Favela: Discriminação e Violência no Orkut

719 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
719
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Favela: Discriminação e Violência no Orkut

  1. 1. Favela: Discriminação e Violência no Orkut Letícia Ribeiro Schinestsck Universidade Católica de Pelotas UCPEL Jornalismo
  2. 2. Violência“O homem e a mulher perdem seus direitos eprivilégios, que desconheciam como tais, maspassam a ter a consciência de que as relaçõesentre eles e Deus não eram entre iguais, mas entresemelhantes, o que permitia existir o subordinadoe o subordinador.” (ODÁLIA, N. 1985 p.30)Violência Explícita e Violência Implícita (AMORETTI,1992)
  3. 3. Preconceito x Discriminação“Atitude de um sujeito que viola os atributos e osqualificativos em relação ao outro sujeito, estabelecendoo funcionamento cognitivo e os contactos perceptivos deforma equivocada, cindida e traumática; portanto, pondosempre à prova (ou derrotando) as capacidades e osrecursos simbólicos do outro.”(TAUSSIG, 1993 p.61)Sociedade em rede (CASTELLS, 1999)Mudanças de suporte de informação
  4. 4. Comunidade Membros Descrição Tópicos Tópicos Postagens Postagens analisados analisadasFrom Favela 886 “agenti 19 1 65 2 pudemo até ce da favela, mais agenti temo style morô.”Característica de 3.140 Características: 18 1 235 2um favelado 5:Editam foto no paint 6:USAM CAMISA POLO LISTRADA 7:entra no quartel compra uma moto e vira moto- taxi 8:usam camisas do CHELSEA. 9:TODOS ELES SAO MAGROS E ANDAM COM O PEITO EMPENADOSou Favela, sou 2.873 “Comunidade ant 3 1 194 2disposição playbooy. So pra favela
  5. 5. Títulos e Descrição• From Favela: ironia, escrita errada, palavras estrangeiras, construção do outro• Características de um favelado: violência explícita, discriminação, redução do indivíduo, generalização• Sou favela, sou disposição: defesa, delimitação de espaços,violência silenciosa, preconceito e discriminação
  6. 6. Tópicos e Postagens• From Favela• Frases de um frajelado• Violência silenciosa, subordinado e subordinador, discriminação negativa, flageloOs que vivem na favela são iguais entre si, como ocorpo unicelular ou a colônia de células iguais, masdiferente dos demais. Assim, formam o grupo dosmiseráveis, castigados e desamparados pelo Estado
  7. 7. Tópicos e Postagens• Julgamento, violência explícita, discriminação, subordinado e subordinadorExpressões mais usadas: é noix (6), banho de solna laje (4) e churrasquinho de gato (3)
  8. 8. Tópicos e PostagensCaracterísticas de um favelado• vocees Sao td bando De beestaSubordinado e subordinador, violência explícita,humilhação, discriminação, preconceito, hierarquia
  9. 9. Os pronomes possessivos e pessoais utilizados na construçãoda frase sugerem um antagonismo existente. Se trata do queos „nossos „ pais construíram e o que „vocês‟ querem usufruir.Assim, uma colocação se opõe a outra, delimitando bem adivisão de papeis. O próprio termo „se toca meu filho‟ propõe arelação entre sujeito violentado e sujeito-objeto violento. Ondehá uma hierarquia instaurada de acordo com os própriosusuários.
  10. 10. Tópicos e Postagens• Vale salientar que das 235 postagens do tópico analisado, 16 chamaram estes indivíduos de ladrões, 13 comentaram a escrita errada, 11 citaram a educação e nove avaliaram como pessoas que não trabalham e ficam só pedindo dinheiro. Uma expressão relevante e que não tinha muita relação com o tópico apareceu oito vezes nas conversações. Foram frases em que os usuários disseram que a mulher da favela tem cabelo duro e por isso anda com creme escorrendo.
  11. 11. Tópicos e Postagens• Sou favela, sou disposição• Qual sua favela?• De todas as 192 respostas a este tópico, 25 delas vieram acompanhadas da expressão: “aqui alemão passa mal” ou “aqui alemão não tem vez”, ao lado do nome da favela e dez delas continham a expressão “é noix”, já usada como característica de discriminação pelas comunidades anteriores. Os alemães, neste caso, são os inimigos, também playboys.
  12. 12. ConclusãoUma característica forte do Orkut é a facilidade para formação de grupos. Ao criaruma simples comunidade é possível atrair inúmeros usuários que compartilham dasmesmas ideologias manifestadas em suas diferentes formas.O que é dito na internet é muito diferente do que é dito na vida offline. Depois decriados, estes grupos agem em conjunto para um fim específico. Neste caso, paradiscriminar moradores de favelas. As três comunidades analisadas são alimentadascom algum tipo de discriminação, regurgitada por usuários de todas as partes domundo. Além de amplificar o efeito e se tornar visível a qualquer um, a web vemsendo usada como escudo.É o lugar em que é permitido externar os preconceitos já existentes sem arcarpessoalmente com as consequências. A inclusão poderia começar comeducação de usuários e de seres humanos que são iguais, nascendo ou não noberço da exclusão.
  13. 13. Referências BibliográficasAMORETTI, R. Psicanálise e Violência: Metapsicologia – Clínica –Cultura. Petrópolis, Vozes, 1993CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede.São Paulo: Paz e Terra,1999 .ODALIA, N. O que é violência.São Paulo: Editora Brasiliense, 1993.TAUSSIG, M. Mimesis and alterity. New York, Routledge,1993Comunidade Sou favela, Sou disposiçãohttp://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=69650857Comunidade Características de um faveladohttp://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=44241710Comunidade From favelahttp://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=72857169

×