalUniversidades impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 226 Dados: SCIMAGO SIR, 2010; 1847 universidades de 87 países
  227. 227. Impacto x Co-autoria internacionalUniversidades do slide 66 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 227
  228. 228. FAPESP is actively seeking foreign scientists impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 228
  229. 229. Opportunities for foreign scientists in SP: Post-doctoral fellowships •Three year duration (5 years in some cases) –Brazilian or Foreign –Stipend and Travel for awardee and family –Support for moving and installation –Plus 15% fo research incidentals (travel, small equip.) •1,313 proposals, 779 concessions in 2010 –56% success rate –1,453 fellowships paid last month •Find opportunities –Open positions at http://www.fapesp.br/oportunidades/en/ –Or contact a supervisor to submit a proposal 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 229
  230. 230. Opportunities for foreign scientists in SP: Young Investigator Awards •4 years grant –Fellowship for PI –Equipments –Consummables –Travel –Fellowships for students •2,100 proposals, 753 concessions since 1996 –219p/78c in 2009 •Info at http://www.fapesp.br/en/4479 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 230
  231. 231. Opportunities for foreign scientists in SP: Visiting Researcher •2 weeks to 12 months –Fellowship commensurate to experience and to university salaries in SP –Travel •262 proposals/213 concessions in 2010 –4 per week 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 231
  232. 232. Opportunities for foreign scientists: SP Excellence Chairs •Directed at top notch scientists –Will associate to an organization in SP for more than 12 weeks (non-consecutive) per year for 3-5 years –Salary paid by the research organization in SP •Plus administrative and management support –Will lead a research project with at least one post-doc (Brazilian or not) funded by FAPESP •FAPESP funding through peer-review –Budget request includes equipment, consummables, fellowships for undergrads, doctoral, postdocs, travel –FAPESP sucess rate: 40%-60% 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 232
  233. 233. FAPESP: pesquisa para o desenvolvimento de SP e do Brasil impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 233
  234. 234. Alguns programas •Programas de Bolsas •Programa CEPID: 11 anos de duração, 11 vigentes •Projetos Temáticos: 5 anos de duração, 423 vigentes •Auxílios a Pesquisa Regulares: 2 anos de duração, 3,682 vigentes •Pesquisa em Parceria para Inov. Tecnológica (PITE): 76 vigentes; 105 concluídos •Pesquisa em Pequenas Empresas (PIPE): 102 vigentes; 862 concluidos •Bioenergia (BIOEN): 52 projetos vigentes •Mudanças Climáticas Globais (PFPMCG): 18 projetos vigentes •Biodiversidade (BIOTA): 44 vigentes/77 concluidos •Infraestrutura de Pesquisa –RT Parte Institucional –Equipamentos Multi Usuários –FAP Livros –Acervos e Coleções Biológicas 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 234
  235. 235. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 235
  236. 236. Co-autoria internacional: 1998-2008Royal Society, March 2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 236
  237. 237. Co-autoria internacional: 1998-2008Royal Society, March 2011 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 237
  238. 238. Colaboração Internacional: países impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 238 PAÍS Qtd Valor (R$) ALEMANHA 39 1.511.205 ARGENTINA 20 0 CANADÁ 12 1.121.656 ESTADOS UNIDOS 106 3.879.470 FRANÇA 85 3.226.023 PORTUGAL 8 30.480 REINO UNIDO 20 123.657 FRANÇA PORTUGAL 1 60.697 ALEMANHA ESTADOS UNIDOS 1 67.300 FRANÇA E PERU 1 22.656 FRANÇA E CHILE 1 22.656 FRANÇA, ARGENTINA E CHILE 1 22.656 FRANÇA E URUGUAI 1 22.656 Total 296 10.111.111
  239. 239. Apoio à Infraestrutura de Pesquisa em São Paulo •Apoio à Infraestrutura de Pesquisa –Reserva Técnica Institucional •IB USP: R$ 3 milhões em 2010-2011 –Rede ANSP –FAPLivros –Centros Depositários e Coleções Biológicas –Equipamentos Multiusuários •De 2005 a 2010: dispêndios de R$ 283 milhões •Concessões em 2010: R$ 316 milhões 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 239
