Microbiologia da água

8.368 visualizações

Publicada em

0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.368
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
577
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Microbiologia da água

  1. 1. As águas naturais são locais onde vivem muitos seres microscópicos. Dentre eles encontramos : • Protozoários; • Algas; • Nematóides. Introdução
  2. 2. Doença epidémica: afeta simultaneamente muitos indivíduos, por contágio; Doença endémica: verifica-se permanentemente numa dada região; Água e transmissão de doenças
  3. 3. Vetores de doenças, algumas delas graves são comuns em países em desenvolvimentos como África, Ásia e América Latina; Todos os anos morrem mais de 3 milhões de crianças devido a diarreias causadas pelo consumo de agua contaminada;
  4. 4. Águas naturais apresentam uma grande quantidade e diversidade de microrganismos (bactérias, fungos, protozoários, etc.); Alguns podem ser patogénicos para o Homem embora a maioria não represente um risco para indivíduos saudáveis; Microrganismos nas águas naturais
  5. 5. Alguns microrganismos patogénicos (bactérias e protozoários) que vivem associados ao homem e a outros animais podem sobreviver na água e infectar humanos; Águas usadas para recreação ou como fonte de marisco não cozinhado podem aumentar a possibilidade de transmissão de doenças; Microrganismos patogénicos na água
  6. 6. Os microrganismos podem: • Mudar a composição química da água • Fornecer nutrientes para outros organismos aquáticos ► CICLOS DA MATÉRIA • Representar um grande risco para a saúde humana e animal ► PATÓGENOS
  7. 7. Água atmosférica: nuvens, chuva, neve, geadas Água de superfície: lagos, riachos, rios, oceanos Água subterrânea: lençol freático, poros do solo - habitat para muitos microrganismos Aguas Naturais
  8. 8. No meio aquático os nutrientes estão diluídos - baixa diversidade de microrganismos Com a presença de matéria orgânica ocorre: - aumento da atividade microbiana - inúmeros exemplos Uma gota d’água parece simples mas é bastante complexa: - diferentes substâncias químicas - diferentes tipos de microrganismos
  9. 9. Temperatura • superfície: • varia de 0 ºC nos pólos a 40 ºC nos trópicos • sob a superfície: • 90 % do ambiente marinho estão a 5 ºC • PSICRÓFILOS • mas, nas fendas oceânicas: • TERMÓFILOS • Pyrodictium occultum (ótimo 105ºC, Itália) Tipo de microrganismo presente depende: - condições físicas e químicas
  10. 10. Nas baixas e médias latitudes ocorre uma variação brusca da temperatura Termoclina: Importância na distribuição dos microrganismos
  11. 11. Pressão hidrostática • pressão no fundo de uma coluna d’água: • 1 atm/10 m - no fundo dos oceanos é enorme: • danos às células • BAROFÍLICOS, encontrados a  2500 m de profundidade (possuem vesículas de gás) • em profundidades acima de 4000 m, ocorrem os BAROFÍLICOS EXTREMOS O ambiente aquático
  12. 12. Luz • A vida na água depende, direta ou indiretamente, dos produtos da fotossíntese • Algas e cianobactérias são os principais microrganismos fotossintetizantes encontrados nos ambientes aquáticos - Estão limitados às regiões superficiais O ambiente aquático
  13. 13. Salinidade da água • água doce: 0 % • água do mar: 2,75 % de NaCl + outros sais = 3,3 - 3,7 % ► HALOFÍLICOS • lagos salgados (ex.: Salt Lake, EUA): 32 % ► HALOFÍLICOS EXTREMOS
  14. 14. Turbidez • material suspenso: • partículas minerais: erosão das rochas, solo • microrganismos suspensos • matéria orgânica: tecidos vegetais e animais - superfície de adesão dos microrganismos - fonte de nutrientes TURBIDEZ x LUZ O ambiente aquático
  15. 15. pH •A maioria dos microrganismos aquáticos cresce melhor próximo à neutralidade: 6,5 - 8,5 • pH dos oceanos: 7,5 - 8,5 • organismos marinhos: 7,2 - 7,6 • lagos e rios: variação ampla • Archaea de lagos do sul da África: 11,5 • Archaea de geisers: 1,0 O ambiente aquático
