Como História, Ciências, Saúde – Manguinhos tem reagido aos
desafios e inovações propostas à publicação científica no sécu...
Estratégias
• Captação de recursos com fontes alternativas – convênios internacionais (Fundação
Wellcome Trust e British A...
• Tentativa de criação de espaços comuns de trocas de
experiência entre editores e de discussão de pontos
como profissiona...
HISTÓRIA, CIÊNCIAS, SAÚDE
— MANGUINHOS, vol. 23
Cenário futuro: desafios e estratégias
• Tarefa de convencimento instituci...
Iniciativas de história, ciências, saúde – manguinhos frente aos desafios da publicação científica no século XXI  - André ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Iniciativas de história, ciências, saúde – manguinhos frente aos desafios da publicação científica no século XXI - André Felipe C da Silva

58 visualizações

Publicada em

A VI Reunião Anual do SciELO dará seguimento à disseminação e avaliação dos avanços alcançados das linhas prioritárias de ação em prol da profissionalização, internacionalização e sustentabilidade financeira dos periódicos e da coleção SciELO como um todo que o programa vem promovendo nos últimos anos.

Estas linhas de ação envolvem o aperfeiçoamento das políticas e da gestão editorial com ênfase na transparência, controle de qualidade, eficiência e eficácia dos processos que envolvem a comunicação da pesquisa. Os Critérios SciELO de Indexação, atualizados há dois anos, em setembro de 2014, incorporaram na avaliação para ingresso e permanência dos periódicos na coleção o controle e seguimento sistemáticos da adoção das recomendações das linhas prioritárias de ação.

Uma dimensão importante das linhas prioritárias de ação e, portanto, dos Critérios SciELO Brasil é a sintonia com os avanços e inovações internacionais como um fator essencial para aumentar de forma sustentável a relevância e presença internacional dos periódicos de qualidade publicados no Brasil.

O programa da VI Reunião Anual do SciELO combinará a discussão dos avanços e desafios que enfrentam a profissionalização, internacionalização e sustentabilidade financeira dos periódicos e da coleção com a discussão das tendências internacionais de renovação da comunicação científica, com destaque para a celeridade na publicação dos artigos.

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
58
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Iniciativas de história, ciências, saúde – manguinhos frente aos desafios da publicação científica no século XXI - André Felipe C da Silva

  1. 1. Como História, Ciências, Saúde – Manguinhos tem reagido aos desafios e inovações propostas à publicação científica no século XXI? • Aspecto Geral: sustentabilidade como requisito para profissionalização e internacionalização. • Especificidade do nosso periódico: apoio da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Profissionalização – concursos para postos específicos ligados à publicação científica. • Desafio atual: estrangulamento financeiro. Como responder de forma criativa, coordenada e sustentável a um cenário de restrição financeira – sem respostas definitivas, compartilhamento de algumas experiências bem-sucedidas e outras de resultado ainda incerto.
  2. 2. Estratégias • Captação de recursos com fontes alternativas – convênios internacionais (Fundação Wellcome Trust e British Academy) e nacionais (convênio IPEA para investimento nas mídias sociais) • Acompanhamento dos editais de agências de fomento. • Colaboração de autores para arcar com custos de versão de artigos para o inglês. • Ação coordenada de publicações por meio de iniciativas institucionais (Fórum de Periódicos da FIOCRUZ, criado em 2014 – tentativa de coordenação e otimização de processos editoriais, intercâmbio de experiências e racionalização de custos. • Investimento nas redes sociais: índices alternativos, estreitamento de laços com o público leigo e especializado. • Incremento da internacionalização: versão de artigos para o inglês, corpo editorial e pareceristas estrangeiros, convênios e parcerias internacionais. Também como resultado da internacionalização efetiva da comunidade acadêmica que publica na revista. • Agilização do processo editorial: publicação de Ahead of Prints (AHOPS), sistema de submissão online ScholarOne, aumento do porcentual de rejeição, sempre que possível, na porta de entrada.
  3. 3. • Tentativa de criação de espaços comuns de trocas de experiência entre editores e de discussão de pontos como profissionalização, financiamento, divulgação científica e internacionalização. • Workshop “Desafios de revistas interdisciplinares: experiências do Reino Unido, Brasil e América Latina em história, ciências sociais e humanidades” em 22, 23 e 24 de junho de 2016, resultado de convênio de História, Ciências, Saúde — Manguinhos com o periódico britânico Journal of Latin American Studies e financiamento da British Academy. • Participação em fóruns nacionais e internacionais em debates sobre publicações científicas (ABEC 2016, SBHC, 2016, LASA 2017, Congresso Internacional de História das Ciências, 2017). HISTÓRIA, CIÊNCIAS, SAÚDE — MANGUINHOS
  4. 4. HISTÓRIA, CIÊNCIAS, SAÚDE — MANGUINHOS, vol. 23 Cenário futuro: desafios e estratégias • Tarefa de convencimento institucional, político e cultural sobre a relevância das publicações científicas. • Criação de redes de editores: ação articulada e intervenção junto às agências de fomento e instituições. • Internacionalmente: importância da qualidade da produção científica de países em desenvolvimento e, por extensão, de suas publicações. Contraposição à lógica privatista que avança nas instâncias de produção acadêmica pela defesa de um compromisso ético, cultural e político com a ciência pública, acessível aos segmentos sociais que a financiam e de qualidade.

×