  240. 240. Centros Depositários e Coleções, EMU e FAPLivros •Concessões em 2010 •EMU –Laboratórios Multiusuários Centralizados (Facilities) –Entrevistas com Pesq. Responsáveis e Dirigentes para garantir pessoal e infraestrutura de apoio 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 240 Subprograma Valor FAPLivros (175 projetos; 211 mil livros) 29 milhões Centros Depositários (Museus, Arquivos, Bio; 39 projetos) 24 milhões Equipamentos Multiusuários (118 projetos) 183 milhões
  241. 241. Centros Depositários, Acervos e Coleções Biológicas •Museu de Zoologia da USP •Coleções de obras raras USP, Unicamp e Unesp •Museu Paulista, USP •Arquivo do Estado de São Paulo •Herbário do Estado •.......... •Mais outros 34 projetos 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 241 Return
  242. 242. Centros de Pesquisa Inovação e Difusão, CEPID; 2011 •Chamada de Propostas lançada em 23/05/2011 –Datas limite •FASE 1, Pré-propostas: até 15/08/2011 •FASE 2, Propostas completas (para os selecionados na FASE 1): 30/12/2011 •Propostas de pesquisa ousadas, complexas, alto impacto mundial e regional, equipes competitivas internacionalmente (e internacionais) •Recursos –R$ 495 milhões para 11 anos (estima-se 15 CEPIDs) 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 242
  243. 243. A UNICAMP NA FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 243
  244. 244. UNICAMP: quantidade de solicitações iniciais à FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 244
  245. 245. UNICAMP: solicitações e concessões FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 245
  246. 246. UNICAMP: taxa de sucesso na FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 246
  247. 247. UNICAMP: valor concedido anualmente FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 247
  248. 248. UNICAMP: número de pesquisadores com solicitações à FAPESP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 248
  249. 249. FAPESP: solicitantes por entidade, 1992- 2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 249
  250. 250. UNICAMP: principais modalidades impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 250
  251. 251. Financiamento à Pesquisa na UNICAMP, 2010 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 251
  252. 252. Busca de maior impacto: Biology and Biochemistry impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 252 (Fonte: TR InCites)
  253. 253. Doctoral degreesUSP, Unicamp and UNESP, 2009 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 253 U.S. and SP universities that graduate more than 700 PhDs per year Brasil EUA Doutorados Num Prof. USP 2.244 5.434 Unicamp 871 1.743 U. CA, Berkeley 856 2.028 U. TX Austin 821 2.500 Unesp 805 3.554 U. WI Madison 740 2.033 U. IL Urbana-Champaign 735 3.081 U. CA, Los Angeles 724 4.016 OH State U. main campus 719 5.272 U. MI Ann Arbor 716 n.d. EUA 2008: S&E Doctorate Awards, 2008, Table 3. USP, Unesp e Unicamp: 2009
  254. 254. FAPESP: Todos os Institutos EstaduaisSolicitações e Concessões impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 254
  255. 255. Número de solicitantesTodos os Institutos Estaduais impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 255
  256. 256. FAPESP: Número de solicitaçõesInstitutos Estaduais impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 256
  257. 257. FAPESP: Todos os Institutos EstaduaisTaxa de aprovação impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 257
  258. 258. FAPESP: taxa de sucesso global impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 258
  259. 259. FAPESP: Todos os Institutos EstaduaisValor concedido anualmente impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 259
  260. 260. Rising impact, especially in Sao Paulo impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 260
  261. 261. JAMA, 11 de Abril de 2007 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 261
  262. 262. Bolsas de Mestrado em SP: 1995 -2007 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 262 Mestrado02.0004.0006.0008.00010.000Fapesp6251.4282.351Capes3.8763.2253.313CNPq3.9912.3712.625199520052007
  263. 263. Bolsas de Doutorado em SP: 1995-2007 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 263 Doutorado02.0004.0006.0008.00010.000Fapesp4852.3052.651Capes2.0993.4013.383CNPq2.5892.5132.816199520052007
