Pu chen 809 pu-chen

644 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
644
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
158
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pu chen 809 pu-chen

  1. 1. .  Nome: Pu-chen  Turma:8ºB  Numero:15  Disciplina : T.I.C  Prof.: Daniel Freitas  Trabalho é sobre: Educação Sexual
  2. 2. Os preservativos são feitos de borracha ou de látex serve para embrulhar o pénis na sua extremidade fechada e, geralmente, contém um espaço para o armazenamento de saliências formadas ejaculado. eles também eram uma maneira de evitar o contacto sexual com fluidos corporais no corpo dos suprimentos. Evita sémen contém esperma na genitália feminina para evitar a gravidez, pode evitar a troca de fluidos corporais e propagação de doenças sexualmente transmissíveis(como SIDA…) -De fácil aquisição, é o método ideal para relações ocasionais ou imprevistas. -Pode ser utilizado para evitar doenças venéreas como a SIDA, a gonorreia, etc.... -Se for mal aplicado ou utilizado mais de uma vez, pode romper, não evitando a transmissão do sémen. - o custo de cada preservativo não é um factor desprezível, apesar de -Algumas pessoas são alérgicas ao látex, material de que são compostos a maioria dos preservativos disponíveis . -Reduzir a sensação de sexo
  3. 3. .  Tem cem por cento eficaz, mas não muitos efeitos colaterais de tomar constitui femininos efeitos colaterais incluem contraceptivos impacto emocional da voláteis condensação coágulos de sangue, tonturas, náuseas e dores de cabeça. Efeitos secundários contraceptivo masculino deve ser pequeno, no melhor dos casos, apenas pode conduzir a um ligeiro aumento do peso do utilizado  Vendagem: Não é tão difícil como vasectomia restaurado porque os homens parar de tomar a pílula, enquanto 16 semanas pode restaurar a capacidade reprodutiva.  Desvantagem: não vai ter esperma durante 16 semanas seguintes
  4. 4. .  Anel vaginal São anéis de material plástico que contêm hormonas. São inseridos dentro da vagina, onde devem ser deixados por três semanas. A mulher faz uma pausa de uma semana e reinicia o uso. Não atrapalha a relação sexual, nem causa incómodo. É bastante eficaz. Vantagens: • Diminui o fluxo menstrual; • A frequência de cólicas; • A incidência de efeitos colaterais é baixa; • Dispensa a ingestão oral diária. Desvantagens: • Exige uma habilidade manual para ser colocado; • Algumas mulheres sentem desconforto; • Não impede a contaminação de doenças sexuais.
  5. 5. DIU vantagens • Requer um único acto de motivação para uma duração prolongada. • Não tem efeitos sistémicos • Rápido retorno aos níveis anteriores de fertilidade após remoção • Não exige um controlo diário por parte da mulher • Pode ser usado durante a amamentação • Grande eficácia • Não interfere na vida sexual da mulher Desvantagens: • Para além de poder aumentar as dores durante o período menstrual e aumentar o seu fluxo, o DIU não protege das infecções sexualmente transmissíveis. • É preciso intervenção médica para a colocação e remoção • Pode ser rejeitado pelo útero; • Não deve ser usado por grávidas • Pode ter efeitos colaterais, tais como: um maior sangramento durante o período; anemia; cólicas; inflamações de vários tipos como no útero, nos ovários e nas trompas , podendo estas provocar esterilidade. O DIU é um pequeno dispositivo de plástico revestido com fio de cobre que é inserido no útero. O DIU impede a gravidez através da alteração das condições uterinas e funcionando também como uma barreira aos espermatozóides. A inserção é feita numa consulta médica, podendo permanecer no útero durante vários anos. Existem dispositivos intra-uterinos com, e sem, hormonas.
  6. 6.  É um método relativamente novo de contracepção. Este é feito de um tubo de borracha fina, mas tem um anel em cada extremidade. Um destes anéis é fechado e inserido na vagina, de modo a tapar o colo do útero, como se fosse um diafragma. Vantagens: • Para além de evitar a gravidez, diminui o risco de contrair DST’s. • Não tem efeitos sistémicos. • Pode ser utilizado com outro método contraceptivo, como coadjuvante • Não necessita supervisão clínica. • É mais resistente que o preservativo masculino Desvantagens: • Dificuldade na utilização. • Diminui a sensação vaginal; • Necessita de ser planeado com antecedência; • Pode ser difícil de inserir; • Custo alto (o seu preço é o triplo do preservativo masculino) e mais difícil de adquirir que os preservativos masculinos; • Pode fazer barulhos durante o acto sexual; • Demora-se algum tempo para adquirir a prática de o colocar; • A eficácia anticoncepcional depende da determinação de seguir as instruções.
  7. 7.  Actualmente utilizada quase exclusivamente contraceptivos femininos, principalmente por progesterona e estrogénio compatibilidade feitas, há algumas drogas não esteróides, que podem afectar os diferentes aspectos do processo reprodutivo, de modo a atingir o objectivo de anti fertilidade. O uso de contraceptivos desde 1960, actualmente o uso mundial de contraceptivos para a contracepção para as mulheres são cerca de 75 milhões, o papel principal de contraceptivos, incluindo a inibição da ovulação e as alterações do muco cervical para que o esperma não é fácil de penetrar, ou glândulas uterinas reduzir a produção de glicogénio, tão fácil de sobreviver tubos de blastocisto, útero e de Falópio ou actividades de mudança, impedir a entrega de ovos fertilizados.
  8. 8. . SIDA O QUE É? A SIDA (Síndrome de Imunodeficiência Adquirida) é uma doença provocada pelo vírus VIH (Vírus da Imunodeficiência Humana). Este vírus introduz-se no organismo humano, podendo permanecer “inactivo” (as pessoas chamam-se seropositivas), ou “activo”, destruindo o sistema imunitário da pessoa. Um indivíduo infectado com este vírus pode contrair e desenvolver infecções muito variadas ou mesmo certos tipos de cancro. A SIDA ainda não tem cura, sendo mesmo mortal. PREVENÇÃO Como isto é impossível de se saber, na maioria dos casos - por vezes, nem o próprio portador sabe que a tem - a única prevenção possível é utilizar sempre o preservativo.
  9. 9. Doenças sexualmente transmissíveis SÍFILIS O QUE É? Esta doença é provocada pela bactéria Treponema Pallidum, que apesar de ser contagiosa e perigosa, é curável se for tratada a tempo. A Sífilis ataca qualquer tecido desde a pele aos ossos, fígado, órgãos genitais e olhos. O seu maior perigo é alcançar a sistema nervoso e o coração, o que pode levar à morte. A bactéria da sífilis, para sobreviver, precisa de um ambiente quente e húmido. PREVENÇÃO O preservativo é muito eficaz e a mulher pode aplicar irrigações vaginais com líquidos desinfectantes suaves. Fazer análises antes do casamento e durante a gravidez.
  10. 10. Doenças sexualmente transmissíveis CANDIDÍASE O QUE É? Doença causada pelos fungos Candida albicans, que se desenvolvem num local quente e húmido da vagina. Fungos Candida albicans. PREVENÇÃO Abstinência sexual logo após o aparecimento da infecção e durante o tratamento. Algumas doenças, como a diabetes ou o hipotiroidismo, favorecem o aparecimento de candidate, assim como a gravidez, irrigações vaginais e os tratamentos com cortisona e antialergénicos.
  11. 11. . FIM

×