  16. 16. Nutrientes • orgânicos e inorgânicos • nitratos e fosfatos: • algas eutrofização O2 crescimento de outros organismos • carga de nutrientes: • águas próximas à praia: variável (esgotos) • águas de mar aberto: estável e baixa • baixo fitoplâncton (baixo N e Fe) • baixa atividade heterotrófica • atividade fotossintetizante: cianobactérias • efluentes industriais: presença de antimicrobianos • alguns microrganismos convertem tais substâncias em formas menos nocivas: Pseudomonas spp.: mercúrio metil mercúrio (volátil) O ambiente aquático
  17. 17. Microbiologia da Água Potável rios, riachos, lagos, • sujeitos a frequente poluição: • esgoto doméstico • agricultura • dejetos industriais • reutilização da água • processo natural, parte do ciclo hidrológico • mas, atualmente, há enormes pressões •  crescimento populacional •  uso industrial •  irrigação
  18. 18. Microbiologia da Água Potável • necessidade de uma reciclagem mais rápida e eficiente da água • necessidade de métodos de purificação
  19. 19. Poluição • água pode ser límpida, inodora e sem sabor e mesmo assim ser não potável devido à presença de contaminações Água potável: livre de microrganismos patogênicos e de substâncias químicas nocivas • contaminantes: • químicos • físicos • biológicos
  20. 20. Purificação da água • abastecimento residencial: • áreas rurais: poços e fontes: filtração no solo • cidades: estações de tratamento: • sedimentação • filtração • cloração Microbiologia da Água Potável
  21. 21. Tipos de Doenças
  22. 22. Bactérias •Salmonella spp. •Vibrio cholerae • principais problemas associados à falta de cuidados sanitários •Shigella spp. •Yersinia enterocolitica: gastroenterite aguda •Escherichia coli: linhagens patogênicas: enterites •Clostridium perfringens: enterite, gangrena gasosa •Vibrio parahaemolyticus: gastroenterites •Pseudomonas aeruginosa: infecções nos olhos, ouvidos •Staphylococcus aureus: infecções cutâneas, garganta e intoxicações alimentares •Leptospira: hepatite, conjuntivite e insuficiência renal Microrganismos patogênicos na água
  23. 23. Obs.: As doenças transmitidas pela água são responsáveis por 80 a 90% das internações no Brasil. DOENÇAS RELACIONADAS À ÁGUA NO BRASIL
  24. 24. • Cuidados de higiene com a água; • Tratamento de água; • Saneamento básico; • Educação sanitária; • Higiene alimentar; • Uso de calçado ; PROFILAXIA
  25. 25. Análise bacteriológica da água •metodologia: •teste presuntivo •teste confirmativo •teste completo
  26. 26. 10 ml por tubo 0,1 ml por tubo 1 ml por tubo incubação a 35ºC/24-48 h: formação de gás: NMP Amostra de água Técnica dos tubos múltiplos para determinação do Número Mais Provável de coliformes - Teste Presuntivo
  27. 27. Teste presuntivo: caldo lauril triptose (caldo lactosado)
  28. 28. Teste confirmativo: caldo lactosado bile-verde brilhante Tubos com gás do teste anterior Tubos com caldo lactosado bile verde brilhante Incubação a 35 ºC/24-48 h
  29. 29. Tubos com gás Caldo lactosado do teste confirmativo incubação a 44,5 ºC Coliformes fecais Coliformes fecais fermentam a lactose a 44,5 ºC Coliformes não fecais fermentam a lactose somente até 37 ºC
  30. 30. Teste da membrana filtrante Colônias típicas: brilho metálico Colônias típicas: azuis
  31. 31. Método substrato cromogênico/fluorogênico Baseia-se na utilização de substratos análogos à lactose (glicopiranosídeos) Específicos para Escherichia coli. • Exemplos: ONPG (Orto Nitrofenil galactopiranosídeo) MUG (Metil-Umbeliferone Galactopiranosídeo) Ferramenta poderosa para identificação de Escherichia coli (teste confirmativo)
  32. 32. Teste para separar Escherichia coli de outros coliformes Escherichia coli Enterobacter aerogenes
  33. 33. Decentes: Elias Moreira, Ruhan Barboza,Theilor Hurbano, Savio Ferrari, Saulo Fernandes.

×