  264. 264. Bolsas de Pós-doutorado em SP: 1995 -2007 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 264 Pós-doutorado05001.0001.500Fapesp828091.115Capes0CNPq59191307199520052007
  265. 265. Número de Cientistas por 1.000 Habitantes impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 265 0,000,501,001,502,002,503,003,504,004,50AustráliaCanadáCoréia do SulIrlandaEspanhaChileArgentinaSão PauloBrasilMéxicoNúmero de Cientistas por 1000 Habitantes, 2003
  266. 266. Dispêndio Federal em P&D: muito maior fora de SP impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 266
  267. 267. FAPESP: número de solicitantes impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 267
  268. 268. Apoio federal e produção científica: São Paulo, 1992 -2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 268 Financiamento Público à Pesquisa (total: inclui agencias, univ e inst. Pesq.) •Brasil menos SP –Federação 69% –Estados31% (dado MCT 2007) •São Paulo –Federação34% –Estado66% (dado preliminar para 2008)
  269. 269. SP: 50% da ciência brasileira; <26% dos recursos federais impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 269 Participação paulista 2007 Porcentagem de Doutores em pesquisa 30% Indicadores de resultado Porcentagem dos artigos científicos no SCI 52% Porcentagem de doutores formados 48% Porcentagem de Mestres formados 31% Indicadores de investimento Porcentagem de recursos do CNPq 26% Porcentagem de recursos da CAPES 19% Porcentagem de recursos da FINEP 18%
  270. 270. Modeling Amazon self-healing impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 270 Will the forest reclaim land deforested to pasture? Research by Carlos Nobre and colleagues, INPE Original Amazon cover Savannah type cover Shrubland (caatinga) Oyama and Nobre, GRL 2003 e Salazar, Oyama and Nobre, GRL 2007 Sampaio et al.,GRL 2007
  271. 271. Can the Amazon always heal itself? impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 271 20% deforestation to pasture Self-healing when pastures abandoned
  272. 272. No self-healing above 50% deforestation –threshold at 40% impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 272 50% deforestation to pasture Noself-healing when pastures abandoned Sampaio et al.,GRL 2007
  273. 273. Escola SP de Ciência Avançada •São Paulo Courses on Advanced Science Topics (SPCAST) –2 semanas –Até 100 estudantes (final DR e final Grad.) •>50% estrangeiros –Professores estrangeiros e locais •Cientistas destacados internacionalmente –Vistas e programa experimental quando for o caso 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 273
  274. 274. Infraestrutura: Equipamentos Multiusuários •R$ 70 milhões •Deadline: 30 de outubro •EMUs e Facilities (Lab MU Centralizados) •Contrapartida institucional –Técnicos, espaço, manutenção, Plano institucional de gestão e compartilhamento 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 274
  275. 275. Infraestrutura: FAPLivros •R$ 25 milhões •Deadline: 18 de novembro •Livros, e-books e publicações em outras mídias, destinados à pesquisa científica e tecnológica •Bibliotecas –Unidades com pesquisadores vinculados a solicitações de qualquer natureza apoiadas pela FAPESP no período de 2003 a 2009 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 275
  276. 276. FAPESP, CNPq e CAPES em São Paulo impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 276
  277. 277. Doutorados defendidos/Número total de docentes impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 277
  278. 278. FAPESP: solicitantes por área do conhecimento, 1992-2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 278
  279. 279. FAPESP: solicitantes por entidade, 1992- 2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 279
  280. 280. FAPESP: solicitantes por entidade, 1992- 2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 280
  281. 281. Brasil: Arrefecimento na formação de Doutores 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 281 0 2.000 4.000 6.000 8.000 10.000 12.000 1975 1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010 Doutorados por ano +16% a.a. +4% a.a.
