Apresentação cadeias

2.830 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.830
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
282
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
53
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação cadeias

  1. 1. Na natureza tudo é muito dinâmico...<br />A todo momento os seres vivos relacionam-se.<br />QUAL(AIS) OS OBJECTIVOS PRINCIPAIS DAS RELAÇÕES ENTRE OS SERES VIVOS?<br />REPRODUÇÃO<br />ALIMENTAÇÃO<br />DEFESA<br /> um gafanhoto pousa numa folha em busca de alimento, mas a qualquer momento pode chegar um pássaro que também verá no gafanhoto uma opção para seu almoço... Daqui a pouco aparece um gato, que pode transformar o pássaro na sua refeição e assim se dá o ciclo da vida...<br />Todos os seres vivos precisam de se alimentar...<br />
  2. 2. QUAL A PRINCIPAL FONTE DE ALIMENTAÇÃO PARA OS SERES VIVOS?<br />Sequência de seres vivos que se alimentam dos que os antecedem e são comidos pelos que os seguem<br />CADEIA ALIMENTAR<br />EXERCÍCIO: TENDO EM CONTA A HISTÓRIA “As asas da Dona Lontra Bernardina”, constrói uma cadeia alimentar com os seres vivos nela representados:<br />Lontra Bernardina; Águia Pesqueira, Perna-Longa; Borrelho de Coleira Interrompida; Plâncton; Dourada; CorvoMarinho<br />
  3. 3. Um exemplo:<br />É COMIDO POR<br />CADA SER VIVO APRESENTA UM LUGAR NA CADEIA<br />NÍVEL TRÓFICO<br />3<br />Quantos níveis tróficos apresenta esta cadeia? <br />QUEM OCUPA O 1º NÍVEL TRÓFICO? - <br />PLÂNCTON<br />- 3º NÍVEL TRÓFICO<br />QUE LUGAR OCUPA A LONTRA NESTA CADEIA? <br />
  4. 4. O 1º nível trófico será representado pelo Fitoplâcton ou Zooplâcton? <br />Porquê? <br />Fitoplâncton<br />FOTOSSÍNTESE<br />usam a luz como fonte de energia para produzirem moléculas<br />orgânicas (ALIMENTO) a partir de material inorgânico<br />ESCOLA VIRTUAL<br />
  5. 5.
  6. 6. As plantas usam a luz como fonte de energia para produzirem o seu alimento (matéria orgânica) a partir de material inorgânico. <br />Seres Autotróficos<br />
  7. 7. seres vivos que para conseguir o seu alimento precisam consumir um outro ser vivo<br />Seres Heterotróficos<br />
  8. 8. COMO Obtém energia?<br />Obtém energia produzindo alimento<br />Obtém energia consumindo outros indivíduos<br />CONSUMIDOR<br />PRODUTOR<br />NO EXEMPLO: QUANTOS CONSUMIDORES EXISTEM?<br />CONSUMIDOR PRIMÁRIO OU DE 1ª ORDEM<br />CONSUMIDOR SECUNDÁRIO OU DE 2ª ORDEM<br />
  9. 9. ESCOLA VIRTUAL 2,3,4,5<br />TEIAS ALIMENTARES<br />QUANTAS CADEIAS?<br />QUAIS?<br />
  10. 10. Quantas cadeias?<br />Quais?<br />Qual o nível trófico da raposa?<br />Quais os produtores?<br />Quais os consumidores primários?<br />Quais os consumidores terciários?<br />
  11. 11. Como se alimentam estes seres vivos?<br />O que acontece aos seres vivos de uma teia alimentar quando morrem?<br />Os decompositores são organismos que transformam a matéria mineral em matéria inorgânica, voltando a repô-la no solo para ser absorvida pelos produtores.<br />
  12. 12. COMPOSTAGEM<br />
  13. 13.
  14. 14. O ciclo da matéria desenvolve-se em quatro etapas essenciais:<br />Da matéria mineral para orgânica- a matéria mineral existente no subsolo é transformada, no processo da fotossíntese, pelos seres autotróficos juntamente com os seus outros componentes (água, dióxido de carbono e com recurso à energia solar) em matéria orgânica (e energia química). <br />Do ser autotrófico para os consumidores- a matéria orgânica é transferida total ou parcialmente para o organismo, e para os que se sucedem conforme os níveis da cadeia alimentar. <br />Dos autotróficos/heterotróficos para os decompositores- quando esses indivíduos morrem, o cadáver sofre uma série de transformações no solo, levadas a cabo pelos decompositores (fungos e bactérias). <br />Da matéria orgânica para mineral- o organismo entra em decomposição e a matéria renova-se assim, passando de matéria orgânica para matéria mineral no solo, pronta para iniciar um novo ciclo outra vez. <br />
  15. 15. Fluxo de energia<br />A energia luminosa do Sol é transmitida, sob a forma de energia química, aos demais seres vivos. Essa energia, no entanto, diminui à medida que passa pelos consumidores, pois parte dela é utilizada para a realização dos processos vitais do organismo e outra perde-se sob a forma de calor. <br />Apenas uma pequena quantidade de energia passa para o nível trófico seguinte. <br />Não há reaproveitamento da energia libertada <br />A transferência de energia é unidireccional<br />Estima-se que apenas cerca de 10% da energia disponível de um nível trófico sejam utilizados pelo nível trófico seguinte. <br />
  16. 16. Pirâmides de energia<br />Ao longo de uma cadeia alimentar há, também, uma diminuição do número de seres vivos de cada nível trófico, havendo assim mais produtores do que consumidores primários e mais destes do que secundários e assim sucessivamente<br />Pirâmides são representações quantitativas de cadeias alimentares. <br />Para a construção de uma pirâmide representa-se os produtores, na base<br /> a seguir, em degraus superiores, os consumidores das diversas ordens.<br />Cada rectângulo da pirâmide de energia representa um nível trófico.<br />
  17. 17. Quantos níveis tróficos estão representados na pirâmide ?<br />4<br />Indica duas cadeias alimentares representadas na pirâmide representada<br />
  18. 18. O ciclo da Água<br />Ver pp ciclo água<br />
  19. 19. CICLO DO CARBONO<br />O carbono é encontrado na natureza sob duas formas:<br /> no CO2 encontrado na atmosfera numa concentração que varia de 0,03% a 0,04%.<br /> na matéria orgânica formada pelas moléculas dos seres vivos e nos combustíveis fósseis, como carvão e petróleo.<br />
  20. 20.
  21. 21. Ciclo do Azoto<br />Fixação do azoto – só é realizadas por certas bactérias e algumas cianobactérias ou algas azuis. Das bactérias destacam-se dois géneros: AzotobactereRhizobium.<br />As do género Rhizobium vivem em simbiose<br />com células das raízes de leguminosas, como feijão, soja, ervilha, fava, trevo, etc., onde formam pequenos nódulos. Essas<br />bactérias conseguem fixar cerca de 300 kg de N2 por hectare/ano. As Rhizobium transforma N2 em NH3 (amônia) e cedem às células das raízes de leguminosas. Estas fornecem nutrientes às bactérias.<br />
  22. 22.
  23. 23. As leguminosas são importantes na nutrição animal e na agricultura.<br />Na nutrição animal são grandes fornecedoras de compostos nitrogenados (proteínas) para os animais.<br />Na agricultura as leguminosas são usadas na rotação de cultura, nas culturas consorciadas e na adubação verde.<br />

×