  282. 282. Doutores formados em relação aos EUA impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 282 0% 5% 10% 15% 20% 25% 1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010 DR formados BR/EUA
  283. 283. Esforço estadual para apoio à P&D, 2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 283 Estados com mais de 0,5% Fonte: MCT, Indicadores em 26/01/2009
  284. 284. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 284 Ações recentes FAPESPI) Redução do Microgerenciamento •Reduzir o microgerenciamento –Bolsas TT como parte do orçamento dos Auxílios –Prazo inicial para Bolsas PD aumentado para 24 meses –Bolsas IC como parte do orçamento de Projetos Temáticos –Recursos para participação em Eventos Científicos como parte do orçamento de Auxílios –Eliminação de prévia autorização para uso da RT nos itens previstos, inclusive participação de estudantes em eventos (com artigo) e compra de notebook –Eliminação do exame de proficiência em língua estrangeira para Auxílios Reunião –Eliminação do Relatório Científico de 18 meses em Bolsas MS –Eliminação do RC semestral no último ano de Bolsas DR e DD
  285. 285. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 285 Ações recentes FAPESPII) Aumento do investimento •Aumento das quotas e valores das bolsas •Aumento dos valores dos Benefícios Complementares –RT (incluindo BCs) em todas as modalidades •Bolsas PD e IC adicionais nos Temáticos •Incentivo a Pós-docs -RT •Obtenção de recursos de empresas para investimento em pesquisa nas universidades e institutos de pesquisa –Ênfase em bolsas –Dedini: 50MR$; Braskem: 25MR$; PadTec: 20MR$; Oxiteno/BNDES: 4,5MR$; Ci&T: 1,8MR$; Microsoft Research 1MR$;
  286. 286. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 286 Ações recentes FAPESPIII) Eficiência no uso dos recursos •Reserva Técnica: Parte para Infra-estrutura Institucional + Parte ANSP –Sujeitas a Plano aprovado pela Congregação e Colegiado de Informática ou Conectividade •2007: R$ 23.912.616 + R$ 2.719.724 •2008: R$ 29.703.584 + R$ 3.123.538 –USP: R$ 13.575.051 + R$ 1.506.988
  287. 287. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 287 Ações recentes FAPESPIV) Qualidade na análise e atendimento •Procedimentos documentados e visíveis •Transcrição de pareceres na íntegra •Aumento do número de membros das CA’s –CA’s: 50 88 membros •Criação da posição de Diretor de Área –Acompanhamento, interação c. pesq. e assessoria •Decisões progressivamente colegiadas nas CA’s –Sessões de AC para Temáticos e JP •Respostas a TODAS as consultas e reclamações –Serviço Converse, expedientedc@fapesp.br, DirCien e DA’s
  288. 288. CAPES, CNPq e FAPESP: Investimentos em SP, 2007 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 288 Investimento em Pesquisa em SP, 2007: CAPES, CNPq, FAPESP Bolsas no País Bolsas no Exterior Auxílios à Pesquisa Total CAPES 113.658.482 23% 25.715.787 73% 0 0% 139.374.269 14% CNPq 208.279.000 42% 5.634.000 16% 96.590.000 21% 310.503.000 31% FAPESP 179.531.815 36% 3.653.970 10% 358.827.352 79% 542.013.137 55% 501.469.297 100% 35.003.756 100% 455.417.352 100% 991.890.405 100%
  289. 289. CAPES, CNPq e FAPESP: Investimentos em SP, 2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 289 Investimento em Pesquisa em SP, 2008: CNPq, FAPESP; CAPES 2007CAPES113.658.48220%25.715.78782%00%139.374.26913% CNPq225.934.23140%1.570.2215%61.484.65913%288.989.11027% FAPESP219.841.96839%4.124.95913%413.889.87187%637.856.79860% Soma559.434.681100%31.410.966100%475.374.530100%1.066.220.177100% Bolsas no PaísBolsas no ExteriorAuxílios à PesquisaTotal
  290. 290. Auxílio à Pesquisa e Bolsas de Iniciação •Auxílio Regular à Pesquisa –Pesquisador com alguma experiência, doutor –Projetos de pesquisa –Recursos para: •equipamentos, •viagens científicas, •materiais, •bolsas de apoio técnico •Bolsas de Iniciação Científica –Para estudantes de graduação –Com orientador experiente em pesquisa 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 290
  291. 291. Pesquisa em Políticas PúblicasPesquisa com o Ensino Público •Pesquisa aplicada a políticas públicas e ao ensino público •diagnósticos que identifiquem obstáculos e dificuldades enfrentados na área da ação social do poder público, estadual ou municipal, -formulação de políticas que respondam a necessidades sociais existentes no Estado de São Paulo. •análises sobre formas de gestão originais e políticas públicas inovadoras, que subsidiem a formulação de políticas públicas criativas e adequadas ao Estado de São Paulo. •elaboração de metodologias padronizadas e acessíveis de avaliação de políticas públicas, inclusive mediante a transferência de tecnologias apropriadas. •sistematização, disseminação, avaliação e balanço dos trabalhos acadêmicos que acumularam conhecimento nas áreas de atuação pertinentes às políticas públicas, bem como a divulgação das experiências passadas bem sucedidas. •Apoiar pesquisas que tenham como objetivo contribuir para a melhoria da qualidade de ensino público no Estado de São Paulo. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 291
  292. 292. Fapesp: apoio a Jovens Pesquisadores •Destina-se a possibilitar a criação adequada de oportunidades para jovens pesquisadores de grande potencial, de preferência em centros emergentes de pesquisa, favorecendo a nucleação de novos grupos e a descentralização do sistema estadual de pesquisa. •O apoio é dado na forma de concessão de Auxílio a Pesquisa. Aos jovens pesquisadores ainda sem vínculo empregatício com a instituição na qual desenvolvem a pesquisa é concedida Bolsa de Jovem Pesquisador. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 292
  293. 293. Novas políticas FAPESP •Acesso Aberto à ciência produzida com apoio da FAPESP (11/6/2008) –Repositório Scielo –Todos os artigos aceitos, cf. política da revista escolhida pelo pesquisador •Propriedade Intelectual (11/6/2008) –Instituição com NIT qualificado será Titular •FAPESP receberá % dos ganhos econômicos se houver 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 293
  294. 294. Reserva Técnica passa a incluir Benefícios Complementares •Reserva Técnica é composta de três partes –Benefícios Complementares –Parcela para custos de infra-estrutura direta do projeto –Parcela para custos de infra-estrutura institucional de pesquisa •Abrangência –Temáticos e JP (BC 12) e agora também: Auxílio Regular, Pesquisa em Políticas Públicas e Pesquisa para Melhoria do Ensino Público (BC 8) 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 294
  295. 295. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 295 Investimento FAPESP : Pesquisa com vista a Aplicações 010.000.00020.000.00030.000.00040.000.00050.000.000199619982000200220042006Parques Tecnológicosdo Est. de São PauloPolíticas PúblicasConsitecPAPI/NuplitecPIPEPITE
  296. 296. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 296 Produção de Etanol: cana, sacarose e hidrólise de celulose Sugarcane Research (2001-2005) 556 366 345 228 204 48 0 100 200 300 400 500 600 Brazil São Paulo State USA Australia India China Cellulose or Lignine Hydrolysis Research (1990-2005) 155 42 36 18 13 6 2 3 0 30 60 90 120 150 180 USA Canada Japan India China Brazil São Paulo State Australia Brasil: vantagem em conhecimento sobre a cana Brasil: desafio em conhecimento sobre o processo de hidrólise
  297. 297. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 297 •KyaTera: Terabit/s stable network –27 laboratories (14 EE, 4 CS, 4CE, 3 Phys., 1 ME, 1 Biomed. Eng.), >100 PhD’s •E-learning –15 laboratories, > 60 PhD’s •Content incubator –Foster cooperative software development –Open source software –54 research groups as users TIDIA: three projects http://www.tidia.fapesp.br/portal-en
  298. 298. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 298 Pesquisa Básica ou Pesquisa Aplicada? •Pesquisa Purax Pesquisa Impura??!! •Pesquisa BásicanãopodeterAplicação?? •Pesquisa Aplicadanãopodeser Básica?? Pesquisa Básica Pesquisa Aplicada
  299. 299. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 299 O Quadrante de Pasteur(D. Stokes, 1997) Pasteur (50%) Edison (22%) Bohr (27%) Relevânciaparaaplicaçõesimediatas Relevânciaparao avançodo conhecimento
  300. 300. 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 300 Reajuste no valor das bolsas Modalidade Valor Jan 2005 Valor a partir de Fev, 2006 IC 330,00 396,00 MS-I 970,00 1.164,00 MS-II 1.030,00 1.236,00 DR-I 1.430,00 1.716,00 DR-II 1.770,00 2.124,00 DD-1 970,00 1.164,00 DD-2 1.030,00 1.236,00 DD-3 1.430,00 1.716,00 DD-4 1.770,00 2.124,00 PDBR 4.203,14Reajustado 4.203,14 em 05/2004
  301. 301. Programas PITE, PIPE, PPP e PAPI, 1996 a 2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 301 010.000.00020.000.00030.000.00040.000.00050.000.00060.000.00070.000.00080.000.0001.9961.9971.9981.9992.0002.0012.0022.0032.004200520062.0072008Apoio a Propriedade Intelectual/PAPI - NUPLITECPesquisa Inovativa em Pequenas Empresas, PIPEPesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica, PITEPesquisa em Políticas Públicas, PPP
  302. 302. Bolsas: solicitações analisadas e concessões, 2000-2007 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 302 ModSituação20002001200220032004200520062007ICSolicitações2.8283.1613.2833.0813.4423.4213.7904.067Concessões1.8721.8791.8761.8542.2622.2392.5412.592% conc.66%59%57%60%66%65%67%64% MSSolicitações2.8582.7663.0673.0683.1543.1353.6444.630Concessões1.6927027777588258421.3051.457% conc.59%25%25%25%26%27%36%31% DRSolicitações1.9681.9281.7391.7641.8251.5941.8061.768Concessões1.265680620606487550743787% conc.64%35%36%34%27%35%41%45% DDSolicitações358390597479346360307Concessões143236345253214226175% conc.33%74%61%58%53%62%63%57% PDSolicitações5037287419241.0871.2361.3261.208Concessões375491433448397442621567% conc.75%67%58%48%37%36%47%47%
  303. 303. Pós-graduação em São Paulo Variações entre 1995 e 2006 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 303 Variações entre 1995 e 2006 Mestrado Doutorado Crescimento nas matrículas (1) 53% 94% Crescimento no número de solicitações de bolsa à Fapesp 357% 283% Crescimento no número de bolsas Fapesp vigentes 191% 313% Crescimento no núm. de bolsas concedidas no ano 131% 172% Unifesp - comunicação pessoal Matrículas na USP, Unicamp e Unesp, segundo os respectivos Anuários 0 5.000 10.000 15.000 20.000 25.000 30.000 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006 2008 Mestrado Doutorado
  304. 304. Coordenação CHS CHS I: Antropologia, Arqueologia, Ciência Política, Direito, Filosofia, Geografia, História, Sociologia CHS II: Artes, Ciência da Informação, Comunicação, Letras e Linguística CHS III: Educação, Psicologia e Serviço Social AntonioCarlosRobertMoraes, FFLCH,USP GuitaGrinDebert,IFCH, UNICAMP IdaLewkowicz,FHDSS,UNESP LuisVirgílioAfonsodaSilva, FaculdadedeDireito,USP MarceloSiqueiraRidenti,IFCH, UNICAMP RicardoRibeiroTerra,FFLCH,USP TulloVigevani,FFC,UNESP Jorge Sidney Coli Júnior, IFCH, UNICAMP Marisa Philbert Lajolo, FFLE, MACKENZIE Norval Baitello Junior, PUC SP Roberto Gomes Camacho, IBLCE, UNESP Ana Luiza Bustamante Smolka, FE, UNICAMP Deisy das Graças de Souza, FFCL, USP Latife Yazigi, EPM, UNIFESP Marília Pontes Sposito, FE, USP 08/12/2014 304
  305. 305. Bolsas de Iniciação Científica em SP: 1995 -2007 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 305 Iniciação Científica02.0004.0006.0008.00010.000FapespCapesCNPqFapesp1.0022.4902.830Capes00CNPq3.6984.1594.712199520052007
  306. 306. Orçamento 2009 Classificação por Função 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 306  APA + FRH: 87%  PAP inclui: – Biota – PITE – PIPE – PAPI – Políticas Públicas – Ensino Público – Mídia Ciência – TIDIA Valor % Formação de Recursos Humanos FRH 253.013.600 33% Apoio à Pesquisa Acadêmica APA 404.795.859 54% Pesquisa com vistas a Aplicações PAP 97.894.573 13% Total 755.704.032 100%
  307. 307. Bolsas de Pós-doutorado, Por área31/03/2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 307 050100150200250300SAUDEBIOLOGIAENGENHARIACIENCIAS HUMANAS E SOCIAISQUIMICAFISICAAGRONOMIA E VETERINARIAMATEMATICA E ESTATISTICAGEOCIENCIASCIENCIA E ENGENHARIA DA COMPUTACAOARQUITETURA E URBANISMOASTRONOMIA E CIENCIA ESPACIALECONOMIA E ADMINISTRACAOINTERDISCIPLINARBolsas vigentes em 31/03/2008, PD
  308. 308. Bolsas: Taxas de aprovação1994 -2005 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 308
  309. 309. Bolsas: Taxas de aprovação1994 -2008 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 309
  310. 310. Taxas de aprovação1994 -2005 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 310 % de atendimento0% 20% 40% 60% 80% 100% 199219941996199820002002200420062008ICMSDRPD
  311. 311. Taxas de aprovação1994 -2007 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.p 08/12/2014 ptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 311 % de atendimento0% 20% 40% 60% 80% 100% 199219941996199820002002200420062008ICMSDRPD
  312. 312. Principais concessões FAPESP na UNESP, 2003 a 2007 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 312
  313. 313. Apoio federal e produção científica: São Paulo, 1992 -2007 impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 313 Financiamento Público à Pesquisa •Brasil menos SP –Federação 68% –Estados32% (dado MCT 2005) •São Paulo –Federação23% –Estado76% (dado preliminar para 2006)
  314. 314. impacto-artigos-autores-sp-brasil-08/12/2014 20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 314 Valor desembolsado por Função1996-2008 0100200300400500600700 1.9961.9971.9981.9992.0002.0012.0022.0032.004200520062.0072008 Valor desembolsado (Milhões de R$) PAPAPAFRH
  315. 315. Biodiversity Virtual InstituteBIOTA •A network of 200+ scientists •Characterize the biodiversity of the State of São Paulo, and define mechanisms for its conservation and sustainable use –Study and disseminate data, information, and knowledge about São Paulo’s biodiversity and its importance. –Increase public and private organizations’ capacity in managing, monitoring and using biodiversity. –Promoting informed decisions •http://www.biota.org.br/ 08/12/2014 impacto-artigos-autores-sp-brasil-20141202.pptx; © C.H. Brito Cruz e Fapesp 315

×